Início » Comportamento Infantil » Lugar de criança é na cozinha?

Lugar de criança é na cozinha?

E por que não? Eu não vejo a hora de Artur ficar mais espertinho  e me acompanhar por lá. Hoje em dia, aos 10 meses, ele fica com os olhinhos atentos acompanhando meus movimentos enquanto fica no carrinho e eu preciso cozinhar algo. Desconfio que acostumá-lo a esse ambiente vai ajudar a criar hábitos alimentares mais saudáveis, além de ser uma ótima oportunidade de convivência com meu pequeno.

 

Quem não tem dúvidas sobre os benefícios é a Alexandrina, bicha fêmea navegante e mãe de duas crianças, a Manuela e o Gabriel. Ela deu aos filhos a oportunidade de serem cozinheiros em miniatura, e o resultado disso tudo você confere aqui, com fotos e dicas para você fazer o mesmo por aí. Espia!

Do início…

Acredito que tudo começa a partir da minha habilidade na cozinha…e isso se deu desde muito cedo, quando minha mãe começou a trabalhar fora e eu me interessei em fazer algumas guloseimas pra mim e meus irmãos… Digo que a necessidade, além da curiosidade, me fez interessar pela culinária.

Bicha Fêmea – O que elas faziam logo no início desse processo (ex.: lavavam verdura, pegavam os alimentos que você pedia, etc)?

Quando Manuela começou a se expressar melhor e amadureceu um pouco mais (isso se deu por volta dos 3 anos) eu comecei a interagir melhor com ela na questão dos alimentos, solicitando que ela me ajudasse com as frutas que fôssemos comer, na ocasião de fazer bolos, deixando que ela mexesse a massa junto comigo, ou mesmo me auxiliando com os ingredientes…

ALIMENTACAO-INFANTIL

BF – Qual o sentido que há, para a família, permitir que as crianças também convivam na cozinha?

Penso que essa é uma forma saudável de criar bons hábitos alimentares, de interação da criança com as variedades de frutas, verduras, massas, grãos…e citar também da relação familiar que se cria em torno da mesa!!!  No caso de Gabriel, também sigo nesta mesma linha de pensamento, mas ele sai em vantagem por vários motivos: essa minha prática, o exemplo da irmã e uma ajuda de grande relevância que é escola em que eles estudam, pois eles praticam muito a vivência da vida prática…as coisas que fazemos no dia-a-dia, como: preparar os alimentos, de como se vestir, tomar banho, cuidar de si próprio e do outro….muito boa a escola!!!

BF – Qual benefício você enxergou no comportamento dos pequenos a partir do momento que essa atividade foi inserida na vida deles?

Acredito muito que essa relação que criamos com os filhos de fazê-los participar das rotinas diárias da casa, vem colocar a importância deles como seres atuantes nessa família, mostrando que somos unidos, precisamos um do outro e fortalecendo ainda mais os laços de afeto, compreensão e cooperação. Minha intenção de colocar os filhotes desde cedo na cozinha, além de criar os bons hábitos alimentares , tem também a ideia de criá-los independentes, seguros e fortalecidos para um futuro que é próximo, visto que o tempo corre cada vez mais rápido e prevalecendo assim o meu desejo de ter e ver adultos bem resolvidos  e capazes de se virarem sozinhos nas diversas situações que a vida irá lhes proporcionar.

BF – Qual dica você dá para a mãe que quer vivenciar essa atividade com os pequenos e não sabe bem como ou por onde começar?

Minha dica para as mamães que desejam inserir os filhotes na culinária é tornar essa ida à cozinha de uma forma lúdica, gostosa e prazerosa…eles precisam se sentir atraídos pela delícia de preparar seus próprios pratos, uma salada de fruta se torna um mega evento para a família…e que a participação deles seja de fato importante (isso precisa ser dito de forma a premiá-los).

ALIMENTACAO-INFANTIL[2]

Dos cuidados essenciais…

Todo cuidado é pouco quando se trata da cozinha!!!! Ao manusear os alimentos fica expressamente proibido o contato com o fogão, visto que só um adulto é que poderá acendê-lo; ao cortar as frutas e verduras, as facas utilizadas devem ser sem pontas e de corte mais grosseiro e sempre lembrando para não cortar as pontas dos dedinhos…não manusear os eletro domésticos sozinhos, pois só com a maturidade é que será possível fazê-los…. e nunca é demais lembrar que a obediência é sempre bem vinda em todas as ocasiões!!!!

Imagens: Acervo pessoal de Alexandrina

Muito mais trololó materno, oh:
Você amamentou? Tenho uma pergunta para você sobre rachaduras. 

Dificuldade de criar hábitos de alimentação saudável nas crianças?

 

Quando a criança não quer dormir no berço: deixar chorar ou não?

 

 

 

 

Redes Sociais

 

 

 

 

2 comentários sobre “Lugar de criança é na cozinha?”

  1. Pingback: O que fazer na hora da "birra"?
  2. Trackback: O que fazer na hora da "birra"?
  3. Pingback: Culpa materna na consciência da outra é refresco. Liberte-se!
  4. Trackback: Culpa materna na consciência da outra é refresco. Liberte-se!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *