Início » Comportamento » Uma Bicha Fêmea por Outra: Margaret

Uma Bicha Fêmea por Outra: Margaret

Já são 2 anos e dois meses como blogueira, e um novo blog depois de um hiato bloguístico na vida de Margaret: Margaretss. Considerada por todos que acompanham suas postagens como alguém de talento e criatividade inquestionáveis, Margaret esbanja simpatia, bom humor e generosidade em seus posts divertidos e utilíssimos!

Dona de um talento nato para a criação de móveis, objetos e acessórios de todo tipo, ela conta de onde vem a razão para o título “metida” que ela carrega, e é de conhecimento da blogosfera…

“… eu não me digo “metida”, eu realmente me acho “metida”. E o “metida” abrange alguns itens: eu nunca fiz curso de nada, não tenho nenhuma técnica e sempre quero fazer um pouco de tudo. Então o “meu metida” é tipo: “Não sei nada e quero fazer tudo”. Normalmente, as pessoas não gostam muito de aparecer, de mostrar as coisas. E eu gosto. Adoro, por exemplo, quando sou chamada por um blog que amo, como o Bicha Femêa, para falar um pouco de mim. E aí fico metida, falo pra todo mundo, não tenho o mínimo de timidez. Minha auto-estima é muito alta. Então nesse caso me refiro a “ser metida” porque não fico baixo astral por algum comentário inconveniente, sou “levemente” desaforada e normalmente não levo desaforo pra casa. Então sou uma “metida desaforada”. No entanto, vale a pena ressaltar que sou uma “metida do bem”: não gosto de humilhar ninguém, gosto de ser atenciosa e principalmente tento ser carinhosa com as pessoas. (apesar da minha metidez…rs)”

A baiana, dona de um espaço virtual colorido e alegre, tem os dois pés na internet e a cabeça no artesanato, revela que tem projetos na manga para o futuro, mas não dá detalhes do que pode vir por aí:

“…eu vivo de internet. Meu trabalho profissional é sobre internet. Então sempre tenho várias idéias e alguns projetos na cabeça… Entretanto, eu gosto de fazer tudo com muito planejamento antes de executar, e certamente um dia porei algum em prática.”

Enquanto ficamos aguardando as cenas dos próximos capítulos e as peripécias da Margaret, acompanhe o resto da entrevista para ver o que mais a bonitona fala sobre blogosfera, planos e a vida…

A marca do seu blog, além do bom humor constante permeando os textos, é a cultura do “faça você mesmo”. Você é arteira desde criança?

Não lembro se desde criança, mas sempre gostei de fazer trabalhos manuais… Durante uma época da minha vida, deixei de lado, porque foi uma época ruim financeira e psicologicamente falando. Mas já fiz muita coisa e inclusive ja ganhei uma boa grana com “meus dotes” artesanais. Quanto ao bom humor, eu realmente sou bem humorada 23 horas e 30 minutos por dia. E reservo os 30 minutos restantes, para ter o direito de dar algum xilique, se precisar. Já sofri muito na vida e tive uma cota grande de mau humor 24 horas por dia. Agora quero mais é sorrir e ser feliz. 

Você teve um primeiro blog, super bem frequentado e comentado. De repente, parou tudo. Achou realmente que sua porção blogueira tinha acabado ali?

Em nenhum momento achei que tinha acabado, mas eu precisava de um tempo na minha cabeça para entender que no mundo virtual (assim como no real) as pessoas são diferentes e nem sempre elas pensam como eu. Foi mais ou menos como uma relação que entra em crise e eu precisava de tempo para analisar tudo. No final, eu poderia acabar essa relação ou retomar com outras perspectivas. Porém, sabe, fiz tantos amigos durante esse tempo e recebi muitas cobranças para voltar. Tentei explicar meu ponto de vista e quando resolvi voltar, foi pra valer.

 

 
Logo depois desse “hiato bloguístico”, você recomeçou com um novo blog. Qual a importância desse novo espaço virtual na sua vida?
 
Meu blog é meu oxigenio. Eu o respiro 24 horas por dia. Sempre estou pensando em novas formas de melhora-lo, procurando sempre um visual melhor, postar com frequencia e principalmente fazer coisas que sejam uteis para outras pessoas. Só uma coisa tem me incomodado um pouco e ainda não descobri uma forma de resolver: retribuir os comentários. Quando alguém me pergunta algo, seja através de comentário ou de email, eu sempre respondo. Mas, sabe, eu gostaria de falar com cada pessoa que comenta, retribuir cada visita, porém não tenho esse tempo. A cada dia, o blog cresce, as visitas aumentam, mais pessoas comentam e eu, apesar de ser dona do meu próprio nariz, trabalho de 10 a 11 horas por dia. Eu gosto de fazer meus artesanatos, me preocupo em fotografar tudo e preparar passo a passo das coisas que acho interessantes. E ainda preciso comer, tomar banho,  cuidar do maridinho (porque ele cuida muito de mim), sou viciada em ver filmes, leio um pouco todos os dias e dormir, né? E, nas 24 horas do dia, faltam horas para eu fazer ainda um monte de coisas.
 
Você andou abrindo uma loja virtual “em outros carnavais” para vender suas artes… pensa em retomar essa atividade?
 
Sabe que as vezes penso? Veja bem, eu já tive fábrica de bolsa com super produção e vendia muito. Então sei fazer todo tipo de bolsa com o melhor acabamento possível. Aí penso: Podia ganhar dinheiro com esse “meu dom”. Quando abri a Treko Treko eu pensei o seguinte: Farei  bolsas, necessarie e vou vendendo. Acontece que a procura foi muito maior do que meus dois braços permitiam. Além de vender o que eu disponibilizava, eu recebia muitos emails de encomenda. Eu não gosto de fazer duas coisas iguais, meu prazer pelo trabalho vai por água abaixo. E na minha idade eu estou procurando fazer as coisas pelo prazer (todas as coisas….rs). Imagino o seguinte: Se você coloca uma loja virtual de produtos artesanais, ou você se enquadra no mercado para atender a demanda com qualidade, ou você fecha a loja. E por ter tido uma fábrica no passado e não ter a mínima vontade de recomeçar no padrão de ter empregados, de ter empresa, etc., etc., resolvi acabar. Todavia, sei que tenho tino pra negócios, sabe? Tenho facilidade de comunicação, sou uma vendedora nata, então continuo pensando… Talvez, quem sabe um dia, resolva fazer tudo de novo.
 
Margaret, só no trololó…

Vaidade: Boa, se for usada com moderação.

Filhos: Orgulho. Por ter criado duas filhas da melhor forma que pude e elas hoje são duas adultas das quais me orgulho muito.

Marido: Meu príncipe encantado, Bi. Que apareceu em bytes na minha vida em um momento em que eu desacreditava de tudo. De amor, de amigos, de felicidade. Em bytes porque conheci ele pela internet.

 

Paixões: Pela vida, pelas minhas filhas, pelo meu marido, minha mãe, minha irmã Sara. Eu sou uma pessoa apaixonada. Tenho paixão pelo que faço, pelo que invento… Paixão por tudo.
 
Seguidores: Pessoas que não conheço mas que são importantes para mim. Quando alguém me escreve pedindo algo e diz: “sou sua seguidora”, eu respondo: Seguidora não pede, seguidora manda!
 
Blogosfera: Um mundo louco, apaixonante, delicioso. O futuro (já presente) real da internet.
 
Mais entrevistas no Bicha Fêmea…

Uma Bicha Fêmea por Outra: Cláudia Ramalho

Uma Bicha Fêmea por Outra: Mara Porto

Uma Bicha Fêmea por Outra: Ruby Fernandes

Uma Bicha Fêmea por Outra: Ana Medeiros

Navegando no Bicha Fêmea – Início > Uma Bicha Fêmea por Outra > Uma Bicha Fêmea por Outra: Margaret

Quer as novidades do Bicha Fêmea? Receba gratuitamente em seu e-mail!

 

 

32 comentários sobre “Uma Bicha Fêmea por Outra: Margaret”

  1. Fabiana Correia comentou:

    Lidi, eu não conheia a Margaret, e achei ela bem ato astral. Adorei a entrevista, e como sempre quero deixar meus parabéns p vc, que tá trazendo a esse cantinho pessoas maravihosas.
    Realmente fazer as coisas com prazer é o que há de mais importante na vida, incuindo-se ai o trablho nosso de cada dia não é?

    Bjokas as duas!

    1. Lidiane Vasconcelos comentou:

      Tem toda razão, Fabiana! 🙂
      Ah! Grata pelos “parabéns”. 😉
      Beijos

  2. Leticia comentou:

    Lidi
    Acompanho faz pouco tempo o blog da @margaretss e acho o senso de humor dela maravilhoso! No twitter também me divirto com as tiradas dela… acho tudo! Sabe aquele dia que tudo parece pesado aqui no escritório? Então, entro no twitter e tem algo de outro mundo pra me divertir.
    Ela é ótima, bloguisticamente, seguindo pelo twitter e provavelmente ao vivo e a cores.
    Parabéns pela entrevista!
    Beijos
    lelê

    1. Lidiane Vasconcelos comentou:

      Valeu, Lelê!
      Beijos

  3. Fernanda Reali comentou:

    Adorei ler sobre esta convidada especial. Conheci @margaretss há pouco tempo e logo gostei do blog e da personalidade dela, pois tem algo importantíssimo: a generosidade. Ela faz e mostra. Ela acerta e mostra. Ela erra e mostra. Ela explica e mostra. Ou seja, ela compartilha. Parece que para @margaretss, um mais um é sempre mais que dois.

    obrigad, Lidi, por escolher esta convidada!

  4. Marilia Alves comentou:

    Que pessoa fantástica que ela é. Vou visitar o blog. Claro!

  5. Isadora comentou:

    Legal Lidi, através do Bicha Fêmea tenho conhecido blogueiras muito interessantes! Margaretss, vou lá espiar seu blog, gostei bastante da entrevista!
    Bjs

  6. vERONICA kRAEMER comentou:

    Lidi, amei a entrevista!!! Adoro seu blog e amo a Má de paixão!!!
    Obrigada às duas, ficou maravilhoso!!!
    Beijossssssssssssss
    Vero

    1. Lidiane Vasconcelos comentou:

      Que bom que gostou, Vero! 🙂
      Beijos

  7. eliene vila nova comentou:

    Mag é simplesmente magnífica,ela é tudo isso mesmo,lindaelinda,talentosa.
    Sou fã incondicional da MAg.
    Linda entrevista.

  8. Pingback: Tweets that mention Margaret no Bicha Fêmea -- Topsy.com
  9. Trackback: Tweets that mention Margaret no Bicha Fêmea -- Topsy.com
  10. Ana Carla comentou:

    Margaret é uma paixão na blogosfera !

    Talento, Criatividade, Amor e muita vontade de ser útil pra todas nós. Como costumo defini-la: Ela é a glória, a força e o poder ! kkkk

    Amo Amo Amo

    Bjo pra Lidi e pra Margaretss !

  11. Silvana Mello comentou:

    Adorei a entrevista e já estou indo conhecer o blog. Parabéns!! Bjusss

  12. Margaret comentou:

    Ai Lidi, adorei… hoje to me sentindo a Bicha Femea mais bicha e mais femea do pedaço.
    Obrigada pelo convite viu? Voce sabe que acompanho teu blog e como fico uma orgulhosa e feliz por estar aqui.
    E obrigada tambem pelas palavras tao cheias de carinho.
    Beijinho especial

    1. Lidiane Vasconcelos comentou:

      Ah! Se você gostou, ganhei o dia! 🙂
      Obrigada a você por ter topado a entrevista, viu?! 😉
      Beijos

  13. Cristina comentou:

    Ela é de bem com a vida, a @margaretss é um sucesso sempre!

  14. Bia Bueno comentou:

    Ah, essa foto é figura demais! Com certeza ela é sucesso, adoro as criações dela que acompanho no blog…

  15. Eliana comentou:

    Lidi, adorei a entrevista, mesmo porque a Margaret é muito querida e atenciosa tambem. Fiquei algum tempo sem entrar no blog dela, mas agora voltei. Ainda mais quando postei sem saber o pergolado dela, e ela educadissima me deixou um comentário.
    Gosto muito de tudo que ela faz e ela é super criativa.
    Beijos

  16. Telma Maciel comentou:

    Quem já conhece já adora. Depois de ler uma entrevista gostosa assim, apaixona, né?
    Ela é inspiração pra mim na arte do faça vc mesmo. Nunca fiz nada pq sou mto desengonçada, mas anoto várias coisas pra poder fazer um dia, quem sabe… rs
    Gostei demais!
    Um beijo pras duas!

  17. cris comentou:

    Lidi arrasou na convidada, sou tua fã e da Margaret também…parabéns!! Bjokas duas!!

    1. Lidiane Vasconcelos comentou:

      Obrigada, Cris! 🙂
      Beijos

  18. Sônia-RJ comentou:

    Parabéns pela entrevista muito bem conduzida. Margaret é uma ser iluminado; tem muita alegria e generosidade; tornei-me fã há algum tempo. Amei tb a apresentação que ela fez das filhotas no site dela.

    Abraços para ambas (entrevistadora e entrevistada) e sucesso.

    1. Lidiane Vasconcelos comentou:

      Muito obrigada, Sônia! 🙂
      Seja bem vinda ao Bicha Fêmea. 😉
      Beijos!

  19. Glaucia comentou:

    Que bacana essa entrevista com a Margaret !
    A conheço faz pouco tempo, mas todas as vezes em que falamos pelo msn foram de puro divertimento. Mesmo a conhecendo pouco posso afirmar com convicção que ela merece essa homenagem e que realmente ela é tudo de bom e uma fonte de inspiração para quem como eu adora artesanato e idéias criativas.
    Margaret me inspirou a criar um cantinho virtual para mim, ainda pretendo deixá-lo com carinha de ponto de encontro como o dela.
    Parabéns pela entrevista por esse blog tão legal.

  20. Flavia comentou:

    A Margarete é muito legal, maravilhosa !!!!!

    Se é metida ??? Ela pooooooooooode …rs

  21. Yumi comentou:

    ler relatos assim, de gente que venceu os perrengues e hj é mais do que feliz dá ânimo pra continuar tentando vencer essa fase negra…

    Eu tow numa fase assim, passando por trancos e barrancos, o próprio blog começou a ter postagens frequentes a partir de uma perda dolorosa…

    Adorei ler como a Margaret conta os causos, sempre de forma bem humorada. Como disse … dá animo ler relatos assim, q mostra a prova de q se quisermos podemos conseguir…

    Bj

  22. Simone Scharamm comentou:

    Oi, Lidi,
    Que entrevista fantástica! Amei o bom-humor da Margaret(que eu não conhecia, mas vou já, já visitar) e a forma positiva de encarar a vida! Uau!!! É o tipo de “gás” que a gente precisa pra continuar a luta do dia-a-dia! A entrevistadora, também, dessa vez se superou! Tá ficando cada vez mais profissional e interessante!
    Adorei esse post!
    Parabéns pras duas!
    Beijos!

    1. Lidiane Vasconcelos comentou:

      Obrigada, Simone! 🙂

  23. Fla comentou:

    Lidi, que bacana poder conhecer a Margaret, pois eu ainda não a conhecia.
    Você sempre traz aqui no seu cantinho pessoas bacanas, parabéns Lidi.
    E Margaret me pareceu uma pessoa super alto astral. Vou lá conhecer o cantinho dela agora mesmo.
    Beijo pras duas.
    Fla

  24. Sara comentou:

    Excelente a entrevista. Margaret é uma pessoa fantástica.
    Eu a amo.
    Sara.

  25. LILLY comentou:

    a margarete é uma pessoa que ri de si mesma.
    por isso ela leva tudo na boa.
    antes que alguem diga alguma coisa, que digam que ela pagou mico , ela já se mica sozinha.
    isso é uma atitude corajosa.
    ela fala mesmo e doa a quem doer.
    excelente entrevista

  26. Pingback: Entrevista de Katia Bonfadini no Bicha Fêmea
  27. Trackback: Entrevista de Katia Bonfadini no Bicha Fêmea

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *