Início » Comportamento » Leitoras em Debate: enteado á vista no casamento. E agora?

Leitoras em Debate: enteado á vista no casamento. E agora?

Uma leitora do Trololó de Mulher, a Prycilla, leu o post em que discutimos por aqui o caso da Ana. O caso foi aquele em que ela relatou sérios problemas de convivência com o enteado adolescente todas as vezes que ele vinha passar as férias com ela e o marido, pai do garoto. Ana quis ouvir nossa opinião a respeito sobre como lidar com a situação. Lembrou?

Veja também:

Casamento: os conselhos mais inteligentes. Já leu?

Você vive a solidão a dois? Saiba como sair dela.

 

Pois muito bem, a Prycilla leu todo o post e comentários, e decidiu pedir nossa opinião a respeito.

O problema ela explicou assim:

“Olá! Meu nome é Prycilla, tenho 23 anos e tenho um relacionamento de 7 anos com o meu noivo de 31 anos. Ele tem um filho do 1° casamento, de 10 anos. Estamos pretendendo nos casar, só um porém, o FILHO. A ex, que sempre foi uma péssima mãe, vai embora, e o filho vai ficar. O menino é muito mimado pelo pai, avós paternos e a minha queridinha cunhada. O garoto é dengoso, bagunceiro, não me ouve e o pior: manda no próprio pai. Quando resolvemos nos casar, o meu noivo disse que o principal do casamento é o filho dele, tipo eu passo, lavo, cozinho pro garoto, só não mando nele. A mãe, que não tá nem aí, é a escolhida pela minha sogra e a minha cunhada, que defendem ela até por baixo d’água. Eu sou a que deu certo com ele. Nunca me casei, posso estar errada, mas eu não sei lidar com esse problema. O menino faz dengo e tudo o que ele quer o pai faz, mesmo contra a minha vontade. Estou com medo de entrar nesse casamento e não suportar o filho, porque entre eu e o menino, vem o menino em primeiro lugar. Não acho justo eu ficar com o garoto e a mãe, que é a pessoa que tem que estar junto, vai embora bem, bela e faceira, e me deixa um pré adolescente para cuidar. Não sei se o menino tem ciúmes de mim com o pai, mas ele está sempre em cima do meu noivo, senta no colo, quer dormir junto, quando saimos quer sempre andar de mão dada. Não sei o que fazer, me ajudem por favor. Tenho medo de não dar conta se o casamento for assim.”

mulher pensando

Imagem: Yoshiaka via stock.xchng

Veja também:

Casamento duradouro: isto tem algum segredo?

Como encontrar a pessoa certa para um relacionamento?

Quando eu lia o caso da Prycilla, formei minha opinião ao lembrar de uma vez alguém ter dito que a gente sempre sabe o que fazer em situações de impasse, e eu sempre concordei com essa ideia. Será que faz sentido essa opinião baseada no senso comum, e que ouvi não sei onde, vinda não sei de quem?

Para a psicanalista clínica Geisa Machado, que tem seus olhos de especialista voltados para o comportamento da mulher nos tempos atuais, e que escreve no blog “A FORÇA E A BELEZA DE SER MULHER”, essa postura é possível, sim. Segundo Geisa, “as pessoas sabem o que fazer numa situação dessas, mas o medo das consequências é que não deixa a decisão ser tomada”.

Veja também:

Há vida após o casamento?

Essa colocação só vem confirmar a necessidade da Prycilla enfrentar a situação de alguma forma, digo, tomar alguma atitude para conduzir melhor tudo o que vem acontecendo nessa relação. Há um casamento á vista e não seria interessante que a convivência chegasse a ser tão complicada como foi no caso da Ana. Tem jeito de isso ser feito?

Veja também:

3 verdades duvidosas que podem estar minando a sua vida: fuja disso já!

Você é daquelas que acreditam nunca acertar em suas relações amorosas?

Geisa Machado explica o que pode estar acontecendo: “numa análise geral, Prycilla está se colocando em segundo lugar na vida dele. O garoto não tem que ser o principal no casamento, não existe um principal, uma vida familiar sadia gira em torno de todos os seus membros”. E vai além quanto ás ações que podem conduzir ao início da solução do problema: “o que ela tem a fazer é conversar com o noivo a respeito desses temores e colocar algumas regras de como ela se sentiria mehor na relação. Caso isso não funcione, o fundamental seria buscar uma ajuda terapêutica”.

debate

Imagem: stock.xchng

E você, hein? Arrisca-se a dar algum palpite ou dica para a Prycilla? O que você pensa sobre o assunto? A bonita está ansiosa para ler as opiniões sobre como lidar com um problema assim…

Mais sobre o assunto:

Enteados problemáticos podem causar a separação do casal?

E se fosse você, como lidaria com um enteado mal educado?

ASSINE

LOJA TROLOLO DE MULHER[2]

859 comentários sobre “Leitoras em Debate: enteado á vista no casamento. E agora?”

  1. Vanessa comentou:

    Gente o casos de vocês desculpem mas não é nada em comparação com a minha vida , sou Vanessa 31 anos homossexual conheci minha mulher há 3 anos eu sou de Caieiras sp e ela Araçatuba interior de sp , vim morar com ela e ela tem duas filhas atualmente uma de 14 a outra de 7 , a pequena não me obedece, fala gritando o tempo todo , não põe roupa sozinha faz dengo manhã para chamar atenção ,mas ela gosta de chamar atenção de todo mundo ao redor mesmo se ela não conhece a pessoa , faz xixi na cama mama mamadeira e mimada e tem a de 14 essa só por Deus , minha mulher trabalhar das 8:00 as 18 de segunda a sexta no sábado das 8 as 11:00 gasta umahora para chegar no serviço e domingo trabalha das 8 as 18:00 eu trabalho das 14:00 as 20:00 e todos os dias antes de sair deixo almoço pronto e limpo parte de casa pq é grande demais , a filha de 14 anos não faz absolutamente nada só fica no celular 24 horas por dia e boca dura com a mãe dela responde , o pai fica umfim de semana simmoutro não , mas a mais velha não quer ir mais para casa dele eu e minha mulher não temos tempo uma para outra e temos muitas dividas, ela não bate nas meninas ela conversa bastante deixa a mais velha sem Cel , mas não melhora ,tenho alguns problemas de saúde fiquei uma semana em casa pois a menina não fez nada não lava um copo ,reclama de ir buscar a irmãna escola que é 500 metros da escola a mãe dela não sabe mais o que fazer e eu muito menos eu vejo o sacrifício da minha mulher por isso eu mesma doente quando fico em casa faço tudo porque sei que ela chega muitoooooo cansada ,ela dorme as vezes agente conversando noutro dia nem se lembra como dormiu , gente alguém me ajuda gostaria que ela passasse a guarda para o pai mas jamais falei isso pq minha mulher fala que não deixa elas por nada .

    1. Marcos comentou:

      Vanessa, os filhos na grande maioria das vezes, em uma separação dos pais, ficam com a guarda da mãe e dificilmente ela abrirá mão disso. Hoje sou muito bem casado, com uma mulher maravilhosa, mas tenho uma filha do primeiro casamento, que não a vejo a mais de 2 anos. Pago pensão em dias, mas não quero contato, por dois motivos, o primeiro para não ter que ter contato com a mãe que me fez muito mal e o segundo para proteger o meu atual casamento, que é maravilhoso. Protejo o meu presente do meu passado para que eu possa ter um bom futuro. Não adianta disser que enteados e madrastas podem se dar bem, isso é muito raro. Então para evitar problemas, eu não tenho contato com a minha filha. Sinceramente, será muito difícil a mãe das suas enteadas abrir a mão da guarda. Sinceramente, se fosse comigo, se a mãe pedisse para que eu tomasse de conta da menina, eu não aceitaria, para não estragar o meu casamento. Entretanto, no seu caso, se a mãe abrir a mão da guarda e o pai não tiver interesse em assumir, a guarda poderá ser dos avós. Consulte um advogado da família antes de propor qualquer coisa. Lembre-se se os menores forem morar com o pai, quem paga a pensão é a mãe (judicialmente falando)… Fale com calma com a sua companheira, e seja sutil ao sugerir que as crianças vá morar com o pai. Mas esteja muito bem informada sobre a legislação antes de sugerir. Pesquise bem. Caso ela abra a mão da guarda, sua vida melhorará 100% … pois, raramente existe relações boas entre enteados e madrastas. Mas se isso não acontecer, tente contornar a situação, tente ocupar esses menores, com cursos, mande para a casa dos avós, tios etc.

      1. Anne comentou:

        Admiro muito vc Marcos em ter essa atitude, preservar o seu casamento! Muitos relacionamentos não dão certo hje por causa dos enteados, inclusive o meu que mora comigo e o pai dele há 2 anos, a mãe ausentou da responsabilidade, não ajuda com nada, nunca ajudou e ainda se acha no direito de muitas coisas. Eu e meu marido discutimos direto pois ele não aceita que eu fale nada do menino nem da ex, pq não gosta de mexer no passado, o pior de tudo que a mãe pode muito bem cuidar do filho mas não faz isso pq é uma irresponsavel e não quer ter trabalho, simples assim! quem dera meu esposo pensasse como vc.

        1. Angra freitas comentou:

          Gente eu conheci meu esposo
          Ele tinha 4 mes de separado
          Nos organizamos para morar juntos
          Arrumamos a casa tudo…
          Derrepent uma bela noite
          Meu eaposo estava na minha casa
          Um carro apita era os filhos dele
          Uma meninas de 4 e um menino de 6
          Ela mandou um taxista trazer eles
          Com mont de malas colchão roupas
          Como dizem …de mala e cuia
          No dia seguint ja iamos nos mudar para nossa casa morar juntos
          Qndo vi aquilo fiqei em choq
          Sem ação sab
          Parece qe o mundo desabou
          Enfim ele levou as criancas pra onde ele estava..
          E eu fiqei com meus pensamentos
          Meu deus e agora…
          Oqe eu faço
          Eu tnho uma filha qe na epoca tinha 7 anos
          Mas nao e porq e minha filha não
          Mas pensa numa criança fácil
          Muito calada nao e de responder palavraoes na boca dela vc nao vê
          E o jeito dela mesmo
          Cada um tm uma personalidade
          Enfim…
          Fiz a besteira de morar com ele
          Gent minha vida mudou
          Roupas meu deus
          Pra lavar era aos montes
          Almoço na hora pra mandar pra escola
          A casa nao parava limpa
          A situacao financeira comecou ficar dificil
          Ele teve qe ir trabalhar na angola
          E eu fiqei com as crianças
          Olha so deus sab oqe passei
          Eles nao me respeitavam
          Me xhingava
          Vivia presa dentro d casa porq nao tinha como deixa eles pra resolver algo
          Emfim …ele voltou depois de 4 mes
          Ai começou piorar a situação
          Comecamos a brigar muito
          Por causa das crianças
          Ele me cobrava de ter cuidados com a filha dele
          Era brigas constantes
          Se eu chamase o filho dele de menino
          Era motivo de briga
          Ele dizia qe era implicância
          Acabamos nos separando
          Mas continuacamos juntos
          Mas em casa separada
          Engravidei
          E voltamos a morar juntos
          Pensei qe iria mudar
          Mas não…continua igual
          Gente a vaca da mae deles
          Nao cuida porq e irresponsável
          Na verdd agora depois de alguns anos
          O menino ta com 10 ano e a menina com 8
          Ela qer eles
          Mas adivinha
          Meu eaposo inventa monte de desculpas pra nao entregar
          E o pior no casamento ta bm desgastado
          Eu amo ele sab
          Mas to vendo qe ta dificil
          Nos nao conseguimos sair de casa pra nada
          Porq caisa das crianças
          Eles nao tm onde ficar
          A minha todo fim de semana fica com o pai dela
          Mas eles nao tm lugar
          E nao temos carro
          Wntao pensam…nossa vida e em casa
          Nos dois nao temos nosso momentos
          E os qe temos sao so discussões por causa dos filhos dele
          A menina eu peço pra fazer algo ela faz de conta qe nao ouvi
          To qe nao sei oqe fazer
          Alguem me ajude

    2. Jose comentou:

      Eu terei o prazer de responder. Para começar essa sua relação aos olhos das crianças é abominação contra lei de Deus e a sociedade em parte. Segundo, entiados nunca prestou e a mãe é sempre a favor dos filhos. Experimenta agir bruscamente com uma delas para ver a sua amada um diabo contra vc. Terceiro vcs, não sabem agir com isso porque não teve princípios morais na vida, para serem o que vcs são tá mas do que claro. Por fim, você tem duas escolhas,mete o pé dessa relação, toma vergonha na cara e vai procurar um homem ou aceita a sua vida medilcre que dói menos. Trabalho e dinheiro sem pudor não adianta nada. Só lamento por pessoas assim como vcs. Pessoas com distúrbio de personalidade.

  2. Erica comentou:

    Boa tarde meninas
    Vou contar um pouco da minha situação.
    Bem me chamo Erica, 30 anos e tenho 3 filhos. 2 do meu primeiro casamento da qual fui casada por 10anos Miguel com 10anos e Guilherme de 6 anos. E o terceiro desse meu atual esposo Samuel 1 ano. Conheço meu marido desde quando eu tinha 8 anos de idade. Bem vivemos nossas vidas e após isso faz três anos que estamos juntos e casados.
    Ele tem um filho de 10 anos que na vdd não é filho mas registrou ( essa parte é complicada) tbm do primeiro casamento dele, que mora com a mãe em São Paulo e nos no Rio. Resumo da história ( ele era casado mas ficava naquela de briga vai embora e volta, em uma dessas idas e vindas, a ex mulher ficou grávida de um cara que disse que não ia ficar com ela. Antes do pai dela falecer, o sogro pediu ao meu esposo que não deixasse a filha desamparada. Então ele prometeu e disse que criaria a criança como filho, só que o menino não sabe)
    O meu problema é quando o menino vem para o Rio para a casa da avó materna, todas as férias. Quando o menino vem fica Julho, Dezembro e Janeiro.
    Toda vez que ele está por aqui eu e meu marido brigamos muito, por causa do filho dele. O menino é mimado e tem tudo a sua mão, não gosta de ouvir a palavra não. Eu como mãe de 3 filhos preciso por regras e limites, ex: hora pra mexer no celular, no computador, hora do banho, quando faz alguma refeição é na mesa, e como sou evangélica temos tbm nossos cultos que frequentamos. (Em São Paulo o menino frequenta a macumba da qual a mãe faz parte).
    Meus filhos estão acostumados com todas as regras e limites. Porém o filho dele não, ele é filho único e tem de tudo.
    Ele é ruim e fica maquinando maldade com meu filho do meio de 6 anos. Inclusive nas férias de Julho desse ano ele pegou uma Lacraia em um Naldinho de praia e jogou na cabeça do meu filho, foi um desespero pra tirar o bicho.
    Ele não gosta de ir a igreja e o pai obriga, o menino não gosta de sair com o pai, mas smp é obrigado. Nossa é um desespero. Ele chegar chora, chora, bate pé, bate porta, joga copo e prato em cima da pia. E meu marido não faz nada, pq diz que não pode chamar a atenção dele pq ele não vai querer vir aqui em ksa. Inclusive o menino chinga e quando falo algo pra ele fazer ou parar de fazer finge que não está me escutando ( me ignora). Toda vez vem com uma conversinha estranha, pq alguém o induz a falar coisas pra mim ( o menino disse que não estava preocupado com o futuro dele, pois tudo que o pai dele conquistou seria dele quando o pai morresse) isso não é conversa de criança. Alguém fala coisas pra ele, colocando contra mim, pra falar coisas pra me entristece.
    Nessas férias de julho após a tragédia da lacraia eu o proibi de dormi na minha casa. Foi uma briga gigante com meu marido, pois ele não aceitou ( quase que nos separamos). Mas quando vi que nem chamar a atenção do menino em relação a brincadeira de jogar o bicho na cabeça do meu filho, eu surtei. E minha atitude foi se nem eu e nem meu marido pode chamar a atenção dele, então deve ficar com a avó. Não sei se foi certo mas não quiz nem saber.
    Agora quero realizar o sonho do meu filho mas velho, que é levá-lo ao Beto Carreiro ano que vem, e meu marido só vai me ajudar a pagar se nós levarmos o filho problema dele. Não estou aceitando essa situação não sei o que fazer, às vezes penso em desistir, mas lembro que as crianças vão crescer e quem sabe esse garoto deixe de ser problema.
    Nessas festas de final de ano tbm não o quero na minha casa, sei que haverá outras brigas, sei que posso ceder e aturar esse menino maldoso aqui. Mas até quando vou suportar???
    Me ajudem

  3. pati comentou:

    Li tantos comentarios e me identifiquei, sou casada ha 3 anos com um marido apaixonado e parceiro, ele tem um filho de 8anos super mimado pela mae, sao separados ha 7 anos, ela nao aceita o divorcio, ela é brigada com todo mundo, minha sogra e cunhadas me adoram e nao gostam do sobrinho pq sabem como ele é manipulador e dissimulado. Ele se junta com a mae pra fazer inferno de mim toda segunda feira depois de ter vindo domingobpra casa. Ele ja me disse que mente e finge sim pra agradar a mae, na frente do pai é bonzinho. O pai tem sentimento se culpa pelo filho ser fruto de separaçao. Entao mima tbm. Diz que o filho é incapaz de mentir, que é apenas uma pobre criança indefesa. Antes meu marido queria ter um filho comigo mas a ex infenizou tanto e o filho disse que nao aceita irmao e meu marido mudou de ideia. Mas eu to gravida de 2 meses e meu marido sofre muita pressao deles, pedem dinheiro sem fim com isso meu marido me disse que eu forcei a gravidez e ele nao queria pq coitado do filho dele de 8 anos, como vai reagir, se nao aceitar, eu sou feliz no casamento mas este guri com a mae nao se cansam de infernizar com mentiras. O menino é dissimulado demais e isso me desgasta e nao consigo mais gostar dele e meu marido quer que eu ame o guri como se fosse meu de barriga
    Se eu nao tivese gravida me separaria. O duro é que este é o unico empecilho no meu casamento

    1. Luana comentou:

      Oi Pati, boa noite ! Estava aqui triste lendo os comentários e até que cheguei no teu, olha me identifiquei mto com a sua história pois é bem parecida com a minha, a questão q estou prestes a me divórciar pois já não sei oq irei fazer, quero uma luz, já não tenho nem forças pra cuidar da minha casa, não consigo focar no meu trabalho. Abraços

  4. Juliana comentou:

    Tenho 2 enteados. Uma moça de 20 anos, que já mora com o namorado e já tem um filho. E um menino de 12 anos. Graças à Deus, moramos em municípios diferentes.E quase não temos contatos com eles. Meu marido paga uma pensão bem alta, mas não quer muito contato, pois, a genitora é uma pessoa muito ruim, de má índole e totalmente sem escrúpulos.É impossível manter contato.Quando eu conheci o meu marido, ele já era divorciado há 1 ano.A ex-mulher quando percebeu que o divórcio seria o caminho, ela deu um jeito de engravidar para garantir uma pensão por mais tempo.Meu marido saiu sem nada, deixou, casa, carro e só levou dívidas e uma pensão para pagar.Os filhos dele, infelizmente tem o caráter da mãe, são interesseiros e o que puder arrancar financeiramente do pai eles arrancam sem dó e nem piedade.Não se importam que o pai tem suas contas próprias para pagar, como aluguel, luz, água, telefone etc. Hoje meu marido paga somente a pensão que já é um valor bastante alto e que supri qualquer necessidade financeiras deles, para que não peçam mais nada e evitam contato para não haver atritos. Eu e meu marido somos muito felizes no casamento, isso porque é cada um no seu quadrado, ou seja sem muitos contatos. E assim a vida segue!

  5. Marcos comentou:

    Mulheres. Atualmente, sou casado com uma mulher maravilhosa. Mas tenho 1 filha do primeiro casamento. Cumpro com a minha obrigação judicial de pagar a pensão. O meu primeiro casamento foi um inferno. A ex-mulher era uma verdadeira golpista, ela conseguiu me dar um golpe de mais ou menos 300 mil reais e eu saí com apenas uma malinha com poucas roupas, sem ter para onde ir, fui morar com um primo. Isso porque, eu e ela, éramos casados há 15 anos, nos últimos anos que tivemos juntos ela arquitetou uma gravidez e após 5 anos deu um golpe financeiro em mim, além de conquistar uma pensão razoavelmente gorda. Acredito que a gravidez já foi uma forma de se prevenir caso houvesse uma separação, e hoje ela usa a menina como uma poupança ou renda para seus próprios gastos. Essa mulher fez muito mal para mim e para a minha família, além de não ter ética e nem moral, ela era bipolar, uma hora fingia estar feliz comigo, outra hora ela quebrava tudo dentro de casa, e chegava a rasgar minhas camisas para eu não ir trabalhar. Até chegar o momento do divórcio. Saí desiludido de tudo, além de falido! Mas Deus foi bom para mim, 2 anos depois de muito sofrimento, Deus colocou em minha vida uma mulher maravilhosa. A mulher da minha vida. Ela me deu um teto, um casamento harmonioso, carinhosa e apesar de não ganhar muito bem, mas ela trabalha muito, conquistou as coisas dela com o próprio esforço, é honesta e eu a admiro muito. Hoje, somos casados há 2 anos, ela é a mulher dos meus sonhos. E NÃO tenho contato com a minha filha, por 2 motivos: o primeiro, a mãe da adolescente é completamente desfocada da realidade e não tem como ter contato com ela, eu não quero. O segundo motivo: o meu casamento atual é muito bom para colocar à prova do meu passado. Vou proteger o meu casamento acima de qualquer coisa. Filhos crescem e se vão, a esposa é a pessoa que ficará comigo para sempre, portanto é o relacionamento com ela que eu vou priorizar. Não quero e não permito interferências de ex ou de filha. Sendo assim, eu pago a pensão mas não a vejo há mais de 2 anos e não quero aproximação. Para o bem de todos, é melhor assim!

    1. Di comentou:

      Olá .. fico impressionada com seu comentário, foi como um balde de água fria na minha cabeça, se puder me aconselhar, estou com um homem de 54 anos e eu tenho 29, ele tem uma filha de 15 anos e eu não tenho filhos , a dois anos juntos, nunca tive prioridade, ele só agrada a filha, nunca tem tempo pra viajar comigo, sair à noite, mais ir buscar a filha 3 horas da manhã ele tem tempo, foi para NY Com ela e me deixou sozinha por 10 dias, tudo que a filha pede ele corre atrás pra fazer, comprar, pra mim nem um médico ajuda a pagar..me sinto um lixo, um acessório, até a minha sogra esfrega não minha cara que a ex mulher dele sempre será a nora eterna dela… pode me aconselhar… obrigada

    2. JORDANA PERFATA FARIAS DOS SANTOS comentou:

      Sua atual esposa teve sorte. Eu infelizmente terei que conviver a vida inteira com minha enteada e pelo visto nunca terei uma familia somente minha.

    3. Jéssica comentou:

      Marcos, seu comentário me impressionou e me deixou emotiva. Tenho 18 anos e moro com meu pai a 3 anos. Ele já está no 4° casamento. Minha madrasta está grávida e eu sempre disse q não concordava com ela engravidar, porém eles não ligaram para minha opinião. Então eu estou bem de boa na minha, só q minha madrasta já veio reclamar dizendo q minha raiva vai fazer mal para o filho dela. Meu pai faz tudo o que ela quer e não fala nada quando ela diz as coisas para mim.
      Casamento não é para sempre. Existe ex mulher, mas ex filho não.
      Eu fico mt triste lendo coisas do tipo “não quero contato com meu filho para proteger meu casamento”. Dói em mim uma coisa dessas pq meu pai está quase a esse ponto.
      Já sofri mt com minha ex madrasta aponto dela pegar uma faca para me matar. Agr eu sofro pq meu pai tá cagando e andando para mim.
      Já não sei o q fazer

      1. Jorge comentou:

        Jéssica, então vou te dar uma opinião bem diferente. Eu também fiquei impressionado com o depoimento do Sr. Marcos, mas estou do lado oposto ao seu. Vou contar um pouco da minha história e você vai entender.
        Me separei pois meu casamento, relacionamento, era menos importante e mais estressante, para os dois, do que o que eu mais amava na minha vida, que era estar 100% do tempo ao lado dos meus filhos. Preferi abrir mão do contato diário com eles pra poder ter paz, inclusive ao lado deles.
        Também encontrei, assim como o Sr. Marcos, uma mulher maravilhosa, oposta da minha ex-mulher. Nossa vida sempre foi um mar de rosas, como casal. Amamos as mesmas coisas, temos as mesmas loucuras, nos divertimos como ninguém juntos, e sei que provavelmente não terei alguém tão igual a mim como ela.
        Porém, por problemas com a minha ex-mulher, confrontos, picuinhas, afrontas, chegou um momento que minha filha ficou ao lado da mãe, e começou a se distanciar da minha esposa. Já não se sentia a vontade na minha casa, queria estar comigo mas não com ela.
        E sinceramente, entre um filho, que nasceu de mim, sangue do meu sangue, que eu amei desde o nascimento e vou amar pro resto da minha vida, e uma pessoa que entrou na minha vida depois da minha própria filha, não tem o que escolher. Se minha filha não está se sentindo bem, se as picuinhas incluem ela, se estar somente com ela virou um problema, não preciso mais estar com essa pessoa.
        Cheguei a este post pesquisando sobre esse tipo de relação, e vendo os relatos aqui, vi o tanto que na verdade minha filha é, e sempre será prioridade na minha vida, pois depois de tantos relatos, fiquei impressionado como que os filhos passam a ter menos importância que um relacionamento, mas somente quando a relação é com o pai. Não vi um relato de “eu mãe deixei de falar com meu filho por causa do “meu amor””. Ou seja, o meu sentimento com relação aos meus filhos é igual ou maior do que o de qualquer mãe aqui.
        E minha filha é prioridade na minha vida, tanto que resolvi, nesse momento, abrir mão de uma “mulher incrível” em prol da minha filha mais incrível que qualquer coisa.
        Se não se dão bem por qualquer motivo, quem vai estar comigo é minha filha, pois como você disse, existe ex-mulher, ex-cunhado, ex-sogra, e inclusive a mãe dos meus filhos é “EX” para mim, mas nunca existirá ex-filho.
        Fique com Deus.

        1. Anônimo comentou:

          Um dia sua filha irá crescer, vai casar e os filhos e marido dela irão estar acima de você. Nesse dia você irá lembrar da cagada que fez deixando quem ia te acompanhar pra sempre por um momento, mas não terá volta, porque uma mulher maravilhosa sempre acha um homem a altura, o que pelo visto você não é.

          Boa sorte .

  6. Leidiane comentou:

    Oi bom dia gente!meu nome è Leidyane, tenho 29 anos e uma filha de 9 anos.
    Estou casada á 1 ano e 5 meses,meu esposo tem 2 filhos,um menino de 6 anos e uma menina de 12.Começarmaos a morar juntos no começo de fevereiro na minha casa,desse ano,ate entao ele nao estava com os filhos,só que ai a mae fez merda ,e pra nao colocar a vida dos filhos em riscos,ele resolveu pegar a guarda mas ainda nao judicialmente ,e ela concordou.entao eles vieram morar com agente,e no começo era mil maravilhas, mas depois!só Jesus pra me dar a paciencia que eu tenho,enfim..os filhos dele hj me nao me obedecem,toda hora uma respostinha,ignorância ,ciumezinho bobo,e meu esposo quer me agir comigo do jeito que age com as crianças, regras dentro de casa e me colocar no meio como se eu fosse os filhos dele. A filha dele adora fazer intrigas,fofoca de mim para o pai..eu antes de assumir a responsabilidade de ajudar ele,eu trabalhar,tinha minha vida própria,nunca dependi de homem nenhum pra ajudar e hj eu estou em casa fazendo minhas obrigações ,De dona de casa,deixo faltar nada pra eles,e vou ser muito sincera,nao tenho paciencia nenhuma mais,a minha vontade è de terminar,só nao terminei ainda pq amo muito meu marido.mais oque me doe mas è que ele quer me chamar atenção na frente das crianças, me da sermão, isso que me deixa mais triste..Entao estou aqui pedindo por favor,me ajudem.ja conversei com ele sobre isso,e ele me fala que eu nao sou obrigada a cuidar dos filhos dele,que eu tenho todo direito de desisti, só que se eu desisti ele disse que sai de casa com as crianças e paga alguem pra cuidar dele.e isso eu nao quero que aconteça.
    Me ajudem!!

  7. Luciana medeiros comentou:

    Se o homem prioriza os filhos e te coloca em segunda opcao vc sofrerá hororres. Ai é melhor investir em um relacionamento com alguem solteiro ou um divorciado que saiba dar valor aonovo relacionamento e prioriza lo e entender que Os filhos sao dele e nao seu.

  8. Cintia comentou:

    Boa tarde.
    Me chamo Cíntia e sou casada com uma mulher a 8 anos,tenho um filho de 15 anos do meu primeiro relacionamento,e nunca imaginei que pudesse ser tão difícil essa nova etapa da minha vida,minha mulher implica muito com ele,chega a ser irritante,claro que ele não é santo,tem suas falhas,na verdade ela acha que ele tem obrigação de lavar a louça todos os dias,e eu não concordo,sempre falo para ele colaborar com as tarefas de casa,as responsabilidades dele são as seguintes:
    Cuidar do nosso cachorro,colocar água,ração e manter o lugar limpo,tirar o lixo e manter o seu quarto limpo e organizado…se tirar do lugar coloca de volta,se sujar limpe,mesmo assim eu e ela brigamos constantemente,pois ela acha que eu passo a mão na cabeça dele,quando estou no trabalho ela me atormenta o dia todo por mensagem dizendo que ele não fez nada ainda,enfim,não tenho sossego nem para trabalhar,e sinceramente não sei até quando nosso relacionamento vai se manter,ela só faz cobranças em relação a ele,porém nunca fez questão alguma de se aproximar de verdade dele…se refere a ele com palavras ofensivas,não conversam sobre nada,apenas faz cobranças e não concordo com isso,enfim…muito complicado!

    Estou aberta a sugestões e críticas.

  9. Sandra comentou:

    Estou casada há 10 anos! No início morei com minha enteada de 19 anos, ela uma menina patricinha e muito mimada pelo pai! No início foi normal mais depois de algum tempo minha vida se tornou um inferno. Ela teve uma briga comigo com ciúmes do pai e foi emborembora. Mas ela hoje é casada e a mãe só vive na casa dela. Ele visita normalmente a filha leva horas e horas. Tds os eventos da família estão juntos, uma relação sem nenhum limites eu sempre em casa. A filha sempre em primeiro lugar. Defende de unhas e dentes e nunca percebe as artimanhas dela.Estou desesperada pois neste último Natal ele foi passar com a filha após o nascimento do neto.a Não aceito definitivamente sou sempre excluída e ele não põe limites em nada. Hoje chego ao meu limite. Não quero mais me relacionar com um homem que sempre quer ter razões. Vou embora e deixar ele livre pra viver com a ex filha genro e neto. Estou muito triste pois gosto muito dele. Nunca tive qualquer outro problema que não fosse a filha; ela age propositalmente para tirar ele de mim, mas ele não enxerga. Ela é o ar que ele respira…Apenas gostaria de saber se estou errada em não aceitar mais essa. A tristeza me consome.. mas consumo separação, apesar que ele nunca aceitou se casar comigo no papel por medo de chegar ao conhecimento dela! Acho muita humilhação. Tenho 53 anos e ele 69.

  10. Tamires comentou:

    Gente meu nome e tamires, e ao contrario de vcs é meu atual marido que inplica com meus filhos. Tenho dois filhos de 13 e 12 que moram com o pai. Mais fim de semana um sim outro nao pego eles e nas ferias de janeeiro passam 15 dias comigo.bom meu atual nao tem filho e emplica com os meus, dizendo que nao tem privacidade, que num gosta se incomoda mau da uma palavra com meu filho maior. Isso me ofende bastante pois ele nao sai comigo e os meninos prefere sair com os amigos. E eu sair com meus filhos.vejo caso muito pior que o meu e que nao so os homens maia tbm as mulheres reclamam dos filhos anbos as partes.o que posso falar tanto pai como a mae ouvir qualquer coisa de anbos machuca profundamente pos e filho nw gente. Jamais vamos abadonar.mais vamos vivendo quem sabw um dia isao acabe afinal eles tao creacendo o menino ja twm namorada ja nao quer ficar muitos dias em casa.

  11. Vânia comentou:

    Muito fácil meninas não casem, eu me separei e fiquei solteira com meu filho, não me importei com o relacionamento do meu marido, fui estudar e trabalhar, para dar todo suporte ao meu filho, jamais consegui imaginar outro homem dentro da minha casa mandando no meu filho, portanto tive namorados mais sempre cada um na sua casa, consegui o status e sucesso financeiro que corri atrás formei meu filho médico, hoje moro com ele kkkk, mas amo minha nora e meus netos, já o pai dele, putz este passou por meia dúzia de relacionamentos e cada um foi deixando filhos para trás, fazer oquê, entre o lógico e o tecnicamente certo fico com o lógico meu filho.

  12. DARLENY SOUZA comentou:

    Boa tarde meninas
    Vou contar um pouco da minha situação.
    Chamo-me Darleny tenho 22 anos, sou casada, meu marido tem 3 filhos. 1 de 8 anos é especial tem paralisia cerebral, 1 de 5 anos e outro de 6 anos. Estamos juntos a dois 2 anos. O de que tem paralisia cerebral mora conosco a um ano, a mãe simplesmente nós deu ele. O de 5 anos mora com avó materna e o de 6 anos mora com o tio. A mãe deles não cuida de nenhum. No começa eles me adoravam, chegaram ate a me chamar de mamãe e eu sempre explicando que não era a mãe deles e que podiam me chamar de tia. De uns tempos p cá esta sendo difícil quando eles vem p nossa casa, pq eles dois o de 6 e 5 não dormem sozinhos, sempre dormem no nosso quarto, na nossa cama, ficamos sem privacidade total, eles não me deixam nem chegar perto do meu marido, resumindo durmo no calor e sem espaço. Eu faço de tudoooo, chego super cansada do trabalho e faculdade ainda faço comida limpo casa, lavo banheiro e ainda não posso descansar no meu quarto pq eles gostam de pular na nossa cama e meu marido sempre deixa. O caçula manipula meu marido dizendo que se não dormi no nosso quarto não vai mais pra nossa casa e ele acaba cedendo. A mãe deles só quer saber da pensão, fica pedindo dinheiro ao meu marido e olhe a escola, plano de saúde, material, roupas todas as despesas ele paga tudo e ela trabalha, recebe o beneficio de mais velho que tem paralisia e isso não é certo pq ele mora conosco e sabemos que as despesas com ele é maior que todas. Eu fico a ponto de explodir por dentro com toda essa situação, talvez ai seja o meu erro.

  13. Dyane comentou:

    Eu namoro com um italiano que mora na Alemanha bem mais velho do que eu , ele tem 2 filhos ja adultos do primeiro casamento, e 1 filho de 5 anos do ultimo relacionamento que é muito mimado, o meu namoro ja falou desde do começo quando conhecemos que o filho de 5 anos é primeiro lugar na vida dele , eu vejo quanto o meu namorado se dedica 100% ao filho dele , eu não sei o mais o que fazer eu amo tanto meu namorado

  14. JORDANA PERFATA FARIAS DOS SANTOS comentou:

    So digo uma coisa arrumar homem com filho é problema pra vida inteira.

    1. Janaina comentou:

      Verdade. Me casei com um homem com filho e sofro. Ele prioriza o casamento, mas não abre mão de conviver com o garoto. Moramos longe, mas ano que vem,vamos voltar para nossa casa e vão ficar mais perto… Não quero nem pensar em como vai ser, pq não admito criança intrometida na minha vida.

  15. Isabela comentou:

    EU NÃO CONSEGUI LIDAR COM A SITUAÇÃO, NAMOREI APENAS POR 2 MESES UM CARA QUE TINHA DOIS FILHOS (UMA DE TRÊS ANOS E O OUTRO DE SETE ANOS). NUNCA HOUVE BRIGA ENTRE A GENTE, MAS FOI AUMENTANDO O CONTATO COMIGO, AS CRIANÇAS TODAS AS HORAS ESTAVAM JUNTAS, O MENINO GRITANDO DE UM LADO PARA O OUTRO, PODIA ESTAR MORRENDO DE CANSAÇO QUE FICAVA ACORDADO PARA FICAR COM A GENTE, NÃO DAVA ESPAÇO, EU FICAVA NO MÁXIMO 3 HORAS COM ELES NO SABADO E JÁ COMEÇA A ME IRRITAR… CRIANÇA É CRIANÇA, E QUANDO NÃO SÃO FILHOS NOSSO, NÃO ADIANTA, A GENTE NÃO SUPORTA. PIOR QUE O PAI DELE QUERIA QUE EU ACEITASSE AS CRIANÇAS DE QUALQUER JEITO, MAS POR OUTRO LADO NAMOROU UMA MENINA ANTES DE MIM E LARGOU DELA PORQUE NÃO AGUENTAVA MAIS VER A CARA DO FILHO DELA (ISSO PORQUE ELE TEM FILHO). AGORA GENTE, ME FALA… TENHO 22 ANOS DE IDADE, ESTOU CURSANDO UM ENSINO SUPERIOR, TENHO MINHA VIDA ESTABILIZADA, VOU QUERER ISSO PARA QUE? E NÃO SE ENGANEM, A EX MULHER PODE PARECER TRANQUILA AGORA, JAJA ELA VIRA UM CAPETA. EU EIN…. SINTO UM POUCO DE FALTA DELE POIS ERA ALGUÉM QUE GOSTAVA MUITO DE MIM (PELO MENOS DEMONSTRAVA), MAS SINCERAMENTE NÃO DÁ.

  16. Cecília Denevue comentou:

    Acho engraçados o pai que diz que não quer contato com o filho/filha, mas esquecem que filho não pede para nascer, não pede para os pais se separarem. A partir do momento em que você decide ser pai ou mãe, a sua vida deve girar em torno desse indivíduo, pq em nenhum momento eles pediram para virem ao mundo. A escolha foi de vocês é a responsabilidade financeira e afetiva pertence apenas a vocês, os pais. Quanto aos Padrastos/Madrastas que não aceitam seus enteados, a situação é pior ainda pq vcs que escolheram se relacionar com uma pessoa com filhos de relacionamentos anteriores. Exigir que o parceiro exclua um filho da vida dele só prova imaturidade e falta de caráter da parte de vocês. Quanto aos que acham que porque pagam pensão, mas excluem o filho da sua vida, hoje existe uma ação chamada “Ação indenizatória por ABANDONO AFETIVO”, que pode levar os pais que negligenciaram afeto a atenção aos filhos a uma verdadeira falência, pq nesses casos a indenização é bem alta. Se vc acha que filhos crescem e vão embora, é muito simples: Não tenham filhos, pq filho não é troféu social pra ser exibido e nem um meio para salvar um casamento falido. Filho, hoje em dia, é opção mas

    1. Cecília Denevue comentou:

      Continuando. Filho, hoje em dia, é opção, mas sobretudo é entrega, renúncia, amor incondicional e cuidado acima de qualquer relacionamento afetivo do pai ou da mãe. Volto a repetir para ver se fica claro: Eles não pediram para nascer, portanto, senhores pais, o pacote é de vcs para o resto da vida. Não quer ter problemas, não tenha filhos. Simples assim.

  17. Daniela comentou:

    Só tem uma solução!
    Não entre em um relacionamento que tenha uma criança e que vc não goste.
    Antes de vc chegar os filhos já estavam.. E com toda certeza esse casamento não dara certo.
    Priscila não vai adiantar vc se casar pq jamais vc será prioridade na vida dele..

  18. Elaine comentou:

    Estou a 13 anos com meu marido, de casada são 10 anos, temos um filho de 9, e meu enteado tem 16. Desde pequeno sempre cuidei dele, quando passou dos 12 começou a me odiar, nunca fui ruim pra ele, sempre aguentei tudo calada. A mãe dele faleceu a algum tempo e ele veio morar conosco, minha vida virou um inferno!
    Aí como eu queria que meu marido pensasse como você, já estou farta e cansada, meu casamento está muito abalado com tudo isso. E agora que resolvi parar de ficar quieta e tentar pôr ordem na casa eu sou a imatura a ruim. Já não sei mais para onde correr, já não sei oq fazer!
    Meu filho que tem 9 anos está com um péssimo rendimento na escola, caiu de uma hora para outra, a psicóloga diz que tudo isso está mexendo com o emocional dele.
    Meu enteado destrói minhas coisas e as do meu filho(irmão dele) também. Destruiu meus portas retratos, rasgou minhas fotos, queimou um quadro em que estava eu e meu esposo com nosso filho bebe em nossos braços, e tudo que ouço é que tenho que ser paciente pq ele está passando por uma fase difícil, mas cada tempo é uma fase.
    Peço a Deus todos os dias que guie eu e meu esposo para o caminho certo, a avó e a tia materna fazem questão que ele vá morar com elas, mas meu marido não deixa.

  19. Gil comentou:

    Gente essa situaçao depende muito dos pais de como essa relaçao passada terminou..é verdade que tudo está bem quando se termina bem…eu estou vivendo um relacionamento bem complicado onde o meu ex tem duas filhas uma de 18 e uma de 16, super complicadas a mãe delas não suporta mais as garotas,e quer mandar pra minha casa as duas, acontece que ja nos damos bem por um tempo ja moraram comigo nem.um copo queriam lavar e ainda questionam tudo que o pai delas dar para as minhas filhas, isso porque tenho duas filhas com ele,uma de 2 anos e outra de 3,ele morou 14 anos com a mãe dessas meninas e descobriu varias traiçoes e a deixou, moro com ele a 5 anos e ela sempre infernizando nossa vida, ele paga. A melhor escola pra elas, plano de saúde, pensão, deu moto, paga lanche todo dia na escola coitado vive se atolando em conta pra satisfazer o ego delas, e a mãe ainda acha pouco, Uma delas ja morou comigo, mas a convivencia não deu muito certo era aquele leva e traz era um inferno, voltou pra morar com a mãe e todo dia ela liga que estão brigando isso e aquilo,a mãe delas não trabalha só se noticias de que está nos bares bebendo, o povo dizendo que eles ainda se encontram… Fico a mil, e agora ela inventou de mandar as meninas la pra casa pra passar semana isso porque quem define e ela ela que quer ta mandando na minha casa e quando elas vão tenho que vim para casa da minha mãe, ja falei pra ele se resolver imponho minhas regras, mas ele que obedecer elas, Elas querem mandar em nossa casa entrar e sair quando querem e eu não sei lhe dar com isso e as coisas so pioram entre nos o jeito e a gente se separar não estou mais aguentando, o pior e que ele diz que não larga as filhas dele por mulher nenhuma só que tenho duas filhas com ele tambem, hoje mesmo estou na casa da minha mãe e elas estão na minha casa e só vão embora quando bem entenderem é mole isso.to quase surtando com isso.

  20. Luana comentou:

    Ola pessoal… tenho 25 anos e meu esposo 42.. estamos juntos a 4 anos… ele tem 2 filhos de outro casamento um menino de 10 e uma menina de 17 anos, o menino eh muito mimado, nso tem limite, faz oq quer, responde o pai dele…a mim nunca fez nda, mas nao suporto ver ele fazer isso com o pai dele, a mae dele trabalha por conta de domingo a domingo… ganha bem , meu esposo deixou tudo pra ela, so saiu com a roupa do corpo, e a ex so sabe tirar tempo pra sair com a menina… o menino fica depois da escola em nossa casa, as vezes posa a semana inteira… meu esposo sai e deixa ele comigo… mas mexe em tudo… apronta de mais… mexe nos armários … na geladeira …. a menina nao me suporta, nao fiz nda pra ela… sempre a tratei a bem… mas morre de ciúmes do pai… pq tudo q ele compra pra mim tem que comprar pra ela tbm… a mae e a menina nao podem ver dinheiro… se puderem tirar tudo q ele tem … elas tiram… eu nao sei mais oq faço… naso to suportando essa situação mais, nao sei como falar pra ele…e tenho medo de falar pra meu esposo e ele ficar chatiado ou achar ruim… meu esposo me trata muito bem… tudo q eu presciso ele me ajuda e estou grávida de 2 meses… tudo oq sinto vou guardando so pra mim… e tenho medo de fazer mal ao bb.. nao sei mais oq faço 🙁

    1. Cecílie Denueve comentou:

      Amore, você escolheu se relacionar com alguém com filhos. Infelizmente é assim. Eles chegaram primeiro do que você. Você teve e ainda tem a opção de permanecer no relacionamento nessas circunstâncias. Quanto ao dinheiro do seu boy, quem assumiu a responsabilidade de criar outra família foi ele, os filhos anteriores não tem obrigação de compreender nada, afinal não pediram para nascer. Eu advogo no sentido de que a partir do momento em que você ESCOLHE(Sim, a maternidade/paternidade hoje em dia é uma escolha. Olha, que barato !) sua vida passa a girar em torno do ser que você colocou no mundo. Quem quer ter liberdade para se relacionar, dispor do dinheiro como quiser… A camisinha tá aí e as pílulas também. Filho é uma enrascada para a vida toda e não um troféu de um casamento temporariamente feliz.

  21. Kárytha comentou:

    Triste. Vi poucos comentários sensatos aí. Essa de não ter contacto com os filhos para preservar o casamento!? Os filhos sempre serão os inocentes da historia. Não importa se a criança é atentado ou não ou a situação. Vocês pais e mães tem que entender que os FILHOS serão para sempre. É uma parte sua. Se ela ou ele entrou na sua vida e seus filhos já estavam antes, só restam aceitar. Se ela ou ele não consegue é porque não te ama. E cuidado! Pessoas que não gosta de crianças, são suspeitas!. Não se prenda a uma mulher ou homem que não gosta dos seus filhos. Seus filhos são para sempre e existem mais de 7,3 milhões de pessoas no mundo e já dizia Charles Bukowski “- O amor é uma espécie de preconceito. A gente ama o que precisa, ama o que faz a gente se sentir bem, ama o que é conveniente. Como pode dizer que ama uma pessoa quando há dez mil outras no mundo que você amaria mais se conhecesse? Mas a gente nunca conhece.”. Os seu maior bem é seu filho.

    1. Gabriel Augusto comentou:

      Me chamo Gabriel Augusto .
      Tenho 33 anos .
      Tive dois relacionamentos .
      Larah de 7 anos e Nicolas 2 anos.
      Estou em um terceiro relacionamento,
      Minha esposa diz amar os meus filhos .
      Infelizmente é difícil para mim.
      Digo que tenho três vidas .
      Dos meus dois filhos e da minha esposa meus filhos são pequenos .
      Essa fase as crianças precisa do pai por perto .
      Sinto falta do meus filhos .
      E sempre fica aquela nuvem sobre minha cabeça .

      Minha esposa sempre com as reclamações que as ex (s) me fazem de bobo .

      Pq busco as crianças levo .
      E faço o possível para fazer parte da vida dos meus filhos .

      Na real estou cansado disso tudo.
      Devia ser mais egoísta .

      Mandar um foda-se para tudo .
      Hoje em dia ser um pai amoroso é dedicado não significa nada.
      Importa é a gente pagar a pensão alimentícia e bancar todos os gastos dos filhos .
      Mais os meus filhos são a parte inocentes da história .

      Carrego as minhas escolhas erradas .
      Quem pagou o maior preço foi eu.

      Não desejo essa vida de pai passeio para ninguém !

      1. Cecílie Denueve comentou:

        Se não queria pagar preço algum, não tivesse filho, amore. Fez filho, agora aceita que sua vida mudou para sempre. É tão simples se prevenir… Filho hoje é escolha e se você fez a de tê-lo, aguenta as consequências, meu anjo.

  22. Mirian comentou:

    Gente tenho um enteado insuportável ele tem 10 anos é do primeiro casamento do meu esposo e temos uma filha de 5 anos.O garoto é extremamente mimado,mal educado e passa todo fim de semana na nossa casa.Tudo dele é melhor que o dos outros ele é egoísta a mãe incentiva ele ser assim,ele ainda age como se fosse filho único,adora chamar a atenção principalmente quando estar perto dos parentes do meu esposo eu já não sei mas o que fazer,tô vendo a hora que meu casamento vai acabar por causa desse garoto

  23. Felipe comentou:

    O meu chegou ao fim do casamento, eu tenho 42 e ela 36, no começo ela disse minha filha é estranha mas não de bola. A filha de 19 anos és treva na terra, entra e sai na casa não dá um bom dia a ninguém, não pede licença, abre a porta do banheiro sanfonada com tanta ignorância que volte e meia soltava, tampa do vaso toda hora soltava, chegou a quebrar o puxador da gaveta da cozinha e eu falava , fale com ela senão não teremos nada em casa e ela não falava, quando ela se envolveu com um homem casado falava com a mãe normalmente, fulano vai vir me buscar volto mais tarde. Como assim? O cara é casado ia buscar ela na porta de casa e a mãe achando normal. Outro dia me chega de madrugada com um cara bêbado e coloca na cama dela, dormiram lá, e aí quando acordei falei acha certo isso? A não vejo problema. Então mediante a não ser uma mãe com pulso, acabamos discutindo feio no qual ela fantasiou que eu estava fazendo ela escolher entre eu e a filha dela. E assim o casamento acabou pq ela não impõe limites.

  24. Lety comentou:

    Boa tarde!
    O motivo da discussões no meu casamento por mais dolorido que seja falar. …é a enteada do meu marido! Isso mesmo! Minha filha de 10 anos!
    O grande problema é a disputa de atenção ,ciúmes do bb de 2 anos com o meu marido e ela resmungo e obedece meu marido sempre reclamando baixinho…. ele se exteressa. Vivo intermediando pois sei que tenho uma boa filha a qual não abro mão mas não tô sabendo mais o que fazer… só brigas e brigas dos dois
    Tenho 34 anos e meu marido 38
    Desgostosa de tudo isso jah

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *