Início » Decoração » Decoração de quarto de bebê bonita, segura e funcional: veja 8 dicas.

Decoração de quarto de bebê bonita, segura e funcional: veja 8 dicas.

Não faz tanto tempo assim, era eu quem estava envolvida com decoração de quarto de bebê… ai! Saudades do tempo em que pensei sobre como decorar o quarto de Artur… agora, me conta: é você a mamãe da vez curtindo esse momento? Que delícia, hein? Essa é uma tarefa gostosa, sem dúvidas, mas também é verdade que há muitas dúvidas sobre as melhores escolhas, certo?

DECORACAO-DECORACAO DE INTERIORES, DECORACAO DE AMBIENTES-QUARTOS DE BEBÊ-BEBÊ

Imagem: Freeimages

É importante para nós que o quarto de nossa preciosidade fique lindinho de viver, mas para além da decoração, precisamos que tudo fique funcional e o ambiente seja seguro, concorda? Sendo assim, atente para as dicas, sugestões e informações a seguir. Elas foram dadas pela Adriana Magre, que é Designer de Interiores. Dicas de profissionais você sempre vê por aqui… aproveite!

1 – Em qual tipo/modelo de berço vale a pena investir?

A escolha do berço é muito pessoal, varia de acordo com o gosto. Qualquer que seja o modelo, o essencial é a segurança: escolher um modelo que siga as regras do INMETRO e as indicações da ONG Criança Segura. Modelos que viram minicamas, acompanham a criança nos primeiros anos de vida. Já os berços do tipo Moisés (cestos) podem ser usados apenas nos primeiros meses.”

DECORACAO-DECORACAO DE INTERIORES, DECORACAO DE AMBIENTES-QUARTOS DE BEBÊ-BERÇO[2]

Imagem via Zonta | Arquitetura

2 – Qual sua dica de ouro para a decoração do quarto do bebê?

Mais importante no quarto do bebê, na minha opinião, é a funcionalidade. Assim, uma bancada ou cômoda onde o bebê possa ser trocado, bem como a possibilidade de deixar os itens de higiene à mão (e geralmente, uma mão apenas, porque a outra segura o bebê durante as trocas) é mais útil do que muitas prateleiras cheias de bichinhos de pelúcia. No primeiro ano, as roupinhas de dobrar são em maior número do que as roupas que precisam ficar penduradas. Por isso, vale a pena investir em uma boa cômoda ou bancada com armários e gavetas, um berço de boa qualidade, poltrona de amamentação e uma mesa de apoio/lateral. Em um primeiro momento, essas são as peças essenciais. Com o tempo e a necessidade, você pode acrescer peças de mobília de acordo com a necessidade: prateleiras e baús para os brinquedos durante o crescimento, armários para acondicionar as roupas, cama de solteiro e a escrivaninha ou bancada para lições.”

DECORACAO-DECORACAO DE INTERIORES, DECORACAO DE AMBIENTES-QUARTOS DE BEBÊ-URSO DE PELÚCIA[2]

Imagem do ursinho via Freeimages

3 – O que levar em consideração, na escolha dos móveis do quarto, para que eles não fiquem obsoletos em pouco tempo?

Evitar modismos como cores, estampas e bichinhos. O mobiliário neutro, com linhas retas e sem muitos detalhes, pode acompanhar a criança até que se torne adulta. Como essa fase passa rápido, procure escolher peças já tendo em mente as necessidades futuras. A personalização do espaço e a adaptação ao universo infantil pode – e deve – acontecer em peças menores, mais fáceis de substituir: almofadas, enxoval, quadros e até os próprios brinquedos.”

4 – O que evitar na decoração do quarto do bebê?

Novamente, segurança é fundamental. Objetos com quinas pontiagudas, peças que possam ferir a criança ou cair sobre ela, bem como materiais de difícil limpeza e manutenção devem ser evitados. Da mesma forma, é necessária uma boa circulação no quarto do bebê, para facilitar os seus cuidados. O restante, fica a critério dos pais, que devem criar um ambiente propício ao relaxamento e tranquilidade.”

DECORACAO-DECORACAO DE INTERIORES, DECORACAO DE AMBIENTES-QUARTOS DE BEBÊ-CORTINAS

Imagem via Love Inspirations

5 – Se a intenção é fazer um quarto neutro, porque a mãe não sabe ou não quer saber o sexo do bebê, em quais cores apostar?

Felizmente, hoje não temos a regra de que azul é para meninos e rosa para meninas. Com harmonia, essas duas cores podem estar presentes em todos os ambientes. Mas um ambiente neutro se torna bem fácil de trabalhar se apostarmos em padrões amadeirados para os móveis (o que também ajuda as peças a passarem pela infância, adolescência e chegar à idade adulta) e tonalidades como o branco, bege e off white para a base (paredes, pisos e enxoval). O verdinho e o amarelinho ainda fazem sucesso nos quartos de bebês, sendo que o primeiro é benéfico para a saúde e o segundo deve ser usado com cuidado, já que o amarelo é uma cor estimulante.”

6 – Se o papel de parede for usado como recurso de decoração, é melhor em uma das paredes ou em todas?

Tudo depende do projeto. Em geral, padronagens e tons mais neutros podem recobrir todas as paredes, enquanto cores mais vibrantes ou padrões mais chamativos podem ser mais fáceis de harmonizar em uma só parede.”

7 – Vale a pena investir em uma cortina para o quarto do bebê?

Sim, para controlar a luminosidade . O ideal é que seja de fácil manutenção e possa ser limpa ou lavada frequentemente para evitar alergias.”

Não deixe de ler:

4 quartos de bebê menino para você suspirar… e se inspirar.

8 – A cor branca dos móveis é a melhor opção?

Nem sempre. O branco é neutro, portanto, fácil de usar e aceita bem a companhia de todas as outras cores. Mas os amadeirados também podem criar ambientes interessantes e bonitos, como, por exemplo, o louro freijó,  peroba e várias tonalidades de madeira que tendem para o mel.”

ADRIANA MAGRE

A Adriana edita seu blog com tanta informação útil e de qualidade que eu acredito ser leitura obrigatória para quem curte decoração e todo o universo que envolve a casa. Tanto no blog – Cores da Casa – quanto na fanpage do Facebook – curta e acompanhe – as fontes são de informação da melhor qualidade, pode apostar! Quer tirar a prova? Se joga, conheça e confira!

ASSINE!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *