Início » Corpo » Saúde » Como jogar fora os remédios vencidos?

Como jogar fora os remédios vencidos?

Por esses dias eu me deparei com um dilema doméstico comum a muitas bichas fêmeas que, como nós, estão atentas ao que é bom para o meio ambiente: como jogar fora adequadamente os remédios vencidos?

Se você for como eu, deve ter em casa sua pequena farmácia com remédios para dor de cabeça, cólica menstrual, machucados, dores musculares, etc. Uma hora o remédio vence, e jogar fora como quem joga cascas de laranja não é bem o ideal, concorda?

Quando me deparei com essa dúvida, constatei que não sabia o que fazer. Pior, não me lembrava de ter lido qualquer coisa a respeito, e por isso a ignorância. Cheguei a pensar em jogar o que era líquido no banheiro, você já pensou assim também? Mas apenas pensei, ainda bem! Antes eu pesquisei qual a atitude correta nessas horas, e aprendi um pouco mais sobre algo… que bom!

Muita gente pensa logo no que eu pensei, não é? Mas essa alternativa não é a mais adequada porque os remédios contaminam o solo e os mananciais. Também tem gente que descarta os remédios no lixo doméstico, o que também não é aconselhável por causa do mesmo motivo que citei, e ainda tem outro agravante, que é o caso de os catadores acharem os remédios e consumí-los. Ou seja, o inconveniente é duplo.

Infelizmente não há nada que regule o descarte de remédios pelo cidadão comum, somente os hospitais e drogarias é que seguem normas quanto a isso. Já se pensou em criar uma lei que defina isso, obrigando as farmácias a aceitarem esses medicamentos vencidos. Mas nada há de concreto, então as farmácias não estão obrigadas a receber nossos medicamentos fora da validade.

Mesmo assim, eu agi desse modo: eu tinha alguns remédios para comprar, e fui na farmácia mais próxima. Comprei os remédios e questionei se eles não aceitariam meus medicamentos vencidos para que eles fossem descartados da forma correta. O balconista disse que não poderia aceitá-los porque tudo o que eles descartam passa por um controle interno, blá blá blá …

No fim das contas, é preciso que se diga, o balconista me orientou a levar a medicação na vigilância sanitária da cidade, porque lá eles aceitam e tudo seria incinerado (como tem que ser). Ah, bom! Aí tudo já mudou de figura, não é? Como sou uma bicha fêmea esperta, já tratei de ligar e confirmar o procedimento. Sim! Eles aceitam que eu deixe meus remédios lá. !

Então será assim que vou resolver o meu problema, e sugiro a você, bonita, que tente fazer algo para evitar lançar os remédios vencidos no lixo doméstico ou no vaso sanitário. É que a natureza agradece, e pessoas desavisadas (como os catadores, por exemplo) também, sim?!

Texto orginalmente publicado no Soll Artes e Outras Coisas…

As bichas fêmeas falam…

A Beta, que edita o blog Mix Cultural, avisou que fez um post que complementa este aqui, do Bicha Fêmea. Fui conferir, e o post da Beta, que é do Rio de Janeiro, informa que quem tem remédios em casa e que ainda estão na validade, pode doá-los na ASAPREV-RJ, que fica na Av. Rio Branco 156 – 20 andar sala 2021 à 2024 – (Edifício Av. Central ) – e orienta que os remédios podem ser deixados na portaria do prédio. Além disso, a Beta informa que você pode fazer a doação também no Shopping Tijuca no SAC – SERVIÇO DE ATENDIMENTO AO CLIENTE – 3° PISO.

Excelente aviso, hein?! Obrigada, Beta!

Mais no Bicha Fêmea…

Alimentos gordurosos versus escolhas saudáveis.

Excesso de lanches pode estar contribuindo para a obesidade infantil.

Dicas para evitar infeccões vaginais no verão.

Alongamento para caminhada: você faz?

Erros comuns que podem estragar a sua dieta.

 

Quer as novidades do Bicha Fêmea? Receba gratuitamente em seu e-mail!

19 comentários sobre “Como jogar fora os remédios vencidos?”

  1. Rosi Costa Caleffi comentou:

    Lidi, querida

    Saudades de seus comentários lá no blog.

    Vim pedir sua ajuda.
    Como estou gestante, meus pensamentos se voltam para o baby que está chegando. E como moro atualmente numa kitnet, naquele estilo quarto e sala no mesmo ambiente, e meu apartamento só ficará pronto após o nascimento do baby, tô no maior dilema em como inserir nesse espaço um berço e uma cômoda (o essencial e permitido no momento),

    Que tal colocar ideias sobre aqui no blog? Vai me ajudar muito. Agradeço desde já.

    Beijão

  2. Beta comentou:

    Querida, seu post veio bem a calhar com o meu.
    Dá uma olhada lá, talvez possa te ajudar:
    http://www.mixculturainformacaoearte.com/2010/07/sobras-de-remedios-o-que-fazer-com-elas.html

  3. Fernanda Reali comentou:

    Lidi, o pouco remedio que sobra, viro no vaso sanitário e dou descarga, pois geralmente são xaropes ou anti-alérgicos. Penso que a diluição faz com que percam algum efeito nocivo. Minha preocupação é com pilhas e baterias, venenos modernos que ficam liberando substâncias.

    bjs

    1. Lidiane Vasconcelos comentou:

      Oi, Fernanda!! 🙂
      Acho que tua preocupação com o descarte de pilhas e baterias é justíssimas, e é uma excelente sugestão de pauta. Eu anotei aqui na minha lista de pautas para o blog, e se eu conseguir montar um post legal sobre isso, te aviso. 😉

      Beijos

  4. sandra comentou:

    Ola Bom dia!!
    Saudades!!!
    Me perdoe a minha ausência..

    AMIZADE

    Não se poderia conceber a amizade se ela não fosse presidida pelo ternário simpatia-confiança-respeito, indispensável para nutrir o sentir que a constitui.

    É pelo signo da amizade que se unem os homens, os povos e as raças, e é sob seus auspícios que há de haver paz na Terra.
    Da Sabedoria Logosófica.

    Carinhosamente,
    Sandra

  5. sandra comentou:

    Sempre faça doação ao posto, caso não for mais usar.

    Sandra

  6. Thays comentou:

    Gostei muito da dica 😉
    Vou adotá-la a partir de agora.
    Bom fds!
    bjs

  7. Amanda comentou:

    Poxa, eu não tinha a mínima idéia de que não podia jogar os remédios no lixo!! Nossa, que desatenção a minha. A partir de agora vou ficar ligada nisso, só vou ter que descobrir aqui na Austrália onde eu posso entregar os remédios vencidos. Bjs

  8. Simone Scharamm comentou:

    Ótimas dicas, Lidi,
    Confesso que jogava no lixo, nem mesmo pensava sobre isso!
    Obrigada !
    Um beijo!

  9. Viviane comentou:

    Oi Lidi,
    ótimo post! Sinceramente acabava jogando no lixo mesmo, é bom saber que posso procurar a vigilância sanitária para isso.
    Beijos!!!

  10. Júlia Vieira comentou:

    Oi Lidi Vasconcelos,

    Só para a informar que aqui em Portugal, Lisboa, é fácil você leva os medicamentos que já não usa ou estão fora do prazo para a farmácia eles tem umas caixas próprias onde voce coloca os medicamentos depois eles tratam junto da farmacêutica, periodicamente é feito também para recolha de chapas de radiografias.

    Beijos

    Júlia Albuquerque Vieira

  11. Lidia comentou:

    Adorei esse tokes amiga , muito bem lembrado
    bjs

  12. Pingback: Dicas domésticas para evitar gastos e desperdícios
  13. Trackback: Dicas domésticas para evitar gastos e desperdícios
  14. Pingback: Cheiros e bem estar
  15. Trackback: Cheiros e bem estar
  16. Pingback: Dicas para limpeza e organização da geladeira
  17. Trackback: Dicas para limpeza e organização da geladeira
  18. Pingback: Não jogue seus remédios no lixo | Renata Pinheiro
  19. Trackback: Não jogue seus remédios no lixo | Renata Pinheiro
  20. Pingback: Vigilância Sanitária e descarte de medicamentos | Renata Pinheiro
  21. Trackback: Vigilância Sanitária e descarte de medicamentos | Renata Pinheiro
  22. adriana flavia comentou:

    Quanto aos rémedio vencidos pelo menos as fármacias podem colocar um coletor, seria muito mais fácil, para nós cidadões.

    1. Lidiane Vasconcelos comentou:

      Pois é, Adriana!
      Concordo contigo.
      Quem dera todas as farmácias prestassem esse tipo de serviço, né? Seria, inclusive, um diferencial para os clientes. Espero ansiosa que a gente uma dia chegue lá. 😀

      Obrigada por sua participação, e seja bem vinda ao Bicha Fêmea. 🙂

      Beijos,
      Lidi

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *