Início » Corpo » Saúde » Cirurgia bariátrica e os cuidados essenciais para o sucesso

Cirurgia bariátrica e os cuidados essenciais para o sucesso

Quem já tentou diversas formas de perder peso e hoje se encontra com o peso elevado, com problemas de saúde, a cirurgia pode ser o melhor caminho. O primeiro procedimento a ser tomado, é encontrar um cirurgião que passe segurança e discutir com ele os riscos e benefícios desse processo.

Muitos cirurgiões contam com uma equipe com nutricionistas e psicólogos, devidamente preparados, o que facilitará todo processo a ser desenvolvido.

Como a cirurgia é um procedimento invasivo, o paciente deve estar consciente dos riscos cirúrgicos e pós cirúrgicos, e ter clareza e consciência de que o sucesso depende de suas próprias mudanças de atitudes em relação a sua alimentação, seu emocional e atividade física.

Muitos pacientes criam a ilusão de que a cirurgia é um procedimento mágico, e que toda fome irá desaparecer, e que depois da tomada da cirurgia terá forças para controlar o desejo de comer. Importante esclarecer que a vontade e a compulsão pela comida não cessa com a cirurgia, e que precisa mudar de comportamento antes mesmo de se operar.

No pós cirúrgico, todo alimento que ingerir precisa ser medido e controlado, mas com o passar do tempo, observamos que muitos pacientes começam a comer alimentos que seriam proibidos, abandonam a terapia e o nutricionista, pois acreditam que sozinhos podem dar conta de todo processo.

Segundo Cruz e Morimoto, a cirurgia não finaliza o tratamento da obesidade, pelo contrário, é o início de um período de um a dois anos de mudanças comportamentais, alimentares e de exercícios, com monitoração regular de uma equipe multidisciplinar de profissionais de saúde (CRUZ, M. R. R. & MORIMOTO, I. M. I., 2004).

Imagens: stock.xchng

 Psicóloga e especialista em Transtornos Alimentares, Luciana Kotaka desenvolve seus trabalhos há mais de 14 anos, sendo referência nesta área por realizar atividades focadas em tratamentos que envolvam a relação direta entre o distúrbio do peso e a psicologia. Luciana Kotaka edita o site Comportamento Magro.

 

Faça como a Luciana, e envie conteúdo colaborativo para o Bicha Fêmea!

Mais no Bicha Fêmea…

Colesterol alto? Invista na reeducação alimentar!

Alimentos gordurosos versus escolhas saudáveis.

Erros comuns que podem estragar sua dieta.

Emagrecimento e organização.

Comer bem para viver melhor

Navegue no Bicha FêmeaInício > Corpo> Saúde> Cirurgia bariátrica e os cuidados essênciais para o sucesso

Receba, assim como centenas de leitoras, o Bicha Fêmea no e-mail. | Assine. É grátis!

Junte-se aos + de 1.000 seguidores do Bicha Fêmea no Twitter. Corre! | @bichafemea

Entre na grande rede de amigos do Bicha Fêmea no Orkut. Atualize-se! | Adicione!

Conheça o Mercado de Artes, a loja virtual do blog Bicha Fêmea. | É por aqui, basta clicar!

 

7 comentários sobre “Cirurgia bariátrica e os cuidados essenciais para o sucesso”

  1. Glaucia comentou:

    To na fila para fazer a minha, com a maior preocupação do mundo e um desejo enorme de melhorar!

  2. Gleici Schiavo comentou:

    Olá querida amiga! Primeiramente gostaria de agradecer novamente a ajuda com o quarto da minha princesa! Estamos em reforma e quase terminando, assim que terminar mandarei as fotos para que publique heim. Daqui uns dias irei precisar de dicar para minha cozinha e espero contar novamente com vc e as amiguinhas…
    Bom eu fiz a cirurgia a mais de uma ano e passei dos 119 k para os 80 ( meu peso atual porém não final, ainda quero perder mais um pouquinho). Olha eu como de tudo, mas pouco como uma pessoa normal deve fazer. Não me privo de nada que tenho vontade, mas não exagero. Alguns doces e frituras me deixam tonta, fraca e suando… passo mal mesmo, isso chama-se dupping. No dia da cirurgia e após ela (uns poucos dias) me arrependi muito por causa das dores pós cirugicas, do processo do primeiro mês que tomamos apenas caldos e sopas, depois desse mês ainda nos sentimos com uma sensação ruim quando comemos, passamos mal… isso tudo porque nosso estômago se compara a de um bebê que precisa aprender a digerir novamente. Mas digo que foi a melhor coisa que fiz na minha vida! Hoje posso brincar com minha filha, andar de bicicleta, cuidar da minha casa, andar, etc… voltei a vicer o que antes tudo era limitado. Sou uma pessoa feliz porque sei que quando chegar o frio vou poder usar calças, coisa que antes não fazia muito pois não achava as que coubecem e quando achava me apertavam muito. uso salto alto, me arrumo, maqueio, namoro meu marido gostoso e ainda faço de tudo! Bjsu

    1. Lidiane Vasconcelos comentou:

      Oi, Gleici!
      Mulher, vai ser ótimo se você mandar as fotos do quarta da pequena depois de pronto. Manda, sim! 🙂

      Ah! Obrigada por deixar seu “depoimento” sobre a cirurgia bariátrica. Foi ótimo porque você mostrou os dois lados do processo. Ficou claro o quanto esse tipo de cirurgia pode mudar a vida de alguém, mas as coisas não caem do céu porque exige esforço, disciplina e tudo pode ser bem doloroso.

      Obrigada por sua contribuição tão valiosa!

      Beijos,
      Lidi

  3. Beta comentou:

    Este tma é ótimo!!
    Parabéns pela contribuição!

    Beta

  4. rita pimenta comentou:

    Pois é, fiz a cirurgia bariatrica depois de me preparar por um ano e meio, pois acho que a cirurgia é o último remédio. Não pode ser utilizada antes de todas as tentativas possíveis, nem por gente tão jovem que nunca tentou fechar a boca e fazer exercícios.
    É uma mudança para toda a vida. Há um ano renasci e hoje, 30 kg a menos me sinto bem disposta e feliz, acabou a diabetes, as dores nos joelhos e coluna, os inchaços nas pernas., o cansaço eterno, reencontrei meu queixo, meu pescoço e isso é muito bom. Mas o cuidado é constante, senão tudo volta. Bjs. Rita

  5. Pingback: Quanto você já bebeu de água hoje?
  6. Trackback: Quanto você já bebeu de água hoje?
  7. silmara dos santos comentou:

    tenho dois meses de operada, e emagreci apenas 16 kg, é normal, e eu to discuidando da minha dieta, isso faz eu nao perder peso? me ajude e responda, obrigada, obs; preciso perder 45 kg

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *