Início » Comportamento » O que te faz mal? Identifique, e torne a vida simples.

O que te faz mal? Identifique, e torne a vida simples.

Não é fácil tornar a vida simples quando cedemos ao comportamento de rebanho, ou seja, fazer o que todos fazem para atender as expectativas externas. Repare: somos ensinadas desde pequenas que é preciso obedecer a alguns padrões para a gente se encaixar, e isso em vários aspectos da vida. Nos ensinaram que precisamos atingir a um tipo de sucesso bastante engessado, sem qualquer customização, como se apenas um modelo de vida fosse o ideal. Além do mais, é preciso ter um corpo com músculos bem definidos, casar e, necessariamente, ter filhos. Precisamos agradar… e não há necessidade de pensar sobre nada disso, pois está posto, é assim que tem que ser.

A partir dessas demandas, a gente vai ficando estressada, correndo atrás de cada um desses objetivos, tentando equilibrar vários pratos, gerando desgaste, ansiedade e sofrimento. Foi o cansaço disso tudo, e a vontade de sair desse círculo vicioso, que me impulsionou a refletir a respeito: preciso mesmo atender ao que o mundo me pede, se eu sei que algumas dessas coisas não me faz feliz? Como resistir?

Relaxar e aquietar a mente foi o caminho que encontrei para manter o meu equilíbrio. Todas as vezes que percebo uma cobrança externa, sinto que isso mexe com meus sentimentos, provocando um turbilhão que me impulsiona a querer atender a essas expectativas (novamente!). Entretanto, sabendo como relaxar, consigo virar o jogo. Esse é o ponto: eu estou aprendendo a fazer isso. O segredo está em transferir o foco de fora para dentro: o que estou sentindo? Desejo de comprar algo? Alguma inquietação? Me sinto incompleta por alguma razão? Do que eu realmente preciso?

A vida começa a se tornar mais simples quando a gente passa a se conhecer, e entender qual é a nossa verdade, o que realmente nos faz feliz. É nesse momento que a gente descobre que não precisa de tanto, que ser é muito mais interessante. A gente assume que não quer se encaixar em alguns padrões de vida, e tem coragem de escancarar isso para o mundo. A gente então aprende a ser grato pela vida como ela é, sem criar maiores expectativas. A gente relaxa… e algo incrível acontece: o dia a dia torna-se mais leve, e a gente passa a se tornar mais produtiva, focada, criativa, com inteligência mais aguçada, com sentidos atentos. Não me pergunte como, mas o universo vai conspirando a nosso favor.

Veja também:

Produtividade e gestão de tempo: chega de correria.

Desacelerar e ter uma vida leve: veja quatro dicas práticas.

COMPORTAMENTO-VIDA SIMPLES-800

Imagem: Ryan McGuire via Gratisography

Simplificar tem sido o meu lema de vida, e isso nos vários aspectos: trabalho, rotina em casa, na forma como me relaciono com a vida e com quem amo. Tenho respeitado, mesmo, meus sentimentos, minha mente, meu corpo. Só quero perto de mim o que me faz bem, quem me faz feliz, e naturalmente dou o meu melhor para essas pessoas, ou para os ambientes. A troca flui organicamente, e só há energia muito boa. Para ser feliz preciso de muito pouco, apenas atrair o que é bom, e devolver na mesma medida.

Fazer minhas escolhas de vida optando pelo que é simples elimina aflições que poderiam fervilhar dentro de mim, causando sofrimento. Eu não preciso ter o que dizem que é bacana que eu tenha. Eu não preciso me relacionar o tempo todo com quem me faz mal. Eu não preciso ir a lugares que sinto que não me fazem bem. Eu não preciso obedecer a um padrão de comportamento que não condiz com quem sou de verdade. Isso traz paz de espírito, é libertador… e incrível!

Identifique, você também, o que envenena suas emoções, o que te faz mal. Simplifique sua vida eliminando uma coisa por vez, com calma e com intenção. Devagar e sempre a vida vai fluindo leve, solta, te dando o que ela tem de melhor. Experimenta!

Veja também:

Vida simples: menos é mais, e a gente vive melhor.

 

ASSINE!

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *