Início » Corpo » Saúde » Colesterol alto? Invista na reeducação alimentar!

Colesterol alto? Invista na reeducação alimentar!

Você foi ao médico verificar como anda sua saúde e descobriu que tem tendência a ter o colesterol alto. Assustou? Eu também, porque comigo aconteceu exatamente assim.

Você deve ter ouvido do profissional que consultou que é importante praticar exercícios, sim? Aliado a isso, deve fazer uma reeducação alimentar a fim evitar alimentos que favoreçam o aumento do colesterol. Como é esperado nessas horas, há uma série de dúvidas práticas quanto isso, não é verdade?

Já que estamos falando de praticidade, a gente sabe que isso rima com simplicidade. Como tudo na vida, muitas vezes as mudanças bruscas acabam desestimulando a gente para a mudança radical nos costumes. Comigo tem sido assim, e aos poucos é que vou mudando alguns de meus hábitos alimentares. Quando já me adaptei a algo, avanço para novas mudanças. Já está na hora de você começar a agir quanto a isso também, bonita? Vamos lá…

Consultei a Dra. Kilza Miranda, que é Nutricionista e responsável pelo site Kilza Koch. É ela quem dá dicas e orientações básicas para pessoas como você e eu, que querem fazer mudanças no hábito alimentar e usar isso como aliado definitivo na prevenção do aumento do colesterol ruim no organismo. É importante salientar, entretanto, que a consulta com um profissional jamais deve ser descartada, porque “após avaliação nutricional com o nutricionista, será prescrito uma dieta individual específica para redução do colesterol”, alerta a Dra. Kilza.

Uma boa estratégia para uma reeducação alimentar eficiente é prestar atenção nas escolhas que são feitas já na hora das compras. Quer sugestões de trocas saudáveis aprovadas pela Dra. Kilza? Olha só:

EVITE

PREFIRA

Pão francês

Pão integral

Leite integral

Leite desnatado

Manteiga

Margarina light

Cebola branca

Cebola roxa

Iogurte integral

Iogurte desnatado

Maionese

Maionese light

Frango com pele

Frango sem pele

Arroz branco

Arroz integral

Você pode conferir outras sugestões de trocas saudáveis no Kilza Koch. Manter-se informada sobre o que pode ou não fazer bem a sua saúde pode contar pontos a favor. No intuito de prevenir o colesterol alto, muitas pessoas passam a usar azeite em tudo para substituir os demais óleos, inclusive aquecendo o produto. Eu já caí nessa armadilha. Essa prática faz mal, sabia? Segundo a Dra. Kilza Miranda, “o azeite quando aquecido gera uma substância chamada acroelina, sendo cancerígena. Neste caso, o ideal é consumir na forma natural”. Por isso, informar-se muito bem será sempre a melhor estratégia.

No mais, fique atenta a alguns hábitos do seu dia a dia para avançar na luta contra o colesterol alto:

* Evitar os alimentos ricos em gorduras trans: biscoito recheado, gordura hidrogenada, sorvetes;

* Evitar as frituras em geral. O ideal é assar, cozinhar, grelhar.

* Ingerir salmão, sardinha, arenque, peixes ricos em ômega 3, um antiinflamatório natural que auxilia na diminuição do colesterol.

* Faça uso das castanhas, nozes, amêndoas.

Imagem: stock.xchng

Mais no Bicha Fêmea…

Alimentos gordurosos x escolhas saudáveis

Erros comuns que podem estragar a sua dieta.

Emagrecimento e organização.

Comer bem para viver melhor.

Atitudes que garantem um vida mais saudável.

Navegue no Bicha FêmeaInício > Corpo> Saúde> Colesterol alto? Invista na reeducação alimentar!

Quer as novidades do Bicha Fêmea? Receba gratuitamente em seu e-mail!

Conheça o Mercado de Artes, loja virtual do blog Bicha Fêmea. É por aqui >>>>>> basta clicar!

16 comentários sobre “Colesterol alto? Invista na reeducação alimentar!”

  1. Ozenilda Amorim comentou:

    Oi Lidi,
    Tudo bem! Olha, estou fazendo a promoção de 2 anos de aniversário do meu blog com sorteio de produtos La Pomme. Gostaria muito que você participasse.
    😉

  2. Carol Santana comentou:

    Lidi,

    Eu tive que passar por reeducação alimentar por conta de colesterol alto, com ONZE anos de idade… :S

    Por conta de comer muita gordura, açucares etc, tive que fazer um super regimão, ainda novinha. Na época foi duro. Mas hoje toda a família tem uma alimentação balanceada, e eu sei bem o que fazer e o que não fazer na alimentação da minha pequena!

    Espero que suas leitoras dêem a importância devida à este post! E uma ação simples, como trocar um refrigerante por um suco, só trará benefícios! 😉

    Nossos corações agradecem!!!! 😀

    Bjocas,
    carol

  3. Andreia Lica comentou:

    Lidiane, bom dia!
    Há mais ou menos 4 anos, ao levar minhas filhas há uma consulta de rotina, a médica solicitou exames de sangue onde descobrimos que elas estavam com colesterol elevado, como elas são magras, sempre achamos que estavam saudáveis, ledo engano. Elas tiveram que iniciar uma reeducação alimentar e hoje o colesterol esta controlado, mas descobrimos que ele é hereditário, o pai delas e sua familia tem tendência a colesterol elevado. Desta forma, controlo a alimentação delas, antes elas comiam bolachas recheadas diariamente, hj comem uma ou duas vezes por semana, faço uma alimentação equilibrada, com muitos legumes e raramente faço frituras.

    Bjão

    1. Lidiane Vasconcelos comentou:

      Andreia, sempre fui magra e fui pega de surpresa com isso também. A gente sempre associa esse problema a quem está acima do peso, ‘né? Me enganei “bonitinho”, assim como acredito que muita gente se engana…

      Hoje em dia também presto atenção no que como. A reeducação alimentar é difícil, mas necessária. Não tem outro jeito. 🙁

  4. Tati comentou:

    Lidi, que saudadeeeeeeeee!
    faz tempo que não consigo passar aqui…
    Aqui em casa fizemos, há muitos anos atras, uma reeducação alimentar assim como vc falou, gradativa. não tanto por mim mas pelo meu marido que não comia saladas, frutas e nem nda que tivesse a denominação ligth. após um susto e muita conversa mudamos tudo. o que foi uma vitória, hj ele é “saladeiro / integralseiro” e temos um filho que tem hábitos alimentares fora do comum de forma super natural, sem sofrimento. Vale a pena!!
    a melhor maneira é nem levar pra casa!
    essa seleção que vc falou já no supermercado é fundamental.
    tenho ctza que vc logo, logo vai pensar: “puxa! eu comia isso?”
    qto ao aquecimento do azeite, li esta semana, que o aquecimento produzido por fogões caseiros não chega a uma temperatura suficiente para “estragar”. vou pesquisar mais. óleo de coco tb é legal!
    pergunte para seu médico sobre quitosana. é um medicamento natural feito da casca do camarão e ajuda muito na redução do colesterol! outro aliada a redução é a laranja, comer sempre na sobremesa!
    Força e fé! é difícil mas vc vai conseguir!
    bjão

    1. Lidiane Vasconcelos comentou:

      Oi, Tati!
      Mulher, fazer o marido comer salada, fruta, tomar suco de fruta, etc. é, de fato, um sonho para mim. Não sei como isso é possível, mas o meu é desse “modelo”… kkkkk…

      Ocorre que o médico dele também identificou taxas alteradas, e na medida do possível vou convencendo ele quanto as escolhas. Sei que vou conseguir, mas preciso ter bastante paciência, “jeito” e muito amor. Só o amo salva! …ehehehehehe…

      Obrigada pelas dicas, Tati.
      Beijos!

  5. Pingback: Tweets that mention Colesterol alto? Invista na reeducação alimentar! -- Topsy.com
  6. Trackback: Tweets that mention Colesterol alto? Invista na reeducação alimentar! -- Topsy.com
  7. Tauana comentou:

    Lidi querida, estamos no mesmo barco, porém, a uns dois anos atrás eu estava com o meu a 240 esse ano estava bem mais baixo 216, porém tenho que viver me policiando e fazendo exames anuais.
    Eu costumo trocar os alimentos, a única coisa que não dá mesmo é o leite, eu sou louca por leite integral, então reduzi para uma vez ao dia, fazer o que né?!
    Adorei o post.
    Bitocas!!!

  8. Eliane Gomes Fernandes comentou:

    Lidi, amo seu blog, assinei a newsletter pra não perder nenhum post. Então queria te convidar pra receber um selo de qualidade. É so dar uma passadinha no meu blog e pegar.

    Beijo

    Eliane (Leituras de Eliane)

  9. epóxi comentou:

    Matéria super bem vinda!

  10. Pingback: Saúde | Beleza | Bem-Estar no Bicha Fêmea: tudo junto e misturado…
  11. Trackback: Saúde | Beleza | Bem-Estar no Bicha Fêmea: tudo junto e misturado…
  12. Pingback: Cirurgia bariátrica e os cuidados essênciais para o sucesso
  13. Trackback: Cirurgia bariátrica e os cuidados essênciais para o sucesso
  14. Cirlei Figueira comentou:

    Oi, Lidi !
    Seu Blog, como sempre, excelente, apresentando uma matéria extremamente educativa, visando o bem-estar e a saúde das pessoas !
    Parabéns também à Dra. Kilza Miranda !
    Trabalhei 20 anos como Orientadora Nutricional e … “assino embaixo” tudo o que foi citado.
    Algumas sugestões :
    Utilize garrafa de 500 ml e assim, beber 2 litros de água por dia, ficará muito fácil.
    Na lista das castanhas, nozes… acrescente aveia em flocos.
    RECEITINHA : (não é “ração humana”) …
    Passe no processador, transformando em pó, sementes de linhaça.
    Triture também no processador (deixando em pequenos pedacinhos) : castanha-do-Pará e nozes. Coloque em uma vasilha grande e acrescente uva-passa escura sem sementes e aveia em flocos. Se desejar, coloque um pouco de açúcar “DEMERARA”.
    Guarde na geladeira, em pote de vidro bem tampado. Nutritiva e saudável, essa mistura ( 3 colheres de sopa) é ideal para comer com banana.
    OBS. :
    1 – Se preferir, existe à venda, sementes de linhaça em pó, dourada ou escura.
    2 – Preparo um kibe vegetal bastante nutritivo e saboroso. Toda a família come (mesmo as pessoas que adoooraaam carne) e até elogiam… rsrsrsrs !
    Apresentarei a receita, caso haja interesse.
    Um abraço fraterno, com muito carinho,
    Cirlei

    1. Lidiane Vasconcelos comentou:

      Oi, Cirlei!
      Nossa! Quantas dicas boas!
      Obrigada pelo comentário tão rico em contribuição! 🙂

      Quanto a receita, lógico que tenho interesse em publicar! Pode mandar. 🙂

      Beijos,
      Lidi

  15. Pingback: Quanto você já bebeu de água hoje?
  16. Trackback: Quanto você já bebeu de água hoje?
  17. Pingback: Mulher, alimentos e ansiedade… há algo familiar nisso?
  18. Trackback: Mulher, alimentos e ansiedade… há algo familiar nisso?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *