Início » Comportamento Infantil » Quando a criança não quer dormir no berço: deixar chorar ou não?

Quando a criança não quer dormir no berço: deixar chorar ou não?

Um dos dilemas de mãe quando a criança ainda é bem pequena e não quer dormir no berço de jeito algum é: deixar chorar ou não? O que fazer para que o bebê se acostume a dormir sozinho? Essa dúvida está tomando conta da Fernanda, uma bicha fêmea navegante que espera nossa ajuda para tentar resolver esse problema.

 

Pois é, ela relatou o que anda acontecendo com sua bebê de 1 ano. Não tem sido fácil para ela, assim como não deve ser para um monte de outras mães. A boa notícia é que já chegaram alguns pitacos por aqui, mas ainda falta o seu. Olha só a situação:

Desde que ela nasceu dormia junto com a gente (primeiro no moisés), depois o berço ficava colado com a cama. Enquanto ela mamava no peito ela acordava de 3 em 3 horas para mamar, mas depois que desmamou ela começou a acordar, mas se acalmava assim que eu colocava a mão nela. Quando colocamos no quarto dela acontecia a mesma coisa, ela acordava e só acalmava quando me via, me sentia, às vezes se recusava a voltar pro berço. Uma hora não aguentei e coloquei ela na cama, assim ela acordava, chorava, mas me via e se acalmava sozinha, e voltava a dormir mexendo no meu cabelo. Falei com a pediatra, ela disse que era pura manha e que devia deixar chorar. Estou tentando mas meu coração de mãe não deixa ela chorar por muito (o máximo durou 40 minutos). Estou fazendo ela dormir e colocando no berço, quando ela acorda e me procura fico com ela sem pegar no colo mas deixando ela chorar…até agora nada adiantou.”

 

O que você leu acima é a dúvida de uma mãe de primeira viagem, que, desesperada, já tentou algumas estratégias que não deram certo. Agora ela quer saber sobre a experiência de outras mães.

No meu caso, foi menos traumático. Artur dorme no berço dele desde que chegou da maternidade. Houve um momento em que ele quis se recusar a ficar no berço, mas não durou muito. Nesse período eu tirava ele do berço, colocava no colo e, quando ele acalmava, colocava novamente no berço. Não levava para a cama, nem deixava chorando. Essa foi a minha escolha como mãe, e cada uma é livre para vivenciar sua maternidade como achar que deve ser, certo? Hoje ele tem 9 meses, e dorme a noite inteira desde os 5, ainda bem! Assim a mamãe aqui consegue recarregar as forças. Fico imaginando o cansaço dessa mãe…nossa! Bom, mais pitacos chegaram… olha só:

 

Oi, Lidi! Essa fase é complicada, cansativa, mas faz parte. Eu tive dois filhos e isso aconteceu com os dois. O mais velho, depois que foi pra caminha dele, eu tinha que dormir com ele na caminha até ele pegar no sono profundo, e o mais novo aconteceu a mesma coisa. Chorar eles choram mesmo. Manha, como disse a pediatra, também tá certo, mas nosso coração de mãe sempre estraga, né 🙂 ? Não conseguimos deixar eles chorando sem fazer o que eles querem, ainda mais se for aconchegar no colo. No começo é dificil mesmo, mas ela conseguirá. Faça a bebê dormir, fique um tempinho com ela no colo e bem devagar coloque no berço, não tire a mão rapidamente, deixe ali por uns minutinhos, pegue almofadinhas e coloque entre o bebê, nas costinhas e barriguinha, ela teerá a sensação que é a mão da mãe ainda segurando. Quando ela acordar chorando, vá até o quarto, converse bem baixinho com ela, coloque a mão sobre ela, dando a entender a bebê que ela está ali protegendo, mas não pegue no colo, se não resolver e tiver que pegar NÃO SAIA DO QUARTO, faça a bebê dormir de novo e coloque novamente no berço e use o mesmo procedimento das almofadinhas e sempre dizendo a bebê que MAMÃE ESTÁ AQUI JUNTINHO COM VOCÊ, DORME MEU ANJINHO. Isso ajudava muito com meus pequenos, é lógico que não funcionará do dia pra noite mas com insistência tudo se ajeita.Renata Rossini | Artes que aprendo com vocês – Re Rossini

MATERNIDADE - SONO BEBE- CHORO BEBE - BEBE

Imagem: stock.xchng

 

“Bom, eu não sou a favor de deixar chorar sob hipótese nenhuma… aqui em casa rolou uma coisa interessante: quando o Arthur nasceu, eu preparei tudo para que ficasse pelo menos até os quatro meses no meu quarto – comprei carrinho berço, abajur de luz bem fraquinha, enfim, a ideia era que ele ficasse conosco até sua visão e percepção começarem a “funcionar”. Mas não deu certo…ahahaha… na primeira noite em casa, tivemos uma noite muito agitada, com muitos grunhidos e “mexeção”. E minha intuição me disse pra testar deixá-lo no quarto dele. Na segunda noite, coloquei no berço, com a babá eletrônica do lado dele, e foi uma noite ótima, o sono dele foi tranquilo nos intervalos entre as mamadas. Então, Arthur dormia direto na caminha dele, no quarto dele, até os dois anos, quando teve as famigeradas crise de terror noturno. Bastaram duas, pra gente levar a cama dele pro nosso quarto. Ele teve mais umas duas crises, e depois parou. E ficou com a gente até os três anos e meio, quando o readaptamos ao seu quarto. Ele “dá mais trabalho” hoje, aos quatro e meio, porque quer dormir no meio da gente, quer pegar no sono na nossa cama, alega pesadelos, etc , mas mesmo assim, não forçamos a barra. Se vem no meio da noite, a gente deixa ficar, pega no sono, marido leva de volta pro quarto dele, mas não forçamos nada, acho importante a criança perceber que nos importamos com ela, que damos atenção. Até mesmo o “pegar no sono’ em nossa cama eu mantenho, porque levamos uma vida tão corrida, que acho que, além de importante pra criança esse contato, é muito bom pra nós! Meu conselho é não forçar nada, se a bebê em questão procura o contato com a mãe, na minha opinião, é porque ela ainda precisa desse contato.” Cynthia Santos | Boutique do Açúcar

 

“Olá, Lidiane! Como também fui mãe de primeira viagem, imagino a situação pela qual essa mãe está passando. Comigo, apesar de também ter colocado o berço inicialmente no quarto, não enfrentei esse problema. Mas, creio que talvez colocar uma peça de roupa usada pela mãe, no berço do bebê, seja uma boa estratégia. Quem sabe com o cheiro da mãe, o bebê se acalme e pegue no sono. Talvez também um bichinho de pelúcia possa resolver o problema. O mais importante é essa mãe resistir e não ceder ao choro do bebê e trazê-lo para o quarto novamente. Porque quanto mais velho ele ficar, mas difícil será reverter a situação. Espero ter ajudado com minha sugestão.” Silvana Haddad | Meus Devaneios Escritos

 

Agora a pergunta fica para você, que também é mãe: o que fazer?

 

Tudo a ver:

Dificuldade de criar hábitos de alimentação saudável nas crianças?

Quando a criança descobre a diversão de rabiscar na parede…

Dilema de mãe: a hora do desfralde… como fazer?

 

Redes Sociais

 

 

4 comentários sobre “Quando a criança não quer dormir no berço: deixar chorar ou não?”

  1. Silvana comentou:

    Oi Lidi:
    Tomara que esses pitacos possam ser úteis.
    Que essa mamãe consiga adaptar as ideias ao seu estilo e tenha um resultado positivo.
    Bjs.:
    Sil

  2. Lucia comentou:

    Olá

    Amei o pitaco da Cinthia Santos, compartilho da mesma idéia sobre não forçar a criança, se ela quer muito o aconchego da mãe é porque ainda está precisando… Minha filha tem 2 a dorme comigo desde 9 meses. Ela dormia no berço com babá eletrônica, quando voltei a trabalhar, ficou muito “grudada” comigo , eu não conseguia descansar bem a noite porque acordava de 2 em 2 horas para amamentar, não pensei duas vezes e a levei pra minha cama, detalhe ” o pai dorme em um colchão no chão ao lado da cama. Quero ainda este ano, colocá-la no quartinho dela, vou comprar uma caminha, dar uma mudada no quarto para incentivar a “migração”; mas é a melhor coisa, acordar de madrugada e “cheirar” a cabecinha ou pegar na mãozinha dela e ficar só admirando seu soninho… Bj bj
    Lúcia

  3. Carol Vieira comentou:

    Oi Lidi, fiquei com dó desta mãe e do bebê também.
    Eu não tenho filhos, mas acho que deixar chorar só traumatiza, porque eles não entendem e só querem a presença da mãe. Acho que se sentem inseguros, sozinhos… Acho que pegar no colo, acalmar, voltar o bebê no berço e colocar uma almofadinha nas costinhas deve ajudar mesmo.
    Já vi a Supernany dando esta dica para bebês.

    Beijos e boa sorte para esta mamãe!

  4. Kathia comentou:

    Realmente é muito dificil, doe demais o coração, mas temos que deixar chorar um pouco, contar estórias, ficar um pouco acalentar e realmente essa dica de colocar uma roupa da mãe dá super certo e tb podemos apelar para os chás, o de capim santo é bastante relaxante e é uma boa ajuda, tb não gosto de ver crianças chorando, aliás nada que traga sofrimento a elas, porém dormir sozinho ter seu espaço contribui para um desenvolvimento melhor da criança.
    bjs

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *