Início » Maternidade » Você amamentou? Tenho uma pergunta para você sobre rachaduras.

Você amamentou? Tenho uma pergunta para você sobre rachaduras.

Na verdade, não sou eu que tenho, mas uma leitora do Bicha Fêmea. Ela sabe bem que nós, bichas fêmeas navegantes, não somos fracas de trololó, por isso ela quis tirar uma dúvida que é dela e de mais algumas amigas que estão grávidas.

 

Qual é a futura mamãe de primeira viagem que não tem dúvidas sobre amamentação? Esse é o ponto. Eu tive, provavelmente você teve também, e é o que acontece com elas. O fato é que estamos aqui para compartilhar experiências, não é verdade? A boa notícia é que as leitoras desse blog levam isso a sério… olha só quanta partilha há adiante…

A dúvida partiu da Carol Vieira, do blog Mundo da Carol. Ela não está grávida, mas acho que é questão de tempo (cof, cof cof). Algumas amigas dela estão, e todas têm dúvidas em comum. Olha só:

 

“Oi, Lidi! Sabe, eu tenho 3 amigas grávidas e as três estão com a mesma dúvida. Precisa fazer algo com o bico do peito para amamentar? Tem algo para fazer durante os 9 meses ou vai na sorte mesmo? E se na hora de amamentar começar a machucar, o que fazer? Conversando com elas eu fiquei pensando que se ficasse grávida hoje eu teria essas dúvidas. Como você é mamãe recente e tem uma monte de leitoras mamães, fica aqui uma sugestão de tema.”

 

Pois é, sou mamãe recente e a minha experiência foi a seguinte: no meu caso, o que fiz foi fazer esfoliação com esponja comum de banho mesmo. Nada mais! Conversando com a obstetra, ela me alertou que nada adiantaria se na hora da amamentação não houvesse a pega correta, pois o segredo era esse. Artur nasceu prematuro, não conseguia mamar e passou um tempo na UTI tomando leite por sonda, e eu apenas extraía meu leite. Quando ele amadureceu um pouco e tentei fazê-lo mamar, ele só pegou com o uso do bico intermediário de silicone. Sendo assim, não doeu nadinha. Tempos depois consegui tirar o intermediário, e como Artur já fazia a pega de maneira perfeita, não sofri absolutamente nada na amamentação. Sendo assim, acho mesmo que é bom investir em informação sobre a pega correta. Fica a dica, sim?

 

Perguntei a outras bichas fêmeas navegantes: e no seu caso, como foi? Olha quanto trololó:

 

Antes do nascimento…

 

Oi, Lidi! Eu usei um foco de luz no bico do peito. Ele ficava distante na medida de uma mão aberta e apontado para o bico do peito por 15 min. Depois desse tempo passava para o outro e repetia até completar 30min em cada. Quem me ensinou foi uma enfermeira na maternidade.  Acaba que subistituiu o sol que eu não tomei nos seios. Espero ter ajudado!  Bjs” Ana Paula Boaventura

 

Oi, Lidiane! Na minha primeira gravidez eu também fui orientada a fazer esfoliação com a esponja de banho, tomar sol nos mamilos e não hidratar a região. Na segunda gravidez, segui os mesmos procedimentos, só a parte de tomar sol que foi prejudicada pois na minha atual casa não tinha um local seguro para tal. Outra coisa que acho que ajudou a aumentar o bico foi fazer um tipo de massagem: segurando o mamilo com o dedão e o indicador e vai fazendo movimentos circulares com o bico e puxando levemente para frente (acho que li em algum lugar na minha primeira gravidez e adotei). Quando, raramente, alguma rachadura aparecia, eu passava o próprio leite para aliviar. Eu amamentei meus dois filhos por quase dois anos e para mim sempre foi maravilhoso aquele contato, eu sentindo que de mim saia o alimento que eles necessitavam ou mesmo naqueles momentos que eram só chamego. Abraços” Gislaine Brito

AMAMENTAÇÃO-RACHADURA

 

Muito muito sol, se for possível! A ideia é calejar o seio sem oferecer muita estimulação artificial. Cremes deixam a pele mais macia, mais sucetível à rachaduras. Se rachar?? Muito leite (verdade! a natureza é sábia) esfregado no local serve como cicatrizante. E de novo, peitos ao sol! Eu levei 60 dias para curar rachaduras no seio, foi uma fase difícil! Mas me apeguei ao conceito de que eu era capaz! e sou…” Anne Rammi | Super Duper

 

Olá! Não tive problemas com a amamentação. Meu bebê está com 6 meses e até agora só  mama no peito. Introduzi outros alimentos esse mês. Eu fiz uma massagem que a obstetra me ensinou em que você puxa com o dedo indicador e polegar da base do peito até o bico, como se estivesse tirando leite, porém com  dois dedos. No começo doía bastante, eu fazia assistindo televisão para me distrair. Fiz isso diariamente por 2 meses. Ajuda a diminuir a sensibilidade do bico. Quando o Heitor nasceu eu fiz uso da concha rígida, que ajuda a formar o bico dos seios. O bico fica enorme e isso facilita a pegada do bebê. Usei ela por um mês e meio, depois não precisou mais pois ele já estava maior.” Camila Bragança | Camilabraganca

 

Oi, Lidiane! Durante a gravidez usei muito óleo de amêndoas, estimulação com os dedos (massagens) e banhos de sol pela manhã.” Maiby Martins | Feita de Água

 

Após o nascimento…

 

Oi, Lidi! Olha, eu por pouco tive problema com a minha amamentação, fiz o preparo como você mas na hora meu bico era invertido e a Carol não conseguia mamar. Então eu fiz um post no blog contando como foi, e como eu resolvi o problema.” Fer Fritoli | Firulisses & etc

 

Oi, Lidiane! Fiquei feliz com o seu contato. Assim que eu soube que estava grávida eu iniciei um curso para gestantes e lá recebi bastante orientação e informação…confesso que não fiz preparação alguma. Em relação as assaduras e rachaduras nos seios eu não tive problema algum. Amamentei desde o início sem sentir nenhum incômodo graças a uma dica que recebi no curso: derreter gordura animal, coar num coador estéril, colocar num vidro estéril e guardar na geladeira. Passar uma fina camada na aréola e no bico do seio  depois da mamada, colocar a concha. Na mamada seguinte, colocar o bebê no seio sem limpar o que sobrou da gordura. Utilizei a gordura animal com o consentimento da pediatra e do meu obstetra.” Chris Ferreira | Inventando com a mamãe

 

Olá, amada! Seguinte: sou mãe de duas princesas – Ana Letícia de 3 anos e 8 meses e a Sara de 1 ano e 2 meses (mamando). A primeira tive um certo trabalho – marinheira de primeira viagem sabe como é – tive problemas com uma mama só… fiz tudo que me mandaram no pré natal, tomar banho de sol – colocar os seios mesmo no sol (principalmente o bico) e também só lavar – passar a bucha devagarinho nas mamas. Mas não teve jeito, a mama que ela mais pegava – acredito que na tentativa da pegada certa, aconteceu isso. Sofri, sangrou, rachou e foi duro, mas pra melhorar passei só o próprio leite e tudo ficou resolvido. Amém!! Já na segunda, graças a Deus não aconteceu nada, a pegada já estava bem treinada…rsrsr…O segredo é a pegada mesmo. Colocar o bebê na posição certa – barriguinha dele colada na sua e toda boquinha na auréola da mama. Tomara que eu tenha ajudado. E ano que vem teremos mais um bebê aqui em casa. Oba!! Bjs” Vivian Fonseca | A Ana Letícia Chegou! E tudo mudou! E a Sara também!

MATERNIDADE-GRAVIDEZ

 

“Eu amamentei e embora tenha feito esfoliação tive a rachadura na primeira semana. Em Curitiba tem um programa ótimo o Mãe Curitibana. Na maternidade a gente já recebe uma cartilha com dicas e telefones para emergências. Ligamos, a atendente me recomendou aplicar banana verde. Modo de fazer: Descascar a banana, pegar a casca e raspar suavemente a parte interna, com uma colher, desprezar a primeira raspa, e a segunda aplica sobre o mamilo. Além de anestesiar é cicatrizante, e adere ao bico do seio. Antes da próxima mamada é só umedecer com água ou o próprio leite para remover a banana. Fiz apenas uma aplicação e resolveu. Espero que seja de ajuda para quem estiver passando por algo similar. Além de ser mais barato que a pomada, não exige tanta atenção na remoção, e uma banana apenas dá conta. Abraços” Adelaide Araçai | Eu sei… vou contar!

 

Querida Lidiane: tenho duas filhas. Com a minha primeira filha não fiz nada. Quando ela nasceu, no terceiro dia os bicos dos meus peitos feriram e era muito dolorido. Consegui superar isso com cenoura ralada colocada no peito. Usava uma fralda de pano, colocava a cenoura ralada, quando a bebê queria mamar, limpava com água potável e ela mamava. A cenoura é cicatrizante e o fato de que o peito se mantivesse úmido fazia com que não tivesse crosta, e que não fosse tão dolorido amamentar… Em questão de duas semanas já tinha cicatrizado completamente.” Andrea Peres

 

Como podemos ver, Carol, há várias soluções para o mesmo problema, e ás vezes o que é solução para uma, para outra não é. Também há mamães que amamentaram sem problema algum, viu?

É bom que haja uma preparação sobre como deve ser a pega do bebê no seio, porque isso ajuda bastante. E, se houver, vimos aqui um monte de dicas para reverter a situação, o que é muito bom.

O que é muito importante e você não deve perder de vista: converse com o profissional que te acompanhará quando você engravidar, e lembre isso para suas amigas. Com informação e um bom suporte tudo dará certo, pode acreditar!

Imagens: stock.xchng

Ainda sobre maternidade:

Amamentar: um dom!

Quando a criança não quer dormir no berço: deixar chorar ou não?

Dificuldade de criar hábitos de alimentação saudável nas crianças?

 

Redes Sociais

 

 

10 comentários sobre “Você amamentou? Tenho uma pergunta para você sobre rachaduras.”

  1. Carol Vieira comentou:

    Lidi, simplesmente ameeei as dicas… Gosto do seu blog, porque as pessoas falam mesmo, ajudam e não escondem nada. Sem trololó de verdade, hehehe.

    Realmente várias dicas valiosas e todas muito simples. Super anotado e vou passar para as amigas.

    Mais uma vez muito obrigada por atender minha sugestão!

    Beijos.

    1. Lidiane Vasconcelos comentou:

      Beijo pra tu! =)

      Lidi

  2. vivian maria comentou:

    Coisa boa é poder ajudar sempre.
    Também adoro seu blog e sou fãzona…não consigo passar aqui direto, mas sempre que posso venho correndo.
    Bjs

  3. Karol comentou:

    Oi Lidi, adorei o post e gostaria de partilhar a minha experiência.
    Na minha primeira gravidez tive problemas com a amamentação no terceiro dia. Antes de receber alta meu seio já sangrava, com muitas bolhas e super dolorido.
    Quando chegamos em casa com o meu bebê, ele chorava de um lado e eu do outro. Nem o obstetra nem o pediatra me deram qualquer orientação em relação a isso, e era hospital particular, grande e bem conceituado aqui em brasília. Quando perguntava, eles respondiam que era normal sangrar e doer. Ora, a amamentação deve ser um momento de prazer e aconchego e isso não combinava com dor. Graças a uma amiga do meu esposo que viveu a mesma dificuldade pude alimentar o meu bebê com todo o conforto para ambos. Com o tempo virei doadora de leite e a equipe do banco de leite também foram muito gentis e prestativos. Bom, mas as dicas são as seguintes: Como prevenção não tenho muito o que dizer, pois quando recebi orientação, já tava feia a coisa! O que aprendi é que durante o banho deve-se massagear com a esponja sem sabão e só. Não era o meu caso que já estava com muitas bolhas como se tivesse queimado. Então a solução foi usar uma (santa) pomada chamada mater care. Ela é carinha mas vale super a pena, dura muito, usei um frasco nas duas gravidez e ainda sobrou. Ela forma uma fina película sobre o bico e auxilia na reepitelização, e o melhor não prejudica o bebê. Usava sempre depois da mamada, com o auxílio da concha rígida, que é outra coisa maravilhosa. Alguns pediatras não aprovam, mas se for bem higienizada é a glória pq quando o seio fica machucado a ferida gruda no sutiã e é uma tortura! Bom, a posição do bebê e a forma como ele pega é fundamental, ele tende a pegar só a pontinha do bico, e é isso que machuca, ele precisa abocanhar todo o bico e se possível boa parte da aureola. Bom, era isso, mais dúvidas podem ser tiradas nos bancos de leite dos hospitais, que estão preparadas para esse tipo de atendimento e são super gentis. PS: depois usei a pomada nas assaduras dos bebês quando já estava mais acentuado e dolorido….alivia em questão de horas Obrigada

    1. Lidiane Vasconcelos comentou:

      Obrigada pela contribuição, Karol. =)

      Beijos,
      Lidi

  4. Val comentou:

    Oi Dicas otimas, vejo que se tivesse lido isto tudo, não teria tantas duvidas na minha gravidez rs

    Então, amamentei muitooo minha filha, e na gravidez só fiz passar a bucha vegetal no banho, e quando ela nasceu foimuito natural a amamentação não tive rachaduras, e a pega dela sempre foi boa…
    Um abraço

    Val

  5. Rosa Trindade Cavalcanti comentou:

    Oii Lidiane!
    Eu amamentei os meus dois filhos….a primeira gravidez é sempre uma incógnita e as dúvidas são um tormento!
    O meu médico me deu uma dica muito boa que deu certo na preparação do bico….logo nos primeiros meses na hora do banho, passar a esponja vegetal no bico com movimentos circulares e suaves!
    Esse processo da amamentação também deve se levar em conta a tranquilidade da mãe e a paciência com esse momento único de afeto com o seu bebe!
    Vale apena e não tem preço esse momento <3

  6. Cleide comentou:

    Adoro receber noticias do Bicha Fêmea, bom, vamos a amamentação, acredito que seja um momento sublime, um elo fortíssimo na relação mãe e filho, sou mãe do Leonardo, 23 anos, Bruno, 19 anos e do Vítor, 14 anos, sofri muito com as “rachaduras” no mamilo, usei oleos vitaminados, pomadas, fiz todo um ritual, sempre busquei amamentar meus pimpolhos, até virava o rosto na hora deles começarem a sugar, pq doia muito, mas foi na última gestação, que apreendi uma prática muito interessante na Maternidade de Campinas, eles usavam a casca da banana para auxiliar na cicatrização, e foi realmente a melhor coisa que utilizei, vc amamenta, depois coloca a casca com a parte branquinha em contato com o mamilo, qd for amamentar de novo é só fazer a higienização e claro trocar a casca. Podem apostar, vale a pena.

  7. Pingback: Lugar de criança é na cozinha?
  8. Trackback: Lugar de criança é na cozinha?
  9. Pingback: O que fazer na hora da "birra"?
  10. Trackback: O que fazer na hora da "birra"?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *