Início » Comportamento » Enteados problemáticos podem causar a separação do casal?

Enteados problemáticos podem causar a separação do casal?

Esse é o receio de uma leitora que espera ansiosa por sua opinião a respeito disso. Esta não é a primeira vez que o assunto é abordado no Trololó de Mulher, e até hoje um dos dois posts que já trataram do assunto está entre os cinco mais comentados do blog. E olhe que o Trololó de Mulher tem muitos posts!

 

Veja também:

Casamento: os conselhos mais inteligentes. Já leu?

Você vive a solidão a dois? Saiba como sair dela.

 

O assunto dá mesmo muito o que falar porque a presença dos enteados é algo cada vez mais constante nas famílias modernas. O problema é que nem sempre a experiência é positiva, assim como aconteceu com a leitora anônima que precisa de ajuda, e nessas horas nem sempre a mulher sabe como lidar com a situação e salvar o casamento…

Veja também:

Casamento duradouro: isto tem algum segredo?

Como encontrar a pessoa certa para um relacionamento?

As duas situações já tratadas por aqui são diferentes da que você verá neste post. Na primeira, a leitora era casada e recebia a visita do enteado somente nas férias. No segundo caso, a leitora ainda iria casar e estava na dúvida se deveria fazê-lo sabendo da existência do enteado.

O que veremos a seguir é a história de uma mulher que já convive com os enteados e eles fazem parte de sua rotina, todavia o caos parece estar se estabelecendo a tal ponto, que a separação de casas do casal é algo que já foi cogitado

Veja também:

Há vida após o casamento?

3 verdades duvidosas que minam a sua vida. Fuja disso já!

será que dá para isso tudo? Não há outra saída? Avalie a situação:

 

Tenho 25 anos e há quase 5 meses estou morando com meu marido de 42 anos e seu filho, um menino de 19 anos. Ele também tem uma menina de 14. Meu marido, na época em que namorávamos, se separou da esposa (que não é a mãe dos filhos dele) para ficar comigo. A ex dele é mãe de uma menina de 10 anos e de um filho pequeno que teve com ele. Todos moravam juntos. Ela era dona de casa e fazia tudo para eles.

Eu era solteira, morava sozinha e nunca tive filhos, tampouco sei lidar com crianças. Também sou independente, tenho meu trabalho que exige que eu passe a semana inteira fora de casa (sou bióloga e trabalho no meio do mato), encontrando com minha atual família só nos finais de semana.

Meu marido faz tudo por mim, nos damos bem, ou até o momento estamos tentando que isso continue acontecendo. Ele também trabalha, é funcionário público, porém, como está endividado, o salário que ganha mal dá para ele pagar a pensão para o filho pequeno que teve com a ex. Todas as despesas da casa no momento são pagas por mim. Como ele está de férias e tem mais tempo para cuidar da casa e dos filhos, tem lutado bravamente para mudar o quadro em que estamos e também para conseguir outros trabalhos para me ajudar com as despesas. Mas isso não me importa tanto, o fato de eu pagar tudo…

Quando comecei a morar com meu marido e o menino, evitava de falar das coisas que me chateavam para ele e para o pai, porque queria que o menino tivesse uma boa relação comigo.  Por morar 5 anos sozinha aprendi a ser muito cuidadosa com minhas coisas e também a manter minha casa limpa e arrumada que é como eu gostaria de encontrá-la sempre. Porém, isso não tem acontecido. Todas as sextas-feiras quando chego em casa, percebo que há coisas fora do lugar, coisas quebradas, casa suja e o banheiro é a pior parte. Imaginem dois homens morando numa casa sozinhos durante toda a semana?! O sanitário fica todo respingado e fede demais!

Meu marido faz o que pode para que quando eu chegue, a casa esteja do jeito que eu gosto. Contudo, o filho dele não colabora com nada. Ele acorda tarde, suja as coisas e não lava, tira as coisas do lugar e não devolve, varre a casa só para fazer de conta, e o pior é o que mais tenho raiva: ele faz xixi e não puxa descarga nem tampouco abaixa a tampa do vaso. Resultado? O banheiro fica insuportável.

Um outro detalhe crucial: o menino come muitoooooooo! Quando fazemos compras, eu e meu marido compramos para o mês todo. Por isso, compro queijo e presunto para pelo menos duas semanas. Mas acontece que se tem isso na geladeira o menino não come outra coisa que não seja isso. Resultado? Quando chego em casa mais da metade das coisas que eu gostaria de comer quando chegasse já não existem mais, inclusive o queijo e o presunto. Ele come tudo!

O filho dele também não trabalha e se formou no ensino médio no ano passado. Apesar da idade que possui (19 anos) tem a cabeça de um adolescente de 13 anos. Com a menina ainda tenho pouco contato, pois ela ainda não mora com a gente, mas não demorará muito até que isso aconteça. Assim como o menino, ela também não tem iniciativa alguma em colaborar com as tarefas de casa nem se alimentar direito.

 

Diante de tantas coisas me senti na obrigação de chamar meu marido para conversar seriamente. Ele entendeu tudo muito bem e ficou muito envergonhado e chateado com o fato dos filhos serem tão relapsos com as coisas de casa. Já conversou com eles trocentas vezes, contudo, parece que não surte efeito. No desespero, resolvi tentar uma conversa e também tive a mesma decepção com eles: eu falei por quase meia hora e me senti como se estivesse falando com as paredes, pois os dois não falaram absolutamente nada e nem sequer olharam pra mim.

Para não parecer tão dura e exigente eu lhes propus um acordo: toda vez que eles se esforçassem para comer as coisas que ignoram, teriam uma recompensa… mesmo assim não surtiu efeito. Diante de tantos fatos, eu começo a sentir uma certa rejeição por eles dois, sobretudo pelo menino que é com quem mais tenho problemas e me sinto desesperada sem saber o que fazer.

Os dois não gostam da mãe, pois parece que a mesma os deixou de lado quando se separou do pai deles. Eles são loucos pelo pai e ele por eles, e eu por ele…e agora?

Meu marido nunca me coloca em segundo lugar. Ele parece tentar equilibrar o amor que sente por mim e pelos filhos, contudo, apesar de sentir que ele me ama demais eu sei que sairia em desvantagem se pedisse para ele escolher entre eles ou eu. Jamais faria isso, justamente por saber que eu o perderia.

Já pensei em contratar uma pessoa para arrumar a casa, mas ainda acho que não resolverá o problema. Como fazer para que esses meninos sejam menos relapsos com suas vidas e consequentemente com a casa? Como fazer com que eles tenham mais zêlo pelas coisas e ajudem nas tarefas? Como fazer com que eles comam menos besteira e comam mais verduras e legumes? Eu não tenho a menor ideia sobre o que fazer e por isso o meu desespero!

Isto está afetando meu relacionamento com meu marido e está me consumindo energia bastante para me deixar triste. No desespero meu marido já até cogitou a hipótese de morarmos em casas separadas e continuarmos juntos sempre que eu estiver na cidade quando vier para cá. Mas para mim não tem o menor sentido, uma vez que montei a casa para todos nós e não só para mim. E outra: quando tivermos a nossa casa própria, não vamos morar juntos? Então isso só adiaria o problema para mais tarde.

Peço desesperadamente que me ajudem com algum conselho, dica, sei lá…. eu preciso muito resolver isto da melhor forma possível e isto não inclui me separar do meu marido que amo tanto! Tenho tentado ser menos exigente, contudo quem sofre sou eu, pois acabo usando minha folga para limpar a casa enquanto que os filhos dele ficam só de boa sem fazer nada…me ajudem!!!!”


Imagem: stock.xchng

Veja também:

Você é daquelas que acreditam nunca acertar em suas relações amorosas?

 

E agora a pergunta que não quer calar: você já vivenciou algo parecido ou conhece alguém que já passou por essa experiência? O que você faria numa situação dessa?

ASSINE

LOJA TROLOLO DE MULHER[2]

779 comentários sobre “Enteados problemáticos podem causar a separação do casal?”

  1. Taty comentou:

    Oi bom dia passo pelo mesmo problema com meu enteado de 15 Anos quando fui morar com meu marido ele morava com a mãe no mês seguinte ele veio morar com o pai o menino e porco bagunceiro mentiroso preguiçoso não que saber de nada só de Rua e baladinha não obedece o pai sai e volta no outro dia sem da nem satisfação e o pai não fala nada trata como bebê a escola do lado de casa 5 minutos está lá o pai leva e busca ele dia sim dia não por que é preguiçosa agora para bater perna o dia todo não tem preguiça não da descarga no banheiro come e suja a casa o dia todo não estende nem a cama que dorme o pai chega cançado aí começa a petição pai faz bolacha faz leite com todo o pai vai correndo moleque só apronta faz o pai de bobo falo o pai faz e briga comigo por causa dele estou casada a 1 Ano mais não aguento mais já ameacei de ir embora mais não consegui tenho 2 filho um de 10 do primeiro casamento e um de 7 meses o pior de tudo que meu marido não corrige ele ele só apronta tá bebendo até com droga lança perfume foi encontrado na escola e meu marido nada fala parece que está cego ele veio dos costume da mãe porco e nada faz falamos o Ano todo e ele sempre faz a mesma coisa já pensei por várias vezes larga tudo e ir embora com meus filhos e deixa meu marido se ferra com ele já que defende tanto um dia ele vai acorda o filho mente pra ele faz ele de besta ele sem maldade nem uma agradar e não tem boca pra falar nada trata como criança ele é o empregadinho do filho não sei até quando vou aguentar essa situação me ajudem por favor

  2. Maria Ana comentou:

    Olá Boa tarde! Pessoal eu tbm passo pela mesma coisa , Sou casada à quase 5 meses com um Cara um pouco mais velho que Eu,ele é meu primo, um primo que eu nao conhecia pois morava longe, Quando conhecir ele, ele ja tava separado… Ele tem uma filha de 15 anos Muito rebelde, só liga pra ele pra pedir dinheiro, nao da uma mensagem de bom dia nem de boa noite mas quando precisa de dinheiro corre pra ele…Ela nao gosta de mim.. Nao sei pq, porque eu nunca disse nada com ela. A mae dela tbm me odeia, Deve ser pq ainda gosta do Meu marido. Mas oque nao suporto é a filha dele e a mae dela que fazem de tudo pra separar a gente..eu ja nao aguento mais, Lembrando que Eu morava no piaui com meus pais e meus irmaos, tinha meu trabalho e pretendia comerçar faculdde e parei tudo pra esta aqui. E agora me aparece essa…ele faz tudo pela filha as vezes até discutimos por causa dela. Ele pareçe gostar muito de mim Mas Gosta mais dela e por ela esta jogando nosso casamento pro lixo. Talvez o melhor seja a Separaçao pois ja nao aguento eo pior de tudo é que ela me Xinga pra ele e ele nao fala nada..Acho que a soluçao é Voltar pra casa dos meus Pais.

    1. Kelly comentou:

      Eu tbm passo pelo mesmo problema,tenho uma enteada de 17 anos que não quer nada da vida e faz meu marido de empregado dela.Ela toma bomba na escola todo ano,vive em baladas ,pede dinheiro pro pai dizendo que vai fazer curso e gasta com bebidas e baladas.Agora eu que trabalho e estudo,meu marido não compra um caderno pra mim,mas a filha ganha 3 celulares por ano e não lhe obedece ,mente e apronta até.tô pensando seriamente em separação.

    2. Tatyana comentou:

      Passo pela mesma situação que vc meu marido tem 4 filho 3 deles ainda temos um bom relacionamento mais com a de 17 anos ela sempre me chinga pra ele me dismoraliza não aguento mais e agora ela quer vir passar fim de semana com pai mais já tive pra ele que não estou mais disposta a conviver pois tomei uma intipatia muito grande por ela

  3. Gabriela comentou:

    Também passo por problemas com enteado, creio que o maior problema nem seja a criança que tem quase 4 anos, mas meu esposo que sempre me trata mal quando a criança vai pra nossa casa de 15 em 15 dias, o menino não aceita falar cmg, não deixa eu ficar muito tempo perto do meu marido, e meu esposo briga cmg por qlqr besteira,até mesmo se peço pra ele pedir o menino pra guardar os brinquedos, meu esposo me ataca,passa mais de 4 horas brigando cmg por uma besteira dessa, sem falar que menti pra mim por causa do filho, vai encontrá-lo a escondidas, me inferniza demais por causa do filho,quando chega o fds da criança eu fico me sentindo uma pressa acorda dentro de casa, com medo de falar qlqr coisa é ser agredida verbalmente, e isso vem acabando cmg, penso na separação pq não vejo como um casamento pode dar certo assim, ele idolatra demais esse filho.

    1. Laura comentou:

      Oii. Eu sou casada a 2 anos,meu marido tem um filho de 7 que mora com nós ,na época que vim mora junto eu não dava bola pro menino ,e rezava que a mãe dele pegasse..só que cada vez que a mãe dele aparecia ,uma vez no mês e olha lá,meu marido ficava triste de fica longe do filho.so que ela ,a mãe do menino,ficava dois dias e já devolvia ..então comecei perceber que o menino era carente..resolvi que daria macimo para ajudá-lo com o menino,só que meu marido não dava valor. Passou um tempo ,comecei a ter ciúmes do menino,pois menino sempre em primeiro lugar,e menino muito mimado,tudo pede chorando fazendo manhã,não corre uma lágrima,e meu marido tudo que o menino pede,sai correndo fazer!!!eu larguei de mão o menino,não me importei mais,só que nos vivemos brigando ,pq o menino é muito mimado,e teimoso,não obedece,e brigamos o tempo todo pq sempre o menino tá certo e eu errada. Ele cria o menino como um nenê de um aninho, o menino não tem problema mental ,tem que trata conforme a idade dele . O menino já conhece ele ,e já domina ele,vive dando brinquedo pro menino,não tem mais onde por,acho que ele quer compensar a falta da mãe ,”mãe” baita mãe ne!!! Em fim,a convivência e muito difícil ,pq o menino me teima sempre daí reclamo pro meu marido ,meu marido acaba sempre apoiando ,pq não enxerga o filho que tem,infelizmente ele é só uma criança mas uma criança que entende e sabe que tá fazendo errado.Me atira a língua ,faz careta ,quando reclamo meu marido diz que tenho que ter paciência pq isso tudo é pra chama atenção … Eu não penso assim,penso que ele é um mau educado,que vai acaba batendo no meu marido mais além,pq ele já domina meu marido,e quando eu e meu marido brigamos ele faz uma cara de feliz… E depois que passa a turbulência ele vem e diz ti amo laura ,acho muito sinico já que tem só 7 anos ,e daí é cada vez mais difícil a convivência ..não sei mais o que fazer,amo meu marido e não quero me separa,só que é difícil viver com uma criança terrivel.. eu até gosto do menino ,mas ele atrapalha muito minha relação ,eu não tenho privacidade pra nada,pq o menino tá sempre aqui com nos ,e daí fica difícil ,eu não sei mais o que fazer,as veses tenho vontade de sumir ,só que daí lbro que amo meu marido ,o unico problema é que meu enteado e terrível e eu tô ficando loka

  4. Jaqueline sena comentou:

    Meninas pulem fora enqto é tempo. No namoro ja imponha limites e deixem claro q vc nao é mae de filhos dos outros nao. E estabeleca regra qto a dinheiro pois ex mulher e filhos tentam levar muito mais do q a pensao. E se casar com divorciado com filhos e sem pulso p situacao é ter q sustenta lo e ainda ajudar nas despesas dos piralhos

  5. Lidiane alburqueque comentou:

    É uma canoa furada. Um problemao. Namorei um divorciado com 2 filhos e minha vida era um terror terrivel. O traste era um irresponsavel fez filho sem planejamento e o q ganhava mal dava p pensao. A escola ele ficava devendo meses e qdo juntava uns 4 ficava q nem louco p pagar pedia emprestado p todo mundo ate p mim o desgracado pediu. Nunca podiamos viajar p locais legais pois nao sobrava grana parecia q eu namorava um fudido desenpregado pois pai divorciado desequilibrado financeiramente e com ex mulher fudida é pior q namorar desempregado ou estudante sem renda. Dei um basta na situacao e hoje namoro um medico do meu trabalho solteiro e temos um namoro normal e hj tenho felicidade

  6. Julia Lima comentou:

    Passo por algo parecido. A diferença é que meu enteado não mora conosco, mas vive aqui em casa.
    Estou noiva já faz uns 8 meses. E tenho um enteado de 9 anos e uma enteada de 14. A menina é tranquila, limpinha, educada, um amor de pessoa. Já o menino, é um grosso, mal educado, preguiçoso e muitooo mimado. Meu noivo trata ele como uma criança de 5 anos, o menino não sabe comer de garfo e faca, não pode falar nada para ele que ele vem com 5 pedras na mão, deixa as coisas tudo fora do lugar, e não da espaço. Eles moram com a mãe, a menina vem só nos finais de semana e durante a semana fica com a mãe, já o garoto vem na sexta e volta só na quarta(Se não estiver de férias). Ele demanda muita atenção do pai dele, eu e meu noivo não temos tempo para nós. E meu noivo mima ele demais, não da limite o menino é viciado em vídeo game, joga o dia todo. Eu tentei conversar com ele, mas não adianta. O pior é que estou pegando birra do menino, isso é péssimo, mas não sei o que faço. O pai dele não sabe dividir as coisas e estou vendo essa situação acabar com nosso relacionamento. Não sei o que faço. Não tenho filhos, sou nova e é meu primeiro casamento. Estou muito chateada com essa situação. Principalmente porque o menino é muito grosso, e eu não suporto gente ignorante.

  7. Ester comentou:

    Toda Madrasta (o) passa pelo mesmo problema, pais ou mães problemáticos ou traumatizados com a separação… Que descontam em um terceiro e quem sofre e tem que aguentar o drama é a (o) infeliz da madrasta (o) só quem já passou por isso sabe o que é o sentimento de ser mal tratado e suportar tudo calado para não ser o ruim da história!!!

  8. Cesar Lima comentou:

    Sou casado com uma funcionária pública com a qual tenho 3 filhos menores de idade e dois enteados maiores de idade. Um dos enteados, 25 anos, nao trabalha, sel higiene pessoal adequada, maconheiro contumaz, quarto fedido de fumaça e suor de quem passa o dia assistindo videos podres no Youtube e transitando entre o quarto, cozinha e banheiro. Quase 110 quilos, lutador de jiu-jitsu. Já riscou minha moto, quebrou minha bicicleta de coleçao propositalmente, cuspiu na minha comida sem eu perceber. Come muito, intima os mais novos quando nao estou presente e quando estou presente se tranca no quarto e sai esporadicamente, mas batendo portas e falando sozinho, ou praguejando. Toma banhos de 30 minutos. Hoje disse para a minha esposa que ele deveria trabalhar ou ir morar com o pai dele, um boa vida motoqueiro que chutou a esposa por uma mais nova.

    1. Cesar Lima comentou:

      Seguindo…
      A conversa esquentou ela disse que eu devo sair de casa, eu disse que nao tenho problemas em viver no mundo, mas que nao tenho coragem de deixar meus filhos sozinhos com aquele drogado infeliz. Nesse momento, jogou café quente na minha cara, agarrou minha camisa e a puxou até a rasgar.
      A situação atual é a seguinte, minha esposa está dizendo para os menores de idade, meus filhos de sangue, que vai todos morar no Jaguaré, pois é onde o chefe dela tem um imóvel vago. Já o enteado problemático não foi informado sobre a supostamudança.

      1. Cesar Lima comentou:

        … que VÃO todos morar no Jaguaré…

        1. Cesar Lima comentou:

          Enfim, percebo que relação entre os dois é de eles contra mim, e que estou virando o vilão da história por ter que tratar o assunto cada vez de maneira incisiva. Não sou gay, nem nunca trai minha esposa, mas agora ela começou a me chamar de viado na frente dele. No que vai dar isso?

  9. Thiago comentou:

    Então me chamo Thiago tenho 32 anos e a quase 3 estou morando com minha esposa,ela é separada e tem 4 filhas porém as filhas dela são muito mal criadas respondem ela o dia todo chingam de tudo que possa imaginar. Eu não aguente mas ve minha esposa ser maltratada,falo com ela corrigir a filhas mas ela não toma providências quanto isso. Um dia desses eu não me aguentei gritei com a filha dela pra parar de responder a mãe,a filha dela mandou eu me ferrar eu com raiva cheguei bem perto dela apontei o dedo pro rosto dela e falei pra ela me respeitar,a menina começou a chorar e minha espoda ficou com raiva de mim. Depois conversamos ela acha que quem começou abriga fui eu e que pra eu não ligar se ela está sendo maltratado pelas filas dela. Como viver assim ? Me ajudem por favor .

  10. Aparecida comentou:

    Existe realmente esse grupo no ZAP?Se houver me passem o contato por favor.

  11. Roberto comentou:

    Boa a tarde a todos, e aqui estou novamente depois de algum tempo. Momento de desabafo já tenho até vergonha de ficar conversando com meus amigos que devem estar cansados do mesmo assunto,sempre a mesma conversa. Estou cansado hoje, muito cansado de tudo, meu enteado mora comigo, hoje está com 12 anos,o pai dele não pega ela a cada 15 dias, pegava com mais frequência agora estamos morando mais longe ele simplesmente parou de pegar. Passou as férias de escola ele pegou apenas 4 dias ,devolveu e sumiu, carnaval agora também não se manifestou ou seja fica comigo direto. Estou cansado, vejo atitudes dele que me irrita, tenho meu filho de 3 anos e meio e percebo que ele faz uma disputa comigo para chamar atenção do meu pequeno. Não consigo ter uma final de semana em paz, eu, meu filho e minha esposa. 12 anos não lava um prato,nao arruma nada, compro as coisas para comer ele acaba com tudo, fica 2 horas no banho e ainda liga o secador e fica meia hora secando o cabelo, deixa comida no prato, nao sabe cortar um pedaço de pizza, nao sabe cortar um pedaço de carne. Se eu falo alguma coisa minha esposa fala que eu fico pegando no pé dele, que estou de marcação. Tem algo que me incomoda muito que não sei explicar, mas me incomoda muito a presença dele e isso não é bom para ele e para mim e para o convívio da família até porque ele é irmão do meu filho. mas infelizmente não sei explicar o que é que me incomoda. Só peço a Deus que tudo isso seja uma fase e que vai passar e que eu aguente e supere tudo isso, porque como sempre disse aqui em outros comentários que não vejo um futuro no meu relacionamento decorrente de brigas, enteado, despesas, etc,etc,etc. E hoje olhando meu pequeno, não consigo me imaginar longe dele,nao estando ali na hora de dormir,de acordar….muito difícil.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *