Início » Comportamento » Uma Bicha Fêmea por Outra: Katia Bonfadini

Uma Bicha Fêmea por Outra: Katia Bonfadini

Katia Bonfadini é uma designer de talento reconhecido na blogosfera. Quem acompanha o seu Casos e Coisas da Bonfa enxerga isso nos detalhes de todo trabalho que a blogueira mostra. O que alguns talvez ainda não saibam é que essa simpática carioca está vivendo um momento especial pela primeira vez e tem muito a falar sobre ele: está batendo asas e voando sozinha em sua carreira, longe das amarras formais de uma empresa.

O que isso significa na vida de uma profissional? Como essa experiência pode impactar na vida de uma mulher? A Katia conta tudo…

Katia revela que o que vem vivendo é diferente de tudo que já fez, já que desde a sua formatura em Desenho Industrial, em 2000, ela tinha emprego formal como todos conhecem: carteira assinada e salário fixo no final do mês. Há cerca de 4 meses está trabalhando por conta própria, e sua experiência a revelou que há o lado bom e o lado ruim de tudo.

Trabalhar dessa forma passa por tua cabeça também? A Katia conta qual tem sido o seu maior desafio nisso tudo:

“É a questão da disciplina. Eu sempre me considerei uma pessoa disciplinada que acordava pontualmente às 5:20 da manhã, respondia meus e-mails até às 6 horas e depois ia pra academia. Em seguida voltava pra casa, tomava um banho e seguia para o trabalho. Eu funcionava bem assim porque tinha uma rotina pré-estabelecida. Mas hoje em dia meus horários são irregulares, vou à academia quando dá e comecei a acordar todos os dias às 4:40 da manhã. Sendo assim, o sono chega cedo e já estou na cama às 20:30 hs. Também sinto a maior preguiça de cozinhar no dia a dia porque acho que dá muito trabalho e me toma um tempo precioso.”

Se ter disciplina para conduzir sua “carreira solo” tem sido uma das maiores dificuldades, na condução do blog parece que, de fato, isso não deve existir. Desde que começou a blogar, e isso não tem tanto tempo, Katia tem se destacado pelos posts bem escritos, relevantes e muito bem elaborados. Uma olhar desavisado pelo seu blog faz o leitor acreditar que está diante de uma blogueira expert, o que não deixa de ser, mas todo o talento dessa moça bonita na arte de blogar é nato, sem a leitura de um metablog sequer. O segredo? Gostar muito do que faz, e alguns cuidados diários no gerecimento de seu espaço virtual. Ela revela:

Apesar de ter cursado metade da faculdade de Letras antes de me formar em Desenho Industrial, eu nunca gostei muito de escrever e sempre temi as provas de redação do colégio. Por isso continuo me surpreendendo quando alguém elogia o modo como escrevo. Quanto ao gerenciamento do blog, tento programar minhas postagens com antecedência para serem publicadas no mesmo horário duas ou três vezes por semana. Gosto de manter uma certa disciplina e compromisso com os leitores. Há alguns meses, eu ainda conseguia responder a quase todos os comentários, mas à medida que o número de seguidores foi crescendo, fui percebendo que era impossível atender a todas as demandas e confesso que me sinto um pouco frustrada por isso. Se eu tivesse mais tempo livre, certamente adoraria interagir com cada um dos leitores e visitar com freqüência seus respectivos blogs.”

Apesar de tantos desafios diários, Katia tem o cuidado de separar o tempo necessário para cuidar bem de sua vida pessoal, porque é o que alivia toda a tensão que uma mulher tão ocupada como ela vivencia no dia a dia:

“Sempre sobra um tempinho para encontrar os amigos e colocar o papo em dia,  jantar com o meu marido em um restaurante diferente, viajar e estar perto da minha famílilia, que amo de paixão!!!! “

A seguir, a blogueira fala um pouco mais sobre seus desafios quanto a criatividade, maternidade, projetos,  os sentimentos que permeiam sua alma, e faz revelações sobre sua infância…

Como você equilibra sua capacidade criativa com os desejos de um cliente na hora de oferecer seus serviços?

Eu tento primeiro conhecer bem o cliente, seu ramo de atividade, seu público-alvo, seus gostos e expectativas antes de começar a desenvolver qualquer trabalho. Essa conversa inicial é essencial para o  desenvolvimento de um projeto que atenda às necessidades do contratante e corresponda às suas expectativas com um resultado que seja satisfatório para ambos os lados. Muitas vezes me surpreendo com a criatividade dos meus clientes!!!

Quem te conhece, sabe da sua falta de desejo de ser mãe. Como você lida com as cobranças de familiares, amigos e conhecidos quanto a isso?

Lidi, minha falta de desejo de ser mãe me parece algo tão natural quanto o desejo de passar pela experiência da maternidade. Muitos me perguntam qual foi o motivo da minha decisão de não ter filhos, mas nunca houve tal decisão. A vontade de ser mãe simplesmente nunca apareceu. Sempre gostei de brincar de Barbie mas nunca me senti atraída por aqueles bonequinhos que imitam bebês. Talvez eu  tenha nascido sem o gene da maternidade, não sei explicar. Mas AMO de paixão meu sobrinho Gabriel, que mora fora do país e está vindo me visitar no mês que vem! Como toda tia coruja, acho que ele é a criança mais fofa do mundo e estou ansiosíssima por esse encontro! Fiquei toda boba quando ele me chamou de “tia” pela primeira vez! Com relação à família, amigos e conhecidos, acho que sempre fui tão segura e assertiva com relação a essa questão que nunca me senti afetada pelas cobranças, que certamente existiram.

Você tem estado na blogosfera, deixando sua marca na construção visual de blogs, a exemplo do Feito a Mão, de Cláudia Ramalho. Há algum outro blog passando por suas mãos e mente criativas no momento?

No que diz respeito a layout de blogs, no momento não tenho nenhum projeto em andamento, mas estou desenvolvendo ilustrações personalizadas para convites de casamento e identidade visual para profissionais de ramos diferentes como fotografia, arquitetura e artesanato.

Você tem mais sonhos para o Casos e Coisas da Bonfa?

Não sei se meus sonhos são exatamente para o Casos e Coisas da Bonfa, mas tenho um enorme desejo de concretizar parcerias com amigos designers com os quais comungo de uma mesma sintonia criativa e de objetivos.

Katia Bonfadini, só no trololó

InfânciaMuito carinho e amor dos meus pais, brincadeiras divertidas com minhas irmãs e primas, e infelizmente, alguns episódios de bullying dos quais fui vítima no colégio.

BlogosferaTroca de experiências, sugestões, informações, descoberta de novos horizontes, perspectivas e amizades.

FuturoHummm… não penso muito no futuro pra falar a verdade. Não sei quanto tempo me resta nesse mundo e tento viver o presente da melhor forma possível. Só faço planos a curto e médio prazo e tenho a consciência de que o destino nos reserva algumas surpresas. Então tento viver um dia (ou uma semana) de cada vez.

RemorsoEu me arrependo de algumas (ou várias) atitudes e condutas, mas sei que não seria quem sou hoje se não tivessem acontecido certos episódios desagradáveis no passado que me fizeram sofrer e aprender com a experiência. Acho que devemos sempre tentar extrair algo bom de um episódio ruim.

MedoDe  perder as pessoas que amo e da violência urbana. Ah, de avião também!!!!! Adoro viajar mas morro de medo desse meio de transporte!

PerfeiçãoNão existe! Acho que nada nem ninguém é perfeito e penso que é impossível atingir a perfeição. Somos todos seres humanos passíveis de erros, dotados de virtudes e defeitos.

Mais entrevistas no Bicha Fêmea…

Uma bicha fêmea por outra: Margaret

Uma bicha fêmea por outra: Cláudia Ramalho

Uma bicha fêmea por outra: Mara Porto

Uma bicha fêmea por outra: Ruby Fernandes

Uma bicha fêmea por outra: Ana Medeiros

Quer as novidades do Bicha Fêmea? Receba gratuitamente em seu e-mail!

Siga o Bicha Fêmea no Twitter – @bichafemea.

Conheça o Mercado de Artes, loja virtual do blog Bicha Fêmea. É por aqui >>>>>> basta clicar!

 

35 comentários sobre “Uma Bicha Fêmea por Outra: Katia Bonfadini”

  1. Flávia comentou:

    A Bonfa é muito querida!
    Muito legal a entrevista!
    Bjos

    Flávia

  2. Fabiana Correia comentou:

    Parabéns pela entrevista Lidi!
    Como sempre, escrvendo e relatando muito bem.
    A Kátia é um amor de pessoa, inteligente e muito simpática, além de talentosa. Obrigada Kátia por deixar que conheçamos mais um pouco de vc. Bjs!

  3. Leticia comentou:

    Lidi e Ká, li do texto no buzz, mas realmente não podia deixar de comentar (abafa… era para eu estar finalizando uma mega planilha pentelha!)
    Vamos lá, não vou começar a rasgar a seda com as duas, porque é algo totalmente desnecessário. Acredito que vocês duas estejam na minha lista de preferidas, não só pelo cuidado com o espaço virtual de vocês (imagem, seleção de textos, qualidade de postagens), para mim, fica evidente a maturidade como blogueira.
    Sobre o texto da Ká. Já trabalhei em casa (4 anos da minha vida), e concordo com ela que precisamos ter muita disciplina para trabalhar em casa e por conta própria. Também tinha horários completamente loucos de trabalho, adorava criar na madrugada (a criatividade para mim, funciona melhor das 3 da manhã até umas 10h…). Mas fui vencida por um momento ruim do mercado. Ainda penso em algum dia voltar a este regime, com mais maturidade talvez, com um outro olhar. Eu acho que tem coisas boas e ruins do regime…
    De resto, sempre acho ótimo conhecer um pouco mais das blogueiras de admiro!
    Beijos
    lelê

    1. Lidiane Vasconcelos comentou:

      Lelê, obrigada pelo “blogueira madura”. 🙂
      Então, esse negócio de fazer home office é um tipo de atividade que pode trazer muita qualidade de vida, ou não. Tudo depende mesmo da disciplina. E digo mais, até mesmo quem convive com quem faz home office precisa aprender que estar em casa não significa menos trabalho, ou um trabalho menos sério… quando a família não compreende isso, e interrompe o trabalho como se isso fosse a coisa mais natural no mundo, acaba impactando na produtividade e na manutenção da disciplina de quem trabalha de casa. Mas isso se deve ao fato, creio eu, de que no Brasil a cultura do home office ainda não estar difundida. Confesso que quando marido me falou disso pela primeira vez, e que ele trabalharia assim na empresa onde ele está hoje, achei um tanto quanto estranho… kkkk… 😀 Hoje em dia, acho que isso já poderia ser padrão para uma séria de profissões e tipos de trabalho. Tem tanta coisa que pode ser feita em casa e poupar o profissional de enfrentar trânsito e tudo o mais, né?

  4. Babi Mello comentou:

    Não poderia deixar de comentar nesse post, afinal a Katia merece e o trabalho dela é mega bom, o Casos e Coisas da Bonfa super reconhecido e ela é um amor e mesmo na correria que a vida dela é, ela ainda encontra tempo de comentar lá no Percepções e confesso que adoro ver os comentários dela por lá.
    Lidiane, mto legal o seu post e a Bonfa merece. Puts acordar às 4h30, mas acordando cedo que vencemos na vida.
    bjocas

    1. Lidiane Vasconcelos comentou:

      Ai, Babi! Se só acordando tão cedo assim é que a gente vence na vida eu tô ferrada!
      4h30 é muito cedo!! 🙁

  5. Katia Bonfadini comentou:

    Oi, queridíssimas blogueiras!!!!! Obrigada pelos comentários tão gentis e Lidi, obrigadíssima pela oportunidade! Realmente trabalhar em casa tem um lado bom e outro ruim. Tem gente que se adapta com mais facilidade, que gosta de mudanças e desafios, mas pessoas como eu que gostam de ter uma certa noção de estabilidade, demoram mais a se acostumar, eu acho… Mas penso que tudo na vida acontece por um motivo e realmente acho que todo aprendizado vale a pena. Não tem aquele ditado que diz “se a vida te der limões, faça uma limonada”? Pois é, estou fazendo minha limonada da melhor maneira que consigo fazer!!!!!

    Um grande beijo e um ótimo dia pra todos!!!!

  6. Mari comentou:

    Lidi!! Adorei a entrevista com essa minha amiga que adoro de paixão!!!
    Bonfa, o futuro realmente é incerto, mas no seu caso tenho certeza de uma coisa: será brilhante!!!!

    Beijocas nas duas!

  7. Milena comentou:

    Katia está entre as minhas descobertas boas desse ano.Uma pessoa coerente com suas propostas,honesta com seu trabalho e suas conquistas,dedicada àquilo que faz e muito talentosa também!
    Fico sempre muito feliz em ver que seu trabalho,mesmo mudando de trilho,vai sendo cada vez mais visto e admirado.
    Parabéns Bonfa pela entrevista!!
    Lidi,só gente boa por aqui.
    Bjs

  8. ruby fernandes comentou:

    Oie Lidi! oie Kátia!
    Kátia você é uma querida, adoro seu blog, a maneira como escreve e sua alegria de viver! Morro de vontade de te conhecer pessoalmente, se um dia for ao Rio ou você vier à Brasília um encontro será obrigatório viu?
    Bjo bjo para vocês ^_^

  9. Camilla Nesti comentou:

    Bom, adoro o ‘Casos e coisas’; acesso semanalmente para ler as colunas… e as festinhas, viagens, comprinhas?? Sem falar no ‘Bonfa convida’ que sempre tem pessoas interessantes!
    Adorei conhecer o Bicha fêmea! Mais um para o meu acesso semanal.. rrs

    bjoksss

    1. Lidiane Vasconcelos comentou:

      Oi, Camilla!
      Foi muito bom saber que você gostou tanto do Bicha Fêmea.
      Fique á vontade para voltar mais vezes. 🙂
      Beijos

  10. Glaucia comentou:

    Lidiane

    Eu adoro o blog da Katia, super bacana!
    Adoro o Bicha Fêmea também, tem dias que passo um tempão lendo o histórico.

    Beijos
    Glaucia

    1. Lidiane Vasconcelos comentou:

      Eita, Glaucia!
      Se você passa um tempão lendo o histórico do Bicha Fêmea, é porque tem o que ler, né?! 🙂
      Pronto! Essa associação me fez ganhar o dia… kkkkk… 😀
      Beijos

  11. Rosi Costa Caleffi comentou:

    Mais uma dobradinha das minhas queridas blogueiras!!!

    Meninas, que delícias vê-las juntas novamente. Sei que estou meio distante, mas além da demanda no trabalho ter aumentado, só consigo pensar em babies, fraldas e afins, uma loucura.

    Bonfadini, sempre é um prazer ler seus textos, mas ler sobre vc é muito melhor.

    Lidi, mais uma vez, uma escolha certa!!!

    Bjs, queridas

  12. Fer Lorenzoni comentou:

    Sou fã da Katia, ela quem me abriu os olhos p padronagens e ilustrações, antes eu olhava e n via!!!
    Só tenho a desejar muito sucesso, a vcs duas.
    Bjos.
    Fer

  13. Rose comentou:

    Oi Lidiane, passando pra dar um oizinho e matar a saudades…to ficando doidinha por aqui kkkkkk mas to amando essa nova vida.
    Bjinhus volto quando der…rs

  14. Tri comentou:

    Oi Lidi, faz tempo que não comento… mas continuo vindo aqui… pois é algo necessário, informativo, divertido, tanto quanto o blog da Katia que brinda a gente com cultura (amo ver as fotos das viagens), gastronomia (fala que as artes dela na cozinha não são tudo?) e muito mais!
    Um beijo estalado nas duas!

    Tri

    1. Lidiane Vasconcelos comentou:

      Oi, Tri!
      Mulher, quando li isso aqui “Oi Lidi, faz tempo que não comento… mas continuo vindo aqui… pois é algo necessário, informativo, divertido, …” fiquei toda toda… 😀
      Obrigada! 😉

  15. Carol Santana comentou:

    Acho os desenhos da Bonfa, lindos!!! 😀
    Muito bacana a entrevista, Lidi! 😉
    Bjocas,
    CArol

  16. Luci Cardinelli comentou:

    Que delícia de post! Parabéns Lidiane!

    Eu sou muito fã da Katia, e lendo esse post a conheci mais um pouquinho e me fez a admirar ainda mais.

    beijos prás duas!

  17. Tri comentou:

    Oi Lidi!
    suas 2 chances estão validadas no sorteio de 1 ano do Coisas da Casa 08!
    Agora quem está toda-toda sou eu! risos
    por ter você participando da “brincadeira” lá no blog!
    Boa sorte
    beijo
    Tri

  18. Pingback: Tweets that mention Entrevista de Katia Bonfadini no Bicha Fêmea -- Topsy.com
  19. Trackback: Tweets that mention Entrevista de Katia Bonfadini no Bicha Fêmea -- Topsy.com
  20. Karla G. F. comentou:

    Amei a entrevista com a Katia!!!
    Parabéns!

  21. Fernanda Reali comentou:

    Adoro o blog Coisas da Bonfa porque tudo é muito colorido, bem cuidado, cheio de boas ideias!

    beijo

  22. Tati comentou:

    Adorei! encontrar as duas no mesmo lugar.
    é sempre ótimo sou fã mesmo!
    mas a disciplina…ah! sei bem como é difícil…ainda mais que tenho um pitoco que muitas vezes me faz trabalhar vestida de pirata, lançando ancoras ao mar…kkkkk…mas acredito sim na melhor qualidade de vida trabalhando em casa! tenho épocas de bagunça geral na rotina e me cansa muito, mas qdo as coisas estão equilibradas, fluem que é uma maravilha!
    bjs, bjs

  23. Simone Scharamm comentou:

    Que post bacanérrimo sobre a Bonfa! Adorei! O blog dela é sensacional e é reflexo da pessoa incrível que o edita!
    Vou conhecer a Bonfa pessoalmente no Chá das Blogueiras e estou super feliz!!!
    Se fosse possível, gostaria de ter nesse Chá: você, Lidi, a Claudinha Ramalho e a Lelê! Quem sabe um dia, né?
    Beijos!

    1. Lidiane Vasconcelos comentou:

      Ah, Simone! Já pensou mesmo se a gente pudesse se reunir? Mas é difícil, né? Eu no interior de SP, no máximo, tenho mais chances de ver a Lelê, que está na capital. Se bem que conheci a Fabiana Correia que é de Alagoas, como a Cláudia Ramalho. Por pouco eu não pude conhecê-la pessoalmente também… mas quem sabe, né? Aliás, nunca se sabe. 😉
      Beijos

  24. lilly comentou:

    a katia é uma pessoa unica.
    ela brilha e se destaca.
    sabe muito e divide conosco numa boa.
    nao é uma pessoa que se auto promove…
    ela é simples.
    qto mais a conheço e infelizimente so a conheço de ler o blog ou dos e-mails que trocamos… sinto que ela éum dos seres humanos mais incriveis desta blogosfera.

  25. Cláudia Ramalho comentou:

    OI, Lidi, estou atrasada no comentário, mas adorei esse post com a Kátia, que é uma pessoa queridíssima!!!
    Seria tão bom, como Simone falou, se nos encontrássemos pessoalmente… ah, como seria!!!!

    Foi ótimo conhecer um pouco mais sobre a Katinha. Parabéns às minhas duas blogueiras amadas.

    1. Lidiane Vasconcelos comentou:

      Bem que eu queria te encontrar mesmo.
      E por falar nisso, esta semana estava falando com Denis sobre a praia do Toque, e confirmando a vontade que tenho de voltar lá dia desses. Quem sabe não é por lá que vamos nos encontrar um dia? Você e Mário, Denis e eu. Que tal? 😉

  26. Gina comentou:

    Lidi,
    A Kátia é uma pessoa muito querida e talentosa. Gosto muito de visitar seu blog.
    Gostei de trocarem “figurinhas”, uma no blog da outra…
    Bjs.

  27. Pingback: Uma Bicha Fêmea por Outra: Veronica Kraemer
  28. Trackback: Uma Bicha Fêmea por Outra: Veronica Kraemer
  29. Pingback: Uma bicha fêmea por outra: Rejane Batista
  30. Trackback: Uma bicha fêmea por outra: Rejane Batista
  31. Pingback: Estilos de vida e de blogar: cada bicha fêmea com o seu!
  32. Trackback: Estilos de vida e de blogar: cada bicha fêmea com o seu!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *