Início » Adriana Minhoto » Caso de sucesso: o enfrentamento do bullying na Finlândia

Caso de sucesso: o enfrentamento do bullying na Finlândia

Ao contrário do que poderíamos imaginar, embora a educação em terras finlandesas seja exemplo de excelência, o bullying na Finlândia também é um problema a ser tratado. Não há novidade sobre as consequências devastadoras que podem ocorrer em pessoas que sofrem bullying, e o quanto essa questão social tem se tornado cada vez mais crescente. Medo ou falta de vontade de ir a escola, desejo de abandonar os estudos ou baixo rendimento são danos causados por esse mau, só para citar alguns.

Neste post vamos conhecer o que o governo finlandês tem feito no enfrentamento desse fenômeno, e os resultados bastante positivos vindos dessas ações. Adriana Minhoto, nossa colaboradora responsável por descortinar vários aspectos sobre aquele país frio e distante, conta em detalhes como tem sido esse trabalho,  orientado para o controle e diminuição  das ocorrências de bullying na Finlândia. Confira!

BULLYING-BULLYING NA FINLANDIA

Via Foter.com

Bullying é uma palavra que ainda não existe nos dicionários brasileiros, mas nem por isso deixa de ser extremamente conhecida. Ela tem origem inglesa e significa “intimidação”. Em outras palavras, bullying é mundialmente conhecido como formas de atitudes agressivas com os outros e é um problema social que atinge em grande parte crianças e adolescente ao redor do mundo.

Aqui na Finlândia não seria diferente, então o governo resolveu criar o Kiva, um programa de prevenção contra esse problema. Com três pontos chaves: prevenção, intervenção e monitoramento, ele é baseado em evidências para prevenir o bullying e enfrentar os casos de forma eficaz. Essa proposta já está sendo aplicada em 90% das escolas e graças a esse método, o bullying na Finlândia está diminuindo.

Com muito diálogo e algumas aulas didáticas, os alunos aprendem a identificar as formas de bullying. Durante o ano letivo eles devem realizar trabalhos e dinâmicas sobre respeito, empatia e valores. As ações indicadas devem ser usadas quando um caso de bullying surge e são direcionados tanto àqueles que sofrem a intimidação quanto a colegas de classe, que são desafiados a apoiar a vítima para que o agressor se sinta desencorajado, já que a sua “brincadeira” não tem graça.

Em cada escola existe uma equipe composta por adultos que monitoram e investigam os casos que chegam ao conhecimento deles. Há também caixas para denúncia de bullying, onde os alunos podem escrever o que está acontecendo e colocar lá dentro. Cada situação é tratada com delicadeza e muita conversa individual, além de ações em grupo.

Segundo dados, “depois de um ano os pesquisadores notaram que o número de crianças e adolescentes que sofriam por intimidação havia diminuído em 41%. O método não só resolveu o problema como também aumentou o conforto e a motivação dos alunos, o que fez com que suas notas aumentassem.”

O Kiva (união das palavras kiusaamista e vastaan) foi desenvolvido na Universidade de Turku, e é financiado pelo Ministério da Educação e da Cultura, e foi avaliado em vários países: os primeiros estudos internacionais da Holanda, da Estônia, da Itália e do País de Gales estão surgindo, mostrando que o KiVa também é efetivo fora da Finlândia. O método finlandês faz tanto sucesso que está sendo exportado para países da Europa e da América Latina como Argentina, Chile, Colômbia e Peru.”

ADRIANA MINHOTO

Entenda como tudo começou:

As voltas que a vida dá nos leva a lugares inimagináveis!

Mais sobre a Finlândia, por Adriana Minhoto:

Verdades pouco conhecidas sobre a mulher finlandesa.

O que você não sabia sobre a cultura popular na Finlândia.

Casar e morar na Finlândia: o amor colocado à prova.

Dri Minhoto, a moça bonita desgarrada em terras finlandesas, dá mais detalhes de seu dia dia no seu blog, Entre Vodka e Cachaça. Pra conhecer é só clicar aqui e se jogar! Ah! O Entre Vodka e Cachaça também tem página no Facebook, viu? Já curtiu? Eu já!

ASSINE!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *