Início » Corpo » Dengue, zika e chikungunya: entenda as diferenças.

Dengue, zika e chikungunya: entenda as diferenças.

Dengue, zika e chikungunya são facilmente confundidas entre elas, mas como se tornaram ameças constantes, é importante que a gente saiba diferenças básicas sobre sintomas, e riscos. Neste post, editado sob consultoria da Dra. Marina Da Rós Malacarne, Médica Infectologista, de Colatina – ES, vamos entender de maneira bastante simples e didática o que distingue uma da outra e, estando bem informadas, é certo que fica mais fácil nos proteger, e cuidarmos bem de nosass famílias.

De acordo com dados fornecidos pela Dra. Marina, em 2016 foram aproximadamente 1.496.282 casos prováveis de dengue no Brasil, sendo 629 óbitos confirmados. No caso das outras duas doenças, para a chikungunya tivemos aproximadamente 265.554 casos prováveis, e zika 214.193. Para que cada uma dessas infecções tenha ocorrência, “basta apenas ser picado por um mosquito fêmea Aedes aegypti (urbano) ou Aedes albopictus (rurais e peri-urbanas) contaminado por um desses vírus”, explica nossa consultora. Sobre essas incidências em mulheres grávidas, ou de mulheres que desejam engravidar, Dra. Marina avisa que “não existe evidência de transmissão de mãe para feto de Dengue e Chikungunya, nem por amamentação. Uma mulher grávida pode passar o zika vírus para o feto durante a gravidez, que é causa de microcefalia e outros defeitos cerebrais graves do feto. Até o momento, não há relatos de crianças infectadas pelo zika vírus por aleitamento materno. Em função dos benefícios do aleitamento materno, recomendamos às mães amamentarem mesmo em áreas com risco de zika”.

DENGUE-ZIKA-CHIKUNGUNYA[2]

Imagem: Ministério da Saúde via Foter.com / CC BY-NC-SA

Trololó de Mulher >>> Quem teve alguma dessas infecções, fica imune?

Em relação ao vírus da Dengue, como existem 4 sorotipos conhecidos, a pessoa fica imune ao tipo que já foi infectado, mas suceptivel aos outros. É provável que o vírus zika tenha o comportamento parecido com outros vírus da mesma família (dengue, febre amarela), ou seja, que a infecção só ocorra uma vez. Mas ainda não há comprovação científica. Isso ainda é objeto de pesquisa. No caso do Chikungunya, quem apresentar a infecção fica imune o resto da vida.”

Trololó de Mulher >>> Qual a diferença entre Dengue Clássica e Dengue Hemorrágica?

Na Dengue Clássica os sintomas são mais leves, podendo ter febre alta, dores de cabeça, nas costas e na região atrás dos olhos. A febre começa a ceder a partir do quinto dia, e os sintomas a partir do décimo dia, e a pessoa se recupera bem. Já na Dengue Hemorrágica a doença é nitidamente mais grave. Nos primeiros cinco dias os sintomas são bem parecidos ao do tipo clássico. Mas a partir do quinto dia, podem surgir hemorragias em vários órgãos (visíveis ou não), com vômitos, tontura, dificuldades de respiração, dor abdominal intensa e presença de sangue nas fezes. Se o paciente não procurar atendimento médico, ele pode evoluir para choque e falecer.”

Trololó de Mulher >>> Como diferenciar uma da outra? Quais os sintomas?

Alguns pontos podem ser observados para diferenciar:

Chikungunya tem como principal característica a dor articular. Essa dor pode se prolongar por meses após a infecção ter acabado. Elas podem se manifestar em todas as articulações, principalmente nas palmas dos pés e das mãos, dedos, tornozelos e pulsos. Em alguns casos, a dor nas articulações é tão forte que chega a impedir os movimentos e pode perdurar por meses depois que a febre vai embora, necessitando de consultas periódicas ao reumatologista para controle da dor.

O Zika age de maneira branda, provocando um exantema (manchas vermelhas pelo corpo), causando muito prurido (coceira), ou até mesmo não causar sintoma nenhum (apenas uma em cada quatro pessoas infectadas apresenta manifestação clínica da doença). A coceira é o sintoma mais característico. Existem relatos de pacientes que têm dificuldade para dormir por conta da intensidade dessas coceiras. A febre é baixa.

Já a Dengue é caracterizada por febre alta e dores de cabeça, principalmente ao redor dos olhos. Fadiga e intensa dor muscular e óssea também fazem parte do quadro clássico da dengue. Outro sintoma comum é o rash, manchas avermelhadas predominantes no tórax e membros superiores, que desaparecem momentaneamente sob a pressão das mãos.”

Trololó de Mulher >>> Como se dá o tratamento dessas doenças?

“Essas doenças não possuem tratamento específico, apenas controle dos sintomas. Para cada uma delas, uma conduta diferente.”

Trololó de Mulher >>> Qual o risco da automedicação?

Não é aconselhado que as pessoas se auto-mediquem, pois existem medicações que podem piorar o quadro, como, por exemplo, ácido acetil salicílico. O ideal é procurar o atendimento médico.

DENGUE-ZIKA-CHIKUNGUNYA

Trololó de Mulher >>> Quanto tempo dura o quadro de cada uma dessas doenças?

A duração do quadro varia de acordo com a doença e da situação imunológica do hospedeiro, podendo variar entre 7 e 14 dias.

Trololó de Mulher >>> Quando é necessário buscar ajuda médica?

Sempre que o paciente tiver febre persistente por mais de 48 horas, dor de difícil controle, crianças, idosos e gestantes. Paciente imunodeficientes também devem buscar ajuda antecipadamente.”

Trololó de Mulher >>> Há vacina para elas?

“Para dengue já existe uma vacina sendo comercializada em clínicas particulares, mas a indicação deve ser feita pelo médico. Zika e Chikungunya ainda estão em fase de teste.”

Trololó de Mulher >>> Qual a forma de prevenção dessas infecções?

Combater o mosquito evitando água parada. Usar repelentes e roupas compridas. Sair das áreas de risco também é uma medida importante.”

DRA MARINA DA ROS MALACARNE-MEDICA INFECTOLOGISTA-COLATINA-ES

Você encontra a Dra. Marina na Rua Bartovino Costa, 80, 4• andar, Colatina, ES. Telefone (27) 3711-2512. O e-mail da Médica é marina.infectologia@gmail.com e, nas redes sociais, você pode acompanhar a médica via Facebook – clique aqui e curta – e ainda pelo Instagram, clique aqui e siga!

ASSINE!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *