Início » Comportamento » Chutando o balde…

Chutando o balde…

Para muitas pessoas o fim de semana representa deixar todo o empreendimento realizado durante a semana de lado. Para isso se ouve muitas justificativas, nas quais se apóiam como se fosse provas reais de que não podem ou conseguem se cuidar.

Mas o que acontece que a motivação se evapora e a comida se torna novamente a única fonte de prazer nesses dias?

Simples, pois se convencionou que fim de semana é o momento de relaxar, curtir os amigos, ir ao cinema e comprar pipoca com coca cola, pedir pizza, sobremesa, e uma bela feijoada.

Que falta de comprometimento com você! Parece que seu desejo de ficar bem e saudável não é prioridade em sua vida, mas comer uma pizza com bordas de catupiry, isso sim, é imprescindível. Importante reavaliar conceitos a respeito de uma boa alimentação, mas principalmente rever hábitos já instalados que não são efetivos para sua perda de peso.

Recentemente, fui a um local que vende lanches bem badalado em Curitiba, e dentro do cardápio gorduroso e saboroso (sem dúvida), escolhi um cachorro quente de rúcula e tomate, onde pedi a troca do queijo parmesão com o queijo de minas. Estranho? Uma delícia!

É importante ousar, experimentar novos sabores, nos permitir novas experiências, pois somente desta forma, poderemos ser diferentes e mudar hábitos e gostos.

Vale a dica já para esse fim de semana, e boa sorte!

Imagem: stock.xchng

Pela Psicóloga Luciana Kotaka via Conteúdo Colaborativo
Comportamento Magro

 

Mais no Bicha Fêmea…

Passar fome emagrece?

Perfeccionismo e obesidade.

Expectativas reais: você tem?

Você é confiante?

Como sentir-se confiante.

Navegando no Bicha Fêmea – Início > Bem Viver> Comportamento> Chutando o balde…

Quer as novidades do Bicha Fêmea? Receba gratuitamente em seu e-mail!

Conheça o Mercado de Artes, loja virtual do blog Bicha Fêmea. É por aqui >>>>>> basta clicar!

6 comentários sobre “Chutando o balde…”

  1. Coisas da Gigi comentou:

    Ai tá tão dificil de fazer uma reeducação aqui em casa, é o seguinte: Eu preciso, o marido precisa, a bonequinha precisa, mas a gente não se acostuma. Preciso fazer uma revolução nesse começo de ano.
    Linda você já visitou o novo Coisas da Gigi hoje? Não? Dá uma espiada lá: http://www.coisasdagigi.com.br. Te aguardo,

    1. Lidiane Vasconcelos comentou:

      Oi, Marília!
      Sabe o que eu acho? Grandes revoluções sempre causam maiores resistências. Eu sou a favor de fazer uma mudança de hábitos gradativa, porque a gente vai se acostumando aos poucos. A menos que um médico determine que a mudança radical é imprescindível, né? Se for assim, ou vai ou racha! Se não for, vai com calma que você consegue, bonita!

      Eu, por exemplo, sempre gostei de salada mas não era assim louca da vida por elas, sabe? De modo que se tivesse, ótimo, se são tivesse, sem problemas. Daí minha falta de vontade de estar na cozinha contribuia para que eu pulasse o preparo da salada.

      Até que… eu descobri minha tendência ao colesterol alto. Tive que começar a fazer algumas trocas, e privilegiar vegetais. Fui fazendo aos poucos… resultado: hoje, se não tiver salada e vegetais cozidos na minha refeição, sinto falta mesmo! Viu? Isso para mim é uma revolução! 😀

      Hoje em dia, aprendi a gostar de fazer caminhada e andar de bicicleta. Mas sabe do que sinto falta? De tonificar meus músculos e melhorar minha postura. Então, meu próximo passo é criar vergonha na cara (rsrsrsrs) e inserir o pilates na minha rotina. Falta a motivação para isso, mas eu vou conseguir. Ah, vou!

      Me aguarde que logo logo chego no seu novo blog, viu? 😉

      Beijos,
      Lidi

  2. Pingback: Tweets that mention Reeducação alimentar -- Topsy.com
  3. Trackback: Tweets that mention Reeducação alimentar -- Topsy.com
  4. Nadja comentou:

    É isto ai belo post, reeducar para ter uma vida mais saudável, principalmente depois dos enta. Vale a pena osacrifício, e depois acostuma.
    Bjos Valeu pela dica

    1. Lidiane Vasconcelos comentou:

      As dicas da Luciana Kotaka são sempre ótimas, ‘né?
      Eu vou por aqui lendo e ficando bem atenta, me esforçando para fazer a coisa certa. Assim, quando chegar nos “enta”, já estarei “na linha”. 😀

      Beijos, Nadja!

      Lidi

  5. ana comentou:

    é aqui em ksa todo mundo precisa urgentemente de uma forma nova de comer de viver de tudo só que com esses biscoito fica dificil não pensar num café quentinho pra acompanha-los……. mas vamos tentar em breve sem data marcada. bejim adorei a dica….. pro fim de semana chuvoso hum!!!!!! sei não!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *