Início » Comportamento » Uma bicha fêmea por outra: Rejane Batista

Uma bicha fêmea por outra: Rejane Batista

Além de jovem, bonita e inteligente, o que mais chama a atenção nos seus posts é outro atributo: a efervescência de ideias extremamente criativas e a sua disposição para colocá-las em prática a fim de deixar a casa toda embonecada.

Quem acompanha a Rejane, dona do frequentadíssimo Casa Corpo e Cia, acaba sendo envolvida por esse faniquito decorativo que toma conta da blogueira, e contagiada pelas inspirações da moça, sai louca e descontrolada querendo embonecar sua casa também…

Não raro a Rejane publica posts de leitoras que ficaram inspiradas por suas criações, que foram tocadas pelo seu entusiasmo no cuidado com a casa, que não têm vergonha de mostrar seus mimos artesanais, feitos com suas mãos, carinhosamente confeccionados para deixar o dia a dia doméstico mais colorido, doce, singelo…

Que mullher é essa que estimula tanto uma audiência feminina ávida por “brincar de casinha”? Ah! Se você ainda não conhece, bonita… perdeu um bocado de tempo nessa blogosfera, viu?!

Rejane, que é natural de Vitória – ES, mas mora em Nova Iguaçu – RJ, tem o desejo aguçado pela criação desde criança. “Sempre fui muito criativa, e em cada etapa da vida, de uma forma. Na infância era criativa para arrumar meus brinquedos, em inventar brincadeiras, em fazer roupinhas para as bonecas. Na adolescência era criativa com papéis, agendas e diários… Cresci, casei e a criatividade continua na forma como cuido da minha casa”, revela.

Essa blogueira tão talentosa e cheia de invencionices é igualzinha e você e eu. Tem o dia a dia cheio de afazeres, e alimenta sonhos como qualquer uma de nós. Um olhar desavisado pode levar a gente a pensar que seu maior desejo é ser decoradora, mas ela entrega que, na verdade, não é bem isso: “por mais surpreendente que seja, sempre me vi como uma paisagista, nunca como decoradora. Decorar é uma brincadeira para mim, como se eu estivesse arrumando uma casinha de boneca em escala maior, entende?”

Os sonhos de Rejane vão além…até mesmo para longe do mundo virtual, de certa maneira. Mas continua reinando em seu íntimo a vontade de mostrar tudo o que faz: “Um dia ainda vou morar em uma cidadezinha litorânea e vou ter uma banquinha exposta na praça. Mas já tenho meu trabalho, então seria como uma diversão. É gostoso mostrar o que a gente faz e as pessoas gostarem”.

A seguir, acompanhe muito mais sobre o que pensa essa blogueira experiente e contagiante, que conseguiu transformar o seu blog num espaço virtual tão bem sucedido em popularidade e interatividade…

Sobre o Blog

Casa Corpo e Cia é o nome de um blog com vocação para a variedade de assuntos. Entretanto, quem te acompanha percebe que o assunto Casa & Decoração impera absoluto no seu espaço virtual. O que mudou, desde a criação do blog, para que essa temática viesse cada vez com mais força para o centeúdo do seu blog?

“Na verdade não mudou, mas o blog é sobre a minha vida, as coisas que faço como um todo. Os posts tem imagens de minha autoria -exceto do cantinho da leitora- são as coisas que eu faço. No momento eu curto muito cuidar da casa e é esta minha vida no momento; então é o que mais se vê lá no blog, mas amanhã eu posso virar uma instrutora de mergulho -vai saber, né? rsrs- e isto será o foco no blog, porque é o que eu vivo no momento. Mas como você disse, é um nome com vocação para variedades de assuntos, e por isso quando quero e dá, falo de outras coisas também. Bucha vegetal, passeio, receitas…

Muitas coisas que vivo no dia-a-dia são experiências que não serão úteis para minhas leitoras como são os posts de “decoração econômica” por exemplo. Daí prefiro não postar. Não gosto também de seguir tendências. Por exemplo: O assunto das últimas semanas foi o casamento real. Enjoei de ver blogs no meu painel falando da mesma coisa. Dias das mães chegando? Todo mundo falando disso. Nada impede de fazer um post falando sobre o assunto do momento, mas com uma visão pessoal de quem escreve e não cópia de artigos de revistas e sites e que não seja todo dia, né? rsrs.”

Seu blog tem uma marca registrada: muitas brincadeiras que desencadeiam muitos comentários. As brincadeiras são sempre um sucesso porque as leitoras ficam loucas para ganhar os mimos que você promete para elas. De onde vem tanta criatividade na gestão do blog?

De apenas um lugar: a minha falta de paciência de administrar um sorteio convencional. O primeiro sorteio do blog que fiz deu a maior trabalheira, conferir tudo, numerar, etc. Fiquei com trauma. Não gosto de nada complicado e demorado. Aí surgiu a idéia de fazer um sorteio “livre”. Os comentários seguem uma ordem numérica (como uma ordem de chegada); então isso é ótimo! Agora eu faço o sorteio e logo já sei quem ganhou e as chances são iguais pra todo mundo. Tanto que já ganharam sorteios pessoas que nem tem blog, ou pessoas que acabaram de fazer um blog.

Agora já tem outras formas de sortear, um tal de “contest machine” (acho que é isso), mas eu sou totalmente atrapalhada com tecnologia, então…

E sabe também? É gostoso demais ver a euforia delas ao se aproximar do comentário que será o premiado. Acaba sendo uma brincadeira mesmo.

Você mostra o quanto fica feliz com a repercussão de seus posts, e já disse mais sobre como se sentia, em mais um de seus posts sobre decoração: “Eu estou me sentindo com uma enorme responsabilidade, pois tenho mudado a vida das pessoas! Nunca imaginei que um dia seria capaz de fazer a vida de uma família mudar e ser mais feliz, sem sequer conhecê-los! E não tem sido só de uma família, são várias! … Estou com as mãos trêmulas, o coração acelerado e um misto de apreensão e alegria por vocês me colocarem num pedestal todos os dias. Vocês me dão muito ânimo!” Imaginou que seu blog pudesse chegar a tanto?

Não imaginei! Quando fiz o blog, não pensei nisso! Até hoje fico olhando os posts, comparando com os mais antigos e vejo que tudo foi uma grande evolução. Até as maçãs de tecido eu comparei: a primeira simplesmente ficou horrorosa ao lado da que faço hoje. Praticar, fez com que eu fizesse maçãs mais bonitas e uniformes. Continuar blogando fez com que eu amadurecesse cada vez mais. Pensando assim, acredito que posso ir mais longe com o tempo…

Na minha vida foi asism. Há uns anos atrás, eu não tinha computador e não sabia o que era e pra que servia a internet. Hoje eu tenho dois computadores, internet banda larga e um blog aberto para o mundo! E ainda existe uma ferramenta para traduzir textos, então eu posso ler e ser lida em qualquer língua! Não é maravilhoso?

Sobre a blogosfera

Seu blog é cheio de dicas do tipo “como fazer”, e dentre elas uma das que mais fazem sucesso é o post que dá dicas sobre como tirar fotos melhores para o blog. No post você cita que contactou duas blogueiras que tinham fotos lindas, mas não teve resposta. Você não desisitiu. Aprendeu sozinha como fazer, e depois ensinou no blog para quem quisesse aprender. Ao contrário do sentimento que parece existir no coração de algumas blogueiras, você não tem medo de concorrência?

Eu não consigo enxergar esta “concorrência”. Concorrência de quê? Eu não ganho nenhum dinheiro com o blog! Não vivo dele. Concorrência de seguidores e comentários, pra mim é mesquinharia. Fico feliz em divulgar um blog, dar dicas abertas para todos. Fazer o cantinho da leitora tem me deixado muito satisfeita, pois elas sempre ganham mais seguidores e leitores por causa do meu blog. Assim como eu fico feliz demais quando falam de mim, do blog, quando sou convidada para uma entrevista dessa, por um blog do calibre do seu…

*Não estou puxando saco não, viu gente? Eu acompanho o Bicha Fêmea de longas datas e sou admiradora e fã da Lidi. E não é de hoje! rsrs.

Outro dia recebi um comentário me perguntando se a minha cozinha ficava sempre arrumadinha como nas fotos. Claro que não! Eu a uso.” Essa sua fala, no post intitulado “Minha cozinha não é de enfeite!” comprova que expor a casa na internet pode dar margem a construção de imaginários na cabeça de quem vê ou lê os posts. Isso te incomoda?

Ah sim! Tem gente que fantasia muito. Já chegou ao ponto de achar que eu sou fake! Agora vê! Minha casa existe, eu existo e minha vida não é perfeita, apenas vivo intensamente. Vivo o máximo que posso e faço o máximo de coisas que posso. Mas isto não me incomoda, sei que expor a vida, as coisas, interessa e disperta curiosidade.

Recentemente você disse que estava desanimada e chegou a pensar em parar de blogar, pelo menos por um tempo. Você se mostrou chateada com as cobranças que vinha recebendo de algumas leitoras que pediam visitas, comentários, e que você seguisse seus respectivos blogs. Essa é a parte desagradável de blogar?

Como já disse, minha vida não é perfeita, existem problemas do dia-a-dia. Já vivi muitas coisas e já sofri muitas outras, mas nunca falo de nada disso no blog.

Eu não estava em uma semana muito boa, alguns contratempos na minha vida pessoal, e o blog pra mim é um escape, relax… então não faz sentido procurar meu prazer (o blog) e ver cobranças, falta de educação, pressão. Então eu resolvi falar, já que tenho problemas na vida “de verdade” como todo mundo (vida de verdade = vida off-line). Não que a minha chateação tenha sido causada exclusivamente pelo blog, mas foi um somatório com as outras coisinhas… Engraçado que eu nunca falei assim da minha vida lá, e fiquei surpresa com a manifestação das minhas queridas. Muito muito a favor. Apenas uma ou duas contra, mas faz parte, não dá pra agradar a todos pintando rosa, né? (risos).

Rejane, só no trololó…

1 – Um blog me conquista quando… mesmo que seja simples, não tenha erros de portugês e mantenha um padrão nos posts.

2 – Toda blogueira deveria… ser autêntica sem ferir ninguém. Ter classe para criticar e discordar.

3 – A blogosfera é… um mundo à parte ao qual muitos “ainda” desconhecem. Amo fazer parte disso.

Mais no Bicha Fêmea…

Uma bicha fêmea por outra: Larissa Lieders

Uma bicha fêmea por outra: Veronica Kraemer

Uma bicha fêmea por outra: Katia Bonfadini

Uma bicha fêmea por outra: Margaret

Uma bicha fêmea por outra: Cláudia Ramalho

Receba todo dia, como centenas de leitoras, o Bicha Fêmea no e-mail. | Assine. É grátis!

Junte-se aos + de 1.000 seguidores do Bicha Fêmea no Twitter. Corre! | @bichafemea

Entre na grande rede de amigos do Bicha Fêmea no Orkut. Atualize-se! | Adicione!

Conheça o Mercado de Artes, a loja virtual do blog Bicha Fêmea. | É por aqui, basta clicar!

 

33 comentários sobre “Uma bicha fêmea por outra: Rejane Batista”

  1. Joana Campos comentou:

    Arrasou Lidi!
    Mais uma vez!
    Amo ler a Rê…amo….me inspiro muito nela, as brincadeiras que vc citou aí, eu faço no meu blog tbém, pelo mesmo motivo que ela, STRESSEI ao fazer um unico sorteio no blog….e me inspirei/copiei dela! e falei isso pra ela KKKKK

    Taí, 2 blogueiras que eu adoraria conhecer na vida real….já imaginou nos 3 sentadas em um café? cada uma falando mais que a outra! KKKK

    Dooooorei!
    Beijo Rê!
    Beijooooos Lidi! arrasou!

    1. Lidiane Vasconcelos comentou:

      Ah, Joana! Eu vi que você se inspirou nas brincadeiras da Rejane para fazer algo parecido no seu blog. 😀

      Mulher, já pensou se a gente se encontrar mesmo, hein? Quem saber?! 😉

      Que bom que você gostou! 🙂

      :*
      Lidi

  2. Glaucia comentou:

    Que linda! Vou lá conhecer o blog dela … Parabéns a ela por estar aqui no Bicha Fêmea!!!!

  3. Fabiana Correia comentou:

    Maravilha!!!! A Rejane é isso tudo mesmo que tu descreveu Lidi. O que me encanta nela, é a sempre alegria, que agente percebe em seus posts, além da sempre disponibilidade dela em nos mostrar tudo. Me cansa só eu ver ela colocando a mão da massa, pintando, emassando, rsrs.
    E olha, vc sempre uma ótima escritora viu?

    Bjs Lidi e muito sucesso para as duas.

    1. Lidiane Vasconcelos comentou:

      Eita!
      Obrigada pelo “ótima leitora”, Fabiana! 🙂

      :*
      Lidi

  4. Joselma comentou:

    muito boa essa entrevista com a Rejane .
    assim pude conhecer melhor , essa pessoa maravilhosa , com ela estou aprendendo muita coisa ,de não falar da vida pessoal ,coisa que antes, tudo que eia fazer todo mundo ficava sabendo ,o que comprei, ganhei,pedi.
    era uma bagunça minha vida. agora estou bem melhor,fico mais dentro de casa , cuidando da minha casa.
    bjs.

    1. Lidiane Vasconcelos comentou:

      Oi, Joselma!
      Seja bem vinda! 🙂

      É verdade, a Rejane ensina duas coisas através do blog dela: coisas mimosas para quem quer “colocar a mão na massa” mas precisa de inspirações, e a forma discreta e comedida na exposição da vida na internet. Ela se mostra na medida certa, dando personalidade ao blog mas sem fazer dele um BBB, né? É uma excelente referência para a gente. 🙂

      Se quiser acompanhar cada novidade que aparece no Bicha Fêmea, você pode assinar e receber gratuitamente em seu e-mail clicando aqui: http://feedburner.google.com/fb/a/mailverify?uri=blogbichafemea&loc=pt_BR
      Beijos
      Lidi

  5. Priscila Oliveira comentou:

    Oi Lidi, adorei a entrevista com a Rejane, gosto muito do blog dela, acho bem interessante a maneira como faz as postagens, sempre dou uma passadinha por lá, nem sempre comento devido aos muitos blogs que tenho que visitar e os comentários e perguntas que procuro responder mas que nem sempre consigo devido a correria do dia a dia, inclusive achei bastante interessante o post que ela fez falando dessa pressão que realmente existe, um dia desses recebi uma cobrança de uma leitora, fico chateada por não poder atender a todo mundo! Mas de vez em quando deixo um comentário lá!
    bjs para as duas!

    1. Lidiane Vasconcelos comentou:

      Pois é, Priscila. Isso parece que é um problema recorrente entre algumas blogueiras.

      Eu não sofro esse tipo de cobrança, ou pelo menos não me sinto cobrada. Eu acredito que comigo isso tem sido tranquilo porque cortei o mal pela raiz logo no início. E aqui eu não me refiro ao mal que venha de fora para dentro, ou seja, da cobrança de leitores, mas o que vinha de dentro para fora, isto é, a cobrança que eu estava fazendo a mim mesma… dá para entender?! 😮

      Já conversei com blogueiras por e-mail sobre isso, e a queixa é sempre a mesma: sentimento de culpa. A verdade é que quando o Bicha Fêmea era menor, eu tinha mais tempo para ir de blog em blog. Quando ele começou a crescer, e isso deixou de ser possível, também comecei a sentir culpa. Isso fazia com que fizesse essa cobrança de que falei… até que me toquei de que estava tudo errado!

      Assumi de uma vez por todas que não sou a mulher maravilha em nada nessa vida, e por que seria como blogueira? Então, inventei o meu jeito de gerenciar meu relacionamento com minhas leitoras que também são blogueiras.

      Hoje em dia, eu tenho uma rotina de visitas, e comento quando sinto vontade de comentar. Eu não me cobro pelas visitas que não consigo fazer, porque tenho outras áreas da vida e da gestão do blog que exigem minha atenção. Assimo como também não me cobro para comentar em cada post que visito. Porque se fosse assim, seriam comentários pobres em naturalidade, não é?

      Mas isso foi todo um processo que eu vivi, e pode não funcionar para outras pessoas, não é verdade? O importante é cada blogueira achar seu ponto de equilíbrio e dar um basta quando isso se torna uma fonte de sofrimento. 🙂

      Beijos, Pri!

      Lidi

  6. Casa Corpo e Cia. comentou:

    Lidi, você é uma excelente escritora.
    Puxa! Fiquei impressionada quando comecei a ler a introdução do post. Quanta palavra bonita, bem escrita, bem colocada… Por isso e mais admiro você!

    E te agradeço de coração por abrir este espaço pra mim no seu blog.
    No próximo post eu deixo um link lá para esta maravilhosa homenagem.
    Beijos e lindo dia!

    1. Lidiane Vasconcelos comentou:

      Gostou, Rejane? 🙂
      Ai, que bom!
      Pronto! Ganhei o dia! 😀

      Beijos,
      Lidi

  7. Janice comentou:

    Lidi,
    adorei a entrevista com a Rejane…adoro o blog das duas.
    Beijo:)
    Janice

  8. Kris Kabral comentou:

    Oi Lidi,
    Que bom conhecer um pouquinho mais da Rejane, já acompanho o blog dela e adoro! =)
    Bjinhos

  9. Eliane Gomes Fernandes comentou:

    Olá Lidi, acompanho seu blog já há bastante tempo, mas não me lembro de ter feito algum comentário. Sabe, passeo por muito blogs e acabo não comentando. Mas como tenho um blog agora, ví que os comentários são importantíssimos, por isso estou me disciplinando e quando gosto de alguma coisa que leio, vou comentar. Como este seu post sobre a Rejane. Eu tb visito muito o blog dela e acho demais. E adorei a entrevista que fez com ela! Meus parabéns!

    Beijo

    Eliane (Leituras de Eliane)

    1. Lidiane Vasconcelos comentou:

      Oi, Eliane!
      Sim! Você já havia comentado no Bicha Fêmea. 😀
      E eu fico contente por mais esse comentário, porque sinto naturalidade nele. Esses comentários são os melhores, porque eu sei e sinto que não são “forçados”, como aqueles que dão a impressão que são uma assinatura de livro de presença. Sabe como é? … ehehehehehehe… 🙂

      Fico feliz que você tenha gostado da forma como a entrevista foi feita. Obrigada pelo feedback. 😀

      Beijos,
      Lidi

  10. Amehlia Digital comentou:

    Olá prá dona do Pet côdirosa! =)
    Foi bom conhecer um pouquinho mais de Rê.
    Realmente mto talentosa e com um diferencial, disposta a ensinar. Infelizmente, encontramos ainda mta “concorrência” entre blogueiras, onde se vc faz algo entende-se q ninguém pode fazer semelhante.
    E gosto do cantinho dela que faz o contrário, fica feliz qdo alguém faz um “plágio” de suas obras, mostrando que aprenderam com ela. Merece nosso respeito e carim nunca é demais…=)
    Parabéns pela prosa!
    Um bejim procê e outro prá Rê!

  11. Nadja comentou:

    Oi Lidi excelente a entrevista com a Rejane, também sou fã dela.
    Ela já é um sucesso na blogosfera, para a Rejane eu tiro meu chapeu.
    Parabéns!
    Beijão

  12. Ivani Ferreira comentou:

    Olá!!

    Estava seguindo a Rejane a pouco tempo e desde que comecei a fazer isso me encantei pelo cantinho dela e hoje no fim de um post dela encontrei o seu e também amei!!

    Tentei seguir mas não sei se consegui (o procedimento é diferente dos outros bloggers), caso eu não tenha conseguido me explica como faço? Gostei muito do teu blog e queria ler sempre!!
    Até mais um ótimo FDS!

    1. Lidiane Vasconcelos comentou:

      Bem vinda ao Bicha Fêmea, Ivani!
      Fico feliz que ao chegar no blog você tenha gostado do que encontrou. 🙂

      Você não é a primeira a ter alguma dificuldade inicial para “seguir” o Bicha Fêmea. Se você quiser receber as atualizações diretamente no seu e-mail, clique aqui: http://feedburner.google.com/fb/a/mailverify?uri=blogbichafemea&loc=pt_BR

      Para seguir de outras formas, como por exemplo, colocar na sua lista de links do blog, fiz um post só para explicar isso em outra ocasião. Está aqui: http://www.bichafemea.com/2010/06/02/como-ser-seguidor/

      Espero que ajude!
      Beijos,
      Lidi

  13. Jô Reis comentou:

    A Rejane é uma fofa, adoro o blog dela!!

  14. Leticia comentou:

    A Rê é um doce de pessoa… fora q é a criatividade em pessoa! Adoro o blog dela pelas boas idéias que sempre estão no ar…
    Beijos
    lelê

  15. Fernanda comentou:

    Oi moça, menina que coisa gostosa passear por aqui, muita informação de qualidade, entrevistas bem feitas e diversidade de conteúdo, parabéns, sua entrevista com minha irmã de coração abalou…sabia que inaugurei o cantinho da leitora?Luxooo, mas estou muito contente de conhecer este espaço gostoso e e muito bem “alimentado”.

    Abraços e ótima semana

    Fernanda Sahira

    1. Lidiane Vasconcelos comentou:

      Oi, Fernanda!
      Seja muito bem vinda!

      Obrigada por tantos elogios ao Bicha Fêmea. Ele é meu xodó e por isso cuido dele com muito carinho. A intenção é exatamente a de ser um espaço útil. 🙂

      Se quiser acompanhar cada novidade que aparece no Bicha Fêmea, você pode assinar e receber gratuitamente em seu e-mail clicando aqui: http://feedburner.google.com/fb/a/mailverify?uri=blogbichafemea&loc=pt_BR
      Beijos
      Lidi

  16. Mayara Mônica comentou:

    Adorei o post sobre a Rejane, sou fã do blog dela. Fiquei muito feliz em vê-la aqui.

  17. Camila comentou:

    Oi estou amando o blog da Rejane e principalmente pq ela mora em minha cidade Nova Iguaçu. Huhhhuu Nova Iguaçu.
    Amo todos esses blogs de decoração e artesanato e o seu site tb. Bjs!!!

    1. Lidiane Vasconcelos comentou:

      Oi, Camila!
      Bem Vinda! 🙂

      Beijos,
      Lidi

  18. Pingback: Uma bicha fêmea por outra: Juliana Stelli
  19. Trackback: Uma bicha fêmea por outra: Juliana Stelli
  20. vanusa comentou:

    Adorei esse post a muito tempo eu sigo a Rejane e agora concerteza marcarei ponto aki tambem! adorei saber que Rejane mora na mesma cidade que eu moro!

    1. Lidiane Vasconcelos comentou:

      Oi, Vanusa!
      Bem vinda ao Bicha Fêmea! 🙂

      :*
      Lidi

  21. Pingback: Uma bicha fêmea por outra: Tatiana
  22. Trackback: Uma bicha fêmea por outra: Tatiana
  23. Ana Trajano comentou:

    Ah, eu sou fã da Rejane! Ela é minha gurua, minha estrelinha linda que só veio pra fazer a minha vida mais feliz e a minha casinha mais linda! Aprendo muita coisa com ela. Adorei a entrevista. Só li agora! Rsrs. Beijo!

  24. Kelly comentou:

    AMO o blog da Rejane Batista!!!

  25. luma rosa comentou:

    Oi, Lidi!
    A entrevista continua atual, como sempre é a Rejane!
    Hum… será que a Rejane quer ser mergulhadora profissional? Sendo assim, imagina a vontade que terá de decorar o fundo do mar!!
    🙂
    Beijus,

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *