Início » Maternidade » Febre: temperatura, causas, cuidados. Saiba tudo!

Febre: temperatura, causas, cuidados. Saiba tudo!

Ainda que digam que febre não é razão pra desespero, mães costumam ficar com o coração apertadinho quando ela aparece. A verdade é que informação salva, e acalma… portanto, esse post foi pensado para esclarecer todas as dúvidas que temos sobre quando o corpo da criança esquenta.

Veja a seguir, graças a consultoria da Dra. Paolla Alberton, Médica Pediatra de Campinas – SP, que a febre em si não é doença, mas um sintoma que nos conduz ao alerta. Como é cercada de crenças populares, algumas pessoas recorrem a estratégias equivocadas para diminuir a temperatura corporal da criança. Para ficar em paz, tire todas as suas dúvidas neste post, e aja com mais tranquilidade na próxima vez em que sua criança apresentar esse sintoma. Confira!

FEBRE-FEBRE NAS CRIANCAS

Imagem: Foter.com

FEBRE-FEBRE NAS CRIANCAS-O QUE E

A febre é, por definição, a elevação da temperatura corporal acima dos níveis considerados normais (até 37,5ºC), sendo uma reação do corpo à presença de patógenos. A faixa de temperatura normal no ser humano (independente da idade) é de 36ºC a 37,5°C. Passou de 37,5 já consideramos febre, antes disso, não.”

FEBRE-FEBRE NAS CRIANCAS-CAUSAS

A elevação da temperatura corporal ocorre devido a várias reações do nosso organismo à presença de toxinas liberadas pelos patógenos (que podem ser bactérias ou vírus), sendo muito importante para a resposta rápida do sistema imunológico, pois a temperatura mais alta inibe o crescimento desses patógenos e aumenta a proliferação de determinados tipos de células defensoras (como os macrófagos).

FEBRE-FEBRE NAS CRIANCAS[3]

Se a primeira febre do bebê ocorrer antes de completar 30 dias de vida (sendo considerado um neonato), deve-se dar um banho morno e medir novamente. Se não abaixar, deve ser levado imediatamente ao pronto-socorro, pois febre em neonatos quase sempre significa uma doença grave. Se o bebê já tiver mais do que 30 dias de vida, ainda assim deve-se contatar o pediatra e medicar conforme as orientações dele. O banho morno sempre ajuda, SEM ÁLCOOL.”

FEBRE-FEBRE NAS CRIANCAS-CUIDADOS

Banho com álcool é perigoso, pois pode intoxicar a criança, não importa a idade. O banho, para ser mais eficaz, deve ser MORNO, a 36-37°C, que é a temperatura que queremos atingir. Banho frio irá causar muito desconforto e pode causar hipotermia. Quando a febre persiste, com a orientação do pediatra, pode-se alternar anti-térmicos, geralmente a cada 3 horas.”

FEBRE-FEBRE NAS CRIANCAS-CONVULSAO

Se a criança convulsionar, NÃO COLOQUE nada na boca dela, se for um bebê, coloque no berço ou em uma superfície onde ela não poderá cair ou bater em algo que machuque e vire a cabecinha para o lado. Se for uma criança maior, deite-a no chão e vire a cabeça para o lado e aguarde a convulsão passar. Peça para que outra pessoa conte o tempo que demorou para a convulsão parar (para a mãe, demora uma eternidade). Assim que a convulsão parar, leve ao PS. Caso a convulsão comece a demorar mais do que 1 minuto, chame o SAMU. Lembrando que a convulsão febril INDEPENDE de quão alto esteja a febre, é uma reação da criança à variação rápida de temperatura. É mais comum em crianças abaixo de 2 anos e que tenham parentes com histórico de convulsão febril.”

FEBRE-FEBRE NAS CRIANCAS[2]

Quando a febre dura mais de 3 dias sem espaçar ou se a criança fica muito caidinha MESMO SEM FEBRE, ela deve ser levada ao pediatra para investigação. Vômitos e febre também merecem atenção especial.”

PAOLLA ALBERTON - PEDIATRA CAMPINAS-SP

Mais consultorias da Dra. Paolla:

Hora da amamentação!

Desfralde: mais simples do que você imagina!

Bebê sem assaduras: é possível, sim, mamãe!

A Dra. Paolla também é blogueira, e escreve textos informativos na linguagem de mãe, de modo que possamos usufruir de conhecimento, o que é imprescindível na criação de nossas crianças, e ainda trocarmos experiência com ela, que também é mãe. Isso não é bacana? Aposto que você gostou da ideia de dar uma espiada no blog da Dra Paolla, o Mamiped, e até acompanhá-la em suas publicações, certo? Eu imaginei… então, oh: se joga no blog e aproveita! Ah! No Facebook também dá para acompanhá-la de pertinho. Clique aqui e curta sua fanpage! E, claro, dá pra por dentro de tudo via Instagram também. Clique aqui e siga!

ASSINE

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *