Início » Comportamento » Ansiedade bloguística: você sente isso?

Ansiedade bloguística: você sente isso?

O dia a dia, com todas as suas demandas, acaba nos deixando um pouco ansiosas, não é verdade? Para relaxar, a gente acaba lançando mão de estratégias como, por exemplo, abrir um blog. A princípio, o ojetivo que nós temos é descansar a mente fazendo algo bem prazeroso… até que… vem uma tal de ansiedade bloguística.

 

Ansiedade bloguística é como eu costumo chamar um tipo de aflição que nos bombardeia quando nos deparamos com uma demanda que vem do blog e que, de repente, começa a ficar demais. Você sofre disso? Relaxe! Outras blogueiras já passaram pela situação, e dividiram essa experiência com a gente…

Para quem gerencia um blog, assim como você e eu, a rotina para cuidar dele é constantemente permeada por muita informação para ler, pesquisas a fazer, comentários e e-mails para responder, interações nas redes sociais a conduzir, dentre outras coisas… Ufa! Há muito por fazer no mundo virtual, mas a vida não é só isso… precisa citar que há uma vida real esperando por nós?

 

O que costuma desencadear a ansiedade bloguística?

 

Eu gosto da interação, gosto do bate-papo, de visitar, de retribuir e isso acabou virando uma obrigação (na minha cabeça); então quando comecei a ficar com o tempo corrido e não dando conta, me sentia mal.” Rejane [Casa Corpo e Cia]

 

Por algum tempo, eu priorizei a vida virtual porque me sentia culpada de não dar conta das visitas, comentários e elaboração dos meus posts. Me lembrava de como eu achava antipático não receber retorno e atenção das blogueiras populares que eu admirava. Até que minha vida real estava ficando comprometida.” Rita Vieira [PINTO mas não BORDO]

 

Um dia, meu blog começou a crescer e crescer, graças à Deus!!! Vi todo meu esforço e empenho sendo reconhecidos, conheci blogs e pessoas maravilhosas, estórias de vida, artes, comidinhas, dicas, sorteios, conheci e conheço de tudo um pouco. Minha caixa de e mails começou a lotar. Os comentários no blog multiplicaram-se por dez!!! Eu tenho uma política, assim como você, de reciprocidade. Sempre respondo a todos os comentários, procuro conhecer os blogs, mas isso começou a tornar-se um pesadelo. Não achava tempo para tudo, comecei a ficar desesperada e a me cobrar demais! Foi nesta época que falei contigo, e você me disse para tentar organizar um ou dois horários por dia, a fim de visitar blogs e responder a todos os leitores.” Veronica Kraemer [Além da Rua Atelier]

 

Esse último relato de experiência, o da Vero, demonstra um pouco do que eu mesma apliquei na minha rotina de blogueira para lidar com a ansiedade. Eu aprendi algumas coisas com isso tudo, e dentre elas a principal foi assumir para mim mesma que não sou a mulher maravilha em nada, e se eu não tomasse cuidado, tudo isso iria me engolir e eu perderia o prazer em blogar. O que eu fiz e outras blogueiras fizeram? Confere…

 

Como lidar com isso tudo?

 

O que eu sugeri a Vero foi justamente definir o tempo dela para tudo: tempo para visitas a outros blogs, para leituras, para interações nas redes sociais, etc. Isto é, é preciso controlar o que você precisa fazer, ao invés de deixar que as demandas te controlem. Isso funcionou comigo, e eu respeito cada momento desse, sem misturar uma atividade com outra. Para a Vero também funcionou: “no começo, foi desesperador, muitos comentários a responder acumulados, e eu perdidinha da silva sauro… Reservei dois horários para responder emails e acompanhar os blogs pelo reader. Sim, porque eu leio todos os posts de todos os blogs que acompanho. Pode parecer loucura, mas depois que me organizei consigo ler sim!!! Não consigo comentar todos os dias, que dirá em todos os blogs. Para isso, teria que ficar conectada 24 hs. por dia! Mas respondo a todos que me escrevem. Acho esta atitude muito importante, porque nos aproxima das pessoas. Quando estou trabalhando, não fico na net, porque me desconcentro fácil. A internet tem este poder, de sugar a gente, de nos absorver. Quanto mais lemos, mais queremos ler e conhecer. Então fiz este plano, de reservar dois horários para tudo que preciso, e deu certo!!!”, revela, super entusiasmada.

 

A verdade é que evitar a culpa nem sempre é fácil, mas é preciso dar o primeiro passo e resisitir. “Na verdade ainda estou me acostumando a lidar com isso, mas um grande passo foi não me punir por não conseguir responder a todos os comentários quando não dá mesmo. Agora estou aprendendo a lidar melhor com isso, só respondo e visito quando estou com tempo livre e não fico mais madrugadas acordada – depois de um dia cansativo de trabalho – tentando responder a todos. Simplesmente passei a pensar um pouco mais em mim”, conta a Rejane.

 

A aceitação da limitação também é fundamental nesse processo, e foi justamente por isso que a Rita passou e conta como se sentiu: “Criei o blog por prazer, pra compartilhar o que eu aprendo, pra conhecer pessoas. Tive que rever minhas prioridades. Ainda lamento não ter mais tempo pro blog, pras pessoas que me escrevem com tanto carinho. Mas já não me culpo se passo dias sem escrever um post ou se alguém ficou sem a minha atenção. Isso já não me deixa mais me sentindo um ser incapaz. Aceito minhas limitações. Eu sou uma só. De carne e osso. E meu dia também tem 24 horas como o dos meus leitores. A dica que eu deixo pras blogueiras que sofrem dessa cobrança interna de ser uma blogueira perfeita é: Respeitem seus limites. Perfeição é ilusão. O que devemos perseguir é o equilíbrio. Na vida pessoal, profissional, afetiva e na blogosfera.”

 

No caso de Katia Bonfadini [Casos e Coisas da Bonfa], o planejamento do que pretende publicar e as férias periódicas que tira do blog são estratégias que ela encontrou para lidar melhor com essa ansiedade que, infelizmente, também fez dela uma vítima: “Tento ser bastante organizada e o compromisso de postar 3 vezes na semana faz com que eu precise me programar com antecedência, fazendo listinhas de temas que pretendo abordar e datas em que pretendo publicar cada postagem, sem contar as fotos que tiro e separo para tratar antes de diagramá-las junto ao texto. Dá bastante trabalho editar um blog, mas é algo que gosto muito de fazer e acho que essa organização é essencial pra minimizar a ansiedade. Hoje comecei minhas “férias do blog” por duas semanas e minha intenção durante esse período é colocar a “casa em ordem” e dar conta de outros projetos que foram ficando de lado porque blogar passou a ser minha prioridade, já que além de ser uma terapia e algo do qual gosto bastante, é também uma ferramenta de divulgação do meu trabalho. Essa foi a maneira que descobri pra tentar frear um pouco minha ansiedade. Se eu estou on-line, não resisto a checar a caixa de e-mail de dez em dez minutos, acredita? Por isso, às vezes acho que uma viagem de final de semana me faz voltar renovada e descansada de verdade!”.

 

E a recompensa com a mudança de atitude?

 

Sigo perseguindo o meu equilíbrio entre o real e o virtual. E dosando minha participação, ora em um, ora em outro. Tenho me sentindo bem melhor assim.” Rita

 

Hoje em dia, sinto-me leve, resolvida, e sinto que tenho uma relação muito boa com meus leitores, amigos e clientes. Nada mais é esquecido ou postergado. Eu estou feliz!!! Realizada! Não vejo mais nada como obrigação, e sim como troca e prazer!” Veronica Kraemer

 

Você ainda tem alguma dúvida de que precisa fazer algo por você mesma a fim de lidar melhor com essa ansiedade bloguística que te pega de jeito? Assuma que você tem limites, organize-se e foque no que de fato é importante para você. Seus leitores queridos, os queridos de verdade, entendem você… acredite!

Imagens: Stock.xchng

 

Mais no Bicha Fêmea…

 

Organização como blogueira: faz alguma diferença?

Organização pessoal: você deixa as coisas acontecerem ou faz acontecer?

Por que será que queremos ser sempre heroínas?

 

Navegando no Bicha Fêmea – Início > Bem Viver> Comportamento

Junte-se aos + de 1.000 seguidores do Bicha Fêmea no Twitter. Corre! | @bichafemea

Entre na grande rede de amigos do Bicha Fêmea no Orkut. Atualize-se! | Adicione!

loading...

58 comentários sobre “Ansiedade bloguística: você sente isso?”

  1. Elaine Gaspareto comentou:

    Lidiane, bom dia
    Muito importante este post! De verdade!
    Além de conhecer as meninas eu me identifiquei muito com o que cada uma delas disseram.
    No meu caso, quando o blog começou a crescer e os comentários saltaram de 5 por semana para mais de 50 em alguns posts eu pirei. Sim, porque além da culpa de não dar conta ainda vieram as cobranças dos leitores, até de estrela fui chamada, em tom bem pejorativo rsrsrsr
    Eu dormia pensando nos comentários e perguntas que não havia respondido, eu cheguei a levantar de madrugada pra responder. e isso se agravou quando as dicas para blogs viraram um doa carros-chefe do blog.
    Depois de muia angústia eu parei e pensei: “Epa” Assim não pode” e mudei.
    Criei uma página que eu chamo de Termos de uso do blog e lá explico sobre meu tempo e minh forma de blogar.
    Respondo prioritáriamente aos amigos mais chegados, relações que sairam do virtual. Respondo a todos quando posso, mas posso passar dias sem responder a ninguém. Leio tudo pelo Reader, comento pouco. Quando a pergunta é sobre blogs eu programo posts sobre o assunto, caso já não tenha publicado a respeito. Tenho horários, trabalho 12 horas por dia, então se ão tiver rotina na vida virtual eu piro….
    E sobretudo aprendi a relaxar. Deu pra postar? Legal. Não vou postar qualquer porcaria só por fazer. se não deu, paciência.
    E botei uma coisa na cabeça: blog é pra tornar a vida mais leve e divertida. se virar opressão eu não quero mais.
    Tem dado certo. Embora de vez em quando me dê um desesperozinho por não conseguir retribuir todo carinho que recebo…
    Mas, na medida do meu possível, eu tento.

    Vixe, fiz um testamento aqui, um dos meus maiores comentários rsrrsrs
    Vou divulgar este post amanhã no blog, acho ele muito relevante mesmo, parabéns pela abordagem precisa.
    Beijosssss

    1. Lidiane Vasconcelos comentou:

      Oi, Elaine!
      Obrigada pelos elogios ao post.
      Você, como eu, sabe muito bem que a gente se sente muito lisonjeada quando percebe que o nosso post foi relevante, foi útil, fez diferença…
      Então, você também deve imaginar como fiquei feliz com seu feedback. Obrigada!

      Difícil uma blogueira do seu porte não ter passado por essas crises de ansiedade também. Ainda bem que você deu um jeito de resolver o problema.
      O post é para ser um alerta mesmo, para tantas blogueiras que estão passando por isso e para muitas outras que, imagino, ainda podem passar. Ler esse post pode abrir os olhos de muitas blogueiras iniciantes para que elas pulem essa armadilha. Se é possível? Não sei… mas fica o alerta. 😀

      Desde já agradeço sua gentileza e disponibilidade para indica o post aos seus leitores.
      Gratíssima! :)

      :*

      Lidi

      1. claudia Regina comentou:

        fiquei feliz em lê essa mensagem pois me sinto muito triste em ter apenas 03 comentarios se não me falha a memoria,mais tudo tem seu tempo sou nova no pedaço e as vezes da uma vontade de pedir pra alguem comentar se gostar mais tenho uma grande vergonha pois vai parecer que estou adulando e na verdade estou iplorando pelo um comentario não sei porqur enche meu ego e me deixa feliz. mais sei como é agora depois que lir seu desabafo me deixou mais forte,obrigado e fico feliz em ter te conhecido mesmo sendo pelo blog.bjos e muito sucesso.

        1. Lidiane Vasconcelos comentou:

          Oi, Claudia!
          Seja bem vinda ao Bicha Fêmea! :)

          Toda blogueira gosta de receber comentários no blog, então é normal que você se sinta tão feliz quando recebe. Mas se você sair “pedindo” comentários saberá que eles chegaram mas não foram espontâneos, certo? Você quer isso? Não é melhor que você receba comentários vindos porque a pessoa quis? Pense nisso… e mantenha a calma. Concentre-se em fazer um blog com conteúdo bacana e útil de alguma forma, faça visitas a outros blogs e deixe comentários construtivos e pertinentes. Você verá que, com o passar do tempo, essas ações bloguísticas básicas vão atrair visitante e comentários para o seu blog. :)

          Boa sorte!
          Beijos,
          Lidi

  2. Casa Corpo e Cia. comentou:

    Nossa Lidi! O post ficou excelente (como sempre). Me senti mais leve depois que acabei de ler, rsrs. É bom saber a experiência de outras blogueiras e a forma de lidar com a situação. No fim, percebemos que não temos “algo” em comum, mas sim “tudo” em comum.
    Beijos e bom fim de semana.
    Obrigada pelo convite.

    1. Lidiane Vasconcelos comentou:

      Que bom que você gostou, Rejane!
      Quanto ao convite, não há por que agradecer.
      Aliás, quem deve sempre agradecer a disponibilidade de muitas blogueiras queridas, como você, sou eu.
      Sem vocês, meu post ficaria um belo blá blá blá sem muita credibilidade. A riqueza dele está na experiência que vocês dividiram. :)
      :*
      Lidi

  3. Isabela Herbetta comentou:

    Ótimo post, ótimas dicas… Eu sempre fui uma blogueira meio desencanada, mas agora que estou levando mais a sério, a ansiedade bloguística já esta me pegando! Vamos ver se consigo alcançar o almejado “equilíbrio”! Bjs!

    1. Lidiane Vasconcelos comentou:

      Bem vinda, Isabela!
      Obrigada pelo elogio ao post! :)

      :*
      Lidi

  4. Joana Campos comentou:

    Oi Lidi, ainda não sou grande, mas Graças à Deus já sou procurada… e tento tbém dar prioridades…
    Hoje mesmo fiz um post respondendo à algumas amigas, que me chamam, pedem opnião, convidam a conhecer etc e eu não estava conseguindo comentar…. ai me senti em desespero… com as coisas embolando o meio de campo pensa? (e o medo de pensarem que eu tava na SOBERBA?) ui!

    Mas lendo posts assim, agente aprende né?

    Beijos

  5. Marina comentou:

    Ah, adorei seu post.. acho que estou começando a sofrer de ansiedade bloguística,. principalmente porque o meu blog é temático e tem a ver com o relato de uma experiência pessoal que durará um ano, então eu tenho uma janela de 365 dias para relatar o que está acontecendo e escrever e as pessoas realmente sentem falta quando não escrevo. De visitar todos os blogs dos seguidores eu desisti e de tempos em tempos entro em alghuns, mas visito o de todos que comentam e respondo os comentários diariamente. Dá trabalho e não pode virar uma font3 de estresse, mas a gente tem que se policiar pra isso não acontecer. beijo!

    1. Lidiane Vasconcelos comentou:

      Oi, Marina!
      Bem vinda!
      Que bom que gostou do post! :)
      Fiquei pensando por aqui o desafio de cuidar de um blog que “pede” um post diário… caramba!
      Você é corajosa! 😮

      :*
      Lidi

  6. Elaine Cunha comentou:

    Lidi, adorei o seu post.
    Muito bom as dicas que vocês, blogueiras mais experientes, nos dão. Eu fico muuuuito angustiada sim, por não conseguir visitar outros blogs.

    Eu sigo alguns dos blogs das entrevistas como também da Gaspareto. Que por sinal, foi super gentil comigo. Eu estava com problemas de formatação de formulário. Ela me respondeu e resolvi meu problema. Obrigada, Gaspareto

    Sei que é difícil sim. Tudo é organização.
    O Caminhando e Contando está começando ainda. Mas eu já senti a necessidade de organizar tempo. Até porque temos vidas além da blogsfera, não é?

    Parabéns pelo post!
    Beijos felizes!
    Elaine Cunha

    1. Lidiane Vasconcelos comentou:

      Oi, Laine!
      Bom saber que o post agradou… :)

      Quando te indique a Gaspareto láááá no início, quanto tu estavas começando, sabia que daquele mato só sairia coelho bom… rsrsrsrsrs…
      Ela é gente boa demais. 😀

      É isso aí, Laine! Se organiza mesmo. O Caminhando tende a crescer muito, e para cuidar dele cada vez mais será preciso organização. Se não assim, o prazer de blogar se perde… e que graça tem isso? :)

      :*
      Lidi

  7. Sandra Lima comentou:

    Adorei o post! Realmente tenho me cobrado demais em relação ao blog, esse post veio em uma ótima hora!
    Beijos

  8. Renata comentou:

    Oi Lidiane!
    Cheguei aqui através da Rejane do casa corpo e cia.
    Passei por essa ansiedade, aliás, ainda sinto, mas em menor grau. Mesmo eu que não tenho tantos comentários, mas a ansiedade é maior em

  9. Veronica Kraemer comentou:

    Lidi querida, muito útil e bem escrito este post, como todos que você publica!!!
    Bom saber que estas ansiedades não se manifestam apenas em mim, mas em várias outras blogueiras que admiro!!!
    Que delícia esta troca, amei participar relatando minhas experiências!!!
    Espero que ajude!
    Agradeço seu convite, é sempre uma honra estar aqui contigo!
    Beijossssssssss e um lindo final de semana pra ti
    Vero

  10. Renata comentou:

    Oi Lidiane!
    Cheguei aqui através da Rejane do Casa corpo e cia.
    Desculpe, estava escrevendo o comentário e acabei esbarrando onde não devia e ele foi…
    Mas como eu dizia, passei e ainda passo por essa ansiedade, mas agora já em menor grau. Antes ficava blogada por horas, procurando mil coisas na internet, visitando mil e um blogs e querendo comentar em todos. A sensação que eu tinha era que eu não podia deixar passar nada! Até que minha coluna reclamou. Passei 6 meses com o dedo mindinho adormecido por causa do “abuso” do computador. Percebi que eu estava me prejudicando e o namorado já estava reclamando que eu só queria saber de blog,blog,blog… Me impus ficar no máximo duas a tres horas por dia, mas não direto.
    Agora, que comprei um notebook, consigo dividir melhor esse tempo. Ainda estou devendo muitas visitas e não estou dando a atenção que eu queria, mas pelo menos a ansiedade baixou um pouco.
    Ih…acabei “falando” demais!
    beijos, Renata
    palpitandoemtudo

    1. Lidiane Vasconcelos comentou:

      OI, Renata!
      Bem vinda ao Bicha Fêmea! :)

      Pelo visto você chegou no ponto de perceber que é bacana priorizar a qualidade dos comentários em detrimento da quantidade, né? Caso contrário, a saúde começa a gritar…
      Acho que o caminho é por aí também… :)

      :*
      Lidi

  11. ruby fernandes comentou:

    oie Lidi queridona!

    Já sofri de ansiedade bloguística tb! e ainda sofro um pouquinho de vez em quando, hihihi.

    Ótimo post flor!

    bjo bjo =)

  12. Fabiane Teixeira comentou:

    Excelente matéria ! Quem não passou por esta situação que atire a primeira pedra….Muito legal poder “ouvir” a opinião de blogueiras tão queridas.

    Parabéns, sou nova por aqui, vim através da dica lá no blog da Rê, e já estou puxando o banquinho e ficando….

    beijo, beijo, ótimo findi !

    1. Lidiane Vasconcelos comentou:

      Oi, Fabiane!
      Seja bem vinda ao Bicha Fêmea…

      Pode puxar o banco, sentar e falar pelos cotovelos… o negócio aqui no Bicha Fêmea é para quem gosta de trololó mesmo, viu? … rsrsrsrs…

      :*
      Lidi

  13. Neli Rodrigues comentou:

    Vc sempre abordando temas relevantes a todos.
    Qdo começa a me dar ansiedade, faço questão de me lembrar que criei meu blog p/ distração e prazer e não p/ ser mais um fardo em minha vida. Antes, me cobrava em manter as visitas em dia e qdo atrasa eu lia tuuuudo o que havia perdido, era como “enxugar gelo” não tinha fim. Hj estou mais relaxada, no bom sentido, procuro mais qualidade nas relações virtuais, sempre procuro estreitar minhas amizades sejam elas novas ou mais antigas. Mto boa sua dica sobre organização de horários.
    Bjs♥

    1. Lidiane Vasconcelos comentou:

      Neli, você tocou num ponto bacana: o importante é buscar qualidade nas relações virtuais. No que acrescenta sair comentando de qualquer jeito, descontroladamente, em tudo quanto é blog, não é verdade? É muito mais gostoso quando há uma troca de experiências e impressões, e quando ela é feita com honestidade e verdade, tanto para a gente quanto para com a blogueira que a gente visita/comenta. É por isso que afirmo, com toda verdade e sem medo de ser feliz, que prefiro a qualidade á quantidade no que se refere a comentários.

      :*
      Lidi

  14. dama de cinzas comentou:

    Vindo pelo blog da Elaine Gaspareto. E concordo com tudo que foi dito. Já senti muito essa ansiedade, até que fui me centrando e achei meu jeito de lidar com a coisa que é muito parecido com as soluções apresentadas no post.

    Beijocas

  15. beta comentou:

    É querida…
    Eu perdi o prumo…
    Quase não consigo visitar meus seguidores e os blogs que sigo, principalmente os que não tem feed…
    Porque o feed facilita muito!! guardo no e-mail os posts e vou visitando aos poucos…

    Mas meus coments cairam muito! mesmo as visitas continuando altas…
    Ainda não consegui reverter isso…

    bj

  16. Nadja comentou:

    Olá Lidi, Maravilha de post, ótimas dicas… Nunca pensei de me sentir assim com o blog, tendo responsabilidade de dar retorno ao carinho das meninas, e agora que estou levando mais a sério, a ansiedade começou a tomar conta de mim já me peguei me imaginando como as meninas conseguem dar conta dos retornos e visitas, amei saber como elas lidam com isto.
    Bjs e parabéns!

  17. Elaine Lobato comentou:

    Oi ainda não sinto tanto essa ansiedade, por conta da demanada , mas percebi que mesmo com poucos comentários no meu blog, ainda havia algum que não havia respondido, juro que me senti envergonhada! Por coincidência ou não ontem fui apagar meu emails que vi comentários de pessoas que eu nem no blog fui visitar para retribuir, também vi comentários de postagens antigas que vi após uma ano! Para resolver isso leio meus emails todos os dias! e anoto em um caderninho o endereço de todos os blogs que visito para garantir que eu volte!
    Outra coisa que faço é anotar idéias para postagens,para não dar o branco na hora que entro na internet e andar sempre com a máquina fotográfica! Já fui muito relapsa com meu blog!
    E escrever nele me ajudou muito depois de um acidente que tive no início do ano passado! Por isso hoje valorizo muito mais as amizades virtuais!
    Ah é a primeira vez que venho ao seu blog! Vi o link no blog da Elaine Gasparetto!
    bjs

    1. Lidiane Vasconcelos comentou:

      Seja bem vinda ao Bicha Fêmea, Elaine!

      :)
      Lidi

  18. Maria comentou:

    Olá.
    Adoro esta “vida” da blogosfera, mas contenho-me. Gosto de ler, escrever, comentar, mas não faço disso uma obsessão.
    Gosto de fazer e ter o feedback daquilo que leio e/ou escrevo.
    Também há uma vida lá fora e no nosso cantinho para viver.
    Gostei do post.
    Um beijinho e bom fim-de-semana.

  19. Lívia Carolina comentou:

    Que post incrível, Lidi!
    Adorei!

    Ando numa correria danada com minhas coisas e não estou conseguindo postar como gosto!
    Ótimo ler isso tudo e ver que mais gente se sentia assim e que deu um jeito nas coisas… :)

    Adoro o Bicha Fêmea!

    Obrigada por compartilhar algo tão valioso!

    Bjokas

  20. tuka siqueira comentou:

    Taí meu maior erro: sou muito desorganizada! Comecei o blog sem pretensões, como terapia mesmo. Mas fui tomando gosto pela brincadeira e deixei que crescesse. Embora ainda seja só um bloguinho, é maior do que eu posso dar conta e isso me deixa ansiosa e por vezes até triste, por não poder dar a ele a atenção que eu gostaria. Mas vou seguir essas dicas. Estou planejando há meses fazer uma reformulação e já percebi que para isso acontecer (e funcionar), vou ter que antes tirar umas férias.

    Abraços

  21. Fê Dutra comentou:

    Meu Deus!
    Sofro disso e nunca me dei conta.

  22. Candida comentou:

    Oi Lidi!
    Sofro disso também… mas dada as devidas proporções… rs
    Meu blog é pequenininho ainda em comparação com muitos da Blogosfera… Mas tenho alguns indícios dessa ansiedade de blogueira: checo minha caixa de email milhões de vezes por dia, visito todos os blogs que curto todos os dias… mesmo sabendo que não tem novidade naquele dia lá estou eu navegando e amando cada detalhe, risos. Fico ansiosa quando alguem responde algum post meu com um comentário, enquanto eu não respondo não consigo sossegar. Mas tenho pouco tempo disponível, sou analista de sistemas e trabalho o dia inteirinho que Deus me deu, em uma função bem cansativa e cheia de responsabilidade, como muitas blogueiras… Então não me dedico tanto como gostaria ao meu blog, como por exemplo não deixo comentário em todos os blogs que visito, pois acho que isso tornaria mais frequente comentários em meu blog. Em função disso acabo me consolando… Como não dá tempo durante o dia, a noite eu fico pensando nos posts que lí e no dia seguinte entro novamente no blog e deixo um comentário nem que seja um “Adorei”…
    Beijos com carinho.

  23. Débora comentou:

    Oi Lidi, bom dia
    Adorei o post. Adoro o blog todo…..rs
    Lidi, eu sou bem bebê no blog/postagem/comentários, mas já sofri de ansiedade sim, em visitar os blogs que gosto e fazer comentários. Gosto de comentar, mas não tenho tempo suficiente pra fazer comentários sobre tudo o que leio.
    Agora, no seu caso e de outras blogueiras que eu admiro também, imagino o quanto pode ficar sufocante essa obrigatoriedade, por receberem muitos comentários a cada post.
    Eu, particularmente, apesar de gostar de comentar, não me incomodo quando não sou retribuída, de forma alguma. Se vocês forem retribuir cada visita, podem esquecer das outras atividades/família/casa…e isso não deve acontecer.
    Claro, que adoro receber comentários também e fico admirada/boba/feliz, quando os recebo. Mas também não faço bico quando não os recebo.
    Lidi, parabéns pelo post e te desejo um ótimo dia.
    Bjssss

    1. Lidiane Vasconcelos comentou:

      Pois é, Débora, como qualquer blogueira, eu gosto de receber comentários.
      Justamente porque sinto isso, gosto de comentar nos outros blogs também. Só que não faço isso por obrigação. A verdade é que visito muitos blogs, mas não comento em todos. Só deixo um comentário quando realmente sinto vontade de fazê-lo, isso faz com que haja verdade e honestidade no que digo. Quero que a blogueira sinta isso vindo de mim, e espero que eu consiga… rsrsrsrs

      Por isso, fico superultramega feliz quando recebo comentários dessa natureza, quando percebo que a blogueira não comentou só para “assinar livro de presença”, mas fez porque quis mesmo entrar no trololó, travar um diálogo bloguístico, interagir, essas coisas…

      Não sei como explicar, mas a gente sente a diferença, né? :)

      :*
      Lidi

  24. Priscila Oliveira comentou:

    Oi Lidi, vi seu email, adoraria ter participado dando minha opinião, mas não consegui responder, viajei e quando cheguei o trabalho estava acumulado,rsrs!
    Adorei o post, todas as blogueiras que deram suas opiniões falaram exatamente o que sinto, inclusive nós já conversamos sobre isso né Lidi, hoje estou mais tranquila, mas no início isso me deixava muito preocupada, queria dar atenção a todos, mas era impossível, hoje consigo levar com mais tranquilidade! Mas confesso que de vez em quando ainda me pego pensando como fazer para responder a todos, porque sinceramente eu adoraria fazer isso, pois quando estava começando o blog, eu torcia para que as outras blogueiras mais experientes viessem retribuir meus comentários ! rsrsrs
    bjs…

    1. Lidiane Vasconcelos comentou:

      Oi, Priscila!
      Sim, já conversamos sobre isso, foi essa a razão de eu ter mandado o e-mail para você também. :)
      Não faz mal, fica para a próxima. :)

      :*
      Lidi

  25. Flávia Mergulhão comentou:

    Sofro muito disso…não só no blog como no facebook, nos e-mails….eu tento me manter longe, desligando o computador. Mas não tem jeito! rsrrs
    Quero estar por dentro das novidades, planejar o que vou postar….
    O único alivio é quando estou no trabalho, lá eu não consigo acesso ao blog, mas passo o dia “roendo as unhas!”

    Muito bom este texto! Adorei e vou voltar mais vezes!!
    Bjosss

  26. Pingback: Você é feliz com as escolhas que fez para sua vida?
  27. Trackback: Você é feliz com as escolhas que fez para sua vida?
  28. Rita Vieira comentou:

    Bicha-querida-linda-e-poderosa!!!

    Sinto que seus textos estão cada vez mais profissionais. Parecia que eu estava lendo uma revista. Você já é uma jornalista!!!

    Desculpe não vir aqui antes… tive uma semana muito louca… casei, hospedei parentes, tive médico, exames… um auê!

    Mas vou linkar esse post lá no Pinto. Só quero elaborar um texto bacana pra isso.

    Muito obrigada!!! Foi uma honra ter sido convidada por você e entre tantas blogueiras fantásticas que eu admiro muito. Acho o assunto de alta relevância porque não só ajuda as blogueiras que estão passando pela mesma situação, como mostra que nós não somos antipáticas e arrogantes, somos só de carne e osso.

    Adoro seu espaço e os trololós sempre muito interessantes e cada vez mais bem abordados.

    Beijos e um abraço bem apertado!!!

    1. Lidiane Vasconcelos comentou:

      Oi, Rita!
      Mulher, que carinho gostoso! 😀
      Agora, que tu exagerou dizendo que sou jornalista, isso é verdade… rsrsrsrsrs…

      Olhe, não tem por que pedir desculpas por nada, viu?
      Quanto a linkar esse post, eu fico muito grata!
      No mais, sou eu quem devo te agradecer por ter topado dar sua opinião sobre o assunto para a edição do post.
      Seus pitacos ajudaram a deixar o post ainda mais rico. :)

      :*
      Lidi

  29. Leila Boeira comentou:

    Querida Lidiane, como sofro de ansiedade bloguistica, de culpa por não responder aos comentários das leitoras e amigas !!!
    Sei que meu blog inclusive já não tem mais o mesmo número de comentários que já teve, acho que muitas desistiram de mim por não responder.
    As vezes gostaria de tb ter o don e escrever sobre isso , mas percebo que muitas pessoas não leem posts só escritos.
    Mas o que acontece,é que quando criei o blog foi só para mostrar minhas suculentas e depois o foco mudou para mostrar o que faço em minha casa.
    Com isso acabo não tendo muito tempo, pois tb trabalho o dia inteiro fora , não tenho empregada e fins de semana são muito trabalhosos em casa. Resultado de tdo isso , uma culpa enorme de não blogar mais, mas a vida aqui corre da mesma forma, fazer o que ??
    Já pensei muitas vezes em terminar com o blog por isso, mas não tenho coragem, ele me faz feliz tb e não posso abrir mão disso. Então vou levando, as vezes madrugo nos sábados e coloco a vida em dia , rssss.
    Obrigada por escrever por tudo que me aflige, adorei ler e ver a opinião de outras amigas tb.

    Bjs
    Leila

    1. Lidiane Vasconcelos comentou:

      Oh, Leila!
      Espero que a leitura do post tenha ajudado você a refletir sobre a necessidade de controlar essa ansiedade, bonita.
      Se o blog te faz feliz, que seja assim sempre, certo? :)

      :*
      Lidi

  30. Rita Vieira comentou:

    Lidi, fiz um post falando sobre o assunto lá no Pinto e linkei esse post. Depois confere lá. Muitos beijos!

  31. Rachel Rocha comentou:

    Que matéria boa!!!! Adorei!!!
    Acho que também sofro com isso. aff…

  32. Michelle comentou:

    Eu acho que blog é pra ser legal e divertido!
    Eu comento quando tenho o que comentar… não por obrigação… e nem para ser retribuída…
    Tento sempre visitar o blog da pessoa que comentou, se tiver, pois é uma chance de conhecer uma história nova… tb gosto de seguir vários blogs que visito, pois facilita na hora da leitura, já vou direto nas atualizações… mas tb não morro do coração qdo não me seguem de volta!
    Minha ansiedade é mais por ter assuntos legais para postar…
    Pra mim, blog é pra ser divertido… claro, tô longe de ser celebridade que nem a maioria das blogueiras que vejo sempre… mas, sinceramente, não fico nem um pouco chateada se a blogueira não passa lá no meu blog… sei lá, acho maior bobeira isso… se eu for comentar para ser retribuida, vou colecionar um monte de “valeu por visitar meu blog”… e eu prefiro qdo a pessoa passa lá em casa pra dizer que se identificou com alguma coisa que eu escrevi…
    bj

  33. Andreza Brum Boal comentou:

    Lidi… eu sofro demais com isso! Menina veja por exemplo tuas postagens eu amoooooo! E nunca dá tempo de comentar! Teve épocas que eu pirei mesmo, cheguei a dar um tempo de 2 meses do blog por que a cobrança e a obrigação estavam me deixando fora do ar. Parei repensei e voltei com calma, hoje posto quando tenho vontade, quando estou inspirada… Mas ainda não consigo visitar e comentar em todos os blogs que passo. Acho chato e me cobro por isso. Mas fazer o que? Sou mãe, mulher, filha, estudante, trabalhadora, dona de casa, blogueira, artesã, crafter e professora…ufaaaaaa…. e ainda tenho mil coisas mais a fazer… Tempo é coisa rara na minha vida! Mas fazer o que né? Juro que eu tento não sentir angustia, mas é difícil demais! Ajuda a amiga aqui!! hehhe Linda amooo por demais da conta o bicha fêmea e suas postagens maravilhosas!! Beijocas Andreza

    1. Lidiane Vasconcelos comentou:

      Eita, Andreza!
      Faça uma forcinha e não se cobre tanto.
      Eu sei que o Bicha Fêmea é querido por você e por tantas outras bichas fêmeas navegantes, mas também sei que nem sempre é possível comentar.
      Da minha parte, jamais se sinta cobrada por visitas ou comentários, viu?
      Aliás, se essas cobranças começam a surgir em demasia por parte de uma outra blogueira, penso que seja hora de repensar as relações bloguísticas.
      É como faço. Eu visito os blogs e comento quando estou a fim, me sinto motivada a isso. Se a pessoa quer de mim um comentário forçado, que relação é essa?
      Esquisito, né?
      Fique bem, bonita!
      :*
      Lidi

  34. Vanessa Maurer comentou:

    Aff, me vi estampada nua e crua agora… e olha que meu bloguinho é bem pequeno, humilde e tem quase nada de comentários… mesmo assim, a vida real nos chama para as nossas obrigações de fato… a vida virtual é uma extensão e não pode tomar mais o tempo do que a outra… Conciliar tudo é de cada um… mas, acredito que tentando se organizar com o seu tempo, a gente consegue ao menos dar uma vista geral e fazer os apanhados das prioridades… afinal, a vida é assim e aqui na net não poderia ser diferente… temos que ser mais leves, sentir mais prazer… do contrário, qual sentido teria trazer mais uma obrigação pesarosa para as nossas vidas?
    Beijocas Lidiane…

  35. Sheila Vidal comentou:

    Oi Lidiane, É a primeira vez que passo por aqui (recomendação da Rita, do pinto mais não bordo), e adorei este post. Olha que o meu blog nem decolou ainda e já estou na “obriga”, é que na verdade neste mundo virtual se tem a oportunidade de conhecer pessoas sensacionais, e a vontade é de interagir o tempo todo. Mas é difícil! São mts impedimentos, no meu caso começa que eu e meu blog não somos conhecidos ainda. Snif, snif. Mas eu chego lá! Na verdade eu acho que toda mulher (ainda mais se for blogueira) quer ser um polvo, para conseguir fazer tudo o que gostaria e também que precisa em um dia de apenas 24hr. Mas o que realmente importa, é que virtual ou não; amigas são para sempre! Por isso demore para comentar ou não,PREVALEÇA A TEMPERANÇA!!!. Vou visitar e comentar p/ quem eu gosto. Vou aguardar o mesmo. Ainda que demore, eu aguardo uma visitinha sua “ansiosa” mas paciente! Adorei seu blog. Bjks e fique c/ Deus!!!

    1. Lidiane Vasconcelos comentou:

      Oi, Sheila!
      Bem vinda ao Bicha Fêmea!
      Aguarde que, devagar e sempre, vou fazendo visitas pela blogosfera afora.
      Mas sem estresse… 😉

      Beijos,
      Lidi

  36. Taís Diniz comentou:

    Adorei o post….sinto tudo o que esta escrito…é de pirar…!!!
    Vou me organizar…depois conto! Bjos!

  37. Patricia comentou:

    Interessante este post e sem dúvida enquadra na perfeição o estado de espírito de algumas blogueiras.

    Eu não tenho amizades reais, depois de tantas desilusões, resolvi fazer uma pausa e ela está a prolongar-se, paciência! ” Antes só que mal acompanhada.”

    No entando, tenho descoberto pessoas maravilhosas pela net, com quem inclusive tenho aprendido imenso, readquirindo hábitos antigos, como a leitura e enriquecendo muito enquanto ser humano.

    Este entrosamento é tão prazeroso que por vezes apanhava-me ansiosa pelo próximo post, a necessidade em fazer-me presente era grande.

    Mas, a vida real é muito exigente e é preciso adquirir disciplina, não é saudável descuidar da vida real, ela é essencial para nosso equilíbrio pessoal e nossa felicidade.

    Beijinhos para ti Lidi e mais uma vez, parabéns por este espaço fantástico.

    Bom fim de semana!

  38. Sylvia comentou:

    Muito bom esse post, realmente acho que muitas blogueiras passam por isso. Ainda tenho poucos comentários, mas não me estresso por responder a todos. Meu tempo é muito corrido, acho que uma boa noite de sono é fundamental. Leio muitos blogs sempre que posso, comento quando tenho tempo, faço postagens, também quando o tempo me permite. Mas acho que não me esquento com nada. Admiro os trabalhos de todas as blogueiras, que fazem até mais de um post diário, me divirto muito com tantas idéias, tanta criatividade e tudo isso enriquece as nossas vidas. Não quero sentir culpa por não responder a todos os comentários. Leio a todos, sim, na maior alegria, mas seria difícil responder sempre. Comento quando dá, respondo quando posso, mas adoro o trabalho de dedicação de todas vocês. Mas culpa não, só pensamentos em coisas positivas. Para que o blog não se transforme em uma obrigação, mas sim em um enorme prazer. Acho que quando nos dividimos entre muitos afazeres e o nosso dia a dia é corrido o jeito é desfrutar do que podemos e fazer da forma mais agradável. Bjs

  39. Lidiane Vasconcelos comentou:

    Oi, Fatima!
    Não sei se pode ajudar, mas escrevi um post (há um certo tempo) a pedido da Lelê, que também é blogueira. Ela queria saber como eu gerenciava minhas visitas bloguísticas, e o resultado está neste post: http://www.bichafemea.com/2010/06/11/organizacao-blogosfera/

    Espero que você encontre seu ponto certo de dedicação ao blog. :)

    Beijos,
    Lidi

  40. Pingback: “Bloguetiqueta” ou etiqueta na blogosfera: você se importa com isso?
  41. Trackback: “Bloguetiqueta” ou etiqueta na blogosfera: você se importa com isso?
  42. Pingback: Qual blog toda bicha fêmea navegante deveria ler?
  43. Trackback: Qual blog toda bicha fêmea navegante deveria ler?
  44. Pingback: Resoluções de bem-estar para 2012… você pensou nisso?
  45. Trackback: Resoluções de bem-estar para 2012… você pensou nisso?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *