5 motivos para morar na Finlândia, e 5 para não fazê-lo.

Não tenho a pretensão de morar fora do Brasil, mas confesso que quando fui lendo a lista preparada por Adriana Minhoto sobre os motivos para morar na Finlândia, fiz nota mental: não é nada mal! O que Adriana pontua sobre se preparar bem para morar em outro país é que, em terras finlandesas, por exemplo, nem tudo são flores. É preciso estar preparado para uma série de dificuldades também. Então se joga na lista de Adriana e pondere cada ítem. Avalie com carinho e pergunte a si mesmo: você moraria numa terra tão fria?

igreja branca - simbolo de helsinki

Igreja Branca – Símbolo de Helsinki

Cada vez mais vemos pessoas saindo do Brasil e indo morar fora. Seja por realização profissional, pessoal ou acadêmica, esse assunto está sempre em pauta em todos os meios de comunicação e vive sendo abordado em programas de TV e na internet.

Só no Facebook existem inúmeros grupos de brasileiros morando em outros lugares no mundo. Eu mesma sempre recebo email de pessoas perguntando sobre como é morar na terra do Papai Noel.

Decidir sair do Brasil requer muita pesquisa, muito planejamento e também guardar um dinheirinho – além de saber falar inglês, né?! Não é um passo que se dá de um dia para o outro. Eu e meu marido nos planejamos por mais de cinco anos antes de tomar a decisão final e colocar os pés nessas terras frias!

Vendo esse boom sobre o assunto, resolvi escrever cinco motivos para morar na Finlândia e cinco motivos para não morar. Lembrando que os motivos são em decorrência ao que vivi e vivo aqui, e aos meus gostos pessoais! Rs.. Afinal cada um é cada um!

5 motivos para morar na Finlândia

Segurança – é incrível a sensação de poder andar nas ruas a qualquer hora e não sentir medo. Isso é uma das coisas que mais me encantam aqui. Eu não tenho medo, ando tranquila em qualquer lugar.

Acho que não existem palavras para descrever esse sentimento de liberdade, segurança, confiança que tenho aqui.

Honestidade – os finlandeses são um dos povos mais honestos do mundo. Por exemplo, se você esquece a sua luva no ponto de ônibus, tenha certeza que no dia seguinte ela estará lá.

Não que não exista corrupção por aqui, mas isso deve ser 0,001% dos políticos! Todos são honestos em suas ações seja dentro do congresso, seja em sua vida pessoal.

Educação – como não se encantar com um dos melhores sistemas educacionais do mundo? Na Finlândia a escola pública é de excelente qualidade e grátis para todos. Aqui o filho do ministro estuda na mesma escola que o filho de um lixeiro, e não há discriminação.

O ensino superior também é de excelente qualidade e gratuito para finlandeses e moradores da União Europeia (EU) – desde 2016 quem vem de fora da EU tem que pagar para fazer faculdade aqui.

Transporte – tem coisa melhor do que conseguir se programar para chegar na hora certa em seu compromisso? Poder sair de casa sem pressa e sem medo de atrasar?

Aqui isso não só é possível, como é realidade! Só chega atrasado quem quer! Finlandês não gosta de atraso e é sempre muito pontual!

Existem aplicativos de celular que calculam todo o tempo do seu trajeto, indicando a hora que você deve sair de casa, pegar o ônibus, quanto tempo o trajeto vai demorar a chegar ao destino e que horas vai chegar. E sim, funciona direitinho!

Natureza – se você gosta de natureza, aqui é o seu lugar. A Finlândia tem mais de 76% do seu território composto por florestas e é considerado o país com área florestal da Europa. Além da floresta, existem mais de 187 mil lagos, que no verão os finlandeses usam para se banhar e aproveitar a estação, e no inverno para dar um mergulho depois da sauna.

floresta

florestas

O amor pela natureza aqui é tanto que toda escola de educação infantil tem em seu currículo passeios pela floresta (seja no verão ou no inverno) para as crianças conhecerem e darem valor.

5 motivos para não morar na Finlândia

Clima – se você não gosta de frio, definitivamente a Finlândia não é o seu lugar. Se você fala que gosta de frio, eu te pergunto: de que frio que você fala? Do inverno no Sul do Brasil ou do inverno de Recife? Porque nenhum deles se compara ao frio e ao vento da Finlândia.

Gente, sei que frio é muito relativo, mas esteja preparado para pegar durante vários meses no ano temperaturas abaixo dos 10 graus, com invernos muito rigorosos e verões que não chegam aos 25, 30 graus.

neve-frio

Escuridão – sabe quando você acorda bem cedinho e o sol ainda não nasceu? Então, aqui na Finlândia de novembro a março isso acontece todos os dias independente da hora que o despertador toca.

8h da manhã: escuro, 9h da manhã: ainda escuro! E pasmem: geralmente o sol não nasce mesmo, apenas amanhece e o dia clareia e fica nublado. Não há sol, não há céu azul em quase nenhum dia.

Ai você pensa, então escurece de novo tarde? Errou! Às 16h já é noite! O período de outono/inverno é o período mais escuro. Em 2014 o mês de novembro teve apenas 12h de sol – o mês inteiro.

Em minha opinião, o maior problema é a falta do sol, ainda mais nós que viemos de um país tropical.

Língua – sim, é uma das línguas mais difíceis no mundo, mas não impossível de aprender. Com muita força de vontade e alguns anos de muito estudo, dá para falar o finlandês.

O grande problema é que, até você aprender a língua já passou por diversas situações complicadas, sem entender o que se passa a sua volta ou se você está comprando o produto certo!

Amigos – não espere chegar na Finlândia e fazer grandes amigos! Isso leva tempo, muito tempo, e pode ser também que não aconteça. É mais fácil fazer amizade com estrangeiros, pessoas na mesma situação que você se encontra.

O povo finlandês é muito fechado em seu círculo de amigos. Em empresas quase não existem os “happy hours” que estamos tão acostumados. Já nas Universidades existem várias festas, mas você ficará mais próximo mesmo é dos estrangeiros.

igreja do silencio em helsinki

Igreja do Silêncio, Helsinki.

Emprego – trabalhar na área de TI (tecnologia da informação), software e inovação aqui é quase sinal de emprego garantido, mesmo sem falar o finlandês. Quanto às outras profissões, é quase certo que só se consegue um emprego com a língua local!

E vamos pensar bem? No Brasil, sem falar português, quem consegue emprego?

ADRIANA MINHOTO

Mais colaborações de Adriana Minhoto:

Sobre criar filhos fora do Brasil: bilinguismo.

Como é comemorado o aniversário infantil na Finlândia?

Caso de sucesso: o enfrentamento do bullying na Finlândia.

Dri Minhoto, a moça bonita desgarrada em terras finlandesas, dá mais detalhes de seu dia dia no seu blog, Entre Vodka e Cachaça. Pra conhecer é só clicar aqui e se jogar! Ah! O Entre Vodka e Cachaça também tem página no Facebook, viu? Já curtiu? Eu já!

ASSINE

LOJA TROLOLO DE MULHER[2]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *