Início » Comportamento » Casamento: os conselhos mais inteligentes. Já leu?

Casamento: os conselhos mais inteligentes. Já leu?

Profissionais especializados em relacionamentos e comportamento de casais há aos montes, e deles a gente escuta muitas orientações sobre como agir assim e assado. Não que eu não dê crédito aos que eles dizem, absolutamente! Não é isso. Mas conselho mesmo eu gosto é de ouvir da boca de quem casou, continua casada e vivendo com dignidade, e até de quem já teve casamentos rompidos porque foi madura para saber quando foi hora de pular fora. O que faz diferença nos relacionamentos dessas mulheres?

Tenho cá comigo minha opinião pessoal sobre casamento, e aposto que você tem a sua. O que eu diria como conselho é “agradeça pelos pequenos bons momentos. Sabe quando você está á noite em casa, sentada no sofá diante da TV, e seu marido está ao lado? Pare e, mais que olhar, enxergue esse homem. Pense: por que ele te conquistou? Olhe para a família que você construiu com ele. Você se sente agradecida porque todos estão bem, saudáveis e felizes? Você se tocou do quanto seu casamento é abençoado? Agradeça por isso, e não crie expectativas por momentos arrebatadores. Não custa lembrar: a felicidade mora nos detalhes. Aproveite!”

Várias outras leitoras queridas refletiram sobre escolhas no dia a dia que podem fazer diferença e contribuir para um casamento feliz. Tudo isso sem perder de vista que contos de fadas não existem, néam? Porque se você acha que sim, bonita, sinto informar: nem case!

O resultado de tantas contribuições tão sensíveis é este post, repleto de dicas e alertas inteligentes, observações maduras sobre o viver a dois, e conselhos sensatos que podem te fazer pensar sobre como você anda vivenciando seu casamento. Aproveite, aprenda e seja mais feliz.

CASAMENTO-RELACIONAMENTO-COMPORTAMENTO-VIDA A DOIS

Imagem: Bonitas Mensagens

“Todos nós temos defeitos. E ninguém muda o outro.”

Casamento não é fácil. Nunca! Não existe casal perfeito, isso é uma ilusão. Não existe príncipe encantado, nem bela adormecida. Todos nós temos defeitos. E ninguém muda o outro. Acho que se partirmos deste princípio já estaremos dando um grande passo. A melhor coisa que você pode fazer pelo seu casamento é casar-se com alguém que você admira. A paixão pode esfriar, o sexo pode esfriar. Mas quando a gente se relaciona com alguém que a gente ama e admira, esta relação tem tudo para dar certo. É possível construir e até reconstruir uma vida com alguém desde que ambos estejam dispostos a isso. É importante certificar-se de que não estamos construindo algo sozinhas, mas que nossos parceiros estão na empreitada. No meu caso, casei duas vezes. Meu segundo casamento é certamente bem mais tranquilo, pois estamos mais maduros. Para nós (e meu marido é igual a mim nisso), é importante respeitar os espaços. Nós gostamos muito da solidão, gostamos de ler, e cada um consegue ler em um cômodo diferente, ou um ao lado do outro na cama. Ele ouve música clássica e eu respeito. Eu ouço jazz, mpb e rock, ele respeita. A gente cuida muito um do outro e uma coisa que eu acho que dá super certo é que descobrimos coisas em comum e são essas coisas que nos tornam mais próximos afetivamente: os dois escrevem, amamos cinema, uma viagem para a serra, amamos tomar vinho e fazer meditação. Um casal precisa ter afinidades.” Flavinha Gomes, do blog Casinha Bonitinha

“Precisamos aprender a escolher nossas batalhas…”

Acredito muito naquela frase “você quer ter razão, ou você quer ser feliz?” Muitas vezes, mesmo tendo razão, é preciso baixar a guarda. No dia a dia surgem várias situações no casamento que nos obrigam a amadurecer e encurtar o caminho entre a discussão e o fazer as pazes. Precisamos aprender a escolher nossas batalhas, aquelas que merecem atenção e energia, caso contrário ameaçam a relação conjugal. De resto, bora ser feliz?” Juliana Stelli, do blog Pitadinha

“…para manter uma relação, em primeiro lugar devemos enxergar as diferenças…”

Com o tempo, o casamento, a vida a dois, entra na rotina e, para manter uma relação, em primeiro lugar devemos enxergar as diferenças, pois não adianta achar que o outro é perfeito, que não tem defeitos, isso é criar um relacionamento em cima de uma ilusão, pois a vida a dois não é um conto de fadas, tem alegrias, mas também tem muita crise. Acho que outra dica valiosa é olhar para o parceiro ou para a parceira e procurar sempre o “porque?” o “o que?” me fez querer casar, daí se percebe que o outro tem defeitos, mas também tem qualidades e foram essas características que fizeram escolher construir uma vida ao lado dessa pessoa. No mais, um relacionamento tem que ser construído na base do diálogo e do respeito, sempre.” Isabela Morais

CASAMENTO-RELACIONAMENTO-COMPORTAMENTO-VIDA A DOIS[2]

Imagem: Pinterest

“…se colocar no lugar do outro, ouvindo e sendo ouvido…”

A sexualidade de um casal começa no café da manha, com um bom dia terno, com um olhar de agradecimento pela vida, por mais um dia o Universo permite que partilhemos de novas ou conhecidas experiências, mas que por se tratar de um novo dia, pode ter nova significação! … Tomar um simples, porém delicioso café, buscando redescobrir a admiração que lhes ajudou a chegar ate ali… Uma gentileza, um sorriso, um olhar, enxergar verdadeiramente a necessidade do outro, se colocar no lugar do outro, ouvindo e sendo ouvido, realizando trocas reais, é assim, que a cama do casal começa… Não confunda sexo com sexualidade, mas também não faça um sem o outro… Afinal o homem é 30% mente (psique) e 70% orgânico (endógeno), enquanto a mulher é 70% mente (psíque) e 30% orgânica (endógeno)!! A mágica da coisa não é como ela começa nem tão pouco como termina, mas sim no processo, pelo qual podem ocorrer muitas descobertas!!” Fabiana Santana Morishita

“Ás vezes tudo cai na rotina… Então,  como saimos da rotina?”

Uma história de amor começa com romance. A minha não é muito diferente: conheci meu marido numa danceteria, hoje a famosa balada. Lá surgiu uma troca de olhares, conversa, troca de telefones, nos conhecemos melhor e enfim casamos. São 22 anos de relacionamento, do qual temos 3 filhos. Temos duas filhas jaá bem grandes, com 20 e 18 anos, e um menino com 4 anos. Ás vezes tudo cai na rotina: lavar,  passar, cozinhar,  ver um jogo de futebol, um filme. Então,  como saimos da rotina? Jantamos de vez em quando fora, vamos ao shopping só pra relembrar nosso romance, e assistimos a filmes juntinhos…e esquecemos que temos rotinaRosi Weber, Cozinha vermelha e decoração.

“Eu carro, ele bicicleta Eu doce, ele salgado Eu apartamento, ele casa… “

 

Conviver entre quatro paredes é um aprendizado diário. Nenhum casamento vem com manual de instruções,  por isso as escolhas que fazemos são tão importantes. Muitos se esquecem de que o casamento é feito de detalhes e que a felicidade se conquista diariamente e com pequenos gestos. Gestos estes que fortalecem a relação. Eu por exemplo acordo meu marido todos os dias com um cafuné porque sei que ele gosta  e porque levantar cedo o deixa mal humorado. Outra coisa que faço é um lanchinho para ele levar para o trabalho.  Isso demonstra o meu carinho, o meu amor e minha preocupação com o seu bem estar . Ele retribui com um beijo e um eu te amo. Ele me manda sempre uma mensagem por email ou pelo celular.  Ele me leva café na cama sempre que dá.  São pequenos gestos…São 21 anos de aprendizagem….onde ambos aprendemos a conviver com nossas diferenças. E que diferenças! Eu carro, ele bicicleta Eu doce, ele salgado Eu apartamento, ele casa… Muitas vezes precisamos sacrificar nossas próprias vontades para fazer o relacionamento dar certo.  O sacrifício não é para benefício de um ou de outro, mas para benefício dos dois. Ambos se sacrificam para que seja realmente um casamento.  Outras coisas fundamentais em qualquer  relacionamento são confiança, respeito e diálogo.  Nenhum casamento sobrevive sem eles. Respeitar opiniões,  gostos e a individualidade de cada um significa reconhecer o espaço e a importância do outro em nossa  vida e dentro do relacionamento.  Para que isso aconteça é preciso muito diálogo e que ambos estejam em sintonia. A falta de diálogo afasta as pessoas em qualquer tipo de relação. Hoje eu e o Paulo  nos damos extremamente bem e sempre resolvemos as coisas em conjunto. Mas nem sempre foi assim.  O diálogo é fundamental para que as coisas funcionam bem e com muito respeito porque foram definidas e porque temos objetivos de vida em comum. Meu casamento não é perfeito,  mas tentamos fazer com que seja a cada dia.” Fabiana Tardochi, do blog Reciclar e Decorar

 

CASAMENTO-RELACIONAMENTO-COMPORTAMENTO-VIDA A DOIS[3]

Imagem: Belas Mensagens

 

“O amor se constrói diariamente em pequenos detalhes.”

 

Casamento é pé no chão. Paixões são efêmeras. O que fica é o dia-a-dia, a cumplicidade, a lealdade, a amizade, o companheirismo nos momentos bons e menos bons, é saber que alí ao seu lado há uma pessoa que você pode contar incondicionalmente. O amor se constrói diariamente em pequenos detalhes. Quando você for discutir por coisas tolas, feche os olhos por uns segundos e imagine que aquela pessoa que está alí ao seu lado, pode amanhã não estar mais alí, não porque decidiu se separar de você; mas porque partiu para outro mundo. Sem dúvida que todas as coisinhas pequeninas que por vezes tanto te irritam, vão deixar de fazer qualquer sentido diante de tudo que você tem de bom ao lado dele. Então pare de o atormentar por causa da toalha molhada em cima da cama?Kátia Pinheiro, do blog Femininous

 

“Ás vezes o meu príncipe cai do cavalo e me irrita com suas manias, mas tenho as minhas também.”

 

Me casei aos 18 anos pensando que seria perfeito, ainda mais por ter sido o meu segundo namorado. O primeiro mês até que foi, mas aí vieram as diferenças que já existiam, mas que só foram percebidas por conta do convívio real, e nada de conto de fadas. Superamos (embora eu pensasse que seria impossível). Eu romântica, e ele prático. Mas os dois com sensos de humor maravilhosos. Acho que isso foi primordial para os 22 anos de casados! Hoje com os nossos filhos, um de 16 e outro de 5, estamos tão felizes que acredito ser o momento do conto de fadas tão esperado. Ás vezes o meu príncipe cai do cavalo e me irrita com suas manias, mais tudo bem, tenho as minhas também. De uma coisa tenho certeza, se alguém me perguntar se casaria com o meu Sandro, responderia: eternamente!Rosa Trindade, Pense Crie

 

“…dentro da escolha que fizemos de “viver para sempre”, devemos olhar os riscos desse projeto de vida não dar certo por motivos muitas vezes bobo.”

 

Encontrar um bom conselho é sempre difícil. Pois o que é bom ou ruim para mim pode não ser para o outro. Mas dentro da escolha que fizemos de “viver para sempre” quando nos casamos e, assim como qualquer investimento futuro, devemos olhar os riscos desse projeto de vida não dar certo por motivos muitas vezes bobo. As pessoas são muito orgulhosas e por causa das informações erradas que temos, coisas pequenas se tornam motivos de grandes desavenças quando existe a convivência diária. Contar aqueles 5 minutos antes de dizer qualquer coisa que magoa é sempre muito mais que válido. Quantos casamentos são arruinados por causa de pequenas questões mal resolvidas? Não deixar que uma pequena mágoa se instale é muito importante para que ela não vire aquela bolinha de neve rolando pelo penhasco. Um conselho antigo seguido à risca é o de nunca irem dormir brigados. O dia seguinte pode até não começar bem, mas é horrível começar o dia sem um “bom dia” dado pela pessoa que você escolheu passar o resto de sua vida.Luma Rosa, do blog Luz de Luma, yes party!

 

“… fazer uma atividade prazerosa para os dois é algo que faz bem para qualquer casamento.”

 

Cumplicidade, companheirismo, parceria, honestidade, respeito, paciência… Eu poderia escrever sobre cada um desses itens importantíssimos para um relacionamento saudável. Mas vou falar sobre algo diferente e sair um pouco do clichê. Acho que fazer uma atividade prazerosa para os dois é algo que faz bem para qualquer casamento. A gente adora cozinhar juntos! É um prazer que nós dois temos em comum. Abrimos uma garrafa de uma boa bebida e então vamos cozinhando, bebericando, conversando, trocando ideias… Sobre receitas e sobre a vida… Entre um refogado e outro, fazemos planos, traçamos metas, planejamos o futuro. A gente ri, chora (mas aí é só botar a culpa na cebola), e aprende mais um pouquinho sobre todos aqueles itens essenciais que mencionei no início do texto…” Raquel (Keka) Martins, do blog 3 em Casa

 

Viu só, bonita? Não são apenas os profissionais em relacionamento que têm ótimos conselhos sobre casamento para você. Ás vezes as melhores dicas, daquelas práticas que podem salvar o nosso dia a dia, são dadas por mulheres tão reais quanto a gente…e isso é sério, muito sério. Agora é contigo!

 

ASSINE!

 

 

10 comentários sobre “Casamento: os conselhos mais inteligentes. Já leu?”

  1. Kátia Pinheiro comentou:

    Lidi,
    Obrigada por este artigo lindo.
    Adorei ver as diversas opiniões das outras leitoras, disseram coisas preciosas sobre relacionamento a dois.
    Parabéns à todas elas.
    Bjs

  2. Raquel comentou:

    Oi Lidi! Obrigada pelo convite!
    Adorei ler cada uma dessas dicas! Vou levar um pouquinho de todas para mim.
    A maior dica está presente em cada um desses textos: amor!
    Sem amor não há nada!
    Beijos e abraços!

  3. Michele comentou:

    Ótimos conselhos, as vezes nos sentimos meio perdidas, querendo jogar tudo para o alto, mas leituras assim nos fazem enxergar além e pensar no “felizes para sempre”!!!

  4. luma rosa comentou:

    Oi, Lidi!
    Foi muito bom participar e também saber outras opiniões. Não acreditamos em contos de fadas, mas desejamos que dentro da vida que escolhemos viver com outra pessoa, possamos juntos sonhar, o que é prova de muita cumplicidade.
    Conselhos são válidos para homens e mulheres, pois ambos têm expectativas sobre o casamento e muitas são erradas. Principalmente com relação aos momentos arrebatadores à que se referiu no início do texto. Sim, eles acontecem mas é preciso um leque de eventos para que possam acontecer e que não estejam ligados ao cotidiano. Por isso muitos casais viajam ou saem da própria casa, no intuito de se dedicarem exclusivamente um ao outro, sem filhos, casa ou trabalho para interferir.
    Para um casamento dar certo não podemos pesar as diferenças e sim as afinidades. Afinal, as diferenças já eram para serem vistas no namoro…
    😀
    Beijus,

    1. Lidiane Vasconcelos comentou:

      Verdade, Luma. Há que se ver as diferenças no namoro pra depois não dizer “santo Antonio me enganou”… rsrsrsr…

      Beijos,
      Lidi

  5. Karina comentou:

    Ola! Vim aqui pela indicação da Luma!

    Muito bom ouvir dicas reais, embora cada um tem suas próprias regras de vivência. Não sou casada, então dar opinião é meio estranho. Mas estou num relacionamento a 9 anos, e como estamos buscando um cantinho para chamar de nosso e montamos um negócio juntos, que por enquanto é só para os finais de semana e tempinhos livres de dia de semana para melhorar nosso futuro, o que nos faz crescer muito. Quanto ao casamento não quero apressar nada, apenas ir andando e curtindo. Algumas vezes fazendo as coisas darem certo e em outras esperando o tempo ajeita-las. E como você disse ninguém melhor para nos aconselhar, quem vive ou viveu um relacionamento. e para isso tive meus avós paternos com 64 anos de casados, maternos com 60 anos de casados e meus pais completando em julho 37 anos de casados!

    Beijos

    1. Lidiane Vasconcelos comentou:

      Nossa, Karina!!!
      Você tem exemplos de relacionamento muito longos para observar e aprender com eles. Que bom! Sorte sua… tão raro isso hoje em dia, né? =)

      Beijos,
      Lidi

  6. Rosyane Souza comentou:

    Nao consegui me cadastrar,mas os post sao muito bons.Nos mostra que tem outras pessoas na mesma situaçao muitas x.Eu so estou querendo ser feliz, as x do meu jeito, as x do jeito dele,as x do jeito das outras pessoas.

  7. Thai comentou:

    Eu vivo uma relação muito complexa… onde sou submissa e vivo correndo atrás de migalhas… ele tem outras mulheres e eu sabendo disso não consigo deixa essa relação… mim ajudem

  8. erivelton carvalho comentou:

    Muito top estas dicas, ainda mais vindas de experiências reais de casamentos de vários anos. Moro com minha esposa faz 3 anos e realmente o casal precisa ser um só, em todos os momentos, um apoiando o outro. Só assim o casamento será feliz.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *