Início » Comportamento » “Bloguetiqueta” ou etiqueta na blogosfera: você se importa com isso?

“Bloguetiqueta” ou etiqueta na blogosfera: você se importa com isso?

Dizer que espera o comentário da blogueira cujo blog você comentou pode deixá-la com o sentimento de obrigação de retribuir sua visita e comentário… já pensou nisso? Você se comporta assim ou sente-se incomodada quando fazem exatamente isso no seu blog?

 

Assim como na vida real, na blogosfera há atitudes que geram simpatia nas outras pessoas, ou o contrário. Para que possamos discutir isso de forma saudável e melhorar nossas relações bloguísticas, eu convidei algumas leitoras para esse debate e, claro, conto com sua opinião sobre etiqueta bloguística… ou bloguetiqueta!

Forçando a amizade…

 

Recentemente houve uma ampla, rica e útil discussão aqui no Bicha Fêmea sobre ansiedade bloguistica. Se você acompanhou todo o desenrolar do trololó percebeu que um dos fatores que acaba desencadeando esse sentimento nas blogueiras é o aumento do número de comentários. Na verdade, o problema não está no número deles, mas na dificuldade que algumas encontram para gerenciá-los. Agora, imagine uma blogueira que, além de “rebolar” para dar conta do recado na gestão do blog, ainda é “cobrada” por retorno de visita e comentário!?

A blogueira cobrada é colocada numa situação de pressão, não é verdade? E quem cobra visita e comentário, talvez sem perceber, se põe na condição de alguém que força uma retribuição de atenção. Não é muito melhor quando um blog recebe comentários espontâneos e sinceros? É exatamente isso o que pensa a Danieli Cascaes, editora do blog Nossa Cozinha: “não force as pessoas a colocarem um comentário no seu blog. Dizer que ´espera pelo comentário´ da pessoa é muito chato, pois aí o comentário não fica natural”.

 

Você leu mesmo o post?

 

Toda blogueira gosta de comentários, não é verdade? Claro que é! Você, aí do outro lado, não é diferente, certo? Sobre isso, a Sandra Lima, do blog Criando Asas, explicou bem o sentimento: “eu sempre procuro deixar um comentário por onde passo. Acho terrível ter todo o trabalho para fazer um post, ver que tive vários acessos e poucos deixaram um comentário. Nem que seja pra dizer que não gostou”. Contudo, certamente não há nada pior do que receber comentários do tipo “nada a ver” com o post, o que mostra claramente que a intenção de quem comenta é qualquer coisa diferente de realmente interagir com a blogueira, acrescentar algo, comentar suas impressões, etc.

Quem não lê os posts que comenta a fim de comentar no maior número de blogs no menor tempo possível, e pensa que a blogueira não percebe, se engana. A Ana, do blog Faniquito, esclarece bem a situação: “a pessoa que entra no seu blog e comenta algo que não condiz com o teu post, deixa claro que nem sabe do que se trata. Ela não percebe que deixa a ideia de que visitou por visitar, ou que espera uma visita em troca. Sem contar o caso das que entram com o puro intuito de divulgar o blog delas. Atitudes assim não criam vínculos, não estabelecem amizades. Para isso é necessário uma troca espontânea e sem nenhuma espécie de interesse”.

No final das contas, o que parece complicado pode ser muito mais simples do que se imagina. Tudo se resolve se você for natural e sincera: “acho mais elegante a pessoa ler outros blogs que acha interessante realmente, e comentar quando tiver algo de interessante a dizer”, pondera a Marina, editora do blog Um ano sem compras.

 

Diz-me o que tu blogas, e como blogas, e eu te direi quem és…

 

Os blogs têm tido um papel fundamental na troca de informações e experiências e, em geral, é isso o que muitas pessoas buscam nessas fontes.  Nesse caso, é válido se perguntar sobre o conteúdo do seu blog: ele acrescenta algo para as outras pessoas? Na opinião da Fatima Moral, editora do espaço virtual Personal Buyers – First Class, o que é legal e ela sugere é: “atualizar com temas interessantes, abrir espaço para os seguidores participarem dando sugestões, falando das experiências, etc.,  e responder os e-mails”.

Em contrapartida, abrir um blog para expor sua intimidade, apenas por essa razão, pode causar algum desconforto nos leitores. Afinal, pare e pense: você acha que as pessoas estão disponíveis para apreciarem apenas o que você tem ou comprou, sem que haja qualquer coisa a mais que acrescente algo na vida delas? Na opinião da Danieli Cascaes, da Nossa Cozinha,  “postar gravuras daquilo que você tem dentro de casa ou do seu eletrodoméstico novo apenas pelo simples postar pode acabar fazendo as pessoas acharem  que você  está se mostrando”.

Afinal de contas, o que você acha legal, ou não, quando você pensa em como as pessoas se comportam na blogosfera?

Imagens: Stock.xchng

Mais no Bicha Fêmea…

Ansiedade bloguística: você sente isso?

Organização como blogueira: faz alguma diferença?

O que é a blogosfera? O que você está fazendo nela?

Navegando no Bicha Fêmea – Início > Bem Viver> Comportamento

E-mail: bichafemea@trololodemulher.com.br

Twitter | Facebook

63 comentários sobre ““Bloguetiqueta” ou etiqueta na blogosfera: você se importa com isso?”

  1. Fabiane Teixeira comentou:

    Lidi,

    Matéria ótima, assunto que deve estar em pauta sempre, pois não se esgota nunca. Parabéns pela sensibilidade em abordá-lo !

    Sabe, vejo que algumas pessoas não gostam quando alguém coloca o link do seu blog em algum comentário. Muitos vêem isso como “marketing” / “propaganda”. Comecei a ver “com outros olhos” no dia em que eu quis visitar o blog de alguém que deixou um comentário ou novo seguidor, ou ainda vi o comentário em outro blog, e deu vontade de conhecer a pessoa melhor. Como achar o link ??? Hoje, agradeço aos que colocam, facilita muito, fica a critério de cada um visitar ou não.

    Claro que há blogs conhecidíssimos que dispensam links, pois sabemos na “ponta dos dedos” o seu link, mas outros tantos não tem como saber, não sei se é pela configuração do perfil no Google…..

    Beijo grande, esta troca de idéias e experiências é muito rica, só tem a acrescentar, obrigada, Lidi.

  2. Leticia Fernandes comentou:

    Nossa Lidi adorei o post. Temos abordado bastante esse assunto ultimamente né?
    Também faço questão de ler e comentar os blogs, se não posso fazer isso com calma, eu nem faço!
    Detesto comentar por comentar e apenas dizer um “adorei”. Isso realmente mostra que a leitora só quis marcar presença.
    Um grande beijo pra você e ótimo final de semana!
    Lets

  3. Vivien Morgato comentou:

    As questões da esfera do subjetivo são sempre muito diferentes, as pessoas optam por olhar e avaliar o Outro a partir dos seus próprios princípios, portanto, acho crucial a gente fugir das verdades absolutas.
    Por exemplo, algumas pessoas podem não gostar de ver fotos pessoais, da casa, bla bla. Eu adoro.
    Acho que as blogueiras que postam suas coisas (o que mudaram, o que pintaram, como está a casa) deixam o blog com uma cara muito mais pessoal do que simplesmente imagens capturadas.
    Eu, particularmente, acho:
    * é chato cobrar comentário.
    * è deselegante não responder aos comentários feitos no seu blog.
    ¨* é pior ainda responder apenas alguns comentários e e deixar outros no vácuo.
    * é horrível não ler o post devidamente e fazer comentários incoerentes com o conteúdo.
    E, particularmente, acho:
    * muito interessante ver imagens reais, principalmente se forem as clássicas DIY.
    * gosto dos blogs bem escritos, sinto uma saudade mortal do Ela Fala e Sai Andando, por exemplo, dada a sua deliciosa dose de humor;
    beijos.

    1. Lidiane Vasconcelos comentou:

      Oi, Vivien!
      Concordo contigo sobre os blogs onde as blogueiras mostram as coisas que fizeram, o que mudaram, etc. , sobretudo se o post tem o objetivo maior de compartilhar um aprendizado, qualquer que seja ele. Pode ser DIY ou não… 🙂

      :*
      Lidi

  4. Danieli comentou:

    Olá! Adorei a matéria, muito bem escrita! Fico feliz em poder ter contribuído! Beijos

  5. Adriane Pinhate comentou:

    Adorei o post. Esclarecedor!
    Não sou blogueira. Simpesmente visitante de tantos blogs maravilhosos que existem. Mas é horrível ver que tem blogueira que só respondem os comentários das suas amigas e os outros comentários do mesmo post, nem recebe atenção. Só estão preocupadas em responder quem tem blogs!
    Muito chato isso!!!
    Bjs

    1. Lidiane Vasconcelos comentou:

      Oi, Adriane!
      Vixe! “Falar” somente com quem tem blog é “uó” mesmo. Fica parecendo que quem não tem blog não existe na blogosfera, né? E isso não é verdade!

      Beijos,
      Lidi

  6. Eva comentou:

    Moça! Tu é retada mesmo viu!
    Adorei o tema sobre ansiedade e agora esse!
    Uma iniciativa super legal e tratada de uma forma bem suave!
    Acho um assunto super rico, que dá pra explorar tantas coisas.
    Concordo tudo que as meninas falaram e ainda acrescento a questão do “seguir”. É muito desagradável receber comentário: oi tô te seguindo, me segue também!
    Como já foi dito acima, tem que ser natural. A gente segue blogs que tem conteúdo que nos agradam, que abordam assuntos do nosso interesse. Não porque conhecemos ou gostamos do blogueiro ou porque nos segue.
    “Conheço” pessoas na net que eu adoro, converso, troco ideia, mas não sigo o blog e isso é não prestigiar? Só não sigo porque não é assunto que despertam o meu interesse. Ter seguidor só pra ter um número é ruim pro pro próprio blogueiro que não tem um público direcionado.. Vixe, me empolguei e falei demais.
    Seria legal ver outros temas relacionados. Como crédito, de imagens, textos, vídeos. Aparência do blog, música automática.
    Beijoca pra você!

    1. Lidiane Vasconcelos comentou:

      Oi, Eva!
      Bom saber que o pos agradou tanto… rsrsrsrsrs…

      Então, a história do “estou te seguindo, me segue?” é mesmo complicada.
      Acho bastante indelicada essa cobrança, e infelizmente não estou imune a ela. Quando acontece, só me resta levar “na esportiva” … rsrsrsrsrs…

      Wow! Suas sugestões de pauta sobre o tema são dignas de um metablog… rsrsrsrs…
      Bom, vou anotar tuas sugestões aqui na minha listinha, tá? 🙂
      Obrigada!
      Beijos,
      Lidi

      1. Vivien Morgato comentou:

        Eu acho que isso é coisa de quem está há pouco tempo blogando. Me lembro quando o povo fazia muiiiito isso no começo dos anos 2000, era demais mesmo, os blogueiros mais velhos de guerra tinham que dar um toque….

        1. Lidiane Vasconcelos comentou:

          Pois é… é que o povo entra na blogosfera hoje, e já quer ter audiência fidelizada amanhã. Para isso, acabam metendo os pés pelas mãos, e saem queimando o próprio filme nos blogs alheios… 🙁

          :*
          Lidi

  7. Vânia Pinho comentou:

    Oi amada, como sempre….ótimo post!!!
    Bem…eu quando visito um blog e enconto algo que gosto e acho interessante, sempre deixo comentário, porém eu me sinto na obrigação de comentar, pois se comento algo que não agradou, acaba ficando forçado. Também não fico esperando comentários e visitas dos blogues no qual comento, pois não sei a disponibilidade da amiga blogueira, pois entendo que nem todas conseguem estar totalmente em dias com os comentários.
    Eu acho meio chato uma pessoa ficar cobrando comentários e pedindo para serem visitadas, esse tipo de coisa tem que ser espontâneo.
    Também acho muito bom quando deixam seu link junto com o comentário, facilita bastante a visita de outras blogueiras….porém acho o OH quando não lêem o post e perguntam sobre algo que já tinha sido relatado no post, dá a imprensão de indiferença.
    Enfim….eu sempre deixo comentário quando é o caso e também sempre respondo todos os comentários.

    bjssss e ótimo fim de semana

  8. Andreia Lica comentou:

    Lidi,

    Eu gosto de visitar os blogs amigos, mas nem sempre tenho tempo de comentar, mas acho que para fazer um comentário é preciso ler o post, comentar por comentar é o ó….Quando iniciei o blog, conseguia visitar todos os blogs que gostava, mas a cada dia incluia um na minha lista e hj ela é enorme, por isso as vezes só visito e não comento, mas as amigas que conquistei sabem disso e entendem, pois passam pela mesma situação.
    Acho que não tem coisa pior do que cobrar visita ou deixar um comentário pronto. O legal é interagir, mostrar como pensamos, nem que seja de vez em quando.

    Bjos

    1. Lidiane Vasconcelos comentou:

      Vixe, Andreia!
      Bastou você citar que existem blogueiras que deixam comentário pronto, e logo me lembrei de uma que conheço e que já adotou esse tipo de prática. Menina, quando vi fiquei até com vergonha por ela. Vi o mesmo comentário em vários outros posts. E era um comentário mais elaborado e tals… mas todos iguaizinhos por onde ela passava. Parecia um spam, com uma mensagem bonita, porém evasiva e “adaptável” a qualquer tipo de post. Nunca mais esqueci isso, de tão passada que fiquei… rsrsrsrs…

      :*
      Lidi

  9. ana maria comentou:

    Oi Lidiane

    Uma coisa que tem me irritado muito são comentários dizendo: VC ESTÁ SUMIDINHA!!! ou sumida e tal, fica um ar de cobrança.
    Já ao contrário , outras pessoas passam pelo blog e comentam, SAUDADE DE VC, olha a diferença , tudo tem um jeito bacana e simpático de ser lembrada.
    Geralmente as pessoas que cobram são aquelas que postam apenas uma vez ou outra e qdo postam querem a toda força que a gente apareça, sendo que ela, nos outros dias não visita ninguém…rs
    E além das blogueiras que comentam sem ler a postagem, tem aquelas que colam o mesmo comentário em varias postagens, aí vou em outro blog e vejo a mesma coisa escrita!!! e tem aquela que passa e escreve duas palavras, tipo tipo gostei bjo..sempre assim! apenas pra marcar territorio em tudo que é blog!
    Ah, outra coisa : eu não vou numa postagem pra dizer não gostei, se não gostei nem comento.

    grande bjo e um ótimo findi pra vc!

    1. Lidiane Vasconcelos comentou:

      Verdade, Ana Maria… o “vc está sumidinha” não é nada sutil.
      A ansiedade pela quantidade de comentários faz com que muitas blogueiras percam mesmo a noção e o bom senso e sejam deselegantes… triste, né?

      :*
      Lidi

  10. Karen comentou:

    Sobre os comentários. Todos que criam um blog tem como objetivo principal trocar informações ou idéias. e nada melhor que saber que esta no caminho certo. e se os comentários são espontaneos e referentes ao assunto é sinal de que o assunto esta interessando.
    Eu particularmente so comento post no qual tenho um opiniao a respeito.
    Agora sobre o assunto do blog. Se é pra mostrar o que tem em casa ou outra coisa qualquer vai de cada um e do assunto. Ultimamente o meu foco é minha reforma. Posto pq estou entusiasmada com a montagem de meu novo apartamento. Não é pra me mostrar mas pra compartilhar meu entusiasmo. Realmente não tenho muitos comentários. mas adoro quando vejo um lá.
    Bjim
    Adorei a materia

  11. Laély comentou:

    Oi, Lidi!
    A “desaparecida ressurgiu”, para comentar este post interessante. Pois, sim! Como blogueira, sei o quanto é importante esse “feedback” com o leitor! Ultimamente não tenho tido muito tempo para visitas mas, sempre que o faço, procuro comentar! Acho que é uma forma de valorizar o trabalho de quem se esmerou em escrever um texto bem feito, procurou por imagens bacanas, editou e postou! Embora, algumas vezes seja melhor nem comentar certas coisas que vemos por ai, não é?…
    Há algum tempo fiz um post tocando no assunto: Concordo com tudo que as meninas declararam. Principalmente: escrever e comentar, num blog onde realmente haja uma afinidade; ou, pelos assuntos abordados ou, pela pessoa que o escreve, sem esperar ansiosamente por retorno. Se realmente gostar, vai comentar outras vezes, abrir espaço para a autora continuar o assunto do post nos bastidores, ter retorno: todos ganham! Já ganhei amizades, assim. Confesso que é frustrante, esforçar-se e não receber o retorno esperado. Vaidade? Talvez. Independente disso, se quisermos ter vida longa na blogosfera é importante driblar a ansiedade e, independente do tráfego virtual, prosseguir tentando fazer o melhor possível. Como se diz: “fica sempre o perfume, nas mãos de quem oferece flores”…Que tenhamos flores a oferecer a quem sempre nos prestigia, com leitura e comentários. Abraço, Lidi! (Não esqueci do meu compromisso com você, mas, ai! Como sou enrolada! rs)

    1. Lidiane Vasconcelos comentou:

      Oi, Laély!
      Que bom receber sua visita e sua opinião a respeito do assunto proposto no post! 🙂

      Quanto ao pedido que eu havia feito, não se preocupe!
      Sei muito bem o quanto sua vida é corrida.
      Quando se tem muitas demandas, há que se priorizar uma coisa em detrimento de outra, e eu entendo isso perfeitamente, viu? 🙂

      Beijos e beijos,
      Lidi

  12. Laély comentou:

    A propósito, preciso corrigir minha declaração anterior! Não quis dizer, que: “só este post achei interessante”! Eu é que ando ausente, mesmo! rs
    Li todos os outros comentários e respectivas respostas. Gostaria de acrescentar o seguinte: às vezes é legal responder a todos, um a um, mas nem sempre dá. Ou, às vezes é um comentário fechado, que não pede complementos. Não acho deselegante responder a uns, outros, não. Depende do caso. O que complica, dependendo do sistema de comentários, como no meu blog, é quando a pessoa escreve e não deixa e-mail de retorno: aí, fica difícil, né? Abraço!

    1. Lidiane Vasconcelos comentou:

      Verdade, Laély, há comentários “fechados” que não instigam um complemento. Isso não quer dizer que ele seja menos interessante, apenas que ele só e por si se basta. 😉

      :*
      Lidi

  13. Margaret comentou:

    Lidi, este é um assunto que sempre gera muitas controversias.
    Antigamente, e isso tem mais de dois anos eu tirava uns 2 dias por semana para comentar nos blogs que conhecia. Isto se tornou tipo uma “obrigação” e comecei a achar chato. Ai parei de comentar porque nao queria ter “obrigações”.
    Depois passei para outra fase: A de ficar com dor na consciencia porque não retribuia os comentarios e isto começou a me fazer mal. Eu me sentia na “obrigação” e por outro lado não tinha mais o tempo disponivel para sair comentando em outros.
    Hoje chegue a uma fase onde me assumi declaradamente “relapsa” em relação a comentar e depois que assumi este meu lado fiquei em paz comigo.
    Então quando posso dou uma passadinha e comento (como estou fazendo agora) e quando não posso leio apenas.
    Por outro lado todo mundo gosta de receber comentários. Eu como blogueira fico feliz quando um post da ibope e isto se reflete nos comentários.
    Mas tambem não fico mais chateada se tenho poucos comentários (porque ja cheguei a fechar meu primeiro blog por um post que eu pedia atenção, ninguem deu e eu me chateei com isso).
    Eu não me incomodo de forma alguma que a pessoa deixe seu link (inclusive tenho uma opção da pessoa deixar marcado um campo onde a ultima postagem dela aparece).
    Também não me incomodo quando alguem passa e pede para que eu a visite. Se tenho um tempinho no momento vou la e deixo algum comentario. Se não tenho, não vou e fico tranquila em relação a isto.
    Agora concordo com a Vivien quanto a pessoas que comentam sem ao menos ler o post. Se nao quer ler, fecha e nem comenta ne? Melhor que comentar sobre algo que nao tomou conhecimento.
    Eu, se comento, é porque li. E se não li e to visitando porque a pessoa pediu eu deixo claro dizendo: Vim aqui te dar um alô, mas nem li nada ta? vou te seguir e depois dou uma olhada. E fim.
    E um outro motivo porque comento pouco: Eu nao sei dizer: “oi gostei, xau…”
    Gosto de fazer post nos comentarios…(tu sabe ne? escrevo mais que a nega do leite)
    E quem somos nós para julgar o modo de agir de cada um ne?
    Acho que cada blogueira adota um estilo de vida bloguistica e deve ser respeitada por isso.
    E por ultimo existe uma situação com dois lados:
    1. A pessoa comenta e cobra que voce nunca foi la retribuir, mas fala de uma forma com COBRANÇA.
    2. A pessoa comenta e fala de um jeitinho todo especial sem nenhum tipo de cobrança que quer ver voce no blog.
    Na segunda opção normalmente eu dou um stop no que to fazendo e vou la fazer uma gracinha.
    Xo parar ne? senao fico horas aqui falando sobre o assunto e misturando tudo. rs
    Beijocas

    1. Lidiane Vasconcelos comentou:

      Ai, Margaret! Lembro bem quando você fechou o blog pela falta de comentários naquele post seríssimo com o problema da Yvone, né?
      Ainda bem que tu passou dessa fase de estressar por causa disso. Só era o que faltava a gente te perder de novo na blogosfera por causa dessas coisas… aff! 🙁

      :*
      Lidi

  14. Dricca Kastrup comentou:

    Oi, Lidi ! To de volta, ó !
    Por aqui continua o mesmo trololó de sempre, pelo que to vendo ! Que ótimo !!
    Embora ausente durante tanto tempo e um pouco desambientada da blogosfera, posso dizer que realmente é muito chata essa cobrança, assim como nas relações “presenciais”.
    Quanto a responder comentários, procuro sempre responder por e-mail, porque nem sempre dá tempo de visitar os blogs todos que sigo, e deixar a pessoa que comentou sem uma resposta, acho feio.
    bjobjo

    1. Lidiane Vasconcelos comentou:

      Dricca!!!!
      De volta, mulher?!
      Seja bem vinda a blogosfera novamente… rsrsrsrsrs…

      :*
      Lidi

  15. chica comentou:

    Adoro o nosso mundinho dos blogues e ainda bem, não me incomodei por aqui ainda.

    Gosto de estar presente em cada cantinho ,deixando uma palavrinha, mas SEMPRE relacionadas ao post.

    Aqueles que chegam apenas pra convidar pro seu blog é triste de ver,srsr…

    Outra coisa é a alegação de falta de tempo.No entanto, continuam a postar.Isso é estranho, mas respeito…Cada um, cada qual,rsrsbeijos,lindo fds,chica

  16. Glaucia de Oliveira comentou:

    Oi Lidi
    Post muito bacana e que me fez pensar muito e pensar ainda mais no que comentar
    Não sou uma top blogueira ,tenho o meu bloguinho que amo de paixão e estou sempre pensando na qualidade dele, mas em muitos momentos me sinto desmotivada pois mesmo tendo uma boa visitação diária quase não recebo comentário …nem o oi me segue hehehehe Não posso fingir que isso não me chateia principalmente ao ver que as vezes gente super esnobe , com posts copiados de blog estrangeiros tem montes de comentários.
    Visito um monte de gente bacana e vejo poucos blogs como o seu onde recebemos respostas ao que comentamos e disso vira esse trololó tão bacana onde todo mundo aprende.
    Gosto muito quando Vc vai lá me visitar …não to cobrando só agradecendo! Obrigada de S2
    Beijos
    Glaucia

    1. Lidiane Vasconcelos comentou:

      Oi, Glaucia!
      Como blogueira eu entendo que você se chateie pelo fato de não receber comentários, mas só posso dizer que tenha paciência, continue pensando primeiramente na qualidade do que é postado, e aos poucos a situação pode mudar.

      Em tempo, acho seu blog bacana e, quando comento, é porque quis mesmo. Nunca comentei forçada por lá nem me senti obrigada a nada, viu? … rsrsrsrs…

      Beijos,
      Lidi

  17. Zilda Santiago comentou:

    Gentileza gera gentileza!! Este é o meu lema e não sinto muita reciprocidade nisto,mas também não reclamo.Gosto mt qdo a pessoa comenta exatamente sobre o texto,mas também sou grata qdo vai lá apenas para ser gentil;penso que cada um dá o que tem pra dá e respeito;Jamais que diria que não vá se não for comentar em cima do texto.Não peço para ninguém me seguir nem para ir comentar,apesar de pensar que deveria ser assim,pois como disse no início:Gentileza gera gentileza.mas ainda existe pessoas que não enxergam isto muito bem.Faço minha parte e dentro do tempo que disponho procuro retribuir tudo.Faço parte de uma parceria,onde temos muitas e na maioria,penso eu,artesãs,coisa que não faço é artesanato,mas visito todas literalmente e são até ontem 703 blogs;podemos escolher o grupo que nos interessa,mas visito todos;já fui em 694,fora os que não são desta parceria.O retorno é com Jesus e não tenho nada para reclamar.http://zildasantiago.blogspot.com – 493
    TEM SORTEIO NO BLOG 493…PARTICIPE!!! FESTEJE COMIGO!É SÓ COMENTAR E GANHAR UM LIVRO A SUA ESCOLHA NO VALOR DE ATÉ $100,00.PARTICIPE!!!!É SÓ COMENTAR NA POSTAGEM DOS 500 SEGUIDORES!!

  18. MARIA JOSÉ comentou:

    Concordo plenamente, eu recém estou chegando neste mundão de blogs, montei , ou melhor estou montando o meu e nem recebi visitas ainda. Mas o importante é comentar quando se tem vontade e realmente leu o post, isto de só marcar presença é tão pequeno, que nem imaginava que faziam isto. Eu só comento coisas que leio e gosto.
    Parabéns pelo site é ótimo.

    1. Lidiane Vasconcelos comentou:

      Oi, Maria José!
      Bem vinda ao Bicha Fêmea e ao mundo dos blogs, agora como uma blogueira também… rsrsrsrs…

      Beijos,
      Lidi

  19. Maria comentou:

    Olá.
    Toda gente gostas de ler comentários, sim. Mas nem sempre o assunto pode interessar, ou até nem ter tempo para comentar.
    Mas não deixa de ler.
    Ando numa fase em que não me apetece escrever e, por vezes, comentar, a não ser que algo me chame à atenção.
    Com o regresso ao trabalho, penso que estes neurónios vão despertar, ahahaha!
    Beijinho

  20. Veronica França Alves Souza comentou:

    Lidiane!
    Esse post me fez lembrar quando resolvi fazer meu blog, gostava muito da época que eu era apenas leitora e comentarista em alguns, claro! Adoro artesanato, bisbilhotar os antes e depois, ver decorações, então criei o meu. Confesso que no início foi muito difícil, pois não entendia porque as pessoas não comentavam meus posts, imagine? Pensava também que na blogosfera só se dava bem quem já tinha sua “panelinha”. Cheguei até pensar que era perda de tempo, mas, depois fui entendendo que tudo tem seu tempo, seus seguidores. Meu blog ainda vai fazer 1 ano em Novembro, mas, dependendo do post recebo muitos comentários e outros pouquíssimos, tudo bem, agora eu entendo.Acho que Geralmente as pessoas comentam quando realmente gostam ou até gostam, mas, tem preguiça de comentar (quem não tem?), prefiro que coloquem sim o link, para mim é mais fácil de encontrar e retribuir a visita.
    O que eu acho desagradabilíssimo são comentários sem nexo, afff!!!! Só para fingir que comentou? Já cheguei a postar um trabalho meu e postar outro trabalho não meu que serviu de inspiração deixando isso claríssimo, mas a pessoa vai lá e comenta como se fosse eu que tinha feito.Isso não dá, né?
    No entanto, ainda tenho muito o que aprender.
    Bjs
    Veronica França

    1. Lidiane Vasconcelos comentou:

      Oi, Veronica!
      Bem vinda ao Bicha Fêmea!
      Menina, comentário do tipo “nada a ver” com o que foi postado eu recebo também.
      Quando isso acontece, fico com vergonha pela blogueira, porque isso é dar uma bandeira sem tamanho de que ela está interessada na quantidade em detrimento da qualidade.
      Mais gafe que isso? Difícil, hein? …rsrsrsrs…

      :*
      Lidi

  21. Fê Dutra comentou:

    Lidi,
    já que é pra dar pitaco, deixa eu meter minha colher.
    Acho o cúmulo do absudo comportamentos do tipo: “regras de comentários” ou “Amei. Beijos”. Quer comentar, então comenta. Não quer? passa pro próximo blog. Vou escrever uma coisa muito antipática, mas é como ajo. Amo receber comentários, faço questão de responder todos, mas só respondo quando estou com vontade. Não faço por obrigação, senão, o prazer vai pelo ralo.
    No meu blog prezo a qualidade e não a quantidade, dos comentários e procuro ajir assim, também por onde passo. Haja visto esse comentário.
    Beijo grande.

  22. Sandra Lima comentou:

    Lidiane, só hoje consegui vir aqui ler a matéria, não por falta de curiosidade, mas esse fim de semana foi um turbilhão na minha vida, que acabou com a decisão de mudar de casa…
    Adorei! De verdade, porque só falo que gostei do que realmente gostei.
    Aliás, tenho pavor de encontrar comentário do tipo:
    “Amiga, adorei o post. Beijos” Segue o link da auto-intitulada amiga….
    Nada mais tenebroso que o clássico e impessoal ctrl+c / ctrl+v.
    Pra quem leu este post (e os comentários acima), creio que deve ter servido de aprendizado.
    Beijos

    1. Lidiane Vasconcelos comentou:

      Ai, Sandra…
      Pois é, a intenção é essa, que o post ( e o debate que está acontecendo) sirva de referência para que as blogueiras (iniciantes ou não) tomem conhecimento de que certos comportamentos podem causar antipatia nas “vizinhas de blog”. E nesse caso, que é para estreitar um relacionamento bloguístico, acaba atrapalhando… 🙁

      Beijos! 🙂
      Lidi

  23. Ju Ramalho comentou:

    Interessante como abordou assuntos que estamos sempre vendo surgir aqui e ali, mas o diferencial foi a leveza empregada, onde não se tem intuito de indiretas e sim de um bate papo, gostei.

    Eu já tive blog por uma década na época do spaces do msn, acabei com ele por motivos pessoais mesmo, não tinha mais tempo para cuidar e meus interesses na época eram mais importantes.

    Depois voltei um ano …fechei …e agora estou nesse que vou mudar e reformular totalmente…. nome e umas coisas.

    Eu escrevo, adoro postar textos de minh autoria e voltei a fazer isso novamente…e não estava fazendo isso, estava indo na vibe de outros blogs e voltar as origens é tudo de bom.

    Comentando o texto em questão, eu acho chato quando te visitam apenas para divulgar blog e sorteio. Nem retribuo, ignoro e pronto. Procuro sempre responder os comentários via e-mail e visitar quem me prestigia.

    Visito blogs de todo o tipo, comento sempre estou ali, mas percebo que muitas vezes o que me chateia é que pessoas de blogs de outras afinidades não visita blog pensantes e de textos..eu por exemplo apesar de não tricotar e fazer outras coisas vou sempre ler e ver, pois é arte e amo divulgar arte.

    Mas enfim o que acho de melhor é que não sigo panelinhas bloguisticas, gosto estar sempre interagindo com novos mundos, fazendo novas amizades o que muito me enriquece.

    Bjoss bela abordagem

    1. Lidiane Vasconcelos comentou:

      Oi, Ju!
      Pois é, quando decidi que publicaria sobre esse assunto, eu sabia que ele era delicado. Para tratar de assuntos assim, todo o cuidado é pouco para que a o foco não seja desviado para acusações implícitas e tal. Já vi blogueiras enveredando por esse caminho e eu não queria isso no Bicha Fêmea. Por outro lado, sei bem que isso não dependeria só de mim, mas de quem frequenta o blog e comenta nele, o que faz dele um blog vivo e interativo. Meu esforço e intenção teriam ido por água abaixo se quem passa por aqui quisesse diminuir o nível do debate. Felizmente, o público do Bicha Fêmea é, em sua maioria, muito qualificado. Fico feliz em constatar que consegui o que queria, porque o debate que se formou em torno do post foi muito maduro e produtivo… e só acrescentou. 🙂

      Beijos,
      Lidi

  24. yvone comentou:

    Ola Lidy
    Eu sempre acreditei que educação é bom e todo mundo gosta – Não é porque estamos atrás de um teclado que somos invisíveis. Ter boas maneiras é dever que qualquer pessoa que queira se relacionar com outras em qualquer lugar, afinal nosso blog e perfis está em redes sociais e é nossa identidade na internet.
    Já estou há quatro anos com o blog e posso escrever aqui com todas as letras nessa “vara virtual” que NUNCA fui desrespeitada, ofendida e nunca recebi nenhuma grosseria.
    Sorte? Não acredito. Acho que só recebo aquilo que eu dou.
    Já cometi algumas gafes sim, mas acho que não ofendi a ninguém… O blog para mim só vale enquanto eu tiver prazer, enquanto eu acreditar que posso passar alguma coisa de uma “forma diferente”, sob outro aspecto… Enfim inspiração e disposição não é um poço sem fundo e definitivamente tem semana que é melhor deixar passar batido.
    Bj
    yvone

    1. Lidiane Vasconcelos comentou:

      Oi, Yvone!
      Sabe que já li desaforos uma vez?
      Mas foi uma vez mesmo, e eu nem dei trela. Não liberei o comentário nem respondi por e-mail ou qualquer coisa assim. Ignorei completamente e acho que pessoal mal educadas não merecem nada mais que isso. 🙂

      :*
      Lidi

  25. Fabiana Tardochi comentou:

    Oi Lidi!
    Sim me importo e muito.
    Ontem mesmo coloquei um post no ar e citei esse seu texto.
    Desde que criei o blog sempre tomei um cuidado imenso para não fazer as coisas atravessadas.
    Acho que respeito gera respeito e gentileza gera gentileza.
    Se é para comentar, então vamos ler tudo, entender e responder com a alma e coração.
    Quantidade não é qualidade. E eu realmente prezo qualidade.
    Um beijo

    1. Lidiane Vasconcelos comentou:

      Oi, Fabiana!
      Menina, hoje dei um pulinho no seu blog e vi o post superultramega bacana que você publicou, no qual me deu a honra de ser citada por você. Obrigada!
      Sobre seu interesse pela qualidade dos comentários, em detrimento da quantidade, sempre soube que existia. Acho que os primeiros comentários que trocamos tiveram a ver com esse ponto, justamente porque num dos primeiros posts seus que li você tratava do assunto. Sei que isso faz parte de sua identidade bloguística, e isso é raro na blogosfera… eu admiro essa caracterísitica que você tem. 🙂

      :*
      Lidi

  26. Fernanda comentou:

    Esse assunto é sempre, e será, creio eu, totalmente pertinente, colocando-o na ordem do dia, ad eternum!

    Olha, Lidi, eu já passei ( no início) por essa fase da ansiedade do nr de comentários recebidos; claro que fico contente com os comentários, porque isso é o diálogo que o meu post gera ( monólogo não tem graça alguma! ), e tenho aprendido imenso com essa interação, mas não compro, nem pago comentários!

    Quando comento é porque tenho tempo, e o post me provoca uma reação. Mas nunca espero pagamento, nem forço, nem me zango, nem stresso; estou aqui numa boa 😉

    Beijinhos

  27. Myriam Cedro comentou:

    Eu adoro receber comentários lá no Blog. Em contrapartida, gosto de respondê-los no próprio Blog e visito as pessoas que vieram me deixar um carinho e um pouco da sua atenção. Fazer um post dá trabalho, demanda tempo e é triste ver apenas um “adorei” e/ou um link que redireciona para o Blog de quem comentou. Visito minhas amigas, companheiras de tema e Blogs que acho legais sempre, mas nem sempre deixo comentários se estiver com pressa ou não tiver algo a acrescentar o refletir sobre aquilo que foi dito no post.

    O seu post é bem pertinente e acho indispensável essa conversa!
    Beijos Grandes, Lidi!

  28. Adriana Pimentel comentou:

    OI Lidi!

    Esse realmente é um assunto polêmico. Tanto em se tratando do número de comentários que se recebe no blog e com alguns tipos de comentários também…

    Bom, no meu caso, tenho um blog hoje por puro hobbie, até pelo tempo de criar postagens que está um pouco reduzido… Então sei que quando alguém visita meu blog essa pessoa comenta realmente o que está na postagem. Claro que existe o outro lado como vc mesma falou no post.

    Resumindo a tal etiqueta é levada por alguém em qualquer lugar… Ou seja – aquela pessoa que cobra na vida habitual dela.. irá de certa forma cobrar aqui na blogosfera também… Não tem aquele ditado! ” costume de casa vai a praça”? Então sempre lidaremos com isso em situações e locais e ocasiões diferentes. O que sempre digo é que: Devemos fazer nossa parte no universo. Eu procuro fazer a minha.

    Enorme abraço lindona!

  29. re becker comentou:

    Lidi, mt bom o texto, confesso q li só agora pq recebi por email 🙂

    concordo plenamente, tem gente q passa pelo teu blog e só diz “to te seguindo me segue tbm”

    poxa, pq numero de seguidores importa tanto? eu sigo quem entra la sem precisar me cobrar isso e melhor: sigo e entro para conhecer o blog principalmente se a pessoa me deixou um comentario em relaçao ao meu post, se demonstrou interesse em ler nao somente para me chamar para o seu. O blog dela pode nao ter mt a ver com assuntos q eu goste de tratar, culinaria por exemplo, mas mesmo assim deixo um recadinho agradecendo, vasculho os posts, assuntos relacionados 🙂

    nao é pq é virtual q tu nao tem q cultivar e cuidar as amizades q faz, todo o relacionamento com as pessoas daqui sao importantes e pdoe ver quem só se preocupa com numero de seguidores ou “por favor visita meu blog!” nao fica mt tempo nisso nao….

    bjos Lidi, otimo final de semana! Sempre q consigo passo por aqui….

    1. Lidiane Vasconcelos comentou:

      Re, sabe que concordo contigo sobre o fato de que quem apenas se preocupa com números acaba não durando muito na blogosfera?
      Quem tem o foco apenas nisso acaba esquecendo outras coisas bem importantes que fazem com que um blog dure.

      Beijos,
      Lidi

  30. Lívia Carolina comentou:

    Oi Lidi!
    Que post incrível!
    Adorei!

    Blogar tem que ser algo proveitoso prá quem escreve e para quem lê!
    A cobrança por visitas, comentários e também para seguir o blog é muito desagradável, forçado.
    Quero que alguém leia e comente meu blog porque gostou, não porque espera que eu faça a mesma coisa!

    Etiqueta “bloguística” é mais do que necessária!

    Bjão

  31. Eli Martins comentou:

    Lidi,
    O tema deve mesmo estar sempre em pauta, nos ajuda a entender melhor e como cuidar das nossas angustias bloguisticas.

    Eu procuro retribuir sempre os coments, mesmo que não sejam solicitados. Acho educado e COM certeza será mais um conhecimento adquirido, seja uma poesia, uma receita, um pap… acho imortante e gosto de fazer.
    Nem sempre é possível fazer isso na velocidade em que os posts são atualizados, as vezes retribuo e a blogueira já postos mais uns 3, mas tento.
    Realmente dá uma pressão quando recebemos um coment tipo, “me siga”, “me visite”… aí bae aquela sensação: “estou fazendo certo, é o suficiente?”.

    Acho legal, vamos discutir sempre sobre isso, acrescenta!.
    Bjs

  32. Musa comentou:

    Oi, Lidy!

    Bem, eu não tenho um número altíssimo de comentários ainda, então, retribuo sempre os que recebo que condizem com o post. Aqueles que só dizem “adorei seu blog, espero sua visita no meu cantinho” ou algo do tipo, eu deixo no vácuo mesmo, sem pena. rsrsrs

    Adoro trocar os comentários pois acho que com isso criamos vínculos e amizades.

    Beijos e boa semana!

  33. Isabela Herbetta comentou:

    Estou adorando este posts sobre etiqueta na “blogsfera”! É um assunto delicado mesmo, e que a gente só aprende quando entra no “Mundo dos blogs”. Também não gosto de “comentar por comentar”, por isso acabo comentando menos do que gostaria, apesar de ler muitos blogs! Mas sempre na correria… rsrsrs… Abraços e parabens pelo site!

  34. Louh Marques comentou:

    Tenho lido sobre isso em alguns blogs e aproveito para aprender algo com os posts, pois quando comecei a blogar, não tinha muita noção de como as coisas funcionavam na blogosfera. Até cheguei a cometer uma gafe por falta de conhecimento… Eu nem sei dizer a quantas anda o trafego no meu blog, por ainda não conhecer bem as ferramentas dele, mas visito os que eu curto sempre, mas nem sempre deixo comentário. Acho que prá comentar, o post tem que te dizer algo, tem que fazer alguma diferença prá mim, assim como este do qual falamos agora.
    Rockiss!!!

  35. Monia comentou:

    muito pertinente este post, adorei.
    mas acho mto gentil a retribuição da visita, não precisa pedir, claro, acho que as duas partes devem ser gentis, uma de não pedir e a outra de retribuir.
    eu não peço seguidor, nem comentários, meu blog é aberto, quem quiser e gostar fica.
    beijos

    1. Lidiane Vasconcelos comentou:

      Pois é, Monia… e com certeza quando você percebe que uma visita foi ficando e ficando, sem que você tivesse “forçado a barra”, deve sentir um gostinho muito melhor, né não? 🙂

      :*
      Lidi

  36. Faniquito comentou:

    Oii,Lidiane !

    Depois de uns perrengues aí na vida de gente grande estou de volta. E como eu gosto de ler tudinho vou chegando devagar mas chegando.hehehe

    Amei participar e palpitar no assunto ainda mais pq respeito o teu espaço e pessoa … são sérios.Tanto que vc conseguiu tocar no assunto da maneira mais adequada.

    Menina,li cada coment e fiquei muito contente em ver as opiniões sendo expressas de maneira clara e muito consciente s/ o assunto.

    Acho que o mais importante é que temos que sentir prazer em blogar e ter responsabilidade e respeito no que postamos ou comentamos.

    Beijinhos

    Ana

    1. Lidiane Vasconcelos comentou:

      Você gostou de ver o nível do debate sobre etiqueta bloguística, Ana?
      Então não divide de minha alegria por isso também. 🙂
      Não mesmo!

      :*
      Lidi

  37. Jussara Gehrke comentou:

    Lidi,
    como sempre, seus posts são ótimos, esse assunto dá pano pra manga, os comentários em blogs parece ser a maior preocupação de muitas blogueiras.

    como não tenho muito tempo, procuro visitar vários blogs de gente que já conheço e quero também conhecer gente nova, por isso na maioria das vezes vejo o post e só comento mesmo se tem alguma coisa que eu ache que deva comentar, penso que esse é o objetivo dos comentários, né? uma troca, uma conversa,

    da minha parte procuro fazer posts que sejam atraentes para quem se interessa pelo assunto do meu blog – decoração – e tento fazer posts originais, encontrar coisas diferentes, sair da mesmice… tem tanto assunto pra se tratar, não é?
    beijo, querida!
    Juju

  38. Pingback: Qual blog toda bicha fêmea navegante deveria ler?
  39. Trackback: Qual blog toda bicha fêmea navegante deveria ler?
  40. Pingback: Resoluções de bem-estar para 2012… você pensou nisso?
  41. Trackback: Resoluções de bem-estar para 2012… você pensou nisso?
  42. Bruna M. Silva comentou:

    Oi Lidiane, primeira vez que visito o blog, e adorei o texto, diz muito mesmo dos comportamentos .

    Eu sou daquelas que procura comentar apenas quando leu o post completo, porque eu quero que as pessoas que visitam o meu blog, leiam os posts também, então começa daí.

    Beijos e parabéns pela matéria!

    1. Lidiane Vasconcelos comentou:

      Oi, Bruna!
      Deixo aqui minhas boas vindas para você no Bicha Fêmea! =)

      Quanto ao que comentou, é o velho princípio da reciprocidade, né?
      Ah, se todos agissem assim… =)

      Beijos,
      Lidi

  43. Pingback: Há vida inteligente na blogosfera feminina?
  44. Trackback: Há vida inteligente na blogosfera feminina?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *