Início » Trololó » Como nasce uma blogueira?

Como nasce uma blogueira?

A convidada desta semana é a Fabi, do blog “Favas a Contar”. Conheci a Fabi não tem tanto tempo assim, e foi num momento em que ela estava dando os primeiros passos na blogosfera. Tinha iniciado o blog e já alertava naqueles primeiros posts que tinha muito a mostrar. E não é que era mesmo?

Fabi tem se revelado uma mulher extremamente inquieta artisticamente, cheia de ideias fervilhando na cabeça. Tudo o que ela imagina vai tomando forma através das mãos, surgindo a partir de sua mente inventiva. Foi assim que já mudou o visual do blog algumas vezes, até chegar numa identidade que traduza o que ela tem a dizer e fazer. E cada vez que muda, tanto melhor vai ficando. Ela tem a habilidade de se reinventar cada vez melhor, mais bonita, mais criativa…

E tem sido assim também nas criações que ela vem dando corpo. Convites, lembranças e tantos outros mimos têm surgido graciosos e exclusivos da máquina de criar que tem se revelado essa mulher, e saem do forno com a marca FAVAS DESIGN. E como se não bastasse, muito em breve virá a tona mais um projeto profissional da bonita, que é a abertura de sua loja virtual para facilitar a aquisição de suas artes.

Há muitas e muitas favas a serem contadas…

Por Fabi Carvalhos – Favas a Contar

Ser convidada para escrever no Bicha Fêmea pela Lidiane me fez sentir um enorme orgulho de mim mesma. Sim! Afinal é um blog super querido e acessado.  Bem, isso acabou me dando a ideia do que escrever para vocês, ou seja, todo o caminho que fiz até chegar ao “Favas a Contar”.

RECAPITULANDO…

www.polyvore.com Bem, mesmo antes de entrar na faculdade de Nutrição eu já gostava muito de tecnologia, artesanato, decoração e tudo que se referisse à comunicação visual, mas isto não estava bem claro na minha cabeça. Confeccionava enfeites e bijuterias, mas não tinha, e ainda não tenho, jeito com vendas, então acabava dando tudo de presente para as amigas e desanimava, afinal quem bancava esta minha “brincadeira” eram meus pais. Isto me fez começar a enxergar o artesanato como hobby. Cheguei a pensar em fazer Desenho Industrial, mas achava que só poderia cursar quem soubesse desenhar, coisa que definitivamente não tenho habilidade. Então, fui tentar fazer um curso de Computação na PUC. Quando me deparei com equações, códigos, números e mais números saí correndo!

Como gostava de biologia e química, e minhas amigas iriam tentar odontologia, entrei no mesmo barco, e me inscrevi para Nutrição. Passei, e mesmo não gostando do ambiente hospitalar segui até o final do curso incentivada por uma professora que dizia que eu escrevia bem e deveria seguir a carreira científica. Acreditei nela e lá fui eu. Fiz três pós graduações e atuei mais de 10 anos na área de qualidade.

Em 2006, tive um ano de altos e baixos, oscilando entre momentos de alegria e decepção. Conheci meu marido na virada do ano, num clima bem romântico, digno de filme, lua cheia, champagne, massagem nos pés. Uau! Uma loucuuura! Mas a felicidade durou pouco e alguns meses depois fui informada, junto com alguns colegas também com contrato temporário no governo, que encerrariam nosso contrato no final do ano. Conclusão, estava com o pé na rua. Mas como papai do céu escreve certo por linhas tortas, em outubro recebi uma notícia que, admito, me deixou bem apreensiva, mas certamente iluminou minha vida, estava grávida! Nossa! Quase desmaiei, literalmente. Tive uma crise de lombalgia que me deixou de cama dois meses. O tempo para eu me acalmar e tentar pensar no que poderia fazer. Bem, este tempo durou um pouco mais que a gravidez…:) Só defini mesmo o que iria fazer no final do ano passado. Queria fazer algo que me desse prazer, e ao mesmo tempo pudesse ganhar algum troquinho para ajudar nas despesas.

“E AGORA, JOSÉ?”, ou melhor, Fabiana?

www.polyvore.com1 Fiquei matutando, tentando descobrir o que eu gostava mais de fazer, o que faria até de graça, tamanha era minha satisfação! De graça? Ih! O “tico e teco” acordaram e resolveram me ajudar! Lembrei da minha infância e minha adolescência, de quando passava os finais de semana na casa da minha avó para aprender crochê, das aulas de educação artística de que tanto gostava, das horas que passei fazendo enfeites de cabelo para as amigas, de quando, na mesma época do curso na PUC, resolvi fazer cursos de pátina e texturização, da descoberta do scrapbook, e do prazer que me dominou novamente durante a gravidez quando preparei as lembrancinhas de nascimento e a decoração do quarto de Sophia. É isso! Pensei.

Aprendi muito com a Nutrição, conheci pessoas de várias áreas, experimentei trabalhos em cargos distintos, trabalhei numa multinacional, viajei pra caramba, vivenciei um cargo público, me decepcionei, agora está na hora de colocar as rodas nos trilhos, exercitar a mente e cuidar da alma. Decidi buscar um lugar ao sol fazendo arte!

NOVAS DESCOBERTAS

www.polyvore.com (2) Para criar o blog foi um pulo. No final do ano passado fiz um curso de webdesigner e outro de fotografia, que me ampliaram o horizonte, me ajudando a enxergar as coisas de outra forma, saber onde procurar por informações, e a identificar melhor as oportunidades na área de design. No início pensei em trabalhar como webdesigner, mas lendo sobre o mercado de trabalho descobri que é dominado por jovens, que diferente de mim, nasceram colados na tela do computador. O que levei alguns meses para aprender, e que ainda não me sinto tão segura em desenvolver, eles fazem de costas. E as agências procuram por eles porque além da facilidade de aprender novas tecnologias, o mercado de consumo hoje em dia é voltado totalmente para eles.

Então optei por tomar um caminho não tão desconhecido, que leigamente já tinha experimentado, confeccionar produtos artesanais. O design gráfico me atrai muito, e adoro Photoshop, então acho que, no momento, criar convites e lembrancinhas é um bom começo.

E onde divulgar meus trabalhos e dividir o que tenho aprendido? Claro, num blog! Quer melhor lugar para interagir, conhecer pessoas, saber suas opiniões, descobrir novos trabalhos! Confesso que não esperava fazer tantos amigos em tão pouco tempo, o blog está completando dois meses, mas não tenho como negar, estou amando! “Ô, trem bom”!
           

Antes navegava, predominantemente, por sites. Depois que criei o blog fui descobrindo as maravilhas da blogosfera. Tão mais calorosa!

Mais no Bicha Fêmea…

Organização como blogueira: faz alguma diferença?

38 comentários sobre “Como nasce uma blogueira?”

  1. Sheila comentou:

    A-D-O-R-E-I o texto da Fabi, nem lembro como cheguei ao blog dela, mas adorei tudo o que li até hoje, ela é super criativa e eu tenho uma invejinha branca dela, queria muito mexer em photoshop e embarcar numa de webdesigner…, mas quem sabe num futuro próximo!
    A lidi eu nem vou falar nada, adoro eta bicha fêmea que já se tornou uma bicha amiga!…
    Beijos meninas!!!

  2. Livia comentou:

    Adorei conhecer a história da Fabi… a minha é parecida e é tão bom ver que não estamos sozinhas! Andei me decepcionando com a carreira também e estou encontrando um meio tão gentil e amigo para trabalhar, que agora eu quero ficar por aqui! Sobre o plágio… penso que qualquer um pode usar as mesmas técnicas, mas ninguém vai fazer como eu faço, como vc faz…… e bom mesmo é compartilhar!
    Beijos e parabéns!

  3. Patrícia Pirota comentou:

    Que delícia de texto, Fabi!!!
    Parece até que fui andando atrás de você, por essa vizinhança tão parecida com a que tive…
    Agora descobri que seu jeito atencioso e companheiro vem de família =)
    Parabéns por ter descoberto aquilo que he dá prazer e transfromado em profissão, nega! Fico muito feliz por você!

    E gostei muito do que você falou sobre o plágio, e sobre as relações criadas na blogosfera.
    Que bom que a gente tem o Bicha Fêmea pra se conhecer, e dar continuidade a essas relações tão gostosas e enriquecedoras.
    Um beijão procê, dona das Favas =)

    Lidi!
    Acertadíssimo o convite à Fabi!
    Mais uma vez, seu papel de “olheira” de boas escritoras foi cumprido com louvor =)

    Ó…Sobre seu comentário no cafofo…
    Então, menina… Eu tinha lido sobre isso há um tempo, numa dessas revistas de “bem estar”. Daí descobri que minha vizinha é professora de yoga e fisio, e fui tirar a dúvida com ela.
    Ela me disse que o certo é mesmo levantar devagar, pra não forçar demais os músculos e as “juntas”, porque o nosso corpo está frio.
    Mas “óia” =) Tem dias em que a gente esquece mesmo, né Lidi. Mas só de vez em quando…

    Então, Bicha. O problema é que não são 3 congressos. O problema é que é UM Congresso e três artigos diferentes. Vou ter que rebolar pra dar tempo de apresentar os 3 no mesmo dia.
    Mas estou super feliz =)

    Que bom que gostou da narrativa assim! Eu estava escrevendo do jeito de sempre. Mas aí o narrador resolveu se manifestar. E personagem quando encasqueta de ganhar vida, não tem escritor que dê jeito viu xD

    Logo logo eu deixo ele revelar quem é o causador de suspiros tá… =)

    Beijo procê, bonita!

  4. Rejane Batista comentou:

    Oi Lidi!
    Adorei a Fabi aqui! Ela é um docinhoe e escreve mesmo muuuito bem!
    Interessante como ella conseguiu abordar vários assuntos em um texto só! E ficou incrível e muito útil.
    Parabéns pra Fabi.

    Lidi, você tem outro blog? No Blogspot?
    http://bichafemea.blogspot.com/
    Este aí.; Não sei como e acabei entrando… tomei um susto pensando que você tinha mudado o blog todo! hehhe.
    Um beijão querida!
    Ótima noite!

    Rejane.

  5. Fabiana Correia comentou:

    Fabi, que texto lindo e gracioso de ler. Já conhecia um pouquinho da tua história, mas não conhecia das suas “raízes”.
    Muito bom, além do que acho que todas as mães ensinam as mesmas coisas né? E morar em interior, crescer é bom demais!

    Não acredito que faz uns 2 meses que tu tem blog! Parece bem mais, fora o charme que vc dá ao seu cantinho, tudo de bom e de especial.

    Bom, resumindo, adorei a tua história, o jeito que contou, o sentimento que conseguiu produzir em palavras, me fez ficar mais tua fã. Muito sucesso para vc!!!

    Lidi, estou num aperreio, correndo feito louca na minha vida multifuncional, rs. Mas não me esqueço daqui e já vou me inteirar do trololó que andou rolando.
    Que bom que gostou dos botões forrados. São uma graça mesmo!

    PS: Como sempre ÓTIMA escolha. a FABI É DEZ!!!
    Bjsss

  6. Nana comentou:

    Fabi, sabe que adoro o espaço da Lidi para conhecer blogueiras que não conhecemos, trazer perto de nós uma nova amizade.
    Uma vez me senti assim tb, ainda me sinto, em começar a criar as minhas próprias peças e deixar o meu nome no mundo. Agora não é momento e tu sabe que ariana é coisa de louco, ansiedade a flor da pele rs, mas um dia eu estarei em casa fazendo arte e cuidando da família.
    Agora preciso ir trabalhar hahaha
    Bjsss

  7. Ana Carolina comentou:

    Lidi, a vida tá corrida e tinha uma semana que não conseguia dar um espiadinha no Bicha Fêmea. Quando chego aqui me deparo com um texto maravilhoso da Fabi. E saber que conheço a Fabi há 9 anos e que participei de algumas dessas suas decisões. Ela é uma mulher muita muito criativa e me impressiona a facilidade de adaptação dessa “Bicha Fêmea”. Adoro poder conhecer e, no caso da Fabi, poder relembrar, as histórias dessas mulheres maravilhosas! Obrigada por fazer desse seu espaço um momento de reflexão, admiração e troca entre a mulherada! E é isso aí! Dividir sempre! Sem medo de ser feliz!
    Bjs,
    Carol

  8. Ana Carolina comentou:

    Fabi, fui na no seu blog para deixar um recadinho para vc… Mas ainda não tinha menhum post sobre essa entrevista maravilhosa. Então, resolvi deixar um recadinho aqui mesmo, posso Lidi? Querida, o texto tá lindo e a sua história está maravilhosamente bem contada. Estou aqui, para variar um puquinho, com os olhos cheios d’água (como sou chorona, né?) envolvida com a sua força. A força da mudança, da adaptação! Continue nessa busca sempre. Depois passo lá no Favas tb.
    Bjs e bom dia,
    Carol

  9. Cláudia Ramalho comentou:

    Eita que essa bicha fêmea, realmente rasgou o verbo! Para nossa sorte, né? POis foi uma delícia conhecer um pouco mais da Fabi, cujo blog é parada obrigatória para mim, toda vez que vejo que foi atualizado.

    Lidiane, ótima escolha, ótima aprensentação, ótimas figuras. Vc tem o dom. Deveria trabalhar com gestãod e pessoas, cerimonial, ou marketing… já pensou nisso? Tem talento nato.

    Fabi, amei seu texto, muito esclarecedor e bem escrito. Gostei principalmente da comparação dos blogs com cidades de interior. Maravilhosa sacada! E muito válido foi o toque sobre cópias… já fui vítima disso. É muito chato, mas acredito que a exceção não pdoe virar regra, então, sigamos compartilhando nossos conhecimentos.

    Um beijo para as duas!

    ****
    Lidiane, sobre o sorteio, em breve teremos novidades, aguarde!

  10. Isabel comentou:

    Me adimirei com a história de vida da FAbi. Que coragem!! Beijos

  11. Fabi comentou:

    Lidi! NOssa! Como fiquei feliz com a surpresa! Ontem fiquei o dia todo desconectada e à noite, quando li seu e-mail, fiquei toda saltitante para comentar lá no blog mas eis que… minha conexão caiu e fiquei a ver navios! Só pude postar hoje. Mas tá lá, viu! Como ia deixar de comentar um fato tão importante para mim! Adorei a descrição que fez do blog e de mim. Estou bem orgulhosa!Muito obrigada! Você, como sempre muito gentil! E as ilustrações? Amei! Adoro este estilo “pin-up”. Fiquei me sentindo toda toda. Estou me achando! 🙂
    Mme desculpe o atraso na postagem,ok?
    Mil beijos, Fabi.

  12. Fabi comentou:

    Eita, meninas! Que com tantos elogios vocês vão me deixar mal acostumada, hein? 🙂
    Sheila! Muito obrigada pelo carinho, mas não posso deixar de comentar que acompanhar suas “fases” lá no “Mulher…” tem sido sempre muito gratificante. Me faz ver que somos criaturas iluminadas mesmo, cheias de graça e de inquietações, bom né? Nos faz estar sempre em movimento e transformação. Beijão! Fabi.

    Livia, Oi! Estamos nos conhecendo pelo Bicha, então? Que maravilha! Bom saber que nosso encontro foi proporcionado por uma pessoa tão especial e um cantinho mais ainda, como a Lidi e o Bicha. Obrigada pelo comentário carinhoso e sinta-se à vontade de visitar o Favas sempre que quiser. Beijão, Fabi.

    Pati, Ôpa! Ouvir de você que sou uma boa escritora vai me deixar sem dormir, menina! 🙂 Escritora inteligente e competente estou para ver em você! Mas tudo bem, aceito o elogio com muito gosto. Mas releve quando encontrar erros gramaticais e ortográficos nos meus textos,ok? 🙂 Adoro te ler e te ver lá no Favas. Encontrá-la aqui no Bicha me remete mais ao universo físico. Não parece que estamos todas reunidas na casa da Lidi? E estamos! Maravilhoso, né? Beijão, Fabi.

  13. Fabi comentou:

    Rejane! Em pensar que nos conhecemos por um outro post da Lidi aqui tb! Este cantinho é demais, mesmo, né? Muito obrigada peloc arinho. Beijão, Fabi.

    Fabi, minha xará! Dez é você! Deve ser coisa do nome, hein? 🙂 Bom demais ter uma mãe presente e referencial, não é? Tenho enorme orgulho da minha, e recordar minha infância me faz muito feliz. Obrigada pelo carinho! Beijos, Fabi.

    Nana, E não é maravilhoso o Bicha? Adoro isto aqui. E como vc disse, o melhor de tudo e poder conhecer e fazer mais e mais amigas virtuais. Vou te visitar, hein? Me aguarde. Beijão, Fabi.

    Carol, Você sempre me acompanhando e me apoiando, fisicamente e virtualmente, né amiga! Obrigada pela constante atenção e carinho. Beijão, Fabi.

    Claudinha, Gostou do texto? Ai que estou toda prosa! Bom é te ler, acompanhar sua dedicação com suas filhas, e aprender, sempre, com você. Obrigada pelo carinho! Beijão, Fabi.

    Oi, Isabel! Que bom que gostou do texto! Fico muito feliz, mesmo. Receber o carinho de novas amigas é realmente muito bom. Aparece lá no Favas! Vou adorar a visita! Beijão, Fabi.

  14. rosi costa comentou:

    Fabi, minha querida

    Ler seu texto aqui no Bicha é unir coisas me muito me agradam. É tão bom ler textos de sentimentos, sei o quanto vc é criativa, mas ler sobre sua vida, seus percalços e suas vitórias é estimulante.

    Tb passei por fases ruins, coincidência ou não elas também aconteceram em 2006, um ano que resolvi riscar de minha vida. Porém, o tempo é muito sábio e minha fé me ajudou a ter no ano seguinte muitas realizações, foi em 2007 que encontrei o amor da minha vida, casei e estou muito feliz.

    Comentei no blog de hoje e nas visitas que fiz a outros blogs o quanto a blogosfera nos é caridosa, nos presenteia com pessoas maravilhosas, cheias de coisas boas para compartilhar, vc é uma delas, uma pessoa que descobri aos pouquinhos e faz meus dias mais felizes. Lidi, vc tb está inclusa nesse grupo.

    Adoro vcs, um beijo no coração.

    Lid, toda quarta-feira vc nos dá um presnetão como esse. Obrigada, Bicha

  15. Leticia comentou:

    Parabéns para as duas… para a Lidi e para a Fabi.
    Para a Lidi, pela escolha tão acertada! O blog da Fabi é lindo, além dos trabalhos que ela vem apresentando. Adoro comunicação visual, mas escolhi não me desenvolver nesta área (na arquitetura você pode escolher), posso dizer, com certeza que ela trabalha muito bem, tem mto talento e futuro!
    Fabi, parabéns pelo texto. Ele mostra a sua coragem de querer mudar. São raras as pessoas que escolhem um caminho desconhecido, mas que acabou se mostrando mais acertado e prazeiroso! Vá em frente que você tem talento! E escreve maravilhosamente bem… o texto fluiu como se eu estivesse vendo o filme dos seus dias.
    Beijos,

  16. Nani Veiga comentou:

    Que delícia ler esse texto,tanto talento não só para fazer arte como também para escrever.
    Parabéns!!!
    Bjs
    Nani Veiga

  17. Cláudia Ramalho comentou:

    Ah, Lidiane, eu logo percebi que vc tinha todo jeito para a coisa… É uma pena que esteja fora do mercado, pois tenho certeza de que vc era uma excelente profissional.

    Olha, é claaaaaaaaaaaaaaaaaaaaarooooooooooooooooooooo que você não só pode como deeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeve participar do sorteio, afinal, como eu falei, eu me inspiro em você para aprender a lidar com as minhas visitantes. Acho isso aqui o máximo. É um blog acolhedor, receptivo, caloroso, afetuoso, interativo, enfim, é aqui que eu aprendi que por trás dos blogs tem gente viva, que sente, vive e emociona. Eu tb não gosto de ficar falando pras paredes.

    Obrigada pelo comentário mais que gentil… vc foi muito bondosa.
    BJs

  18. Fabi comentou:

    Ih! Lidi! Acho que me expressei mal, então. É claro que você não fez pressão nenhuma, né? Logo você! Sempre tão gentil e carinhosa. Eu é que sou enrolada, mesmo! Estou lendo e relendo o post da Rosi sobre administração de tempo para ver se aprendo, ou então, entra por osmose! 🙂 Um dia aprendo! 🙂 Beijão, e me desculpe qq coisa, viu? Fabi.

  19. Fabi comentou:

    Rosi, muito obrigada pelo comentário carinhoso. Vcs são mesmo muito especiais. Aguentam ou vir minhas longas histórias e ainda elogiam!:) Adoro ler sobre cada uma de vcs tb. Só assim vamos nos conhecendo e dividindo experiências, né? Acho que tudo é fase de crescimento, algumas boas, outras ruins, mas sempre se compensando. O lance é não nos deixarmos abater com as dificuldades e seguirmos em frente, construindo um caminho honesto, e bom para nós e para quem cruzamos por ele. Beijão, Fabi.

  20. Fabi comentou:

    Letícia! Como foi bom te conhecer! Vc é tão atenciosa e simpática! Outra grande conquista no mundo virtual! Obrigada pelo carinho! Beijão, Fabi.

    Nani, obrigada pelos elogios! Nem sei se realmente os mereço, sem falsa modéstia. Acho que tenho boas idéias, mas nem sempre tão criativas. E escrever, bem, erro tanto no português! Até peguei com minha mãe uma gramática e um dicionário com a reforma ortográfica para ver se cometo menos gafes! E ando aprendendo muito com a Lidi e as outras amigas blogueiras. Antes pensava que tinha que escrever com mais formalidade. Quando vi que estava errada, adorei, né? Só tento sempre atentar para não transmitir uma imagem ou informação errada. Por isso, evito escrever lá no blog com pressa. Adoro fazer amigos e me comunicar! Me visita sempre que der,ok? Beijão, Fabi

  21. Beta Bernardo comentou:

    Fabi, eu tinha lido o post, mas ainda não tinha conseguido vir comentar…
    Que máximo o texto!!
    Independente de estar bem escrito ele é bom pela essência!!! Pela sinceridade nítida!
    Eu já conhecia sua história e só aprofundei alguns detalhes. Admiro sua coragem e penso exatamente como vc. Qdo algo não tá bom o preguinho fica me incomodando e não sossego enquanto não saio de cima dele e mudo de lugar. Que todas tenhamos essa coragem.
    Que vai dar certo não tenho dúvidas, pq já está dando. Agora é questão de plantar mais e mais…
    Sobre plágio, acho o Ó e não sei lidar bem com isso não. Na net tudo se copia, mas acho um descaramento quem copia na cara dura, não dá crédito e nem ao menos dá o seu toque à coisa. Faz igual, diz que é seu. Não lido bem com isso, não. Fico pra morrer!! Mas vamos levando!!
    Parabéns por mais esse reconhecimento, mais que merecido!!!
    Bjks, Beta

  22. yvone comentou:

    Lidi (queria ter vindo aqui mais cedo, but…)
    Adorei conhecer a Fabi
    Deixo aqui meu coment que postei na página dela.

    Oi Fabi

    Ufa, três pós graduações, 10 anos em uma área… filho nascendo a vida tomando rumos inesperados e abrindo novas possibilidade. Eta coisa boa.

    Webdesigner – O design gráfico me atrai muito, e adoro Photoshop,mas não consegui absorver tanta informçaõ…
    Me blog é bem mixo perto do seu ou o da Lidi…

    Com esses conhecimnetos somados e mais o talento, criar convites e lembrancinhas é mais do que um bom começo. Com a sua experiencia e bom gosto o negocio tem tudo para dar certo.

    Na blogsfera, podemos e devemos mesmo dividimos conhecimentos, conhecer pessoas, abrir nosso horizontes e de quebra abrir nosso coração para tudo que é bom.

    Mademousele Chanel ficava super feliz quando via suas criações sendo copiadas e vendidos a preços populares no meio da rua…Dizia: “ O que é belo e bom tem mais é que ser copiado… “Fico feliz que todos (mesmo os pobres) possam ter um”
    A maior proteção que podemos ter com relação ao plágio, é sempre a certeza de que enquanto outros nos copiam, estamos lá na frente criando “novidades” não é mesmo?

    Nossos trabalhos e blogs estão cada dia se viabilizando mais e mais pelo avanço das tecnologias de informação e telecomunicação.
    Pessoas instaladas em suas residências, criativas, cheias de idéias dispondo de equipamentos de informática, e bons conhecimentos podem tornar sua “nova” atividade numa fonte de renda bem legal, realizando por conta própria a produção de bens e serviços diretamente para o consumidor que está cansado de comprar produtos made in China.

    Aprimorarmos nosso trabalho e continuarmos a dividir, a dividir e a dividir o que aprendemos. Como vc. Bem disse? “O sucesso e realização virão como resultado com certeza!”

    Fabi, adorei conhecer você e como sempre digo a Lidiane que tem olhos de Lince ou sera de Lidi mesmo, para encontrar pessoas talemtosas e extrair o melhor.

    Já tinha visto a Bicha Convidada da Semana, but estou muito confusa com a obra aqui em casa e mal tenho conseguido colocar minhas visitas queridas em dia.

    Bjk sucesso e prazer enorme em conhecer mais uma Bicha Arretada!

  23. Lidiane Vasconcelos comentou:

    Sem problemas, Yvone. Sei do seu “aperto” de tempo por aí com a obra…
    :*

  24. Fla comentou:

    A Fabi é uma fofa.
    Adorei seu texto Fabi. Conhecer mais sobre você, sobre o que você pensa… achei super legal.
    Todo sucesso do mundo pra você.
    Beijão,
    Fla

  25. Luci comentou:

    Que texto gostoso de ler. A Fabi falou de diversas coisas, e coisas muito importantes, de uma forma tão tranquila, leve, que chegamos no final com gostinho de quero mais.
    Parabéns!

    bejus e ótimo final de semana!!

  26. Pingback: Bicha Fêmea Convidada em Foco – Elaine Gaspareto « Bicha Fêmea
  27. Trackback: Bicha Fêmea Convidada em Foco – Elaine Gaspareto « Bicha Fêmea

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *