Início » Corpo » Saúde » Placa bacteriana: como removê-la?

Placa bacteriana: como removê-la?

Esse é daqueles inconvenientes pouco perceptíveis e, justamente por isso, é fácil a gente negligenciar esse problema que está lá, na nossa boca, crescendo e ocupando espaço. Nossos dentes e gengivas não agradecem! Justamente por isso, é preciso tirar a placa bacteriana da boca porque, do contrário, ela pode evoluir para outros males bem indesejáveis. E aqui você me pergunta: como fazer isso?

Este post existe justamente para que, juntas, possamos aprender como fazer isso da melhor maneira possível, e quem nos orienta é a Dra. Ana Paula Pasqualin Tokunaga, que é Cirurgiã-Dentista, de Curitiba, e nossa querida consultora quando o assunto é ficar com o sorriso mais que perfeito. Vem comigo!

SAUDE-SAUDE DA MULHER- SAUDE DA BOCA-SAUDE BUCAL-PLACA BACTERIANA[3]

A placa bacteriana é uma camada composta por resíduos alimentares e bactérias que se forma sobre os dentes.

Se você acha que a remoção dessa placa é daqueles procedimentos realizados num consultório dentário, errou. Na verdade, você faz isso apenas com a escovação dos dentes. A placa é removida em consultório somente quando ela “mineraliza e vira tártaro, pois aí não é mais possível removê-la apenas com a escovação”, avisa a dra. Ana Paula.

SAUDE-SAUDE DA MULHER- SAUDE DA BOCA-SAUDE BUCAL-PLACA BACTERIANA

Imagem: Pinterest

SAUDE-SAUDE DA MULHER- SAUDE DA BOCA-SAUDE BUCAL-PLACA BACTERIANA[4]

A formação da placa bacteriana não pode ser evitada. Ela vai se formar, independentemente do que a gente coma e de quantas vezes escovemos os dentes por dia. Por isso é essencial que façamos um boa – e frequente – higienização, dessa forma desorganizamos a placa bacteriana e dificultamos o trabalho das bactérias em eliminar produtos ácidos no meio bucal, o que pode levar à cárie. Ainda, quando a placa bacteriana se acumula frequentemente à margem gengival, ela pode levar à gengivite. A gengivite, por sua vez, pode se agravar pela formação do tártaro, o que causa uma doença com consequências mais graves chamada periodontite, esta capaz de levar à perda dos dentes.

SAUDE-SAUDE DA MULHER- SAUDE DA BOCA-SAUDE BUCAL-PLACA BACTERIANA[5]

SAUDE-SAUDE DA MULHER- SAUDE DA BOCA-SAUDE BUCAL-PLACA BACTERIANA[2]

Imagem: Pinterest

Frequência: após cada refeição. Preferencialmente após os “lanchinhos” não-programados, também. Se você come 3 vezes ao dia, 3 escovações por dia. Se você come 6 vezes ao dia, 6 escovações por dia.

 

Troca da escova: quando as cerdas da escova começarem a deformar. Não importa se a escova tem 2 semanas de uso ou 3 meses… começou a mostrar cerdas tortas, jogue fora e comece a usar outra.

 

Tempo de escovação: não é há uma regra fixa, o importante é que todas as superfícies dentárias sejam escovadas e, entre os dentes, onde a escova não alcança, seja usado o fio dental. Eu acho bem difícil que

alguém consiga escovar os dentes apropriadamente (só escovar mesmo, nem estou levando em conta o uso do fio dental) em menos de 2 minutos, por exemplo. A dica é: não tenha pressa.

 

Força: não precisa esfregar com força, seja gentil. Importante: use uma escova BEM macia (esqueça as escovas médias e duras, elas acabam com a gengiva e não limpam mais que as macias).

Fio / fita antes ou depois: eu acho que faz muito mais sentido usar primeiro o fio dental e depois escovar os dentes. Isso porque a escovação é a “limpeza geral”, digamos assim, e o fio dental faz uma limpeza muito mais específica. Se escovamos os dentes antes, ao usar o fio ele pode levar sujeira da região entre os dentes para onde já está limpo.

DRA ANA PAULA PASQUALIN TOKUNAGA

Mais consultorias da Dra. Ana Paula:

Dentes bonitos e saudáveis: o que fazer e evitar?

Você sabe mesmo cuidar da higiene dos dentes?

Creme ou enxaguantes bucais de ação clareadora: isso funciona?

A Dra. Ana é a autora do blog Medo de Dentista e, como o nome sugere, esse medo é o que move o blog, no sentido de desconstruí-lo. O blog é repleto de informação útil e necessária, mas tudo feito de forma simples e direta, para leigas como nós que querem vencer o medo através da informação. Quer ver só que interessante o conteúdo desse blog? Se joga e clica aqui, bonita! Além do mais, não deixe de acompanhar a Dra. e todo o seu conteúdo relevante no Facebook. Clique aqui, curta e fique por dentro!

ASSINE!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *