Enteados problemáticos podem causar a separação do casal?

Esse é o receio de uma leitora que espera ansiosa por sua opinião a respeito disso. Esta não é a primeira vez que o assunto é abordado no Trololó de Mulher, e até hoje um dos dois posts que já trataram do assunto está entre os cinco mais comentados do blog. E olhe que o Trololó de Mulher tem muitos posts!

 

Veja também:

Casamento: os conselhos mais inteligentes. Já leu?

Você vive a solidão a dois? Saiba como sair dela.

 

O assunto dá mesmo muito o que falar porque a presença dos enteados é algo cada vez mais constante nas famílias modernas. O problema é que nem sempre a experiência é positiva, assim como aconteceu com a leitora anônima que precisa de ajuda, e nessas horas nem sempre a mulher sabe como lidar com a situação e salvar o casamento…

Veja também:

Casamento duradouro: isto tem algum segredo?

Como encontrar a pessoa certa para um relacionamento?

As duas situações já tratadas por aqui são diferentes da que você verá neste post. Na primeira, a leitora era casada e recebia a visita do enteado somente nas férias. No segundo caso, a leitora ainda iria casar e estava na dúvida se deveria fazê-lo sabendo da existência do enteado.

O que veremos a seguir é a história de uma mulher que já convive com os enteados e eles fazem parte de sua rotina, todavia o caos parece estar se estabelecendo a tal ponto, que a separação de casas do casal é algo que já foi cogitado

Veja também:

Há vida após o casamento?

3 verdades duvidosas que minam a sua vida. Fuja disso já!

será que dá para isso tudo? Não há outra saída? Avalie a situação:

 

Tenho 25 anos e há quase 5 meses estou morando com meu marido de 42 anos e seu filho, um menino de 19 anos. Ele também tem uma menina de 14. Meu marido, na época em que namorávamos, se separou da esposa (que não é a mãe dos filhos dele) para ficar comigo. A ex dele é mãe de uma menina de 10 anos e de um filho pequeno que teve com ele. Todos moravam juntos. Ela era dona de casa e fazia tudo para eles.

Eu era solteira, morava sozinha e nunca tive filhos, tampouco sei lidar com crianças. Também sou independente, tenho meu trabalho que exige que eu passe a semana inteira fora de casa (sou bióloga e trabalho no meio do mato), encontrando com minha atual família só nos finais de semana.

Meu marido faz tudo por mim, nos damos bem, ou até o momento estamos tentando que isso continue acontecendo. Ele também trabalha, é funcionário público, porém, como está endividado, o salário que ganha mal dá para ele pagar a pensão para o filho pequeno que teve com a ex. Todas as despesas da casa no momento são pagas por mim. Como ele está de férias e tem mais tempo para cuidar da casa e dos filhos, tem lutado bravamente para mudar o quadro em que estamos e também para conseguir outros trabalhos para me ajudar com as despesas. Mas isso não me importa tanto, o fato de eu pagar tudo…

Quando comecei a morar com meu marido e o menino, evitava de falar das coisas que me chateavam para ele e para o pai, porque queria que o menino tivesse uma boa relação comigo.  Por morar 5 anos sozinha aprendi a ser muito cuidadosa com minhas coisas e também a manter minha casa limpa e arrumada que é como eu gostaria de encontrá-la sempre. Porém, isso não tem acontecido. Todas as sextas-feiras quando chego em casa, percebo que há coisas fora do lugar, coisas quebradas, casa suja e o banheiro é a pior parte. Imaginem dois homens morando numa casa sozinhos durante toda a semana?! O sanitário fica todo respingado e fede demais!

Meu marido faz o que pode para que quando eu chegue, a casa esteja do jeito que eu gosto. Contudo, o filho dele não colabora com nada. Ele acorda tarde, suja as coisas e não lava, tira as coisas do lugar e não devolve, varre a casa só para fazer de conta, e o pior é o que mais tenho raiva: ele faz xixi e não puxa descarga nem tampouco abaixa a tampa do vaso. Resultado? O banheiro fica insuportável.

Um outro detalhe crucial: o menino come muitoooooooo! Quando fazemos compras, eu e meu marido compramos para o mês todo. Por isso, compro queijo e presunto para pelo menos duas semanas. Mas acontece que se tem isso na geladeira o menino não come outra coisa que não seja isso. Resultado? Quando chego em casa mais da metade das coisas que eu gostaria de comer quando chegasse já não existem mais, inclusive o queijo e o presunto. Ele come tudo!

O filho dele também não trabalha e se formou no ensino médio no ano passado. Apesar da idade que possui (19 anos) tem a cabeça de um adolescente de 13 anos. Com a menina ainda tenho pouco contato, pois ela ainda não mora com a gente, mas não demorará muito até que isso aconteça. Assim como o menino, ela também não tem iniciativa alguma em colaborar com as tarefas de casa nem se alimentar direito.

 

Diante de tantas coisas me senti na obrigação de chamar meu marido para conversar seriamente. Ele entendeu tudo muito bem e ficou muito envergonhado e chateado com o fato dos filhos serem tão relapsos com as coisas de casa. Já conversou com eles trocentas vezes, contudo, parece que não surte efeito. No desespero, resolvi tentar uma conversa e também tive a mesma decepção com eles: eu falei por quase meia hora e me senti como se estivesse falando com as paredes, pois os dois não falaram absolutamente nada e nem sequer olharam pra mim.

Para não parecer tão dura e exigente eu lhes propus um acordo: toda vez que eles se esforçassem para comer as coisas que ignoram, teriam uma recompensa… mesmo assim não surtiu efeito. Diante de tantos fatos, eu começo a sentir uma certa rejeição por eles dois, sobretudo pelo menino que é com quem mais tenho problemas e me sinto desesperada sem saber o que fazer.

Os dois não gostam da mãe, pois parece que a mesma os deixou de lado quando se separou do pai deles. Eles são loucos pelo pai e ele por eles, e eu por ele…e agora?

Meu marido nunca me coloca em segundo lugar. Ele parece tentar equilibrar o amor que sente por mim e pelos filhos, contudo, apesar de sentir que ele me ama demais eu sei que sairia em desvantagem se pedisse para ele escolher entre eles ou eu. Jamais faria isso, justamente por saber que eu o perderia.

Já pensei em contratar uma pessoa para arrumar a casa, mas ainda acho que não resolverá o problema. Como fazer para que esses meninos sejam menos relapsos com suas vidas e consequentemente com a casa? Como fazer com que eles tenham mais zêlo pelas coisas e ajudem nas tarefas? Como fazer com que eles comam menos besteira e comam mais verduras e legumes? Eu não tenho a menor ideia sobre o que fazer e por isso o meu desespero!

Isto está afetando meu relacionamento com meu marido e está me consumindo energia bastante para me deixar triste. No desespero meu marido já até cogitou a hipótese de morarmos em casas separadas e continuarmos juntos sempre que eu estiver na cidade quando vier para cá. Mas para mim não tem o menor sentido, uma vez que montei a casa para todos nós e não só para mim. E outra: quando tivermos a nossa casa própria, não vamos morar juntos? Então isso só adiaria o problema para mais tarde.

Peço desesperadamente que me ajudem com algum conselho, dica, sei lá…. eu preciso muito resolver isto da melhor forma possível e isto não inclui me separar do meu marido que amo tanto! Tenho tentado ser menos exigente, contudo quem sofre sou eu, pois acabo usando minha folga para limpar a casa enquanto que os filhos dele ficam só de boa sem fazer nada…me ajudem!!!!”


Imagem: stock.xchng

Veja também:

Você é daquelas que acreditam nunca acertar em suas relações amorosas?

 

E agora a pergunta que não quer calar: você já vivenciou algo parecido ou conhece alguém que já passou por essa experiência? O que você faria numa situação dessa?

ASSINE

LOJA TROLOLO DE MULHER[2]

850 comentários sobre “Enteados problemáticos podem causar a separação do casal?”

  1. Taty comentou:

    Oi bom dia passo pelo mesmo problema com meu enteado de 15 Anos quando fui morar com meu marido ele morava com a mãe no mês seguinte ele veio morar com o pai o menino e porco bagunceiro mentiroso preguiçoso não que saber de nada só de Rua e baladinha não obedece o pai sai e volta no outro dia sem da nem satisfação e o pai não fala nada trata como bebê a escola do lado de casa 5 minutos está lá o pai leva e busca ele dia sim dia não por que é preguiçosa agora para bater perna o dia todo não tem preguiça não da descarga no banheiro come e suja a casa o dia todo não estende nem a cama que dorme o pai chega cançado aí começa a petição pai faz bolacha faz leite com todo o pai vai correndo moleque só apronta faz o pai de bobo falo o pai faz e briga comigo por causa dele estou casada a 1 Ano mais não aguento mais já ameacei de ir embora mais não consegui tenho 2 filho um de 10 do primeiro casamento e um de 7 meses o pior de tudo que meu marido não corrige ele ele só apronta tá bebendo até com droga lança perfume foi encontrado na escola e meu marido nada fala parece que está cego ele veio dos costume da mãe porco e nada faz falamos o Ano todo e ele sempre faz a mesma coisa já pensei por várias vezes larga tudo e ir embora com meus filhos e deixa meu marido se ferra com ele já que defende tanto um dia ele vai acorda o filho mente pra ele faz ele de besta ele sem maldade nem uma agradar e não tem boca pra falar nada trata como criança ele é o empregadinho do filho não sei até quando vou aguentar essa situação me ajudem por favor

    1. ROMULO comentou:

      MEU É ROMULO, FUI CASADO A 25 ANOS , E MINHA ESPOSA FALECEU A 4 ANOS: E CONHECI UMA PESSOA NA QUAL SOU CASADO, ELA TEM DOIS FILHO UM CASAL UM RAPAZ DE 24 ANOS NÃO TRABALHO E NEM ESTUDO TEM E JÁ CUMPRIU PENA PELO ART 157 E A FILHA DE UMA HORA POR HORA ACHOU QUE É MENINO ELA TEM 19 ANOS, PORÉM ISSO NÃO É PROBLEMA ALGUM. O FILHO É UM SACANA E A MÃE PARECE QUE GOSTA, NÃO FALA NADA A RESPEITO DA ATITUDE DO RAPAZ, O MESMO FICA DORMINDO O DIA TODO E NEM PENSA EM TRABALHO. TENHO UM FILHO DO MEU PRIMEIRO CASAMENTO; ELE TRABALHA TEM SUA CASA JÁ SOU ATÉ AVÔ OU MELHOR ELE É O CONTRÁRIO DO FILHO DELA.
      TENHO UMA FILHA DE 5 MESES COM ELA ,NO QUE ME FAZ PENSATIVO ACERCA DA MINHA ATITUDE. O QUE TEMOS QUE FAZER É CONVERSAR COM ELES E SE POSSÍVEL AJUDÁ-LOS ARRUMAR UM CURSO OU TRABALHO E TENTAR MANTE-LOS LONGE DE CASA PELO MENOS EM ALGUMAS HORAS. TEMOS QUE TENTAR EVITAR O QUE PODERÁ SER INEVITÁVEL

  2. Maria Ana comentou:

    Olá Boa tarde! Pessoal eu tbm passo pela mesma coisa , Sou casada à quase 5 meses com um Cara um pouco mais velho que Eu,ele é meu primo, um primo que eu nao conhecia pois morava longe, Quando conhecir ele, ele ja tava separado… Ele tem uma filha de 15 anos Muito rebelde, só liga pra ele pra pedir dinheiro, nao da uma mensagem de bom dia nem de boa noite mas quando precisa de dinheiro corre pra ele…Ela nao gosta de mim.. Nao sei pq, porque eu nunca disse nada com ela. A mae dela tbm me odeia, Deve ser pq ainda gosta do Meu marido. Mas oque nao suporto é a filha dele e a mae dela que fazem de tudo pra separar a gente..eu ja nao aguento mais, Lembrando que Eu morava no piaui com meus pais e meus irmaos, tinha meu trabalho e pretendia comerçar faculdde e parei tudo pra esta aqui. E agora me aparece essa…ele faz tudo pela filha as vezes até discutimos por causa dela. Ele pareçe gostar muito de mim Mas Gosta mais dela e por ela esta jogando nosso casamento pro lixo. Talvez o melhor seja a Separaçao pois ja nao aguento eo pior de tudo é que ela me Xinga pra ele e ele nao fala nada..Acho que a soluçao é Voltar pra casa dos meus Pais.

    1. Kelly comentou:

      Eu tbm passo pelo mesmo problema,tenho uma enteada de 17 anos que não quer nada da vida e faz meu marido de empregado dela.Ela toma bomba na escola todo ano,vive em baladas ,pede dinheiro pro pai dizendo que vai fazer curso e gasta com bebidas e baladas.Agora eu que trabalho e estudo,meu marido não compra um caderno pra mim,mas a filha ganha 3 celulares por ano e não lhe obedece ,mente e apronta até.tô pensando seriamente em separação.

      1. Edno Alves comentou:

        Boa noite
        A grande verdade, é ainda no namoro, verificar passo a passo muito antes de tentar ir para baixo do mesmo teto.
        Tem muita gente solteira e sem filhos problemas. . O certo é iniciar uma vida nova a dois e sem nenhuma interferência nesse sentido

    2. Tatyana comentou:

      Passo pela mesma situação que vc meu marido tem 4 filho 3 deles ainda temos um bom relacionamento mais com a de 17 anos ela sempre me chinga pra ele me dismoraliza não aguento mais e agora ela quer vir passar fim de semana com pai mais já tive pra ele que não estou mais disposta a conviver pois tomei uma intipatia muito grande por ela

    3. Rita de cassia da silva santos comentou:

      Eu também passo por isso a 4 anos eles moram comigo a menina que tem 13 e o menino que tem 14 mais com o menino nao tenho problema mais com a menina tenho não suporto olhar pra cara dela e eu tenho uma filha com ele também que tem 3 anos e 7 meses e eu quero ficar de boa com meu marido em casa sem brigar sabe ela nao ajuda com nada só sabe sujar mais limpar nada ai sabe quero que alguém me ajuda também nesse caso

  3. Gabriela comentou:

    Também passo por problemas com enteado, creio que o maior problema nem seja a criança que tem quase 4 anos, mas meu esposo que sempre me trata mal quando a criança vai pra nossa casa de 15 em 15 dias, o menino não aceita falar cmg, não deixa eu ficar muito tempo perto do meu marido, e meu esposo briga cmg por qlqr besteira,até mesmo se peço pra ele pedir o menino pra guardar os brinquedos, meu esposo me ataca,passa mais de 4 horas brigando cmg por uma besteira dessa, sem falar que menti pra mim por causa do filho, vai encontrá-lo a escondidas, me inferniza demais por causa do filho,quando chega o fds da criança eu fico me sentindo uma pressa acorda dentro de casa, com medo de falar qlqr coisa é ser agredida verbalmente, e isso vem acabando cmg, penso na separação pq não vejo como um casamento pode dar certo assim, ele idolatra demais esse filho.

    1. Laura comentou:

      Oii. Eu sou casada a 2 anos,meu marido tem um filho de 7 que mora com nós ,na época que vim mora junto eu não dava bola pro menino ,e rezava que a mãe dele pegasse..só que cada vez que a mãe dele aparecia ,uma vez no mês e olha lá,meu marido ficava triste de fica longe do filho.so que ela ,a mãe do menino,ficava dois dias e já devolvia ..então comecei perceber que o menino era carente..resolvi que daria macimo para ajudá-lo com o menino,só que meu marido não dava valor. Passou um tempo ,comecei a ter ciúmes do menino,pois menino sempre em primeiro lugar,e menino muito mimado,tudo pede chorando fazendo manhã,não corre uma lágrima,e meu marido tudo que o menino pede,sai correndo fazer!!!eu larguei de mão o menino,não me importei mais,só que nos vivemos brigando ,pq o menino é muito mimado,e teimoso,não obedece,e brigamos o tempo todo pq sempre o menino tá certo e eu errada. Ele cria o menino como um nenê de um aninho, o menino não tem problema mental ,tem que trata conforme a idade dele . O menino já conhece ele ,e já domina ele,vive dando brinquedo pro menino,não tem mais onde por,acho que ele quer compensar a falta da mãe ,”mãe” baita mãe ne!!! Em fim,a convivência e muito difícil ,pq o menino me teima sempre daí reclamo pro meu marido ,meu marido acaba sempre apoiando ,pq não enxerga o filho que tem,infelizmente ele é só uma criança mas uma criança que entende e sabe que tá fazendo errado.Me atira a língua ,faz careta ,quando reclamo meu marido diz que tenho que ter paciência pq isso tudo é pra chama atenção … Eu não penso assim,penso que ele é um mau educado,que vai acaba batendo no meu marido mais além,pq ele já domina meu marido,e quando eu e meu marido brigamos ele faz uma cara de feliz… E depois que passa a turbulência ele vem e diz ti amo laura ,acho muito sinico já que tem só 7 anos ,e daí é cada vez mais difícil a convivência ..não sei mais o que fazer,amo meu marido e não quero me separa,só que é difícil viver com uma criança terrivel.. eu até gosto do menino ,mas ele atrapalha muito minha relação ,eu não tenho privacidade pra nada,pq o menino tá sempre aqui com nos ,e daí fica difícil ,eu não sei mais o que fazer,as veses tenho vontade de sumir ,só que daí lbro que amo meu marido ,o unico problema é que meu enteado e terrível e eu tô ficando loka

  4. Jaqueline sena comentou:

    Meninas pulem fora enqto é tempo. No namoro ja imponha limites e deixem claro q vc nao é mae de filhos dos outros nao. E estabeleca regra qto a dinheiro pois ex mulher e filhos tentam levar muito mais do q a pensao. E se casar com divorciado com filhos e sem pulso p situacao é ter q sustenta lo e ainda ajudar nas despesas dos piralhos

  5. Lidiane alburqueque comentou:

    É uma canoa furada. Um problemao. Namorei um divorciado com 2 filhos e minha vida era um terror terrivel. O traste era um irresponsavel fez filho sem planejamento e o q ganhava mal dava p pensao. A escola ele ficava devendo meses e qdo juntava uns 4 ficava q nem louco p pagar pedia emprestado p todo mundo ate p mim o desgracado pediu. Nunca podiamos viajar p locais legais pois nao sobrava grana parecia q eu namorava um fudido desenpregado pois pai divorciado desequilibrado financeiramente e com ex mulher fudida é pior q namorar desempregado ou estudante sem renda. Dei um basta na situacao e hoje namoro um medico do meu trabalho solteiro e temos um namoro normal e hj tenho felicidade

    1. Alessandra Maria macas comentou:

      Parabéns a melhor coisa que vc fez,sair de uma furada de dessa, também vivo com um homem que tem uma filha um pouco folgada,mas ainda está dando pra levar,mas gostaria muito de ter saído dessa relação.

      1. Maria comentou:

        Vivo com um homem a 14 anos , tenho três filhos com ele,tenho mais 3 enteados , um mora conosco , minha vida se tornou um caos. Penso em me separar mais sei que vai ser difíceis pelos filhos. Mas já estou preparando meus filhos para não se envolver com pessoas que tem filhos . Me arrependo de ter escolhido homem com filhos

  6. Julia Lima comentou:

    Passo por algo parecido. A diferença é que meu enteado não mora conosco, mas vive aqui em casa.
    Estou noiva já faz uns 8 meses. E tenho um enteado de 9 anos e uma enteada de 14. A menina é tranquila, limpinha, educada, um amor de pessoa. Já o menino, é um grosso, mal educado, preguiçoso e muitooo mimado. Meu noivo trata ele como uma criança de 5 anos, o menino não sabe comer de garfo e faca, não pode falar nada para ele que ele vem com 5 pedras na mão, deixa as coisas tudo fora do lugar, e não da espaço. Eles moram com a mãe, a menina vem só nos finais de semana e durante a semana fica com a mãe, já o garoto vem na sexta e volta só na quarta(Se não estiver de férias). Ele demanda muita atenção do pai dele, eu e meu noivo não temos tempo para nós. E meu noivo mima ele demais, não da limite o menino é viciado em vídeo game, joga o dia todo. Eu tentei conversar com ele, mas não adianta. O pior é que estou pegando birra do menino, isso é péssimo, mas não sei o que faço. O pai dele não sabe dividir as coisas e estou vendo essa situação acabar com nosso relacionamento. Não sei o que faço. Não tenho filhos, sou nova e é meu primeiro casamento. Estou muito chateada com essa situação. Principalmente porque o menino é muito grosso, e eu não suporto gente ignorante.

  7. Ester comentou:

    Toda Madrasta (o) passa pelo mesmo problema, pais ou mães problemáticos ou traumatizados com a separação… Que descontam em um terceiro e quem sofre e tem que aguentar o drama é a (o) infeliz da madrasta (o) só quem já passou por isso sabe o que é o sentimento de ser mal tratado e suportar tudo calado para não ser o ruim da história!!!

    1. Debora comentou:

      Sei exatamente do q vc está falando….fui feita de empregada do filho alheio era extorquida financeiramente pq o banana ganhava mau e faltava dinheiro todo mes, era culpada de tudo e mais um pouco. A ex era inconveniente e egoísta , arrumou um fulano e só queria ir para balada…resumo, me enchi e toquei o pai e o filho aqui de casa. Hoje sou feliz e sem problemas , sobra dinheiro e namoro um homem com H. Sem filhos, sem celeumas e chororo.

    2. Alessandra Maria macas comentou:

      Verdade se falamos somos chatas é blá,blá,blá.

    3. Paula comentou:

      Verdade! Tbm estou passando por isso,sou casada a 4 anos tenho 2 filhos do meu primeiro casamento era uma paz até meu marido abaixar a pesão e a filha dele vir morar conosco em dezembro 2017 desde então é um inferno,além de não fazer nada só apronta faz fofoca e se faz de coitada ela tem 14 anos ,isso está desgastando meu casamento não aguento mais.Sem contar a ex q fica ligando pra falar das fofocas da filha e falar pra ele q eu sou errada,ele tenta amenizar mas eu não tenho mais saco quero que ela vai embora!
      Já tentei ser amiga dela mais ela já é falsa.nem a minha filha de 8 anos não quer dormir no mesmo quarto,até as colegas de escola vieram me perguntar quando ela vai embora pq não aguentam ela,mas ele ama essa filha e nãom enxerga o q faz!

  8. Cesar Lima comentou:

    Sou casado com uma funcionária pública com a qual tenho 3 filhos menores de idade e dois enteados maiores de idade. Um dos enteados, 25 anos, nao trabalha, sel higiene pessoal adequada, maconheiro contumaz, quarto fedido de fumaça e suor de quem passa o dia assistindo videos podres no Youtube e transitando entre o quarto, cozinha e banheiro. Quase 110 quilos, lutador de jiu-jitsu. Já riscou minha moto, quebrou minha bicicleta de coleçao propositalmente, cuspiu na minha comida sem eu perceber. Come muito, intima os mais novos quando nao estou presente e quando estou presente se tranca no quarto e sai esporadicamente, mas batendo portas e falando sozinho, ou praguejando. Toma banhos de 30 minutos. Hoje disse para a minha esposa que ele deveria trabalhar ou ir morar com o pai dele, um boa vida motoqueiro que chutou a esposa por uma mais nova.

    1. Cesar Lima comentou:

      Seguindo…
      A conversa esquentou ela disse que eu devo sair de casa, eu disse que nao tenho problemas em viver no mundo, mas que nao tenho coragem de deixar meus filhos sozinhos com aquele drogado infeliz. Nesse momento, jogou café quente na minha cara, agarrou minha camisa e a puxou até a rasgar.
      A situação atual é a seguinte, minha esposa está dizendo para os menores de idade, meus filhos de sangue, que vai todos morar no Jaguaré, pois é onde o chefe dela tem um imóvel vago. Já o enteado problemático não foi informado sobre a supostamudança.

      1. Cesar Lima comentou:

        … que VÃO todos morar no Jaguaré…

        1. Cesar Lima comentou:

          Enfim, percebo que relação entre os dois é de eles contra mim, e que estou virando o vilão da história por ter que tratar o assunto cada vez de maneira incisiva. Não sou gay, nem nunca trai minha esposa, mas agora ela começou a me chamar de viado na frente dele. No que vai dar isso?

          1. Luiza comentou:

            Olha… uma vez fui na psicologa, já por conta dessa situação, que é agravada porque a ex não nos deixa em paz e usa o enteado para atrapalhar nossa vida. A psicologa me orientou a nunca deixar o meu noivo me desrespeitar e, principalmente, na frente do meu enteado. Pois ela perguntou que respeito eu acharia que teria do enteado, se ele próprio via o pai me desrespeitar.
            Então te digo o seguinte, não deixe ela te xingar ou te falar o que for de negativo na frente do teu enteado.
            Pelas coisas que vc conta, ela é muito segura de que vc não tem coragem de sair de casa. Quando ela disser que vai embora e morar sei la pra onde, estufe esse peito e diga que vc que vai acabar indo morar longe por não aguentar mais essa situação. As pessoas só montam em cima da gente quando deixamos…
            E não adianta… tem pai e mãe que o filho pode cagar na cabeça que eles não vão ver. Então não adianta vc coloca-la na parede para falar mal do filho dela ou pedir para ela escolher entre ele ou vc, pois vc já tem a resposta.
            Já tentou se dar com o enteado? Se esta hipótese estiver descartada, ignore as coisas que ele faz e vc não gosta, pois provavelmente é para te provocar. Pense que logo ele arrumará namorada e isto passará.
            Tente ficar em paz com sua esposa e aproveita a presença do enteado em casa para deixar as crianças com ele enquanto vc e tua esposa fazem programas a dois.
            Procure um psicologo e peça orientação e ajuda.
            Agora, se vc ver que nada adianta, caia fora, mas o melhor é tenta arrumar a situação, porque pense bem… vc se separando vc vai achar outra pessoa que vai ter com os teus filhos os mesmos problemas que vc tem com teu enteado.
            Boa sorte!

    2. Maria comentou:

      Homem do céu , como aquenta isso , se fosse de menor até daria para aguentar , mais um baitá de um marmanjo folgado na sua casa , aí é demais

  9. Thiago comentou:

    Então me chamo Thiago tenho 32 anos e a quase 3 estou morando com minha esposa,ela é separada e tem 4 filhas porém as filhas dela são muito mal criadas respondem ela o dia todo chingam de tudo que possa imaginar. Eu não aguente mas ve minha esposa ser maltratada,falo com ela corrigir a filhas mas ela não toma providências quanto isso. Um dia desses eu não me aguentei gritei com a filha dela pra parar de responder a mãe,a filha dela mandou eu me ferrar eu com raiva cheguei bem perto dela apontei o dedo pro rosto dela e falei pra ela me respeitar,a menina começou a chorar e minha espoda ficou com raiva de mim. Depois conversamos ela acha que quem começou abriga fui eu e que pra eu não ligar se ela está sendo maltratado pelas filas dela. Como viver assim ? Me ajudem por favor .

    1. Luiza comentou:

      Eu no teu lugar ignoraria. Vc já avisou uma, duas e várias vezes, não?
      Pense que se a própria mãe não liga, vc vai se incomodar?
      Eu tenho noivo que tem filho. O pia raramente é mal educado com ele, mas comigo é, por exemplo, e o pai ainda acha bonito e não considera falta de educação, tudo o pia é criança. Ele tem 9 anos.
      Eu sinceramente ia amar se fosse mal educado com o pia. Pense que no meu caso, o pirralho não é mal educado com o pai, conquista e faz de tudo pro pai ficar do lado dele, que dai o pai não tem coragem de brigar com ele, tudo que ele faz ta certo.
      O teu caso é bem melhor, as meninas não se unem a mãe pra ficar contra vc, são umas pirralhas mal educadas. Vc já falou tudo que tinha pra falar, então deixe a mãe se incomodar agora e pense que quanto mais as meninas forem mal educadas, mais vão se afastando da mãe. Desse jeito não é de duvidar que queiram morar com o pai futuramente.

    2. Lilian Cristina comentou:

      Ahh gente, vou te falar uma coisa… com todo respeito, sua esposa é uma irresponsável, está criando pequenas tiranas! Onde vamos para com essa geração de crianças e adolescentes sem limites??
      A culpa é de vcs que não impõe respeito debaixo do próprio teto, a sua esposa precisa da sua ajuda pra criar essas meninas, faça sua autoridade valer alguma coisa e se ela não aceitar manda se ferrar com as filhas mal criadas sozinha… Eu sou mãe de 3 filhas (gêmeas de 11 anos e uma de cinco), as gêmeas são do meu primeiro casamento. Elas chamam meu esposo de pai, tem tanto respeito que dá gosto, mas eu as ensinei que ele é autoridade em casa, não aceito elas o responder, elas são extremamente educadas, pedem benção, tem submissão, sabem que em casa não tem democracia nem ditadura, mas tem hierarquia, tem amor, e muito respeito mútuo… agora vejo pais e mães babacas que são submissos aos filhos que é fruto de irresponsabilidade e insegurança mas que certamente colherão os frutos amargos no futuro. Diz a Bíblia em Provérbios 13.24 “Quem não disciplina o filho, não o ama. Quem ama o filho corrija-o enquanto é tempo”!

      1. Maria comentou:

        Muito bem!!!
        Assim vc terá sucesso em sua vida!!! Se meu namorado fosse assim já estaria casada. É insuportável conviver com crianças mal educada e mimada. Tô aqui passando mal lendo o relato dos nossos amigos, padrastos e madrastas.Eu passei por essas coisas, o filho do meu namorado tem 5 anos, essa coisa de mimar crianças não é de Deus!!! Eu estava me acabando cuidando do filho dele, no final mandei os dois embora, já não tinha nem vQuando um homem realmente ama uma mulher, ele se importa com a opinião dela e faz questão de escutá-la. O que você pensa sobre religião, política ou mesmo a cor das paredes é relevante para ele.

        Você sente que ele escuta você de verdade, pois ele presta atenção mesmo quando você está falando sobre coisas banais.ontade de voltar pra casa, pq a criança sujava tudo de propósito e me faltava com respeito constantemente… Foi um trauma, só de lembrar dá ânsia de vômito, gosto muito da criança, mas é difícil conviver todos os dias, as poucas vezes que vejo ele faz coisas pra irritar

  10. Aparecida comentou:

    Existe realmente esse grupo no ZAP?Se houver me passem o contato por favor.

  11. Roberto comentou:

    Boa a tarde a todos, e aqui estou novamente depois de algum tempo. Momento de desabafo já tenho até vergonha de ficar conversando com meus amigos que devem estar cansados do mesmo assunto,sempre a mesma conversa. Estou cansado hoje, muito cansado de tudo, meu enteado mora comigo, hoje está com 12 anos,o pai dele não pega ela a cada 15 dias, pegava com mais frequência agora estamos morando mais longe ele simplesmente parou de pegar. Passou as férias de escola ele pegou apenas 4 dias ,devolveu e sumiu, carnaval agora também não se manifestou ou seja fica comigo direto. Estou cansado, vejo atitudes dele que me irrita, tenho meu filho de 3 anos e meio e percebo que ele faz uma disputa comigo para chamar atenção do meu pequeno. Não consigo ter uma final de semana em paz, eu, meu filho e minha esposa. 12 anos não lava um prato,nao arruma nada, compro as coisas para comer ele acaba com tudo, fica 2 horas no banho e ainda liga o secador e fica meia hora secando o cabelo, deixa comida no prato, nao sabe cortar um pedaço de pizza, nao sabe cortar um pedaço de carne. Se eu falo alguma coisa minha esposa fala que eu fico pegando no pé dele, que estou de marcação. Tem algo que me incomoda muito que não sei explicar, mas me incomoda muito a presença dele e isso não é bom para ele e para mim e para o convívio da família até porque ele é irmão do meu filho. mas infelizmente não sei explicar o que é que me incomoda. Só peço a Deus que tudo isso seja uma fase e que vai passar e que eu aguente e supere tudo isso, porque como sempre disse aqui em outros comentários que não vejo um futuro no meu relacionamento decorrente de brigas, enteado, despesas, etc,etc,etc. E hoje olhando meu pequeno, não consigo me imaginar longe dele,nao estando ali na hora de dormir,de acordar….muito difícil.

    1. Christian comentou:

      Tenho uma situação parecida com a sua o pai nunca pegou criei desde os 5 anos hj com 14 fica atentando meu filho de 5 fazendo brigas e intrigas para me tirar do sério e chamar a sua atenção quando isso ocorre minha esposa já me olha de cara feia defende ele até em baixo da água tbm não sei o que fazer pois não me vejo longe do meu pequeno mas sinto que meu relacionamento acabou por esse motivo o pai tbm nunca pagou uma pensão se quer sempre tratei muito bem mas não sou reconhecido aliás só quando quer algo celular roupinha de marca e por aí vai e o tonto aqui acaba comprando achando que vai melhorar e de fato dura 1 dia apenas estou desesperado pois todo esse tempo nada mudou e nem vai mudar só penso em meu pequeno levo e busco da escola todos os dias não me vejo longe

  12. Cris comentou:

    Gostaria de participar do grupo. (17)997871045

  13. Kathleen comentou:

    Quero participar do grupo zap 19 989396794

  14. Jacqueline comentou:

    Olá quero participar do grupo(11)957261318

  15. Laura comentou:

    Olá ,gente me ajude não sei o que fazer vou tentar contar um pouco da minha situação
    Conhece meu marido faz 7 meses por uma rede social ,nos apaixonamos e ele me chamou pra vim morar com ele aqui no estado que ele mora então decide vim e estou aqui ,sabe ele é um marido ótimo pra mim ,só que ele tem 2 filhos de outro relacionamento uma filha de 15 e um menino de 17 eles vinheram passar as férias e depois voltaram pra cidade onde eles moram ,só que agora tanto a ex dele como o menino estão pressionando o meu marido pra trazer o filho dele de 17 anos ,gente só que eu não sei se vou aguentar pois o menino é muito folgado , preguiçoso ,não quer nada com a vida só quer esperar pra que o pai der de tudo a ele e sem falar que o menino tem ciúmes quando o meu marido me abraça ele chama atenção do pai para que ele vá abraçar ele e não a mim e sem falar que ele é mimado é meu marido faz todos os gostos queria que meu marido aprendece a dizer um não pra ex é pra os filhos ,,não sei o que fazer amor muito meu marido ,mas não quero me meter nessa situação.

  16. Andreia comentou:

    Em apenas 3 meses morando junto,ja vivo mau com meu esposo por conta do filho dele de 15 anos,já ameacei me separa,menino não me respeita,o pai mima enfim.Vim procurar ajuda e descobri q tem muitos casos como o meu.Amo meu marido mas estou certa q a separação é a melhor coisa.Tenho meus dois filhos q nunca faltaram respeito com ele,ja o dele q mora também com a gente é só Deus.Faz tudo para eu e o pai dele brigar,eu disse q ele.ia conseguir separar nós dois e acho q conseguiu hj ele disse q teremos uma conversa definitiva,eu não queria separar mas acho q é a solução.Triste

    1. Andreia comentou:

      Quero entrar no grupo de vcs pode me.colocar (11)94916-2546

    2. Didi comentou:

      (11) 9.9613.0610 Quero participar do grupo.

  17. Anderson comentou:

    Pessoal passo pelo mesmo problema de todos aqui, me add no grupo 11 962640972.
    Se por acaso não tiver grupo me proponho a fazer é add vcs pra trocarmos experiências…

    1. Priscila comentou:

      Pessoal passo pelo mesmo problema me add no grupo tbm quero entrar. Preciso de ajuda (24)999681576

      1. Jaqueline comentou:

        Mim add 73982322229

        1. Vivian comentou:

          Preciso também de um grupo de apoio e troca de experiências, me add por favor.
          (31) 98629 6804

        2. Adriana comentou:

          Me adiciona por favor 67 99832 0077

  18. Grazielle comentou:

    Gente, passo pelo mesmo que vocês, já to tão cansada, esgotada. Não aguento nem ouvir a voz da criança que já me dá tremedeira e vem o mal humor. Tentei de um tudo para conquistar a confiança, mas foi tempo perdido. O que fazer? To a ponto de chutar o pau da barraca.

  19. Taci comentou:

    Quero entrar no wads 41896419791

  20. Danielle comentou:

    Entendo que os pais devem ser presentes na vida dos filhos, porém vejo que os relatos são bem parecidos com o que tem acontecido comigo também. Minha enteada de 21 anos está morando conosco, deu tanto trabalho para a mãe que ela a colocou pra fora e a levou para a casa da minha sogra. Minha sogra é exigente, cobrava, exigia que ela estudasse, que tivesse higiene pessoal. Minha sogra aguentou um ano e não quis a filha do meu marido lá. Ele a colocou na nossa casa com um ano de casamento, dizendo não ter alternativas. Perdemos nossa privacidade, nosso casamento está indo ladeira a baixo. A garota quando não está dormindo, assiste programas de relacionamento o dia inteiro. Nada colabora em casa, a não ser às vezes em que eu exijo uma atitude do meu marido. No fim de semana devemos ficar no quarto porque ela fica pendurada vendo bobagens na única tv da casa. Ela não tem noção de higiene, já chegou a usar drogas aqui em casa, não é colaborativa. Faço faxina e no mesmo dia ela coloca prato cheio de comida na pia, não tem coragem de sequer jogar as sobras no lixo. Todas as coisas que ela já fez aqui em casa é porque tive que me indispor com meu marido para que ele exigisse. Se ninguém pede, a garota não faz nada! A filha já é adulta mas quer viver como adolescente e com as minhas custas, acredito que se o pai quer manter seu filho na preguiça deve ao menos bancar tudo sozinho. A partir do momento que os filhos vivem na casa de pessoas que não são seus pais, as regras do casal deve ser seguida. Trabalhamos, chegamos cansados em casa, o que queremos enquanto madrastas e padrastos é um ambiente sossegado pra descansar e não nos deparar com pessoas que nada querem da vida. Não se trata de querermos separar os pais de seus filhos. Há um descarte mental muito grande, pois como os filhos não são nossos fica dificil manter um diálogo e fazer exigências. Eu estou atordoada, triste o tempo inteiro, sem querer voltar pra casa depois do trabalho, me sinto sozinha sem ninguém pra contar,pois aqueles que deveriam nos dar apoio, como meu marido, tem sido o que mais me vira as costas, só me pede paciência, pra não ir embora como seu fosse inabalável. Às vezes me sinto tão mal que durmo em hotéis. Me sinto sozinha e penso sempre em separação. Se tiverem um grupo também gostaria de entrar: 61 998164801

    1. Carla comentou:

      Também passo pelo mesmo problema me adc
      28 999456085

  21. Larissa comentou:

    Gostaria de participar do grupo 62981434523

  22. Camila Silva comentou:

    Passo pelo mesmo. Sou homossexual, me apaixonei perdidamente pela mulher que hoje sou casada (no civil). Eu sabia que ela tinha um filho, mas jamais imaginei que passaria pelo que estou passando. Faz 2 anos que estamos juntas, moramos nós 3. O filho dela tem 12 anos e não ajuda em nada. Tudo que a gente pede pra fazer, ele só faz resmungando, ele é tão mimado que não pede, exige as coisas dele. Fico revoltada com isso, fala com minha esposa e ela nada acha isso super natural, porque já convive com ele há 12 anos. As vezes ele me responde na frente dela e ela nada faz. Eu faço de tudo por ele, até mais que o próprio pai que não ajuda em nada e só vê o menino uma vez ao ano. Só que agora eu não suporto nem a voz dele, tudo que ele faz me irrita. Ele tem um jeito de tudo que ele fala está certo e você não pode falar que está errado. O que eu faço? Isso está acabando comigo e principalmente com meu relacionamento. Se tiver algum grupo me coloca por favor 11976168601

  23. Angel comentou:

    Atualmente vivo algo parecido, porém meu enteado ñ mora conosco “eu ñ suportaria” o menino vem de 15 em 15dias pra dormir fim de semana, mas é uma tortura, pois eu ñ posso falar absolutamenre nada com ele, porque tengo receio de magoar meu esposo que é um anjo pra mim e atualmente cria meu filho comigo. O pai ainda ñ dá pensão e mesmo quando der será bem menor ao que se gasta. Meu marido dá uma pensão excelente ao filho quase 3 mil e o filho nunca deu nada pro pai de presente. Já são 4 anos separados da mãe e ela ñ estimula em nada. Fico chateada com tudo isso, pois ele é EXTREMAMENTE INTEIRESSEIRO e só sabe falar de viagens roupas de marcas e blá blá blá…quando ele vem os meus 2 filhos mais velhos vem tbm e ele é o do contra…eu prefiro fazer lanches em casa pra sair mais barato, mas ele quer ir almoçar e jantar em restaurantes, ir passar o dis todo no Shopping e pior pedindo mais dinheiro ao pai…meu esposo ñ sabe dizer não pra ele. O mwnino vai pra analista e psicólogo e a mãe diz que tem que ter paciência com ele. Só que é dificil vc ver uma criança de 12 anos ser totalmente interesseira. A minha casa fica uma zona!!! O quarto dele um pardieiro. Na casa dele tem empregada; mas aqui ñ!!! Eu trabalho fora e dou conta de tudo em casa. Quando eu sei que ele está pra vir eu meio que me hiberno. Um sofrimwnto pra mim. O que devo fazer???

    1. Marcia comentou:

      Calma, no seu caso é mais tranquilo, só de 15 em 15 dias está light. Ignore o menino nesses dias que ele vem. O pai se quiser fazer algo por ele que faça, não você.

      1. Vivia comentou:

        É verdade!
        Passo pelo mesmo e tomei a decisão de ignorar e pensar que o tempo vai passar rápido…mas não é fácil!

  24. carla comentou:

    quero participar do grupo . me adiciona, por favor zap (22) 998367515car

  25. carla comentou:

    quero participar do grupo . me adiciona, por favor zap (22) 998367515

  26. CRISTIANE comentou:

    quero participar do grupo . me adiciona, por favor zap (14)981233903

  27. Priscila comentou:

    Pessoal sou casada há 5 anos cm meu esposo ele tem 4 filhos, três meninas de um casamento e um rapaz de outro, não tenho filho cm ele. Não tenho problema cm as meninas pois nao tenho contato cm elas, trabalho muito praticamente sustento minha casa pois meu marido ganha bem menos q eu e ainda paga metade do q ganha para as três meninas, a casa tbm é minha. Pois bem ele tem um adoscente de 15 anos q nunca gostou de mim e ele sempre morou cm a mãe(vó) do meu marido e eu nao me metia na criaçao do adolescente pois meu marido e a vó sempre criou ele livre e solto pra fazer oq quiser,e pra variar só faz merda, nunca ensinaram o menino a respeitar as pessoas nem tão pouco deram educaçao.a mãe do garoto corre do garoto nunca foi mãe nunca quis saber. Minha sogra veio a falecer tem 5 meses e ninguém da família quis ficar cm o garoto pois não é flor q se cheire, mexe cm droga nao respeita ninguem. Dai eu deixei ele vir morar na minha casa pois queria ajudar meu marido q por sinal é um excelente marido me trata super bem e eu amo ele de.paixao. O combinado foi ele largar as drogas e estudar e como eu e meu esposo trabalhamos o dia todo ele ajudar cm as tarefas de casa, mais nada até hj foi cumprido ele não respeita minha casa, faz da minha vida um inferno, ja é a segunda escola q ele foi expulso e só a presença dele na minha casa me incomoda des q ele tinha 10 anos eu tento me dar bem com ele mais é impossivel,meus amigos me dão conselho pra eu sair fora pq a tendência é só piorar fora q eu nao preciso disso. Tenho uma filha de 11 q é um doce respeita meu marido nunca respondeu pra ninguem dentro de casa. E agora tenho q aceitar isso do filho dos outros? Quando ameaço colocar ele na rua ele e o pai ficam quetinhos pq várias vezes o pai protege escondendo as merdas q o filho faz. Mas depois de uns dias o garoto volta a fazer tudo de novo ele nao lava nem o copo dele e quando eu saio pra trabalhar ele se joga na minha cama e fica como se ele fosse o dono da casa. Quando pedimos pra ele fazer um favor ele reclama e nao faz. Ele acha q tudo é minha obrigaçao ele se esquece q nao sou a mãe dele. Ninguem da.familia gosta dele nem a propria mãe gosta. Gente eu preciso mt de ajuda. Meu casamento ta indo pro ralo, fora meu estresse no dia dia nao tenho vontade de voltar pra minha própria casa.

  28. Lilian Cristina comentou:

    Gente, eu não consigo entender como vcs dão poder a essas crianças e adolescentes!
    Eu não consigo entender pq vcs aceitam negociar alguma colaboração, pedem contribuição nas atividades domésticas como um favor que eles poderiam fazer
    Pelo amor de Deus, vcs estão criando tiranos, a casa é de vcs, são vcs que sustentam esses folgados, são vcs que dão roupas, calçados, comida, a conta da TV que eles assistem, a luz, água, internet que eles usam são vcs que ralam pra pagar e pq vcs não mandam na porra da casa de vcs??? Pq vcs aceitam os desaforos dessas crianças mal caráter??? Juro que não entendo!!
    Eu falo com propriedade, falo como quem conhece essa situação de perto.
    Sou casada com meu marido há 7 anos (meu segundo casamento), vim pra essa relação com duas filhas gêmeas que tinham 4 anos e hoje tem 11. Meu marido tem uma filha de 13 anos que tinha 6 qdo nos casamos, mas sempre morou com a mãe dela e vinha todos os finais de semana pra nossa casa. No inicio já identifiquei como ela era mimada, meu marido fazia suas vontades e tal, quando íamos ao mercado ela queria tudo e ele era permissivo, mas eu não concordava então, no mercado mesmo abaixei e falei com ela, perto do meu marido “amor, vc não pode levar tudo que quer, escolha o que vc mais quer e vamos levar só uma coisa especial do seu gosto” levantei e falei com meu marido “amor, não temos dinheiro pra fazer todas as vontades dela, isso será prejudicial a ela futuro” meu marido não achou ruim, ele concordou pq é racional e entendeu o que o eu falei. Bom, o tempo foi passando, fomos modulando e estreitando o relacionamento entre nós todos, minhas filhas foi pegando amor ao meu esposo, sempre fui uma mãe de muito diálogo mas firme com as regras. Elas começaram a entrar na pré adolescência e começaram a querer criar “asinhas”, retrucar, responder qdo meu marido falava…. Entrei com elas no quarto pra um diálogo e perguntei, “quem banca essa casa? quem cuida de vcs? quem provê tudo, tudo que vcs precisam? etc…” resposta… “O pai!” Pois é, se é ele que faz tudo, cuida, cria, educa e supre as necessidades, ELE É A AUTORIDADE, NÓS SOMOS AUTORIDADE NESSA CASA! Vcs concordando com as regras ou não, têm que obedecê-las caladas! quando forem donas da vida de vcs aí sim as regras serão suas, mas até lá, as regras são nossas!!
    Pronto! Problema resolvido. Entenderam a situação, não temos problemas sérios com isso. elas amam, respeitam tem uma consideração admirável por meu marido que elas chamam de pai.
    Há alguns meses atrás a mãe da filha do meu marido nos ligou dizendo que não aguentava mais a filha, que só dava trabalho, etc… Claro que eu aceitei ela vir morar com a gente, dei maior força pro meu marido.
    A trouxemos e fizemos uma reunião em casa pra deixar as regras bem claras, deixei claro a ela quais seriam as obrigações dela em casa, expliquei que todos contribuíam em casa nas atividade e tal, deixamos claro que nós dávamos as ordens em casa… sempre fazemos passeios, viagens pra clube aquático, etc, temos lazer, vamos á igreja, somos divertidos, amamos juntar na cama pra assistir netflix, sempre fui atenta pras necessidades dela, qto a roupa, calçado, higiene, escola, essas coisas básicas, ela por sua vez, muito porca, relaxada, só tira notas ruins, gosta do jeito de maloqueira, e nunca gostou de morar com a gente, sempre fomos firmes qto a nossa postura, nunca aceitamos negociar ou ceder aos caprichos dela, resultado… a mãe resolveu levar ela novamente pra morar com ela, ela não morou com a gente nem um ano, nunca fizemos qualquer tipo de maldade com ela, pelo contrário, mas ela queria viver mandando em si mesma como estava acostumada e sem fazer nada em casa, qdo viu que não teria possibilidade disso acontecer em casa implorou a mãe pra levá-la de volta e assim foi feito!!
    Volto a dizer quem precisa se impor e dar as cartas são os pais, e teremos dos nossos filho amor, carinho, gratidão e muito respeito. Qdo chego do trabalho em casa, minha cozinha está limpa, as camas arrumadas e a casa varrida, aí faço um bolinho, passo um café, sentamos a mesa, ou vamos assistir a um bom filme, depois fazer tarefa. Faço o mais pesado em casa mas elas contribuem com as tarefas com alegria, quem me vê falando pensa que é mentira, mas é uma realidade. Devemos pedir a Deus sabedoria pra criar nossos filhos e colheremos os doces frutos futuramente!!

  29. Eliana de freitas comentou:

    Podem me add no grupo 51 998749909…estou passando por um problema parecido e trocar ideias sempre é bom

  30. Vivian comentou:

    Boa Tarde pessoal! Ao ver os relatos aqui descritos vejo que todos são bem semelhantes, assim como minha situação, estou casada há 2 anos e meu esposo era viúvo com dois filhos, agora com 7 e 12 anos, e da mesma maneira é uma convivência bem difícil, mas com tudo estou cconseguindo manter a ordem em casa.
    Claro que já enfrentei embates com os meninos , mas principalmente com o mais velho que ja até ameaçou chamar a polícia pra mim por eu ser linha dura e exigente com eles, na ocasião saí de casa por 10 dias e sé depois de muitas conversas com opai deles é que resolvi voltar. Meu esposo é uma benção, super atencioso comigo, carinhoso e trabalhador, me dá toda autoridade em casa e o que falo é lei, faz com que os meninos me respeitem, mas percebo que o mais velho domina um pouco ele sem ele mesmo perceber.
    Tento faze-lo ver como o menino manipula a situação á favor dele(o enteado mais velho) mas quase sempre sem sucesso, ainda estou na relação por amar meu esposo e saber que isso um dia vai passar, não vai ser assim pra sempre, logo eles crescem e vão viver a vida deles, mas até lá tenho que ser forte e resistente, não abaixo a guarda de jeito nenhum.
    Ao meu ponto de vista, nós que estamos no papel de madrasta devemos deixar bem claro qual o lugar dos filhos na casa e dos pais, uma hieraquia e isso tem que ficar bem claro, mesmo com os mais novos, pois entendem sim. Eu vivo falando com o mais velho que enquanto ele estiver sobre nosso teto e dependendo de mim e do pai dele tem que obedecer as regras da casa, e ele tem obedecido, lava as vasilhas do almoço, arruma a cama quando acorda, recolhe o lixo da casa e o mais novo segue o exemplo, então quando as regras ficam bem claras não tem como querer “sair da linha”.

  31. Lucas gomes comentou:

    quero que me add Ao grupo. 62992965890

  32. ronyldo comentou:

    separaçao enquanto e tempo nao tem soluçao antes que voçe sofra

  33. Juliana comentou:

    Boa noite.
    gente… por favor.. me add no grupo…
    Todas as histórias, eu as li… me indetifiquei com todas… que vida.. aff
    35 991127444

  34. Fabiana comentou:

    Bom o meu problema é que quando eu conheci o meu marido e ele já tinha um filho de 5 anos e eu também já tinha 2 filhos 1 de 10 anos e o outro de 3 anos mais até então os filhos nossos não moravam com agente, e até aí tudo bem, mais quando resolvemos morar juntos o meu filho de 10 anos veio morar com a gente e o filho dele e o meu mais novo vinham aos finais de semana o filho dele com 5anos e o meu com 4anos, mais o filho dele é um menino sonso,sinico,mentiroso ele na frente do pai dele ele faz as coisas,me respeita,obedece,Mais quando o pai dele sai ele coloca som auto,fica pulando no quarto que é no segundo andar,não quer fazer nada,com a tudo que tem no armário e na geladeira,faz o meu filho mais novo de pombo correio só para vim falar comigo,e quando escangalha e quebra ele coloca a culpa no meu filho e o meu filho assumia a culpa por ele, E eu acabava batendo nele,E com tudo isso quando o pai dele chegava eu falava com ele o que ele fazia,mais quando ele chamava o filho para saber o que estava acontecendo,ele já vinha chorando para o pai não brigar e nem bater, e ficava por isso mesmo, e aí continua do mesmo jeito ele já está com 16 anos e continua fazendo as mesmas coisas e eu já não sei mais o que fazer,só penso em me separar porque já não estou mais aguentando essa situação que já tem 10 anos com isso.por isso estou aqui desabafando pois não tenho ninguém que posso desabafar,aguardo uma palavra de conforto…Obrigada

    1. ACL comentou:

      Jesus amado,estou me vendo como você daqui 10 anos,o meu enteado é um sinico e dissimulado pois a mãe é uma psicopata,e ele está indo para o mesmo caminho,eu sinceramente tenho pensado em separar ou morar em casas separadas,pq meu marido não abre a boca e deixa fazer o que quer e me irrita ainda mais,pois a culpada por não se esforçar com paciência sou eu,me poupe né.
      Boa sorte viu,a gente acha que vai dar certo mas infelizmente assumir filho dos outros é um verdadeiro inferno sem volta.

  35. Rosivaldo comentou:

    Bom Dia!!!
    Gente li atentamente alguns relatos e me vejo na mesma situação,minha mulher tem dois filhos uma moça de 21 anos e um garoto de 10 anos, cada um de um relacionamento diferente,quando lhe conheci sua filha de 21 anos morava com o pai e so o menino morava com ela,depois de um tempo de namoro virtual, já que ela morava em outro estado decidimos por morar juntos, e ai começou os problemas, pois o filho dela não gostou de mim e além disso o pai do garoto liga para ele é coloca ele ainda mais contra mim, e o pior nem pensão o maldito paga ao filho. Como tbm tenho dois filhos adolescentes de outro relacionamento, quando meus filhos vieram me visitar, o filho da minha esposa pra me provocar brigou com meus filhos e pegou até faca para tentar ferir meus filhos, e com isso meus filhos não voltaram mais em minha casa por medo. Devido essa situação minha esposa e eu decidimos da um tempo no relacionamento, e passado um tempo ela acabou levando o filho e entregando ao pai, e assim reatamos o casamento, porem depois de seis meses que o menino foi embora o pai está devolvendo pois o garoto também já fez um estrago na vida do pai, e mulher do pai ja mandou ele escolher ou ela ou o garoto, e está devolvendo o garoto, i o pior o garoto já falou que vai voltar mas não aceita eu dentro de casa. Eu não suporto o garoto e nem ele me suporta, a mãe e muito bacana, mas já falei a ela que assim que o garoto chegar estou indo embora, será que estou fazendo o certo?

    1. Roberto comentou:

      Meu amigo…..siga sua vida e seja feliz. Sai fora o quanto antes ou viverá nesse inferno até quando ? Filho dos outros ninguém merece. Sofro diariamente com isso. Infelizmente empurro meu relacionamento a 5 anos por causa do meu filho. Tenho um enteado hoje com 12 anos que me incomoda e muito. O padrão de todos aqui: folgado, não ajuda em nada, não lava uma louça, nao arruma uma cama, tudo que eu compro no supermercado ele devora, coisas que eu compro para o meu filho comer também ele acaba com tudo. Mas infelizmente não sou homem suficiente de hoje pegar minhas coisas e ir embora, mas sei que esse dia vai chegar porque o pior está por vir, hoje ele está com 12, quando estiver com 15, 16…..vai só piorar. Nunca seremos o pai dele, porém ele tem que respeitar você. Boa sorte para todos nós.

      1. Camila comentou:

        Gente..
        Passo pela mesma situação que todos aqui, e queria uma luz..
        Minha situação é um pouco diferente.. moro em uma cidade e minhas filhas em outra.. 50km de distância.. elas têm 7 e 16 anos e moram com o pai..
        Desde que me casei novamente, a 3 anos e meio, me mudei em virtude do meu trabalho, pois tinha hora pra chegar, mas não pra sair, chegava em casa as 20/21hs pra estar de pé no outro dia as 5:30, e tinha todas as coisas por fazer além de dar atenção para minhas filhas… isso foi me cansando e quando conheci meu atual marido me mudei em virtude do trabalho, pra mim foi melhor mas não teria mais contato diário com as minhas filhas..
        Meu marido tem um casal, um menino de 19 e uma menina de 14.. que até então moravam com a mãe.. qdo completou 18 anos o menino simulou uma briga com a mãe pra vir morar conosco e agora meu marido quer pedir a guarda comprtilhada da guria..
        A mulher inferniza, não trabalha, quer 5 mil de pensão.. meu marido já foi preso por causa da pensão logo no início de nosso relacionamento e os filhos não estavam nem aí pra ele..
        O guri veio morar com a gente contra a minha vontade é isso me fez mal me tirou a privacidade.. além de que é um encostado, ainda está no colégio, não trabalha, e o melhor amigo da mãe com quem tinha brigado, come feito um animal e não faz nada dentro de casa..
        Agora meu marido quer trazer a guria, falei que não concordava, mas ele disse q ela tá precisando e não quer dar dinheiro pra ex..
        Fico chateada pois não tenho o contato diário com as minhas filhas e tenho que aturar os filhos dele..
        vejo minhas filhas nos finais de semana.. a mais velha nunca me incomodou e está nas fases de festas, então vejo de vez em qdo, mas me faço presente sempre q posso, seja por telefone, Whats, ajudando, a minha mais nova esta com a cabeça virada por causa do pai e não consigo nem ver ela, pois ele sempre inventa algo..
        Como trabalho, não tenho continue na cidade q elas moram ver assistência judiciária gratuita.. tentei por duas vezes mas só perdi o dia.. tenho um emprego bom, que posso suprir as coisas pra ela.. mas não posso ficar faltando..
        Fico bemmm dividida entre meu trabalho, filhas e meu marido.. ele é bom pra mim.. mas tem essa questão dos filhos dele q me incomoda muito, já falei, briguei, questionei, mas ele acha que sempre está com a razão é que fazer tudo pros filhos e a melhor saída..
        O que eu faço??

  36. Eu comentou:

    Me add ai no grupo 021 975207613.

  37. Vanessa comentou:

    Olá amigos! Estou começando agora a ter esse tipo de problema! Ai Deus me ajude! Se puderem me adcionar no Waths 011.998163816

  38. cleia comentou:

    Me adiciona no zap 31987086876

    1. Glauce comentou:

      Gostaria de participar do grupo do com os mesmos problemas 44-99872-6023

  39. Maria comentou:

    Nossa, parece a minha história. Tô a ponto de me separar , mesmo sendo casada a 14 anos e três filhos pequenos. Minha vida tornou se um caus depois de enteado de 15 vir morar na minha casa e ainda meu marido cogita que a outra filha de 18 anos venha também. Apesar de saber que ele tinha filhos quando casei não imaginei que minha vida ficaria tão desgasta por causa deles. Concernente não vejo outra saída a não ser o divórcio, pois sei que é obrigação dele cuidar dos filhos , mas só deles é não minha

  40. Fabio comentou:

    Boa tarde pessoal,…..só para desabafar um pouco em pleno domingo……Meu Deus até quando aguentar …..até quando…..??? Até quando aguentar tudo isso ?até virar uma doença de tanta infelicidade . E o pior eu não ser homem suficiente de me separar por causa do meu filho hoje de 4 anos. Me sinto angustiado agora, vontade de me trancar no quarto e chorar.

  41. fernanda comentou:

    tb sofro com enteando de 6 anos e um marido idiota que só sabe bater de frente comigo por causa do principe …affs
    zap 31-988773790

  42. ACL comentou:

    Querem um conselho,eu já aguentei desaforos demais,se estiverem namorando não casem e se casarem não morem juntos,os filhos montam na cabeça do pai e no meu caso eu sou a bruxa,então não dá para competir,antes só que mal acompanhada e passando nervo,limpando sujeira e desorganização de folgados e que não se tocam e não fazem nada para colaborar,mesmo tendo uma faxineira não se tocam.
    Ainda escuto desaforos como se eu fosse culpada da falta de educação e todos os problemas que a mãe causou neles.Caia fora e vá viver a vida sem problemas,porque agregar é quadruplicar os problemas e além de tudo nunca mais terá paz na sua vida,vai trabalhar feito escrava e aguentar desaforos diários.Não caia na besteira,caia fora ,vai por mim,criar filho dos outros que já vem com problemas é um verdadeiro inferno,não existe casamento quando juntar tudo.

  43. Fabio comentou:

    Boa noite pessoal, poderia ter um blog também com o titulo ” Pessoas problemáticos podem causar a separação do casal”, além de ter que aguentar o enteado tenho que aguentar a esposa problemática também. Estou ficando louco porque as vezes fico pensando que o problema está comigo e não com eles. Me pego diversas vezes achando que eu sou o errado de tudo. Ai eu paro ,respiro e segui.

  44. E comentou:

    Estou no mesmo barco. casada ha 1 ano… tenho 1 filho de 12 anos e ele 5. 4 meninas e 1 menino. O menino é bebe não tenho contato. das meninas a caçula de 10 esta acabando com meu casamento. Ela vem a cada 15 dias. quando vem eu me dopo de remédios para dormir e não ter que ficar perto. Não sei mais o que fazer. Meu marido é doente por ela. Ele ja abriu mão das outras filhas por ela. Ele é ruim, judia das irmãs, de mim… quer o pai só para ela… Tô cansada. Amo meu marido mas desisti de lutar.

  45. Kathlen comentou:

    Me add no grupo de WhatsApp 47997572824

  46. Ka Cervatto comentou:

    Boa tarde. Gostaria muito de contar a minha história, mas é só mais uma. Uma triste história que está acabando com a minha saúde mental. Eu estou a ponto de enlouquecer com a enteada de 15 anos. Gostaria de poder desabafar no grupo. 11942167905

  47. Shara comentou:

    Me adc no grupo também estou passando ppor isso 43- 999261251

  48. Fabio comentou:

    Será que Jesus me ouviu…..Hoje meu enteado de 13 anos pela primeira vez comentou com a mae dele que iria morar com o Pai. Que essa vontade seja verdade e se concretize pelo amor de Deus. Não vivo feliz, cada dia que passa é um peso tão grande. Como falaram acima, acaba com nossa saúde mental e física e claro com o nosso relacionamento.

  49. Jaque comentou:

    Por favor , me adicionem no grupo (61)99116-4003

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *