Início » Decoração » Dicas de Decoração » Decoração e reforma: 5 experts falam o que não fazer

Decoração e reforma: 5 experts falam o que não fazer

Quem já passou por uma reforma ou processo de decoração de uma casa sabe bem: no final das contas,  alguns erros poderiam ter sido evitados. Imagine quem trabalha exclusivamente com isso? Pois é, o Designer de Interiores, Arquiteto ou Decorador aprendeu na teoria, e muito mais na prática, o que não fazer nesse tipo de situação, o que poupa muita dor de cabeça desnecessária.

Se há uma reforma á vista, ou você pretende investir na decoração da sua casa, a leitura desse post é obrigatória. Explico: você verá a reunião de 5 profissionais da área de decoração por aqui, todas compartilhando suas dicas e dizendo a você o que não fazer nessa tarefa. Aproveite!

DECORACAO-REFORMA-DICAS-PROFISSIONAL-DESIGNER INTERIORES

 

1 – “Nunca compre o tapete antes dos móveis ou do sofá, pois correrá o risco dele ficar grande ou pequeno no ambiente, e também pode não combinar. Escolha a cor das paredes mas faça um teste antes em um pequeno local, nem sempre a cor do catálogo fica como você imagina.” Eliana Ricci – Designer de Interiores | Barraco Chic

2 – “Dica simples do que não fazer: deixar de reunir pelo menos 3 orçamentos para cada serviço ou produto. Tem muita variação de preços e em cidades grandes, até de um bairro para outro é possível encontrar serviços bons a preços menores.” Adriana Magre – Designer de Interiores | Cores da Casa

3 – “Há 3 grandes erros: 1) Não planejar as etapas da reforma/decoração – É preciso pensar e detalhar o que se deseja, junto com todos os moradores da casa, e tentar se manter fiel à este planejamento 2) Contratar profissionais não capacitados para o serviço e não buscar referências ou serviços similares já executados – Principalmente se deseja demolir, construir paredes, fechar varandas, acrescentar piscinas, banheiras…enfim – mexer na estrutura do imóvel, é necessário ter na equipe um engenheiro ou arquiteto, até por questões legais. 3) Não ter um contrato e não ligar o pagamento do serviço ao andamento deste – Sem documentação você não tem segurança alguma e fechando o pagamento em períodos ou datas fixas você pode acabar de pagar e não ter sua obra ou reforma prontos, o que pode lhe trazer problemas. Rosana Silva – Pós-Graduada em Design de Interiores | Simples Decoração

DEORACAO-REFORMA-DICAS-PROFISSIONAL-DESIGNER INTERIORES

Imagem: stock.xchng

 

4 – “Não mudar seus planos, seus objetivos no meio do caminho. Antes de começar qualquer reforma/decoração, a pessoa deve entender bem seus objetivos e necessidades e só depois partir para a execução, que, em alguns casos, é longa e cansativa. Neste período de obras e mudanças muitas vezes queremos parar, alterar nossos planos iniciais ou deixar coisas pela metade por cansaço do processo (e não por não acreditar que elas seriam bacanas e/ou melhorariam a nossa vida, como planejado anteiormente). Para estas pessoas eu sempre digo que “em meio a uma obra os transtornos são passageiros para obtermos benefícios permanentes”. Então, o jeito é respirar fundo e seguir o plano que foi bem pensado anteriormente.” Flávia Ferrari – Decoradora | Decoracasas

5 – “Como Designer de Interiores, uma das minhas funções é orientar a escolha de acabamentos, móveis e acessórios de decoração, por isso considero fundamental ouvir o cliente, saber o que ele quer e do que gosta. Por mais que eu esteja atualizada do assunto, acredito que a casa tem que ter a cara de quem mora nela e não a do profissional. Por isso na minha opinião, ao reformar ou decorar, a pessoa não deve se apegar a modismos, seja em móveis, cores de paredes e etc nem se basear apenas pela opinião de terceiros, é importante sim ouvir um profissional, mas antes de mais nada, é preciso que a pessoa se sinta em casa, que fique à vontade em seu próprio espaço – uma casa que não tem a cara dos donos, não tem coração!” Claudia Medeiros – Designer de Interiores | Se fosse na minha casa

 

ASSINE!

