Como ter mais tempo para o que importa?

Por: Lidiane Vasconcelos
Como ter mais tempo para o que importa?

Luxo é ter tempo para dar a quem a gente ama, ou fazer o que mais gostamos, mas por que é tão difícil sobrar mais dele? A verdade é que a gente lida com uma série de demandas no dia a dia, e costuma-se dizer que para dar conta de todas elas só vivendo mesmo no corre-corre. É tanta coisa para fazer que, para aquelas demandas que a gente gostaria de priorizar, a sensação é que falta tempo. Aí a gente diz que não consegue. Entretanto, já reparou que há outras pessoas com as mesmas 24 horas, que aliás são disponíveis para mim e para você, e que conseguem fazer coisas que a gente também gostaria, mas dizemos que não sobra tempo? Como pode ser isso?

Cabe aqui uma reflexão: quem faz o que precisa ser feito, tem mais tempo que a gente? Ou será que não fazemos o que gostaríamos porque priorizamos coisas erradas no dia a dia? Nosso problema é falta de tempo ou prioridades?

Dá para matar essa charada se a gente primeiro pensar nas coisas que consideramos como sendo nossa prioridade. É importante abrir nosso coração, pensar e responder à seguinte pergunta: o que é essencial para mim? Família, trabalho, faculdade, algum projeto, saúde? Pense, e escreva. Depois, faça outro bloco de anotações, com ações do que tem sido feito numa semana qualquer e típica de sua vida, todas as atividades.

Do que é composto o seu dia? Quanto tempo dedicado ao trabalho? Se você gosta de ler, quantas vezes por semana você consegue fazer isso? Se seu desejo é cuidar mais da saúde, qual a qualidade das refeições que você tem feito, e quanto de seu tempo é dedicado a praticar algum exercício físico? Se estar com a família é uma prioridade, vocês fazem coisas juntos no cotidiano? Se você alimenta o sonho de desenvolver um projeto muito especial para você, há espaço na sua rotina semanal para estudar sobre ele? E se você curte tanto a sua casa, tem carinho pelas coisas caseiras, tem tido espaço na sua rotina para cuidar do seu lar como você gostaria? E do tempo que você tem no seu dia, quanto você tem dedicado a ficar navegando por redes socias? Ao sair da frente da tela você sente-se feliz?

Compare como tem sido usado o seu tempo com as suas expectativas e avalie: o que você anda fazendo está coerente com o que você deseja priorizar em sua vida? Se a lista de prioridades não estiver alinhada com as atividades que você anda executando, talvez esteja aí o “x” da questão. Mude a perspectiva parando de dizer que “não tem tempo” para o “e se”. Então, se você diz que não prioriza sua criança ou sua saúde porque “não tem tempo”, pense… “e se eu tivesse tempo para isso?”.

Analise bem onde você está investindo seu tempo, que é o que há de mais precioso em sua vida, e veja se não está priorizando a demanda errada. Aprenda sobre como gerenciá-lo melhor, e faça ele ser redirecionado para o que mais importa. Esse recurso é um bem que a gente não recupera mais, portanto se organizar para usá-lo com sabedoria é uma das melhores decisões que podemos tomar. E esse tem sido exatamente o meu trabalho do coração: ajudar as mulheres a direcionarem o seu tempo para o que mais importa na vida, começando pela boa gestão da produtividade em seus lares.

A verdade é que tanto na gestão das rotinas da casa, quanto naquelas ligadas ao trabalho e a qualquer outro aspecto da vida, não importa a velocidade com que as coisas são feitas, mas o que é feito, e como isso é executado! A boa produtividade na gestão da rotina da casa, e em qualquer outra área da vida, não consiste em fazer muitas coisas em menos tempo. O ponto é: fazer menos, porém a coisa certa.

Imagem: Unsplash


Nossos Links:

Projeto Lar Bonito Lar | Facebook | Instagram