9 comentários sobre “Decoração e reforma: 5 experts falam o que não fazer”

  1. Carol Vieira comentou:

    Lidi, como eu amooo seu blog.
    Muitas vezes não consigo comentar, mas sempre estou de olho. Seu blog é aquele que todo dia é dia de consultar e aprender algo.

    As dicas deste post são muito válidas. Quando me mudei para o novo apartamento fiz tudo com calma. Pesquisei bem, tirei mil vezes as medidas, planejei cada cômodo para não ter erro, pq dinheiro não nasce em árvore, certo? rs.

    Muito bom o post.

    Beijos.

    1. Lidiane Vasconcelos comentou:

      Ô, Carol, que comentário gentil!
      Minha alegria, como sempre digo, é saber da utilidade do Bicha Fêmea. =)
      Obrigada!
      E, sim, você está certa: dinheiro não nasce em árvore. 😉
      Beijos,
      Lidi

  2. Eliana comentou:

    Lidi como vc. sempre uma graça e muito querida também! O post ficou hiper bom e adorei participar com as outras tops Decoradoras. Obrigada por mais uma oportunidades. Beijos.

    1. Lidiane Vasconcelos comentou:

      Eliana, eu quem fico agradecida.
      Pode acreditar. =)
      Beijos.
      Lidi

  3. chica comentou:

    Que legal ler as orientações de pessoas que entendem,! Valem sempre!! beijos pra todas,chica

  4. Carol Santana comentou:

    Caracaaaaaa…
    Só as feras dando dicas quentes!!! 😀 Adoro!!! 😉
    Na próxima, certamente vou errar menos! 😉

    Bjocas,

  5. yvone comentou:

    Oi Lidi, saudades de passar aqui. Vi que você retomou o ritmo do blog.
    Pois é amiga, reformar e decorar continuam sendo trabalhoso e caro.
    No meu blog já contei sobre as minhas construções, reformas e decorações… No último ano conclui a segunda etapa da reforma do meu apartamento em São Paulo (comecei em 2009), mas resolvi dividir em duas etapas porque nesse meio tempo mudei de cidade.
    Concordo com as profissionais acima em tudo, e considero bastante relevante também avaliar a flexibilidade do projeto, muitas vezes não conseguimos realizar tudo como gostaríamos, temos que fazer por partes.
    Outra coisa que aprendi sobre reformas é que não dá para ficar morando no local. Fiquei muito arrependida de não ter saído do meu apartamento durante reforma; o pessoal falta muito, se chove os materiais não secam, tudo atrasa e você ali vivendo no meio do caos, da falta de privacidade em meio a sujeirada… Chega uma hora que você começa a querer ver todo mundo longe o mais rápido possível.
    O contrato da mão de obra deve prever um cronograma físico/financeiro de forma que os pagamentos sejam feitos por fases concluídas.
    O último acerto só deve ser feito na entrega da obra. Não pague NADA antes.
    Fotos – Fotografe tudo desde o inicio, as fotos comprovam quanto da obra foi realizado, como era, como ficou…
    Finalmente um conselho de mestre: Se seu casamento está em crise, não comece uma obra. Conserte o relacionamento e depois a casa.
    Bj e inté
    Yvone

  6. Rosana comentou:

    Oi, Lidi!
    Obrigada novamente por este prazer de participar do Bicha Fêmea! E ainda mais com estas super meninas!
    Um beijo grande
    Ro

  7. Lidiane Vasconcelos comentou:

    Sou eu quem agradeço por tudo, Ro. =)
    Beijos!
    Lidi

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *